Tenório Telles




Editar

Tenório Telles


Tenório Nunes Telles de Menezes


4.3
3 avaliações

Gêneros Poesia, dramaturgia, ensaio | Nascimento: 02/09/1963 | Local: Brasil - Amazonas - Anori
Tenório Nunes Telles de Menezes nasceu em Anori, interior do Amazonas, em 1963. Membro da Academia Amazonense de Letras, Professor de Literatura Brasileira, é formado em Letras e em Direito pela Universidade Federal do Amazonas. Coordenador editorial da Editora Valer, em Manaus, a ele se poderia creditar em grande parte a tão intensa publicação literária daquela Editora, ainda tão pouco conhecida fora dos limites do Estado. Tenório é uma figura humana tão extraordinária que, se dedicando incansavelmente à promoção do livro e da leitura, pouco cuida quanto à publicação de seus próprios textos. Em 1988, publicou sua primeira reunião de poemas, "Primeiros fragmentos":, e em 2004, a peça A "Derrota do Mito". Lançou o CD "Vida e luz" em parceria com o poeta Thiago de Mello.

O imenso amor aos livros e uma esperança silenciosa, cultivados pelo editor incansável, talvez venham ajudando Tenório Telles a cumprir humildemente a tarefa do poeta, tal como faz e também entendia Paul Valéry, dando-nos a sensação de união íntima entre a palavra e o espírito.

Quando magnificamente se aventura no texto teatral, Tenório resgata um determinado olhar do “poeta-narrador” que vê com frisson o deserto nas ruínas do poder: a derrota do mito. Uma memória que traz a imagem de civilizações destruídas. Algum sentido à visão do trágico e das lembranças como possível resposta à consciência consolante tão típica de Tenório. Quem sabe, sutil resposta da Musa ao poeta de que a sorte do homem neste vale de lágrimas é precária.

O sofrimento natural que todos padecem se são poetas, e que Tenório transmite em seus versos, se transfigura em um instrumento a serviço da luz, evocando as razões da existência e a inevitabilidade do destino.

Como músico autêntico dos seus peãs, Tenório é toda a música. Anunciando a angústia do aniquilamento que a fumaça do monte não cessa de avisar, parece nos dizer que, neste mundo tolo e soberbo, resta ao coração sentir e pensar. Um pensar que, como para Leopardi, seria aprender a morrer. Ou, também, um exercício de acreditar, olhos postos no mais Alto. Tocados pela fantasia e pelo devaneio na canção da esperança de Tenório Telles, edificante. Flanando libertos!

DONALDO MELLO, em Brasília, na noite de 27 de março de 2006


Livros publicados por Tenório Telles (7) ver mais
    Poesia e Poetas do Amazonas
    Antologia do conto do Amazonas
    Contos
    Canção da Esperança & Outros Poemas
    Renovação
    Edifício Marquês de Sade

Estatísticas
Seguidores2
Leitores22
Avaliações 4.3 / 3
5
ranking 60
60%
4
ranking 40
40%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

86%

14%

Luiz__Guilherme
cadastrou em:
10/08/2010 20:35:59


logo skoob
"Uma ferramenta como essa pode certamente ser usada por professores para incentivar a leitura."

Jornal do Brasil