Jogos Vorazes

Suzanne Collins...



Jogos Vorazes


The Hunger Games




Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte! Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes?

Jovem adulto / Literatura Estrangeira

Edições (3)

ver mais
Jogos Vorazes
Jogos Vorazes
Jogos Vorazes

Similares

(90) ver mais
Em Chamas
A Esperança
Divergente
Não Pare!

Resenhas para Jogos Vorazes (1.448)

ver mais
Jogos Vorazes
on 21/5/10


Jogos Vorazes (Editora Rocco) é o meu livro predileto. Ponto. Acho que esse é um bom começo para essa resenha. Você sabe que um livro é especial quando você devora 400 páginas em menos de um dia e meio, quando meses depois você ainda pensa diariamente na história, ou quando você faz questão de rel... leia mais

Vídeos Jogos Vorazes (19)

ver mais

Resenha Jogos Vorazes

[Minha Vida Literária] Jogos Vorazes

Resenha: The Hunger Games, de Suzanne Collins

Jogos Vorazes | Resenha


Estatísticas para Jogos Vorazes

Desejam7.917
Trocam179
Avaliações 4.6 / 53.399
5
ranking 72
72%
4
ranking 21
21%
3
ranking 6
6%
2
ranking 1
1%
1
ranking 0
0%

25%

75%

Raylane
editou em:
28/11/2014 16:51:33


logo skoob
"Diferentemente das redes de relacionamento pessoal, o que importa no site não são as fotos dos usuários ou para que time eles torcem, e sim o que merece ou não ser lido."

Estadão