Para querer bem

Manuel Bandeira



Para querer bem


Antologia poética de Manuel Bandeira




A poesia de Manuel Bandeira encanta pela sua simplicidade. É uma poesia que não disfarça a ternura pelos lugares, objetos e seres que retrata. Uma poesia que, partindo de um olhar para as coisas pequenas e ínfimas, atinge uma profundidade rara. Nas imagens de Manuel Bandeira, como Bartolomeu Campos de Queirós aponta muito bem em sua apresentação, podemos encontrar "muitos fragmentos de infância". É muitas vezes nas suas lembranças de menino, em meio a balões de papel colorido, porquinhos-da-índia, brincadeiras e festas de São João, que o autor vai encontrar imagens que falam de coisas difíceis e às vezes doloridas, como o amor, a doença, a morte. As suas palavras se encadeiam de forma delicada e lúdica, com um humor sutil que se faz presente mesmo nos momentos mais graves. Essa mistura inusitada, porém harmônica, de humor e melancolia, pega o leitor desprevenido, levando-o a transitar rapidamente do riso para o choro e do choro para o riso.

Edições (1) ver mais
Para querer bem
Similares
Resenhas (4) ver mais
Lindo
on 27/6/10


Uma antologia linda, obviamente. Não há como se fazer uma antologia ruim do Bandeira que é meu poeta brasileiro preferido (desculpe, Oswald!). E é pela sua constância: só tem poemas excelentes, lindos, fantásticos! Prova disso é que mesmo o organizador (Bartolomeu) não tenha selecionado super-clássi... leia mais
Estatísticas
Desejam5
Trocam16
Avaliações 3.5 / 141
5
ranking 26
26%
4
ranking 21
21%
3
ranking 34
34%
2
ranking 15
15%
1
ranking 4
4%

19%

81%

Senhora D.
cadastrou em:
25/06/2010 23:52:20


logo skoob
"Se você não achar um livro lá, você pode cadastrá-lo. Isso é um diferencial, porque o acervo se torna ilimitado"

Gazeta do Povo