Uma ética para o novo milênio

Uma ética para o novo milênio
3.96154 104



Uma ética para o novo milênio


Sabedoria milenar para o mundo de hoje




Uma ética para o novo milênio - "Quanto mais coisas vejo no mundo, mais claro fica para mim que, sejamos ricos ou pobres, instruídos ou não, todos desejamos ser felizes e evitar os sofrimentos.

Constato que, de modo geral, as pessoas cuja conduta é eticamente positiva são mais felizes e satisfeitas do que aquelas que se descuidam da ética. Tentarei mostrar neste livro o que quero dizer com a expressão ´conduta ética positiva´.

Uma revolução se faz necessária, mas não uma revolução política, ou econômica, ou até mesmo tecnológica. O que proponho é uma revolução espiritual.

Ao pregar uma revolução espiritual, estaria eu afinal defendendo uma solução religiosa para nossos problemas? Não. Cheguei à conclusão de que não importa muito se uma pessoa tem ou não uma crença religiosa. Muito mais importante é que seja uma boa pessoa.

Estas declarações podem parecer estranhas, vindas de um personagem religioso. Porém, sou tibetano antes de ser Dalai-Lama, e sou humano antes de ser tibetano. Portanto, como ser humano tenho uma responsabilidade muito maior - uma responsabilidade que na verdade todos nós temos."



Sua Santidade, o Dalai-Lama

Edições (2)

ver mais
Uma ética para o novo milênio
Uma ética para o novo milênio

Similares


publicidade

Resenhas para Uma ética para o novo milênio (1)

ver mais
Simplesmente cativante


Mais um ensinamento dele, a Sua Santidade, o Dalai-Lama que conta neste livro muitos de seus pensamentos sobre as pessoas, e as suas buscas pela felicidade. Neste livro o mestre revela que acima de religiosidade, cultura ou etnia está a eterna busca de cada ser pela felicidade....

Estatísticas para Uma ética para o novo milênio

Desejam10
Trocam8
Avaliações 3.9 / 120
5
ranking 38
38%
4
ranking 30
30%
3
ranking 23
23%
2
ranking 8
8%
1
ranking 2
2%

46%

54%

Arnaldo
cadastrou em:
05/01/2009 02:27:39


logo skoob
"É maravilhoso fazer amigos por meio dos livros, sejam eles Harry Potter, Zibia Gasparetto ou Cortázar."

JB Online