A condessa Vesper

Aluísio Azevedo



A condessa Vesper





A Condessa Vésper é obra de Aluíso Azevedo. Foi publicado em forma de folhetim no periódico Gazetinha com o nome Memórias de um Condenado. Quando transposto para livro foi bastante modificado - ganhando inclusive um capítulo 0. É um romance que traz todos os defeitos da estrutura folhetinesca, mas tem o mérito de traçar um interessante painel da sociedade carioca da época. Com o detalhismo que era característico do autor e da tendência realista, retrata bem a linguagem das camadas mais pobres da população e a dinâmica das bases "podres" da sociedade imperial. Gabriel é o amante apaixonado de Ambrosina, que se viu dominado sob seus caprichos e disposto ao sacrifícios do amor. Ela se transforma em Condessa Vésper ao lado do príncipe D. Filipe. Mas o tesouro da sua beleza haveria de fenecer e ser guardado para a sensualidade do sepulcro.

Edições (4) ver mais
A condessa Vesper
A condessa Vesper
A condessa Vesper
A condessa Vesper
Similares
Resenhas (1) ver mais
Dica de leitura: A Condessa Vésper (Brasil. 1882)
on 21/1/14


Sinopse: No dia do casamento, Ambrosina é atacada pelo marido enlouquecido, sendo salva pelo "Médico Misterioso" e Gabriel, com quem passa a viver amasiada. Nota (0-10): 8. Azevedo era muito a frente do seu tempo. Esta obra traz uma relação "vício/virtude", metaforizada de várias maneiras: óci... leia mais
Estatísticas
Desejam4
Trocam1
Avaliações 3.8 / 43
5
ranking 26
26%
4
ranking 40
40%
3
ranking 28
28%
2
ranking 7
7%
1
ranking 0
0%

36%

64%

Marta
cadastrou em:
11/04/2009 00:39:32


logo skoob
"O contato direto com outros leitores incentiva a ler e adquirir livros que nem imaginávamos existir."

Revista Época