Histórias de Fadas

Oscar Wilde



Histórias de Fadas


Clássicos da Literatura Universal




Oscar Wilde publicou, em 1888, os contos que escreveu para seus próprios filhos, inclusive “The Happy Prince”, reunidos no volume intitulado "The Fairy Stories". Nestes contos, Wilde não estava preocupado apenas em falar-lhes de gigantes, príncipes e rouxinóis; sua intenção era, sobretudo, mostrar-lhes e também aos adultos, a realidade da vida e como deveria ela ser vivida. Em “The Happy Prince”, procurando manter-se fiel às suas próprias palavras - “[...] that we should treat all the trivial things of life seriously, and all the serious things of life with sincere and studied triviality.” Wilde desnuda, em linguagem trivial mas rica de detalhes, uma realidade social contraditória, cercada de feiúra e miséria material e espiritual por todos os lados. Ao mesmo tempo, o poeta celebra o poder do amor como poder maior, único capaz de se sobrepor aos poderes do bem e do mal. A esse respeito, inclusive, é possível fazer uma leitura do implícito e resgatar nas fendas abertas pelo autor, um posicionamento coerente com a realidade vivida por ele e que, entretanto, paira fora do ponto central do conteúdo explícito do conto. (Valéria Andrade Souto-Maior)

Edições (2) ver mais
Histórias de Fadas
Histórias de fadas
Similares
Resenhas (9) ver mais
Belos contos.
on 28/10/09


Não é à toa que Oscar Wilde é um dos meus autores favoritos. Histórias de Fadas é mais uma obra que merece ser lida. Esse foi o primeiro livro que li na minha infância e até hoje consigo me emocionar com a história do Príncipe Feliz ou d'O Rouxinol e a Rosa. E não julgue o título como sendo uma hist... leia mais
Estatísticas
Desejam115
Trocam7
Avaliações 3.9 / 381
5
ranking 41
41%
4
ranking 23
23%
3
ranking 28
28%
2
ranking 7
7%
1
ranking 2
2%

19%

81%

Marcos Faria
cadastrou em:
15/01/2009 01:38:40


logo skoob
"Quem dedica boa parte de seu tempo livre às ferramentas de rede social, como Orkut e MySpace, tem agora um novo passatempo."

A Notícia