Faça seu login para ter acesso a todo conteúdo, participe também do sorteio de cortesias diárias. É rápido e gratuito! :) Entrar
Login
Livros | Autores | Editoras | Grupos | Trocas | Cortesias

Acesse a maior rede de leitores do Brasil
Memórias Póstumas de Brás Cubas

Memórias Póstumas de Brás Cubas

Sinopse



É após a morte que Brás Cubas decide narrar suas memórias. Nesta condição, nada pode suavizar seu ponto de vista irônico e mordaz sobre uma sociedade em que as instituições se baseiam na hipocrisia. O casamento, o adultério, os comportamentos individuais e sociais não escapa... Leia mais

Adicione a sua estante


Estatísticas

3.9 (21889) avaliaram 12345
5
ranking 38
38%
4
ranking 29
29%
3
ranking 23
23%
2
ranking 7
7%
1
ranking 3
3%

homens29% homensmulheres71% mulheres
431 Trocam este livrover todos
DayannePatty MoinoJulopesRenato VermeiRaulDrinaCyaneJuka
796 Desejam este livrover todos
Caroline Fad'sheleneKarolThattyPalomaAlexandre Rochajuliocaguiar

Resenhas (214)


Mih 11/09/2010



Um livro de tamanha genialidade não poderia mesmo ter menos de 775 abandonos numa rede de leitores de Crepúsculo e auto-ajuda.

... Leia mais


Debates (4)

Bárbara Matos 11/04/2012

Troca
Alguém tem esse livro na edição da Abril Coleções para troca? Me avise!... Leia mais


Atividades Recentes

Thaís
Thaís avaliou
7 minutos atrás
12345
Eliana
Eliana avaliou
39 minutos atrás
12345
Seul &#9775
Seul &#9775 está lendo
4 horas, 44 minutos atrás

68% (132 de 194) - "Usualmente, quando eu perdia o sono, o bater da pêndula fazia-me muito mal; êsse tique-taque soturno, vagaroso e sêco parecia dizer a cada golpe que eu ia ter um instante menos de vida. Imaginava então um velho diabo, sentado entre dois sacos o da vida e o da morte, a tirar as moedas da vida para dá-las à morte, e contá-las assim: - Outra de menos... - Outra de menos... - Outra de menos... - Outra de menos... O mais singular é que se o relógio parava, eu dava-lhe corda, para que êle não deixasse de bater nunca, e eu pudesse contar todos os meus instantes perdidos. Invenções há, que se transformam ou acabam; as mesmas instituições morrem; o relógio é definitivo e perpétuo. O derradeiro homem, ao despedir-se do sol frio e gasto, há de ter um relógio na algibeira, para saber a hora exata em que morre."
Caue
Caue marcou como tenho
4 horas, 49 minutos atrás
Caue
Caue vai ler
4 horas, 53 minutos atrás
Felipe Mateus
Felipe Mateus está lendo
7 horas, 38 minutos atrás

1% (1 de 194)

Relacionados

Edições (124)


Memórias Póstumas de Brás CubasMemórias Póstumas de Brás CubasMemórias Póstumas de Brás Cubas

Similares (17)


Quincas BorbaDom CasmurroO Alienista

Grupos (12)


Eu amo Ler
Preciso de mais uma vida para ler tudo o que desejo®
Coleção de Frases & Trechos Inesquecíveis: Seleção dos Leitores
Clássicos da Literatura

Vídeos (1)



RapRap
cadastrou em:
05/12/2010 00:20:56
J. ElianJ. Elian
editou em:
03/02/2012 00:10:04
ViviVivi
aprovou em:
03/02/2012 00:10:04


logo skoob beta
"Entro para pesquisar o livro que vai ocupar o lugar na minha mesinha de cabeceira"

Rede Bom Dia