O Menino Maluquinho


4.0332 7260



Resenhas - O Menino Maluquinho


112 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Yuri 14/02/2015

O menino maluquinho
Um clássico da literatura infantil, impossível passar por ela sem lê-lo.

É um livro de fácil leitura, leve, e direcionado ao público infantil.

De simples entendimento, narra as aventuras de uma criança levada e feliz!

Leia mais em:

site: http://dicasdeboaleitura.blogspot.com.br/2013/07/o-menino-maluquinho.html
comentários(0)comente



Regi 04/01/2015

Maluquices....
Um clássico da literatura infantil, impossível passar por ela sem lê-lo.

É um livro de fácil leitura, leve, e direcionado ao público infantil.

De simples entendimento, narra as aventuras de uma criança levada e feliz!

O livro tem grandes gravuras em preto e branco que a criança pode pintar, deixando a leitura mais lúdica. Leia mais em:

site: http://dicasdeboaleitura.blogspot.com.br/2013/07/o-menino-maluquinho.html
comentários(0)comente



Jose 15/09/2014

Menino Maluquinho
Eu entendi que o menino maluquinho era tao maluquinho que parecia que ele tinha o olho maior que a barriga,tinha fogo no rabo,tinha ventos nos pés,pernas enormes e macaquinhos na cabeça em fim era um menino impossível.
Tinha gente que pensava que ele era um urapuru e para outros um saci.
comentários(0)comente



Biel 22/08/2014

o menino maluquinho
ERA UMA VEZ UM MENINO MALUQUINHO, ELE ERA UM MENINO MUITO LEGAL E TAMBÉM COMO TODA CRIANÇA VIVIA APRONTANDO ELE TINHA VENTO NOS PÉS, O OLHO MAIOR QUE A BARRIGA PERNAS ENORMES QUE DAVAM PARA ABRAÇAR O MUNDO TINHA MACAQUINHOS NO SÓTÃO EMBORA NEM SOUBESSE O QUE E SÓTÃO . RESUMINDO ELE ERA UM MENINO IMPOSSÍVEL ELE VIVIA FAZENDO MIL TRAQUINAGENS E EM SUA CASA ;SE ACONTECESSE ALGUMA COISA,TODOS JÁ COLOCAVAM A CULPA NELE;MESMO ELE SEMPRE FINGINDO QUE NÃO ERA SUA CULPA, SE QUEBRASSE UM VASO AQUI, LOGO ESTAVA ALI. SE PERDIA UM CADERNO NA ESCOLA, LOGO O ACHAVA UMA LIÇÃO E UM VERSINHO, SÓ PODERIA SER DO MENINO MALUQUINHO.
ERA TANTA COISA TERMINANDO COM INHO QUE OS AMIGOS DO MALUQUINHO NÃO ENTENDIAM COMO ELE PODERIA SER UM COMPANHEIRÃO.
E COMO TODA PESSOA O MENINO MALUQUINHO CRESCEU E VIROU UM CARA LEGAL, E SUA INFÂNCIA FOI MUITO FELIZ.
comentários(0)comente



Mariana 17/06/2014

Infância verdadeira
Quem não conhece esse Menino Maluquinho?
Ele é mesmo uma graça, apesar de tão sapeca.
Não para quieto, tem fogo no rabo. Apesar do zero em comportamento, tira é dez em todas as matérias da escola.
Todos sabem qual é o seu caderno, porque é todo enfeitado com desenhos e versinhos.
Bagunceiro que só, bagunça todo o lugar que está, prega peças em todo mundo, dá cada susto!
E ele brinca de tudo: até mesmo soltar pipa e balão. Não sei como arranja tempo pra tanta coisa.

Só sendo mesmo tão feliz quanto esse maluquinho.
Só sendo mesmo tão criança, como todo moleque é.

O menino maluquinho é o retrato da verdadeira infância, de todo menino que a gente ama tanto, pela esperteza, pela sapequice, pelo sorriso que leva no rosto e que contagia os outros.

É, sem dúvidas, uma das melhores obras infantis, não só pelo personagem, mas pela delicadeza e proximidade que Ziraldo consegue chegar, ao lidar com a criança que lê o seu livro. Ziraldo, tão querido Ziraldo!

Não é à toa que vendeu tantos milhões de exemplares e serviu de inspiração a tantas peças teatrais, quadrinhos e filmes.

site: http://www.ingrataepifania.com.br/post/resenha-o-menino-maluquinho
comentários(0)comente



Gabi Carazza 30/04/2014

O Menino Maluquinho
Olha aí, o menino mais famoso do Brasil: Menino Maluquinho. Ele tem esse nome pois começou a usar uma panela na cabeça.Maluquinho é um menino arteiro, sapeca mas sempre com bom humor e que sempre anima seu público. Apesar de bastante páginas é um livro com muitas imagens e suas letras são grandes mas nem por isso deixa de ser um ótimo livro.

Minha Opinião:
Recomendo esse livro para todas as idades,principalmente para quem esta iniciando sua vida de leitor, a primeira vez que li este livro, quis lê-lo varias e varias outras vezes, na época não gostava muito de ler por isso demorei um pouco e é por isso que recomendo para quem ainda esta iniciando.
comentários(0)comente



Giselle 17/02/2014

Um dos meus preferidos da infância, sempre volto a ele quando quero lembrar do gosto de ser criança. Ziraldo sempre mostra tão bem com seus desenhos, de uma forma engraçada como é ser criança. Ele é realmente um adulto com alma de criança e uma personalidade muito inspiradora. Influenciou minha escolha pelo desenho. Este livro me fez buscar outros dele, e descobri que além de histórias infantis, Ziraldo tem mais mil atribuições: cartunista, chargista, pintor, dramaturgo, caricaturista, escritor, cronista, desenhista, humorista, colunista e jornalista. A adaptação para o cinema também ficou muito boa, apesar de cortar algumas partes do livro.
comentários(0)comente



Raquel 19/01/2014

Maravilhoso!
Eu AMO esse livro, tanto que o tenho autografado pelo Ziraldo na Bienal do Livro a um tempo atrás. Divertido, simples e fácil de ler, o Menino Maluquinho faz parte da infância de muita gente. Esse menino sapeca que faz altas travessuras e nos diverte tanto. Se você ainda não leu, não perca tempo!
comentários(0)comente



Livreiro Bruno 17/10/2013

Era uma vez um menino maluquinho
"Era uma vez um menino maluquinho"

E assim, Ziraldo começava a escrever o que mais tarde se tornaria um dos maiores ícones da literatura infantil nacional em 1980 após anos colaborando com o ousado "Pasquim" e dez anos após o lançamento de seu primeiro livro infantil, "Flicts".

Em pouco mais de cem páginas, Ziraldo nos mostra o espírito da infância encarnado na imagem do menino que todos queríamos ser durante a infância e que mais tarde, como adultos, percebemos que fomos a nosso próprio modo.
Mais do que um livro infantil, recomendo este patrimônio de nossa literatura como um livro para a vida. É um livro que a criança que lê encontra as aventuras de um menino com quem ela pode se identificar e que o adulto que o lê encontra um relato sobre a infância que o tornou um "cara legal".

Com sua característica panela na cabeça, o Menino Maluquinho encanta gerações de leitores desde seu lançamento durante a 6ª Bienal do Livro de São Paulo.
Eis um livro que toda criança merece ganhar de presente e que todo adulto pode tirar de sua estante sempre que quiser viver sua infância de novo.

Durante a Bienal do Livro de São Paulo de 2010, 30 anos após o "nascimento" do Maluquinho, a produtora independente Vila Filmes, em parceria com a Editora Melhoramentos e a Editora Globo, produziram um documentário sobre a obra nas palavras do próprio Ziraldo, com a participação de fãs de todas as idades do Maluquinho em 30 minutos de uma belíssima e sincera homenagem que deve circular o país em mostras, festivais e no circuito literário. Deguste a homenagem em http://www.eleeraummeninofeliz.com/ e prepare-se para uma surpresinha com seu livreiro favorito nos "Extras" do site!

"ele tinha sido era um menino feliz!"

site: http://livreirobruno.blogspot.com.br/2011/03/o-menino-maluquinho.html
comentários(0)comente



Thais 10/09/2013

haa histórinha muito fofa ! kkk guardo no meu coração esse livro pois foi o primeiro livro que li :3 Infância
comentários(0)comente



Edmara 06/09/2013

Este livro, marcou minha infância. Um garoto esperto, inteligente, mas sem bons modos, com um coração de ouro. Inesquecível, literatura infantil me encanta sempre.
comentários(0)comente



Rose 26/08/2013

Sabe aquelas coisas da vida que todo mundo provavelmente passou ou viveu? Se não passou não viveu?
O Menino Maluquinho é uma destas. Quem nunca leu nadinha deste garoto travesso que tem "fogo no rabo" não teve infância.
Este livro que tem várias edições e milhares de pessoas se divertiram e conheceram este menino com alma de anjo e espírito moleque é leve e facílimo de se ler.
A única contraindicação é o sorriso constante que ele nos proporciona.
Não, com certeza não é um livro infantil, é um livro universal, indicado para todas as idades, e que eu tenho certeza você caso não tenha lido ainda, deveria dar uma espiadinha.
Aproveita e leia para seu filho, sobrinho, afilhado, filho do amigo...
comentários(0)comente



Lampião Letrado 17/07/2013

Todo mundo quer ser o Menino Maluquinho...
... Pronto, falei! Essa é que é a verdade.
Quem teve a sorte de se comportar como um tal, pode dizer que soube ser criança. O melhor é que o livro vem ensinando as crianças a serem crianças - visão perfeita de Ziraldo - a mais de 20 anos.
Mas o mundo caminha justamente pelo contrário ao proposto no livro, mas ainda bem que vestígios de Meninos Maluquinhos pelo Brasil ainda são algo comum.
E tenho o prazer de puxar a sardinha pro meu Nordeste, que sendo um pouco mais atrasado em tecnologia e renda familiar, permite que nossas crianças contemplem e usem do simples pra fazer de sua infância uma época memorável - e infinitamente nostálgica.
Nostalgia, pronto, defini o livro! :)
comentários(0)comente



Brena 27/04/2013

Infância dos anos 90.
Incrível! Assim como Mauricio de Souza, e o Monteiro Lobato, Ziraldo tem uma singularidade comum com os dois, uma singularidade que se transforma em plural para o público em geral, a regionalidade tem existe em suas obras, de não fugir do que somos para meios estadunidenses como infelizmente a maioria tem esse hábito, de não apenas consumir mas ter a opinião: "de que tudo que é bom vem de fora", principalmente dos Estados Unidos. Na minha opinião a grande mágica disso tudo, é a mistura dessa regionalidade com a simplicidade da infância e do seu imaginário, todos esses personagens que fizeram e fazem a infância dos brasileiros, vêem de bairros comuns, todos esses personagens brincam com/de coisas que todos já brincamos, seja de bola, ou alguma brincadeira de correr e ficar bastante suado e voltar pra casa com os joelhos bem machucados, todo mundo foi meio maluquinho, todos tivemos uma infância em algum bairro do Limoeiro, aventuras na casa de algum parente no interior, e tentaram fazer várias vezes algum plano infalível, sem precisa de muita coisa, só a simplicidade que a criança carrega em si, que trás tudo isso, sonhos, uma imaginação incrível, a liberdade que isso trás dela mesmo de ser o que quiser e está no lugar que quiser, enquanto você a ver brincar no quintal de casa ela está salvando Saturno ou em uma exploração incrível, que você não compreende muito bem pois a tempo a criança interior está adormecida em algum lugarzinho ali dentro, mas essa cena o faz sorrir e despertar um pouco dela, e a maioria das vezes você nem sabe disso. É por isso que até hoje essas histórias fazem sucesso e tem grandes admiradores ao mundo à fora.
comentários(0)comente



' Michel. .. 05/04/2013

A Inocência da Curiosidade.
Sempre me identifiqei com esse garoto, um menino inteligente com boas notas, qe também não deixa de ser um tanto: traqino e curioso ou apenas um menino ardioso, qe vive a fantasiar em seu mundo sempre com um ar de curioso. ..
comentários(0)comente



112 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |



logo skoob
"Uma ferramenta como essa pode certamente ser usada por professores para incentivar a leitura."

Jornal do Brasil