Faça seu login para ter acesso a todo conteúdo, participe também do sorteio de cortesias diárias. É rápido e gratuito! :) Entrar
Login
Livros | Autores | Editoras | Grupos | Trocas | Cortesias

Quem Mexeu no Meu Queijo?

Uma maneira fantástica de lidar com as mudanças em seu trabalho e em sua vida

Spencer Johnson
Resenhas
Recentes
205 encontrados | exibindo 1 a 5
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 |


Bianca 30/06/2014

Definitivamente não sou adepta de livros de auto-ajuda, mas esse ganhei de uma tia, resolvi dar uma chance e me surpreendi.
Uma parágrafo que li nele que carrego pra minha vida quando as coisas não estão fáceis e me ajuda a encarar as dificuldades, entre outros ensinamentos bem humorados do livro, é mais ou menos assim: "todo dia, acontece alguma coisa que faz ele valer a pena. Um cachorro quente saboroso, uma ligação de uma pessoa querida, uma piada engraçada. Todos os dias, por menor que seja, alguma coisa vai fazer a valer a pena você ter aberto seus olhos de manhã."

Aos pessimistas, uma dose diária de copo meio cheio de otimismo!
comentários(0)comente



Fran Ferreira 11/06/2014

Vale a Pena Fazer Mudanças em Nossas Vidas
Um livro curto; leitura dinâmica, rápida e de fácil entendimento. "Quem mexeu no meu Queijo", nos faz pensar em como nossas vidas anda em todos seus sentidos: profissional, sentimental, amizade e outros mais existentes.

Um grupo de amigos resolvem se encontrar após alguns anos o término do colegial para saberem o que se passa com cada um. Michael conta o que aprendeu com a história de "Quem mexeu no meu Queijo". Dois ratos e dois homenzinhos, cada um distinto um do outro, mas com um papel muito importante na história. Após contá-la, seus amigos e ele, começam a discutir sobre assas mudanças que acontecem e que muitas vezes temos medo de enfrentá-las sendo boas ou ruins; sendo assim; este livro é para quem quer ver mudanças e deseja algum "tipo" de conselho de uma maneira diferente.


MINHA OPINIÃO:
Um livro bom, divertido e capaz de mostrar a nós como passamos por todas as quatros fazes (composta pelos quatro personagens) e que só depende de nós querermos "encará-las' ou não; a mudança só vai ocorrer se optarmos por fazê-las, pois ela entra em nossa vida sendo boa ou ruim, porém não acontece se não nos mexermos, mas de qualquer forma nos ensina muitas coisas que carregamos pelo resto de nossas vidas em todas as áreas e podemos repassar para quem conhecemos.
Eu recomendo este livro.
comentários(0)comente



Natalia Araújo 21/05/2014

O livro é na verdade uma parábola que trata de falar da vida e seus objetivos. A vida é comparada com os ratos e os objetivos são os queijos. O objetivo, em nosso dia a dia é visto como dinheiro, sucesso, felicidade, saúde, relacionamento, enfim. O labirinto, onde os personagens estão, simboliza o local para atingir seus ideais. Eles podem ser o local do emprego, a escola/faculdade, sua residência em relação a família ou até mesmo o seu interior.

A história é contata num labirinto, estão quatro personagens: dois ratos, o Sniff e Scurry, e dois duendes, Hem e Haw. Eles entram no locam em busca do queijo e se deparam com as dificuldades para encontrá-lo.

Os duendes criam um vínculo social em torno do queijo. Enquanto a arrogância toma conta e os deixam cegos para as mudanças ao seu redor, os ratos permanecem atentos a tudo que acontece. Enquanto os duendes se perguntam o porquê seus queijos não estão mais no mesmo lugar e ficam reclamando da injustiça, os ratos simplesmente mudam de local e buscam novos queijos, novos lugares e novos desafios. Eles não se limitam, buscam seus ideais e lutam por isso.
Haw percebe que ficar se lamentando não resolve, então decide enfrentar seus medos. Em cada lugar que Haw passa, ele escreve frases de estímulo para Hem, caso um dia decida sair da masmorra da acomodação e lutar contra seu medo.

“O que você faria se não tivesse medo?”.

A fábula é uma obra de autoajuda e de fácil compreensão, muito recomendada para todas as idades, inclusive para crianças, já que possui uma comparação de fácil entendimento. A obra retrata algumas dificuldades que as pessoas têm para mudar de atitudes, de local, de ideia. A dificuldade encontrada pelos personagens e a ideia de mudar de planejamento para conseguir o que quer, nos mostra que precisamos ser moldados conforme aquilo que desejamos. Todos estavam ali porque queriam o queijo, mas uns estipulavam metas, criavam planejamento, outros simplesmente ficavam, todos os dias, passando no mesmo local.

“Imaginar-me saboreando o novo queijo, antes mesmo de encontrá-lo, conduz-me a ele”.

Haw acreditava que pensar na conquista o incentivava a continuar lutando para obtê-la. É assim que deveria acontecer conosco. A fábula é uma grande lição e nos mostra como devemos proceder e como devemos lutar por aquilo que desejamos. Ela nos ensina que não podemos desistir. Para sermos encorajados a buscar o que queremos, devemos pensar como sentiríamos com nosso desejo realizado e, então, lutarmos para a concretização dele. O livro é simples e pequeno, mas nos ensina coisas que guardaremos para o resto da vida.
comentários(0)comente



Lin 12/05/2014

Ótimo!
Esse é um livro que eu definitivamente tenho que recomendar. A parábola para abrir os nossos olhos é perfeita e por mais que você pense que seja boa, ela ajuda de verdade. Ótimo livro, ótimos conselhos... Para ler mais de uma vez, é um constante lembrete.
comentários(0)comente



Patricia 02/05/2014

Construtivo
Um livro muito bom sobre empreendimento e trabalho. Construtivo!
comentários(0)comente



205 encontrados | exibindo 1 a 5
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 |



Publicidade


logo skoob beta
"Faltava uma rede social voltada apenas para os amantes de livros... Bem, não mais."

IG Tecnologia