Quem Mexeu no Meu Queijo?

Spencer Johnson



Resenhas - Quem Mexeu no Meu Queijo?


213 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Letícia 18/12/2014

Eu o li a bastante tempo, na época da febre de livros de auto ajuda e comportamento. Ele fala basicamente deste tipo de dica. Mas o legal é a criatividade ao usar metáforas de ratinhos, criando uma espécie de fábula, o que deixa a história até divertida e mais agradável de ler.
Eu gosto muito deste tipo de alegoria, então eu acho que se diferencia pela criatividade do aautor.
comentários(0)comente



Helen 03/12/2014

Quem Mexeu no Meu Queijo?
A história é curta e bem simples, tão simples que não dá pra entender o sucesso do livro.
É tão bem explicado que parece que foi escrito para crianças, enfatizando várias vezes as mesmas "lições" mas com certeza vou aproveitar algumas delas na minha vida.
comentários(0)comente



Alex 20/09/2014

Quem mexeu no meu queijo? Na prática
Ótimo livro.
Foi de grande valia na minha vida profissional, me encorajou a arriscar e procurar um novo horizonte resultando em um salto na minha carreira.
comentários(0)comente



Ricardo 16/09/2014

Cavalo de Tróia
Parábolas são como o cavalo de Tróia, além da sua aparência externa, carregam um conteúdo interior. Li esse "livro" em 30 minutos, por indicação de alguns amigos que disseram que ele era "fantástico". É um bom livro, mas não é fantástico, acredito que na época em que foi lançado realmente possa ter sido visionário, mas hoje é um pouco óbvio. Porém, não deixe de lê-lo por minha causa, você provavelmente vai encontrar alguns Troianos.
comentários(0)comente



Paula 31/08/2014

Quem mexeu no meu queijo?
Havia feito um trabalho na faculdade sobre ele, mas não o li, vi um videozinho.
Daí, fiquei com aquele pensamento de 'um dia vou ler' rs
Essa semana peguei e ... massa demais!
Não só no âmbito profissional, como no pessoal ... Quantas das vezes que nós não focamos insistentemente no Velho Queijo, sabendo que há tantos outros Novos Queijos para serem buscados, encontrados e deliciados, né?!
Muito bom! Adorei!
comentários(0)comente



Kenia Candido 27/08/2014

Achei bem interessante.

De linguagem extremamente simples e rápida, achei a leitura dessa livro bem interessante.
Quem mexeu no meu queijo conta os acontecimentos de quatro personagens, dois ratinhos, Sniff e Scurry, e dois homenzinhos, Hem e Haw, que todas as manhãs andam pelo labirinto buscando depósitos de queijo. Todos os dias encontram uma grande quantidade de queijo no mesmo lugar. Até que um dia, eles chegam ao local e percebem que o queijo desapareceu, proporcionando aos personagens uma nova busca por locais novos que possuem queijos.
Cada personagem começa ter instintos diferentes de tratar a situação de mudança, mostrando que a vida está cheio de obstáculos para enfrentar. Principalmente nos tempos atuais, onde é necessário saber mudar, nunca ser acomodado com os desafios do dia a dia e ser disposto a reaprender sempre que for necessário.
Acho uma leitura recomendável para todos que aprecie as mudanças e que goste de saborear as aventuras de procurar novos caminhos seja no emprego, na família ou até mesmo pessoais. Pois as mudanças sempre irão acontecer e acho que todos devem estar preparados para elas.

comentários(0)comente



Amy 21/08/2014

"O que faria se não tivesse medo?"
Um livro incrível, repleto de metáforas.
É uma parábola sobre verdades profundas sobre a mudança, o livro te ensina a cada minuto como lidar com a mudança com inúmeras metáforas, mostrando que muitas vezes o comodismo só faz com que voce fique pra trás.
"Quanto mais rápido você esquece do 'queijo velho', mais rápido você saboreia o novo"
Quando um personagem começa a descobrir que a mudança faz bem, escreve frases na parece demonstrando tudo que tem aprendido sobre o "queijo novo".
Quando mas seu "Queijo Velho"for importante pra voce mas voce sentirá falta se ele for embora, e Haw descobre isso a cada pagina do livro, a solução muitas vezes é rir de voce mesmo e enfrentar seus medos.
A leitura é ótima,e eu me indentifiquei muito com o Haw .
O livro realmente muda todo seu jeito de pensar e vale cada minuto, o livro tem poucas paginas mais os ensinamentos que ele me passou vou levar pra toda minha vida , o livro me fez encarar com mais coragem o mundo pois afinal " Se voce nao mudar,morrerá''.Pra mim meu queijo é a felicidade é o que eu busco nesse assustador labirinto que é a vida .
comentários(0)comente



Mateus 06/08/2014

Uma perda de tempo
Preconceito ou não, nunca compraria esse livro. Não me atrai.
Todavia o ganhei no Natal passado. Fiquei adiando a leitura por imaginar, só de tê-lo nas mãos, o quão ruim era.
Ok, não se deve julgar o livro pela capa; mas não era só pela capa, era pelo que prometia, pela edição horrorosa, por dedicar uma página inteira para frases escritas em caixa alta.
Resolvi dar uma chance, venci meu preconceito e comecei a leitura, a mais patética de minha vida, diga-se de passagem. Só dei sequência porque não gosto de deixar livros interminados, ainda mais um livreto desses. Mas confesso que me sentia um idiota lendo coisas tão pueris e superficiais.
Teve momentos, principalmente no debate narrado na segunda parte do livro, que senti minha inteligência ser subjugada ao nível mais débil.
É citado o caso de um jornalista que durante uma crise na carreira leu o livro e redirecionou seus passos para o sucesso devido a influência da mensagem do livro. Fico imaginando a quantas andava a vida desse cara para ser transformada por esse tipo de obra.
Respeito quem gostou, mas para mim esse livro nada mais é do que o suprassumo do óbvio elevado na terceira potência da mediocridade.
Nicole 09/08/2014minha estante
De tão simples que o livro era, eu comecei a achar que o problema estava em mim porque não é possível que aquele era o livro tão comentado! Bom saber a opinião de alguém que também não gostou!




FABY 30/07/2014

Quem Mexeu no Meu Queijo?
Pra começo de conversa eu simplesmente amei esse livro. Li-o numa sentada. 1:30 hrs.
O livro trás em forma de parábola, uma lição de liva maravilhosa.
Ele nos alerta a não se acomodar, a querer buscar melhora e mudanças, e aprender a conviver com as mudanças!
É interessante que o livro seja lido, pois se for muito falado pode virar spoiler.
Mas para se ter uma ideia da importância desse livro, ele já foi lido por vários empresários, distribuído por varias grandes empresas entre os funcionários, porem o livro é para qualquer pessoa, aluno, professor, pai, mãe, empresario...Qualquer um que quer dar um impulso na sua vida e muda-la totalmente!

site: http://amochilleira.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Bianca 30/06/2014

Definitivamente não sou adepta de livros de auto-ajuda, mas esse ganhei de uma tia, resolvi dar uma chance e me surpreendi.
Uma parágrafo que li nele que carrego pra minha vida quando as coisas não estão fáceis e me ajuda a encarar as dificuldades, entre outros ensinamentos bem humorados do livro, é mais ou menos assim: "todo dia, acontece alguma coisa que faz ele valer a pena. Um cachorro quente saboroso, uma ligação de uma pessoa querida, uma piada engraçada. Todos os dias, por menor que seja, alguma coisa vai fazer a valer a pena você ter aberto seus olhos de manhã."

Aos pessimistas, uma dose diária de copo meio cheio de otimismo!
comentários(0)comente



Fran Ferreira 11/06/2014

Vale a Pena Fazer Mudanças em Nossas Vidas
Um livro curto; leitura dinâmica, rápida e de fácil entendimento. "Quem mexeu no meu Queijo", nos faz pensar em como nossas vidas anda em todos seus sentidos: profissional, sentimental, amizade e outros mais existentes.

Um grupo de amigos resolvem se encontrar após alguns anos o término do colegial para saberem o que se passa com cada um. Michael conta o que aprendeu com a história de "Quem mexeu no meu Queijo". Dois ratos e dois homenzinhos, cada um distinto um do outro, mas com um papel muito importante na história. Após contá-la, seus amigos e ele, começam a discutir sobre assas mudanças que acontecem e que muitas vezes temos medo de enfrentá-las sendo boas ou ruins; sendo assim; este livro é para quem quer ver mudanças e deseja algum "tipo" de conselho de uma maneira diferente.


MINHA OPINIÃO:
Um livro bom, divertido e capaz de mostrar a nós como passamos por todas as quatros fazes (composta pelos quatro personagens) e que só depende de nós querermos "encará-las' ou não; a mudança só vai ocorrer se optarmos por fazê-las, pois ela entra em nossa vida sendo boa ou ruim, porém não acontece se não nos mexermos, mas de qualquer forma nos ensina muitas coisas que carregamos pelo resto de nossas vidas em todas as áreas e podemos repassar para quem conhecemos.
Eu recomendo este livro.
comentários(0)comente



Natalia Araújo 21/05/2014

O livro é na verdade uma parábola que trata de falar da vida e seus objetivos. A vida é comparada com os ratos e os objetivos são os queijos. O objetivo, em nosso dia a dia é visto como dinheiro, sucesso, felicidade, saúde, relacionamento, enfim. O labirinto, onde os personagens estão, simboliza o local para atingir seus ideais. Eles podem ser o local do emprego, a escola/faculdade, sua residência em relação a família ou até mesmo o seu interior.

A história é contata num labirinto, estão quatro personagens: dois ratos, o Sniff e Scurry, e dois duendes, Hem e Haw. Eles entram no locam em busca do queijo e se deparam com as dificuldades para encontrá-lo.

Os duendes criam um vínculo social em torno do queijo. Enquanto a arrogância toma conta e os deixam cegos para as mudanças ao seu redor, os ratos permanecem atentos a tudo que acontece. Enquanto os duendes se perguntam o porquê seus queijos não estão mais no mesmo lugar e ficam reclamando da injustiça, os ratos simplesmente mudam de local e buscam novos queijos, novos lugares e novos desafios. Eles não se limitam, buscam seus ideais e lutam por isso.
Haw percebe que ficar se lamentando não resolve, então decide enfrentar seus medos. Em cada lugar que Haw passa, ele escreve frases de estímulo para Hem, caso um dia decida sair da masmorra da acomodação e lutar contra seu medo.

“O que você faria se não tivesse medo?”.

A fábula é uma obra de autoajuda e de fácil compreensão, muito recomendada para todas as idades, inclusive para crianças, já que possui uma comparação de fácil entendimento. A obra retrata algumas dificuldades que as pessoas têm para mudar de atitudes, de local, de ideia. A dificuldade encontrada pelos personagens e a ideia de mudar de planejamento para conseguir o que quer, nos mostra que precisamos ser moldados conforme aquilo que desejamos. Todos estavam ali porque queriam o queijo, mas uns estipulavam metas, criavam planejamento, outros simplesmente ficavam, todos os dias, passando no mesmo local.

“Imaginar-me saboreando o novo queijo, antes mesmo de encontrá-lo, conduz-me a ele”.

Haw acreditava que pensar na conquista o incentivava a continuar lutando para obtê-la. É assim que deveria acontecer conosco. A fábula é uma grande lição e nos mostra como devemos proceder e como devemos lutar por aquilo que desejamos. Ela nos ensina que não podemos desistir. Para sermos encorajados a buscar o que queremos, devemos pensar como sentiríamos com nosso desejo realizado e, então, lutarmos para a concretização dele. O livro é simples e pequeno, mas nos ensina coisas que guardaremos para o resto da vida.
comentários(0)comente



Lin 12/05/2014

Ótimo!
Esse é um livro que eu definitivamente tenho que recomendar. A parábola para abrir os nossos olhos é perfeita e por mais que você pense que seja boa, ela ajuda de verdade. Ótimo livro, ótimos conselhos... Para ler mais de uma vez, é um constante lembrete.
comentários(0)comente



Patricia 02/05/2014

Construtivo
Um livro muito bom sobre empreendimento e trabalho. Construtivo!
comentários(0)comente



Esther 27/04/2014

O que é o queijo da estoria?
O Queijo é algum objetivo na vida ou profissão.Este livro estimula a pessoa a sair á procura do seu objetivo, e não ficar parado esperando que as coisas mudem para melhor. "Em resumo, uma mudança imposta é uma mudança oposta."
comentários(0)comente



213 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |



logo skoob
"Diferentemente das redes de relacionamento pessoal, o que importa no site não são as fotos dos usuários ou para que time eles torcem, e sim o que merece ou não ser lido."

Estadão