Faça seu login para ter acesso a todo conteúdo, participe também do sorteio de cortesias diárias. É rápido e gratuito! :) Entrar
Login
Livros | Autores | Editoras | Grupos | Trocas | Cortesias

Auto Da Compadecida

Ariano Suassuna
Resenhas
Recentes
107 encontrados | exibindo 1 a 5
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 |


Mariana Melo 03/10/2014

lindo!
Um livro que eu não esperava gostar tanto!!! Com diálogos ricos e um delicioso regionalismo nordestino, este livro me encantou de formas que nem consigo expressar! De leitura fácil, pode ser lido em uma sentada. Um livro mágico, indico muito!
comentários(0)comente



nandinha 21/09/2014

O livro Auto da Compadecida, (Agir, 2005, 186 páginas), de Ariano Suassuna, é uma história teatral, que conta a vida de dois amigos que moravam no interior do Nordeste.

Chicó e João Grilo eram amigos, eles eram muito pobres, e para se sustentarem eles utilizavam a esperteza de João Grilo, um homem bom de papo. O padre era um homem que só valorizava as pessoas mais importantes da sociedade, e só fazia as coisas se recebesse algo em troca. A mulher do Padeiro tinha um cachorro. João Grilo trabalhava para ele, mais não o valorizava. Então o cachorro dela morreu, porque o padre não queria benzer. Então a mulher queria um enterro em latim, mas o padre só fez quando João grilo disse que havia um testamento, onde o padre saia ganhando. João Grilo e Chicó sempre se metiam em confusão, mais acabavam escapando. Entretanto nesse dia, tinha chegado na cidade um cangaceiro e Severino do Aracajú, que acabou matando todos, menos João Grilo e Chicó. Que acabaram inventando outra história, mas o João Grilo foi pego de surpresa que acabou se dando mal também. Com isso, todos que nessa história estavam envolvidos, e que cometeram grandes pecados como, João Grilo, Padre João, Bispo, Frade, Padeiro e a mulher, o cangaceiro e Severino, foram para o julgamento final, e aprenderam uma boa lição.

É um livro muito divertido, e que mostra um pouco da realidade, tanto da pobreza, quanto da preferência pela a classe mais rica, e a amizade.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Johnny High 28/08/2014

5 estrelas
Rico, engraçado e armorial. Ariano.
comentários(0)comente



Athaislle 27/08/2014

Essa obra é do escritor cearense Ariano Suassuna (2008.180 pags, 1ºed. Editora: Pockat ouro). O livro Auto da Compadecida é uma comédia teatral baseada nas histórias do nordeste. A obra tem como um dos atores principais Chicó um homem que trabalha para um padeiro e que sob ordem dele irá ter que arranjar um Padre para benzer o cachorro de sua mulher e João Grilo que irá ajudá-lo, irá se aproveitar da situação para se vingar da mulher e do padeiro.
Chicó e João Grilo eram dois pobres homens que trabalhavam em uma padaria. Um dia sob ordem do Padeiro, Chicó foi à igreja a procura de um Padre para benzer um cachorro, no caminho para a igreja Chicó ia conversando com João Grilo seu amigo e companheiro de trabalho, ao chegarem à igreja, Chicó diz ao Padre João que vinha uma pessoa trazendo um cachorro para ele benzer, mas o Padre não aceita, então João Grilo para dar uma ajudinha a Chicó inventa que o animal era do Major Antônio Moraes um homem rico e poderoso da cidade, logo o Padre manda dizer a ele que viesse a igreja que estaria o esperando. Ao verem o Major Antônio Moraes subir a ladeira em direção à igreja a procura do Padre para benzer seu filho que estava doente, João Grilo toma lhes a frente e inventa uma história de que o Padre esta doido que não respeita mais ninguém e com mania de benzer tudo. O Major ao chegar a igreja tem uma conversa com o Padre João, mas o Padre esta confundindo toda a conversa. A mulher e o Padeiro vão a igreja e imploram para que ele benza o cachorro, mas o Padre não benze e então o pobre animal morre e a mulher do Padeiro quer que Padre João o enterre em latim, mas Padre não enterra de jeito nenhum então depois de tanto movimento para enterrarem o cachorro (Xaréu) o Sacristão resolve então ele mesmo enterrar o animal em latim. Ao discutirem se o Sacristão teria agido bem ou não aparece na igreja Severino de Aracaju um cangaceiro e ameaça de matar todos: ao Bispo, Padre João, Chicó, João Grilo, Frade o Padeiro e sua mulher.
Essa obra trás histórias contadas no ceará pelo grande escritor cearense Ariano Suassuna. O personagem principal é João Grilo homem que inventa muitas histórias para tentar se sobressair. Esse livro é ótimo e o recomendo para quem gosta de comédias.
comentários(0)comente



107 encontrados | exibindo 1 a 5
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 |



Publicidade


logo skoob beta
"É sem dúvida um sinal de liberdade, uma mostra de que é a própria leitura que está pedindo seu espaço, independentemente de campanhas de incentivo."

JB Online