O Mundo de Sofia

...
4.2794 24803



Resenhas - O Mundo de Sofia


616 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Danielle 26/02/2015

SENSACIONAL
Sempre achei que O mundo de Sofia devia ser um livro muito chato, até que um dia me peguei em um desafio literário tendo que ler algo do autor e acabei escolhendo O dia do curinga, devido ter me identificado mais com a sinopse, e ele superou minhas expectativas. Desde então quis muito ler O mundo de Sofia e finalmente consegui comprar e ler.

A trama gira em trono da protagonista Sofia, uma menina de 14 anos que um belo dia se depara com dois envelopes na sua caixa de correio, um era para ela refletir sobre a origem do mundo e da vida e o outro era um cartão-postal destinado a Hilde, que Sofia nem imaginava quem poderia ser.

Sofia passa a receber frequentemente bilhetes e logo eles viram um curso de filosofia que são enviados por um misterioso homem chamado Alberto Knox. Sofia fascinada ao descobrir esse maravilhoso mundo da filosofia. Os cartões postais para Hilde também não param de chegar, dando um ar de suspense à trama. Sofia descobre que a tal Hilde faz aniversário no mesmo dia que ela e que também fará 15 anos, através dos cartões postais enviados pelo seu pai que está na guerra.

O leitor tem conhecimento do conteúdo integral das cartas que Sofia recebe do curso de filosofia, e vai aprendendo junto com ela sobre muitos dos grandes pensadores da humanidade, dos mais antigos aos contemporâneos, o curso é realmente maravilhoso, é um livro com um enorme conteúdo de aprendizado e que fará o leitor refletir bastante, mas sem ser maçante e sempre intercalando com os mistérios da trama. Um livro delicioso de ler, nada de ler com pressa pois esse livro é para ser apreciado em cada detalhe.

Eu amei esse livro e me arrependo de não ter lido antes, já virei fã do autor, perfeição do início ao fim, desfecho sensacional.


site: www.facebook.com/minhasresenhasdp
comentários(0)comente



Bia 18/02/2015

[RESENHA] O Mundo de Sofia - Jostein Gaarder
O Mundo de Sofia conta a história de Sofia Amundsen, uma garota norueguesa que às vésperas de completar quinze anos começa a receber bilhetes anônimos com perguntas bastante peculiares como "Quem é você?" e "De onde vem o mundo?" e cartões-postais. Esses cartões são enviados do Líbano por um major da ONU e tem como destinatário uma menina chamada Hilde MØller Knag que faz aniversário no mesmo dia que Sofia.

A história começa a se desenvolver em cima desses bilhetes que traziam conhecimentos filosóficos dos quais Sofia nunca tinha ouvido falar. A partir de então, Sofia passa a ter aulas de filosofia através das cartas e passa a se interessar cada vez mais pelas perguntas e conhecimentos filosóficos. Mais tarde, o dono dos bilhetes é revelado: Alberto Knox. Para dar continuidade às aulas, Sofia e seu professor passaram a se encontrar em um lugar no meio da floresta atrás da casa dela, chamado Cabana do Major.

Sofia fica fascinada por suas aulas de filosofia, pois na escola onde estudava os alunos não eram instigados a questionar o mundo, as ideias, as pessoas... No entanto, o mistério continuava: Quem era Hilde MØller Knag? Por que ela estava recebendo postais direcionados a essa menina? Com o tempo, Sofia e Alberto começam a perceber que estão inseridos em uma outra realidade, bem diferente daquela em que acreditavam de fato viver.

O Mundo de Sofia não é um livro simples de ser lido. Cada capítulo leva o nome de um filósofo ou de um momento importante da História e, no total, são 35 capítulos, nos quais são contados tanto o mistério vivido por Sofia como também todos os detalhes da sua aula de filosofia. Trata-se, portanto, de uma obra que deve ser lida com calma e atenção para que seja possível absorver todas as informações de tantos pensadores e épocas importantes.

Em uma atmosfera fantástica, muitas vezes nos deparamos com personagens de histórias infantis aleatórias, como Ursinho Pooh e Alice no país das maravilhas, o que contribuirá para uma melhor compreensão do livro quando este chega ao fim. Acredito que a intenção do autor, Jostein Gaarder, era a de transmitir conhecimentos filosóficos de uma forma divertida e dinâmica, mesclando-os à Literatura e ao mistério. Mas, o principal ensinamento do livro, para mim, não foram os conhecimentos filosóficos em si, mas a tentativa do autor de mostrar para nós, leitores, como é importante questionarmos o mundo a nossa volta, não perder o desejo de conhecer o universo e tentar buscar explicações sobre o sentido de tudo, assim como as crianças fazem; ou seja, como é importante filosofar.

site: http://euliteraria.blogspot.com.br/2014/02/o-mundo-de-sofia-jostein-gaarder.html
comentários(0)comente



guedes 11/02/2015

Um resgate da Magia Infantil diante do mundo
O tempo passa e aos poucos as pessoas perdem os dentes, os cabelos... o engraçado é que antes mesmo de perder isso as pessoas perdem os sonhos, tornam-se mais cinzas, mais fechadas diante da ferocidade do mundo que não respeita devaneios inocentes.

O Mundo de Sofia é um desses remédios cavalares contra a perda da magia infantil.

Enquanto eu estava exatamente com 16 anos, no limiar da fase adulta eu li esse livro. Não foi uma leitura solitária na poltrona de casa, dividi esse livro com meu melhor amigo: Marcelo. E como foi mágico ficar perdido em devaneios, deitados na parte mais alta do terraço, observando o cosmos infinito e refletindo sobre o romance da Filosofia.

De Sócrates até os pós-modernos, passando por Nietzsche, Descartes, o romance oferece uma trama literária extraordinária que ensina, encanta e envolve o leitor nos maiores mistérios da humanidade.



site: http://umcafeeaconta.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Lóra 07/02/2015

E então...
Dentre tanta informação e situações tão lógicas e absurdas, o que dizer, senão a última coisa que pensei ao ler a última frase do livro: Será que é meramente proposital (e um tanto irônico, diga-se de passagem) que enxerguemos o passado quando olhamos para além da Terra? A natureza é fantástica.
comentários(0)comente



Rodrigo Pereira 06/02/2015

Maravilhoso!
Certa vez, um filósofo francês (com nome de russo) chamado Vladimir Jankélévitch escreveu: “Filosofar é comportar-se perante o universo como se nada fosse evidente”. Não sei dizer se Jostein Gaarder conhecia o trabalho de Jankélévitch, mas se sua obra, O Mundo de Sofia, tem algum objetivo, acredito que seja o de fazer tanto a protagonista quanto nós, leitores, entendermos que NADA é evidente. Mas não se preocupe nem fique com crise existencial. Você não acha que, sendo tudo evidente, tudo com uma resposta certa e única, talvez a vida não tivesse graça? Esse universo confuso onde vivemos é um local que permite a criação de diversos questionamentos. Perguntas como “Quem somos?”, “De onde viemos?”, “Para onde vamos?” são praticamente clichês. O papel do filósofo na sociedade é o de perguntar, duvidar ou buscar entender, e é exatamente isso que este livro de Gaarder tem para te ensinar.
Assim como muitos, meu primeiro contato com filosofia aconteceu no ensino médio. Lá aprendi algo sobre quem eram os pré-socráticos, que Sócrates talvez não tenha existido, que Platão talvez tenha inventado Sócrates, que Kant é muito difícil de ler e que Nietzsche é o filósofo da moda. Entrei na faculdade e cursei uma disciplina de introdução à filosofia, onde estudei o mesmo que antes e um pouco mais. A conclusão sobre o conhecimento adquirido foi a seguinte: não aprendi grande coisa. Por incrível que pareça não desanimei com esse ensino um tanto quanto precário. Aprendi a gostar especificamente de história da filosofia, mas confesso que nunca havia parado para pensar em seu funcionamento na prática. Isso, de certo modo, mudou quando terminei de ler O Mundo de Sofia.
O livro conta a história de Sofia Amundsen, uma jovem norueguesa de 15 anos que recebe cartas e cartões-postais com conteúdos esquisitos e curiosos. No início as cartas possuem perguntas como “quem é você?” ou “de onde vem o mundo?”. Posteriormente, as informações vão ficando mais complexas, até se tornarem um verdadeiro curso intensivo de filosofia. Todas são enviadas por uma pessoa misteriosa, alguém que deseja transmitir esse conhecimento de qualquer maneira. Enquanto isso, Sofia também recebe estranhos cartões-postais com mensagens referentes ao aniversário de uma menina chamada Hilde, cujo remetente é um major da ONU. A trama se torna um thriller que impede qualquer leitor de largar o livro, fazendo-nos questionar sobre o que pode estar acontecendo.
Na minha visão, a escrita de Jostein Gaarder é deliciosa e flui maravilhosamente bem. Sofia é uma protagonista cativante, além de absurdamente inteligente para uma criança de 15 anos. Se você não tiver um professor fantástico, não consigo imaginar melhor introdução para o estudo de filosofia. Não é um livro de especialização ou para usar como base teórica na sua tese de doutorado, mas sim para despertar ao menos um mísero interesse naqueles que tiveram pouco / nenhum contato com a área. Acho, inclusive, que essa é a proposta de Gaarder. Contudo, também ressalto que, em alguns momentos, a obra pode ser um pouco cansativa, pois fala de muitos filósofos, teorias e pensamentos num curto espaço. Talvez o leitor iniciante, com uma bagagem de leitura menor, tenha alguma dificuldade. De qualquer modo isso é compensado com a fantástica história paralela.
Resenhas sobre O Mundo de Sofia não faltam. São mais de 1 milhão de exemplares vendidos apenas no Brasil... imagine no mundo. Por consequência dessa grande exposição, temos vários pontos de vista disponíveis a partir de poucos cliques. No geral, como em inúmeros casos, tratam-se de críticas diversas, seja para o livro, seja para o autor. A discussão faz parte, apesar de não ser nenhum livro polêmico. Já diria um certo filósofo nascido nos Estados Unidos: "Para evitar críticas, não faça nada, não diga nada, não seja nada". Alguns adoram a história, consideram-na uma verdadeira obra-prima. Do outro lado, acredito que em menor quantidade, temos os mais críticos em relação à proposta introdutória de Gaarder. Geralmente são os que acharam o livro maçante, mas também os estudiosos da área, que podem argumentar que o ensinado na obra não condiz com o aprendido no curso superior. A verdade é que isso SEMPRE acontece com qualquer área do conhecimento. Alguém que escreve sobre história de um modo mais “popular”, buscando atingir um público maior, costuma ser criticado por historiadores; um escritor que simplifique algum livro clássico para alcançar mais pessoas é geralmente crucificado por críticos literários.
Possuo uma visão bem mais otimista. Aconselho e indico o livro para todos que quiserem ler uma boa história e, ao mesmo tempo, aprender um pouco mais. Melhor ainda se você é daqueles que tem o saudável hábito de pesquisar sobre os autores ou pensamentos citados nos livros. Vale a pena entrar nesse Mundo de (Filo)Sofia afinal, você não tem nada a perder e muito a ganhar.
comentários(0)comente



Mary 02/02/2015

O Romance da história da filosofia...
Desde o jardim do Éden, passando por diversos filósofos e pensadores, até chegar nos dias atuais. O Mundo de Sofia é um romance que trás a história da filosofia através da personagem titulo que de maneira fácil propõe questionamentos profundos e analises complexas.
Uma leitura clássica e que deveria ser explorada em diversas etapas da vida de um individuo!
comentários(0)comente



Cris 01/02/2015

O mundo da filosofia
Comecei a ler o livro com outra ideia na cabeça... Pensei que seria mais um livro de literatura estrangeira, mas na verdade, se trata de uma aula de história. Acabei gostando do livro, porque achei interessante a forma que o autor resumiu vários filósofos e as épocas históricas ao longo dos anos. Recomendo pra quem gosta de história e filosofia, e principalmente pra quem não conhece muita coisa sobre estas áreas. É um livro que te faz pensar.
comentários(0)comente



Crislane 27/01/2015

O livro é bom para quem está começando a se interessar por filosofia, quem já tem uma certa carga de conhecimento não vai encontrar nada de novo. a história até te prende no começo e vai te deixando cada vez mais curioso, mas pra mim o final foi meio fraco. A mensagem que o autor quer passar é muito interessante, mas mesmo assim não não entrou nos meus favoritos.
comentários(0)comente



claudio.louzd 25/01/2015

Filosofia para principiantes
Ótimo meio de se introduzir ao fascinante mundo da Filosofia, desmistificando que seria algo aborrecido. Leve.
comentários(0)comente



Fernanda 16/01/2015

"Uma das mais importantes tarefas da filosofia é advertir as pessoas quanto ao perigo das conclusões precipitadas."
comentários(0)comente



Tati Onofre 04/01/2015

Show
Excelente leitura que mescla aprendizado de uma forma leve e envolvente. Amei!
comentários(0)comente



Jewzinha 02/01/2015

Simplesmente Amei, confesso que no inicio achei meio chato, mas depois ele me surpreendeu totalmente. É o tipo de leitura q você entra, como se estivesse vivendo a historia junto com a personagem.
comentários(0)comente



Sara Muniz 30/12/2014

Resenha - O mundo de Sofia
Resenha
Finalmente a resenha de O Mundo de Sofia! Bom, esse livro foi escrito por um norueguês e é justamente na Noruega onde se passa a estória. Começamos conhecendo Sofia, que logo fará 15 anos. Ela mora com sua mãe e tem uma melhor amiga. Até que um dia, quando ela vai checar a caixa de correio, se depara com um pequeno envelope que dizia "De onde vem o mundo?". E nos dias que seguiram, ela encontrou outros envelopes semelhantes com perguntas nesse mesmo estilo. Aquele tipo de pergunta que nós não sabemos a resposta, sabe? Logo começaram a chegar envelopes maiores com verdadeiras aulas de filosofia, todos endereçados à Hilde. Sofia não fazia ideia de quem era essa Hilde e tinha uma enorme curiosidade de saber quem é que entregava os envelopes, já que não havia o nome do remetente.

Passa um tempo e Sofia descobre quem é o professor de filosofia e que ele se chama Alberto Knox. Ela começa a se encontrar pessoalmente com ele e ele lhe dá aulas particulares. Durante essas aulas você também tem aulas e aprende muito sobre filosofia e filósofos importantes - e lógico - sobre os estudos e fundamentos deles. Só esses fatos já deixa você maravilhado pelo livro, mas mesmo assim ainda não temos resposta de porquê aquele professor está fazendo aquilo e se empenhando de verdade em dar aulas para Sofia Amundsen.

Mas as suas dúvidas pioram quando Sofia está indo encontrar o professor e sempre vê cartões postais no caminho (na rua, preso em uma árvore, etc) e que são endereçados à ela e à Hilde. Os bilhetes sempre dizem que o "papai está com saudades, Hildinha. Estarei aí para o seu aniversário de 15 anos no dia 15 de julho", e fato: O aniversário de 15 anos de Sofia também é 15 de julho!

Depois você descobre de onde vem esses cartões postais e a coisa horrível que tem por trás deles. Não posso dar spoilers, mas à princípio é uma coisa que você não consegue aceitar após ter se apegado tanto a Sofia, mas depois você vai achar a coisa mais incrível do mundo e achar o autor um gênio extraordinário.

A teoria do pelo do coelho
Essa foi umas das coisas que aprendi com o livro que mais me chamaram a atenção. Essa teoria diz basicamente que quanto maiores (de idade) somos, mais perto do couro cabeludo e afundados estamos, pois já temos nossas opiniões e argumentos fechados sobre muitas coisas, mesmo que achemos ser "cabeça aberta". E as crianças, como ainda estão conhecendo tudo, estão bem na ponta do pelo dele. Mas quando começarem a envelhecer e parar de formar novas opiniões, vão descendo também. Ele menciona que alguns filósofos tentam voltar para a ponta dos pelos novamente, mas que é muito difícil e que às vezes acabam caindo novamente para a base.

"Tudo flui. Tudo está em movimento, e nada é para sempre. Por isso não podemos banhar-nos duas vezes no mesmo rio, pois, quando mergulho no rio pela segunda vez, já não sou o mesmo, assim como o rio." - Heráclito.
"Mais sábio é aquele que sabe que não sabe." - Sócrates.

✖ Avaliação da escrita: Infelizmente não tem como comentar muito sobre isso, já que o livro foi traduzido do norueguês, mas creio que a escrita do autor não tenha sido muuuuuuito alterada. Sendo assim, eu gostei bastante da escrita.

✖ Avaliação do Enredo: Mais que incrível, sem palavras para descrever! (Na verdade não tem como descrever sem dar spoilers). Se você está pensando que é só mais um livro chato sobre filosofia, você está muito afundado na pelagem do coelho, pois esse livo é sensacional! Como eu havia comentado na resenha em vídeo (que eu excluí), achei meio estranho a Sofia ser inteligente demais para a idade dela em relação à filosofia, mas é só isso.

✖ O que me levou a avaliá-lo como excelente?
Porque esse livro é excelente! Eu adoro filosofia, eu adorei a Sofia, eu adorei o gostinho de mistério e a euforia para desvendá-los. O livro é genial e todas as pessoas no mundo deveriam ler u.u

site: http://interesses-sutis.blogspot.com.br/2014/12/resenha-o-mundo-de-sofia.html#more
comentários(0)comente



Letí­cia 28/12/2014

Um passeio pela filosofia
É, o livro inteiro irá falar sobre os grandes pensadores, os filósofos de todas as épocas.
Foi interessante a leitura para ter essa noção cronológica e das ideias condutoras do pensamento filosófico durantes as eras.

Senti falta de um grupo para discutir o que ia lendo, pois como são várias informações, muitas informações mesmo, a maioria acabou perdida em algum lugar da minha cabeça, ou nem chegou a ficar nela. Teria gostado muito de ter lido esse livro antes de minhas aulas de filosofia na faculdade, ia conseguir "linkar" melhor as ideias e seria um pouco mais divertido que ler somente Marilena Chaui em seu livro Convite à filosofia.

Amei também os artifícios usados pelo filósofo exclusivo da Sofia, pois ele apresenta experimentos físicos feito com óculos, rampas e inúmeros objetos para deixar claro os pensamentos sobre o mundo e as leis da física de Galileu e alguns outros. Quem dera os professores usassem mais esse tipo de metodologia, tive professores assim e eles permanecem em minha memória e uma grande parte das informações por eles passadas ainda são lembradas por mim.

Confesso que levei meses lendo esse livro, exatamente pela quantidade de informações e a falta de um coleguinha para discutir e aprofundar as ideias, em alguns momentos ele ficou enfadonho, é, chatinho mesmo, mas como me propus em terminá-lo antes do fim desse ano, meta cumprida!

site: http://li-e-indico.blogspot.com.br/2014/12/o-mundo-de-sofia-de-jostein-gaarder.html
comentários(0)comente



Cláudio 26/12/2014

Comentários
Ótimo livro para quem quer uma ajuda na matéria de Filosofia para o Ensino Médio e Superior. O livro tem um belo e muito misterioso romance por Sofia, aquele que entrega as cartas e seu professor, o final é igual a qualquer outro ótimo livro, surpreenda-se com esse grande escritor e esse clássico livro que com certeza será passado para as próximas gerações.
comentários(0)comente



616 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |



logo skoob
"O sucesso do Skoob tem explicação. Além de ser uma ferramenta inédita em português, chamativa para leitores inveterados, o funcionamento do sistema é fácil."

A Notícia