Faça seu login para ter acesso a todo conteúdo, participe também do sorteio de cortesias diárias. É rápido e gratuito! :) Entrar
Login
Livros | Autores | Editoras | Grupos | Trocas | Cortesias

O Mundo de Sofia

Romance da História da Filosofia

Jostein Gaarder
Resenhas
Recentes
598 encontrados | exibindo 11 a 16
3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 |


LineBergLing 14/08/2014

Poeira estrelar
O tema do livro em si já é só amor. Jostein Gaarder consegue sintetizar a história da filosofia com uma linguagem simples e exemplos fáceis de entender. Apesar de extenso,é uma obra que prende nossa atenção.
Ótimo para refletir sobre questões que pairam sobre a humanidade desde que o mundo é mundo: Quem somos? De onde vem o mundo? Entre outras. Cheguei a sonhar com uma passagem do livro! E se a nossa vida for um sonho? Se não passamos de personagens frutos da imaginação de um major para entreter sua filha? Bem,cabe a cada um de nós encontrar a pergunta para cada uma dessas perguntas.
comentários(0)comente



Luciano Luíz 11/08/2014

O MUNDO DE SOFIA, é um ótimo livro para quem quer começar a trilhar o caminho da filosofia.
Ou melhor, ter um conhecimento light dos grandes pensadores do mundo antigo.
Impressiona a forma como o autor faz a jovem Sofia se entreter com os grandes nomes da Humanidade.
O ato de pensar.
De ver a vida.
É um livro de boa narrativa e divertido.
Ainda mais, pelo fato de que Sofia, tem uma mentalidade que (quase) não mais vemos em meninas de sua idade. Aqui no Brasil, claro.

O único ponto fraco do livro, é uma cena próxima ao final, durante uma refeição, quando ocorre algo sexualmente explícito...

Mas, fora isso...

Bem, é verdade que se o livro não tivesse as passagens filosóficas, também seria um bom romance.


L. L. Santos


site: https://www.facebook.com/pages/L-L-Santos/254579094626804
comentários(0)comente



Laryssa 08/08/2014

De um modo geral, muitos adolescentes evitam livros sobre filosofia e tendem a achá-los pouco atrativos, pois apresentam uma sucessão de pensadores e ideias abstratas que, a primeira vista, não parecem ser tão fáceis de compreender e assimilar. Pensando nisso, Jostein Gaardner construiu um romance que envolve suspense e, com muito dinamismo, ensina aos leitores algumas noções básicas da filosofia universal, tornando-a acessível para jovens e crianças.

Prestes a completar 15 anos, Sofia Amundsen encontra bilhetes anônimos em sua caixa de correio contendo perguntas estranhas como “Quem é você?” e “De onde vem o mundo?”. Mais estranhos ainda são os cartões postais enviados por um major do Líbano: eles precisam ser entregues a uma garota chamada Hilda Knag, filha do major. O problema é que Sofia nunca ouvira falar dela, tampouco do tal major. Este, porém, parece conhecer muitos detalhes de sua vida.

A partir daí começa o intrigante curso de filosofia por correspondência. Utilizando uma linguagem viva e transparente, um professor – também misterioso – embarca Sofia e o leitor numa viagem que vai desde dos filósofos pré-socráticos até os mais atuais e também às grandes questões que tem sido refletidas desde o começo da história do pensamento ocidental. De início, Sofia não entende o objetivo das cartas e sempre se pergunta quem as escreve, mas aos poucos se interessa pelo conteúdo das aulas e começa a ver a vida de uma forma bem diferente.

"No mesmo instante em que se concentrava no fato de existir, pensava também que um dia morreria. E o mesmo ocorria ao contrário: só quando sentiu intensamente que um dia desapareceria é que pôde entender exatamente o quanto a vida era infinitamente valiosa. E quanto maior e mais clara era uma face da moeda, tanto maior e mais clara se tornava a outra. Vida e morte eram os dois lados de uma mesma pessoa. Não se pode experimentar a sensação de existir sem se experimentar a certeza que se tem de morrer. E é igualmente impossível pensar que se tem de morrer sem pensar ao mesmo tempo em como a vida é fantástica."

Posso dizer que Gaardner conseguiu atingir seu objetivo. O livro é uma ótima oportunidade para aqueles que desejam adentrar no maravilhoso universo da filosofia e, de fato, entendê-la. “O autor lança mão de todo e qualquer recurso para tornar mais clara ou saborosa uma tese abstrata. Um brinquedo Lego ajuda na exposição das doutrinas de Demócrito, uma fita de vídeo leva Sofia diretamente à Grécia Antiga, onde Platão, em pessoa, é entrevistado. Formas de bolo ajudam a compreender a teoria platônica das ideias” e assim por diante.

O Mundo de Sofia é um exemplo do que eu costumo chamar de “livro de cabeceira”: para ler na calma, devagar. Não deve ser devorado, mas sim degustado, absorvido. Capítulo por capítulo, lição por lição. É um dos meus favoritos! Me ajudou bastante na época do colégio e mais do que isso, despertou em mim a vontade de saber mais sobre o assunto. A filosofia deixou de ser chata. Obrigada, Jostein.

site: http://www.livrarium.com/2014/07/resenha-o-mundo-de-sofia/#.U-UMU_ldXAQ
comentários(0)comente



fabriciovalerio 06/08/2014

A história da filosofia transmitida de uma maneira fascinante
Confesso que não esperava me surpreender com o desfecho deste livro. Achava que iria ler uma história pouco empolgante com a filosofia como pano de fundo. Porém estava totalmente enganado. Apesar de se tornar um pouco enfadonho em alguns momentos, por se tratar de um extenso livro sobre a história da filosofia, o enredo contado em paralelo torna a leitura mais instigante.
Tudo começa pouco tempo antes do aniversário de quinze anos de Sofia, quando ela encontra um bilhete anônimo na sua caixa de correio. O bilhete continha a seguinte pergunta: "quem é você?"
Uma série de outras estranhas correspondências começaram portanto a invadir sua caixa de correio: cartas de um misterioso filósofo e postais que um major lhe enviava do Líbano. Sofia deveria entregar os misteriosos cartões para a filha do major, que se chamava Hilde e que completaria quinze anos no mesmo dia que ela. Mas Sofia não tinha a menor ideia de quem era aquele major nem sua filha.
O major passa a conhecer todos os detalhes da vida de Sofia mesmo estando tão distante no Líbano. O mistério fica ainda maior com o passar dos capítulos. Em determinado ponto da história, Sofia descobre a verdade por trás de todo aquele enigma. É quando coisas surpreendentes começam a se manifestar para a garota. O autor começa então a contar uma história ainda mais alucinante e um final extraordinário está por vir.
Paralelamente à enigmática história de Sofia, Jostein Gaarder vai nos contando a história da filosofia desde os primeiros filósofos, passando por Sócrates e seu discípulo Platão, por Aristóteles, Marx, Darwin, Freud, entre outros pensadores ocidentais, até chegar nos filósofos existencialistas. Fazemos uma viagem filosófica através da antiguidade, do renascimento, do barroco, do iluminismo, do romantismo e do século XX.
Em muitos momentos, o livro nos faz parar para filosofar sobre nós mesmos, sobre a existência, sobre a alma, sobre o universo. Ele nos leva a refletir junto com os pensamentos filosóficos, ao mesmo tempo em que vai nos envolvendo através dos segredos e surpresas por trás do Mundo de Sofia.
Referente à parte filosófica, minha parte preferida foi sobre Platão. Para este filósofo a realidade se divide em duas partes: o mundo dos sentidos, que é o mundo material em que podemos usar os nossos cinco sentidos, e a outra parte é o mundo das ideias, que não pode ser conhecida através dos sentidos. E, segundo Platão, por nossa alma não ser material, ela pode ter acesso ao mundo das ideias. Também gostei muito de ler os capítulos que abordam os pensamentos de Darwin e Freud.
O Mundo de Sofia é um livro profundo que me ensinou filosofia de uma maneira fascinante.
Não poderia deixar de mencionar que Gaarder me conquistou de vez com o final dessa história.
comentários(0)comente



Ana 05/08/2014

Meu Mundo de Sofia
Desde cedo me interessei por Filosofia e sempre vi com tristeza o fato dela se encontrar tão distanciada da maioria das pessoas. Os pensadores me ajudavam tanto a compreender esta complexa condição de estar no mundo, que eu tentei dividir suas ideias com outras pessoas, mas elas quase sempre reagiam negativamente a comentários de cunho filosófico, considerando esta uma área muito hermética, reservada somente para nerds. Então os filósofos passaram a ser meus amigos ocultos... até que conheci Sofia.
O livro de Jostein Gaarder surgiu um dia, repentinamente, diante de mim, numa livraria. Ou, melhor dizendo, eu surgi diante dele. A capa e o nome chamaram minha atenção, então li a contracapa. Obviamente, levei-os para casa: Gaarder, Sofia e a Filosofia.
Então adorei o que li! A Filosofia para leigos, para todos, inserida na vida de uma menina! A Filosofia simplificada, mas sem perder sua profundidade; aplicada à forma de ver o mundo; apresentada de forma leve, divertida, agradável, sem fugir de sua natureza questionadora.
Vivi alguns dias com Sofia e alguns dos principais filósofos, agradecendo ao Autor por trazer a tantas pessoas as mesmas alegrias que permearam minha vida: a alegria de aprofundar temas existenciais importantes, de refletir sobre a natureza e as relações sociais, de admirar a capacidade da inteligência humana.
Encerrei o livro desejando que cada vez mais pessoas visitassem o mundo de Sofia e vissem o quanto ele é belo, rico e desafiador, trazendo-o, então, para fazer parte de suas vidas, tornando-as, desta forma, mais significativas e compreensíveis.
comentários(0)comente



598 encontrados | exibindo 11 a 16
3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 |



Publicidade


logo skoob beta
"o site é uma ótima ferramenta para estimular a leitura nas escolas e universidades."

Conexão Professor