Faça seu login para ter acesso a todo conteúdo, participe também do sorteio de cortesias diárias. É rápido e gratuito! :) Entrar
Login
Livros | Autores | Editoras | Grupos | Trocas | Cortesias

O Mundo de Sofia

Romance da História da Filosofia

Jostein Gaarder
Resenhas
Recentes
582 encontrados | exibindo 11 a 16
3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 |


Emi Pacheco 14/05/2014

Sofia e a Matrix
O Mundo de Sofia é um livro diferente; sua proposta é oferecer um “curso de filosofia” ou uma breve introdução à história da filosofia para o leitor que junto com Sofia Amundsen, uma jovem norueguesa de 14 anos de idade, irá refletir sobre as ideias de alguns dos mais influentes pensadores da humanidade.

Por conta desse diferencial não sei se uma resenha seria a melhor forma de abordar essa obra. Talvez seja melhor falar apenas sobre as minhas primeiras impressões ao longo da leitura.

Bem, no início o livro me pareceu chato e longo porque, afinal, é realmente uma espécie de curso de filosofia, ainda que disfarçado pela narrativa que tem como foco central na pacata vida de Sofia Amundsen.

Tudo muda quando Sofia começa a receber umas cartas misteriosas, com pergundas muito estranhas (do tipo “Quem é você?”, “Da onde viemos?” e “Foi Deus quem nos criou?”).
Logo Sofia descobre que estas perguntas estão ligadas a um curso de filosofia por correio, que seu correspondente vem preparando especialmente para ela.

Mas porque ele estaria fazendo isso? Há! Esse é o grande mistério que só vamos descobrir na parte final do livro!

Porque antes o leitor vai filosofar junto com Sofia, querendo responder as perguntas fundamentais formuladas por seu “professor” para entender como a humanidade vem percebendo o mundo ao longo da história.

Quer dizer, vamos viajar no tempo para entender o que o homem inventava para explicar o mundo (ex.: Por que chove?). Desde as explicações ligadas aos deuses e sua ira até as descobertas científicas.
É realmente muito estranho se dar conta de que antes de Darwin a possibilidade de evolução e adaptação dos seres vivos era absolutamente inconcebível (e duramente combatida, já que colocaria em cheque toda uma estrutura de pensamento).

Nós, seres pensantes do mundo contemporâneo, em regra, já crescemos “sabendo” que a evolução das espécies é uma coisa “óbvia” e natural e por isso não damos a ela o devido valor.

Além disso, dá para aprender sobre Marx de forma imparcial, ou seja, você consegue entender mais ou menos onde ele queria chegar com a luta do proletariado – e até mesmo concordar com ele – sem aderir ao comunismo.

Outro ponto interessante é notar que existiram filosofas mulheres embora poucos tenham reconhecido suas contribuições.

Aliás, o valor dado à mulher como um ser pensante variou bastante de pensador para pensador (embora no final tenha prevalecido a “ideia” de inferioridade em relação aos homens).
Então, como é inerente a quase tudo que envolve filosofia, a história do livro se transforma numa viagem muito louca que é simultaneamente possível e impossível de se conceber. Algo do tipo Matrix, hehe.
No final, se você tiver alguma paciência e perseverança vai descobrir que ler O Mundo de Sofia vale muito a pena.

Gostei especialmente do final da história na qual os personagens centrais refletem sobre o universo, o tempo e as estrelas. É muito bonito e filosófico, haha.
Recomendo a leitura, com a ressalva de que este livro é bem mais profundo do que aparenta ser o que acaba por exigir um pouco de boa vontade do leitor.

site: http://sentapraler.wordpress.com
comentários(0)comente



Lucas 08/05/2014

poderia ser melhor!
Quando estava na escola tentei ler esse livro e acabei empacando no meio. Não curti e achei ele bem tedioso. Hoje, mais velho e com uma bagagem literária um pouco maior resolvi dar uma segunda chance ao livro e, para minha surpresa, quase empaquei novamente pelos mesmos motivos!

Sofia Amudsen é uma garota que começa a receber misteriosas cartas de um professor de filosofia do nada. Então a trama se divide em duas, a história no dia-a-dia da Sofia e os ensinamentos contidos na cartas, que é a história da filosofia desde a Grécia antiga até o meio do século XX. No começo tudo são flores e o Jostein Gaarder explica muito bem a filosofia grega, de forma clara e com exemplos práticos. Mas é no meio que o negócio fica sem pé-nem-cabeça. Na vida (ou no mundo) da Sofia começam a acontecer coisas nonsense: encontros mágicos, acontecimentos surreais e o professor de filosofia começa a soar como um taradão controlador. Nas cartas a explicação da história da filosofia se perde ainda mais. Capítulos inteiros sobre um tema, falando demais sobre filósofos teóricos, bons apenas para quem já tem uma certa bagagem no assunto. Acaba afastando em vez de atrair o interesse do leitor para a filosofia. Daí para a frente o texto fica tedioso e a história perde todo o tchã. Acabei lendo até o final para saber se haveria explicação para tanta loucura e me arrependi: o final é uma loucura ainda maior, feita parece às pressas de fechar logo a história.

Deu a impressão que o Jostein Gaarder se perdeu muito durante a escrita do livro. Parecem até dois autores diferentes, um para o começo, com uma história atraente e outro para o meio-fim, com uma história arrastada e sem atratividade.
comentários(0)comente



Yuri 07/05/2014

Mudou minha vida!
Mergulhei nessa obra e viajei, viajei, viajei e não me encontrei até agora. Realmente incrível. Todo mundo deveria ler esse livro, pois além de abrir bastante nossa mente para pensarmos em coisas que jamais havíamos pensado, é um ótimo formador de opinião e inteligência. Filosofia é incrível!

Só agradeço a Jostein Gaarder por ter me concedido tamanha viagem.
Já entrou pra minha vida... na verdade, hoje, é meu livro favorito.
comentários(0)comente



Bruna 02/05/2014

Para quem gosta muito de filosofia é um ótimo livro mas quanto a história me decepcionou principalmente o desfecho que achei muito bobo e infantil.
comentários(0)comente



Stephanie 25/04/2014

O livro é conteudista mas não chato, pelo contrário, sua narrativa é encantadora e seduzente para quem gosta de filosofia e quer saber um pouco mais sobre os filósofos. Até certo ponto o autor consegue interligar de uma forma interessante e até mesmo inteligente os pensamentos e ensinamentos de nossos grandes filósofos e uma historinha fictícia que é o diferencial do livro, porém, o final é um tanto quanto ''viajante'', o que depreciou minha nota dada ao livro mas ainda assim conseguiu se tornar um dos meus favoritos.
comentários(0)comente



582 encontrados | exibindo 11 a 16
3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 |



Publicidade


logo skoob beta
"O sucesso do Skoob tem explicação. Além de ser uma ferramenta inédita em português, chamativa para leitores inveterados, o funcionamento do sistema é fácil."

A Notícia