O Mundo de Sofia

...
4.27218 24576



Resenhas - O Mundo de Sofia


612 encontrados | exibindo 31 a 46
3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 |


Ana 05/08/2014

Meu Mundo de Sofia
Desde cedo me interessei por Filosofia e sempre vi com tristeza o fato dela se encontrar tão distanciada da maioria das pessoas. Os pensadores me ajudavam tanto a compreender esta complexa condição de estar no mundo, que eu tentei dividir suas ideias com outras pessoas, mas elas quase sempre reagiam negativamente a comentários de cunho filosófico, considerando esta uma área muito hermética, reservada somente para nerds. Então os filósofos passaram a ser meus amigos ocultos... até que conheci Sofia.
O livro de Jostein Gaarder surgiu um dia, repentinamente, diante de mim, numa livraria. Ou, melhor dizendo, eu surgi diante dele. A capa e o nome chamaram minha atenção, então li a contracapa. Obviamente, levei-os para casa: Gaarder, Sofia e a Filosofia.
Então adorei o que li! A Filosofia para leigos, para todos, inserida na vida de uma menina! A Filosofia simplificada, mas sem perder sua profundidade; aplicada à forma de ver o mundo; apresentada de forma leve, divertida, agradável, sem fugir de sua natureza questionadora.
Vivi alguns dias com Sofia e alguns dos principais filósofos, agradecendo ao Autor por trazer a tantas pessoas as mesmas alegrias que permearam minha vida: a alegria de aprofundar temas existenciais importantes, de refletir sobre a natureza e as relações sociais, de admirar a capacidade da inteligência humana.
Encerrei o livro desejando que cada vez mais pessoas visitassem o mundo de Sofia e vissem o quanto ele é belo, rico e desafiador, trazendo-o, então, para fazer parte de suas vidas, tornando-as, desta forma, mais significativas e compreensíveis.
comentários(0)comente



Rafael 03/08/2014

Fantástico!
O livro é realmente fantástico. O desenvolvimento da história, o suspense, e tudo relacionado a filosofia. Uma verdadeira aula acessível de filosofia ministrada pelo genial autor Jostein Gaarder. Aós ler este livro, nos sentimos mais conectado ao mundo intelectual das idéias, e mais inteligentes. Realmente vale a pena!
comentários(0)comente



Matheus Valei 02/08/2014

Questionamentos para a vida
Um livro extremamente importante,questionador,estimulante para o ser humano se conscientizar e se perguntar o que faz aqui,para onde vai,o que almeja,o que é esse mundo em que vivemos... É como se fôssemos a protagonista Sofia,percorrendo os caminhos difíceis e tortuosos em busca dessas respostas,procurando desvendar as incógnitas da vida.
comentários(0)comente



Jaqueline 29/07/2014

Esse livro é incrível, por mais que você odeie filosofia vai passar a gostar depois dele.A história me prendeu muito,e com certeza aprendi coisas com Alberto e Sofia que nenhum outro professor poderia me ensinar.Excelente.
comentários(0)comente



Pedro 28/06/2014

Livro Fascinante!!!!!
Foi Incrível embarcar nesta viagem ao lado de Sofia!!!!
Esse foi um dos melhores livros que já li, sem contar que depois que ele acaba fica aquela vontade de aprender mais sobre a filosofia e sobre a vida também, Esse, com certeza, não será o último livro do Jostein Gaarder que vou ler.
Leiam a resenha que fiz no meu blog ;)

site: http://tribosliterarias.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Camila 27/06/2014

O mundo de Sofia
“ (...) Somos uma centelha da grande fogueira acesa há bilhões de anos”

Um dos melhores livros que já li na vida!

O conteúdo e o desfecho da história são incríveis e tomam um rumo surpreendente.

Nunca entendi nada sobre filosofia na escola e este livro nos apresenta a filosofia de uma forma natural e de fácil compreensão, lamento não tê-lo lido antes, pois o autor nos apresenta uma nova forma de ver a vida, a natureza e a nós mesmos; como aprendi com Alberto e Sofia, nesta maravilhosa obra.

Uma leitura que sem dúvida, deveria ser feita por todos!
comentários(0)comente

Maria Elisa 03/11/2012minha estante
Com certeza de todos os livros do Jostain, esse é o mais fantástico. Vi que leu O Passaro Raro, eu o tenho em ebook e já está na minha lista! Se tiver oportunidade leia O Dia do Coringa, fantástico também :)


Camila 04/11/2012minha estante
Achei bem interessante o enredo de O dia do curinga, ele entrou na minha lista, e quando puder com certeza vou ler, O pássaro Raro é muito bom também, espero que goste :)




Mariana 16/06/2014

No mundo de Sofia
É meu primeiro livro de Jostein Gaarder mas me inspirou a ler outros títulos dele. Por falar em primeiro, creio que "O Mundo de Sofia" deveria ser a primeira leitura dos interessados em se aventurar pelo mundo da filosofia. 
É impossível não se identificar com Sofia e seus questionamentos, assim como é inevitável não criar seus próprios questionamentos diante de tantas ideias. 
Além disso, "O Mundo de Sofia" pode ser um livro de consulta para quando se deseja uma introdução sobre determinado filósofo ou corrente filosófica. 
Por volta da página 300 (meu livro tem 560 páginas), o livro dá uma reviravolta incrível. Eu, que demorei cerca de 1 mês para ler as primeiras 150 páginas, não consegui largá-lo até terminar. Foram dois dias e uma madrugada inteira no mundo de Sofia. 
Mas valeu a pena cada palavra, cada momento de angústia existencial. O mundo de Sofia é uma experiência incrível. 
comentários(0)comente



25/05/2014

Já li esse livro algumas vezes (acho que 3 inteiro, e uma vez eu não terminei), e adorei desde a primeira vez. E esse livro é assim mesmo, tem que ser lido diversas vezes, em diferentes épocas na vida (tipo O Pequeno Príncipe), por vários motivos:

1. para poder apreender todo o conteúdo;

2. cada vez que você ler, você verá as coisas de modo diferente;

3. porque cada vez que você ler, com a cabeça diferente, tirará diferentes lições dele.

Essa resenha nem vai ser muito comprida, devido ao tipo de livro. E apesar de ser um livro mais ou menos didático, ele é uma delícia de ler, e um passeio fascinante pela História da Filosofia, começando lá atrás com os filósofos da Natureza, Platão (que aqui nem fica tão chato), Aristóteles até chegar em Darwin e Freud.

A história é contada de forma romanceada, através de cartas e aulas que Sofia Amundsen, uma menina norueguesa prestes a completar 15 anos começa a ter. Um belo dia ela está voltando para casa com sua amiga Jorunn, e ao chegar, ela encontra em sua caixa de correio um estranho bilhetinho endereçado a ela com algumas perguntas bem intrigantes. A partir daí, ela começa a receber também várias cartas contando a história da filosofia, de um tal Alberto Knox. Ao mesmo tempo, aparecem estranhos votos de felicidades para uma Hilde Möller Knag, que completará 15 anos junto com Sofia. Assim ao mesmo tempo que nos conta a história do pensamento, Joistein Gaarder também constrói um mistério envolvente: quem é Hilde? Por que suas coisas sempre aparecem no meio das coisas de Sofia? E quem é que está por trás desse mistério?

O livro é dividido em duas narrativas distintas: uma a história da própria Sofia, e outra a de Hilde. Cada capítulo é centrado em um período ou filósofo, em ordem cronológica, e assim fica fácil acompanhar e entender as mudanças de pensamento ocorridas em cada época. A leitura é fluida, e o mistério de Hilde prende até o fim. Como eu disse lá em cima, é uma leitura que deve ser repetida, várias vezes. E a cada vez ela irá fascinar. É um dos meus livros preferidos (a minha gata se chama Sofia em parte por causa desse livro). Recomendadíssimo!

Trilha sonora

Out of blue comes green, do A-ha é perfeita por dois motivos: primeiro, o A-ha é um grupo norueguês, como o autor e Sofia, e depois, um verso me lembrou muito uma passagem do livro:

Like a river I´m flowing
And there´s no way of knowing
If I´m coming or going
I need something to chain me down.

Isso me lembrou essa passagem do livro, que está no capítulo de Hegel:

“A história do pensamento – ou da razão – é como o curso desse rio. Contém todas as ideias que gerações de pessoas pensaram antes de ti e que determinam o teu pensamento do mesmo modo que as condições de vida da tua época.Por isso, não podes afirmar que uma determinada ideia é eternamente verdadeira. Mas essa ideia pode ser verdadeira onde tu estás.”

E também essa:

“Estou sempre a mudar. Hoje já não sou a mesma que há quatro anos. A minha disposição e a minha ideia de mim própria mudam de minuto para minuto. Por vezes, sinto-me de repente uma pessoa totalmente nova.”

OBS: eu reli em e-book, no kobo, e o arquivo que baixei é de Portugal. E como li em e-book, não posso dizer com certeza as páginas em que as citações se encontram.

Se você gostou de O Mundo de Sofia, pode gostar também de:

O dia do Curinga – Jostein Gaarder;
Através do Espelho – Jostein Gaarder;
A Viagem de Théo – Catherine Clement.
PS: eu prefiro essa capa que eu coloquei (que é a do meu) do que a nova.

site: natrilhadoslivros.blogspot.com
comentários(0)comente



Marcelo 25/05/2014

Meu livro predileto de Filosofia.
O Mundo de Sofia é um livro magnífico seja pela forma com o que o autor Jostein Gaarder brilhantemente conduziu a história, seja pela apresentação criativa do mundo, da história da filosofia e os personagens fictícios se intercalando com os autores reais da trama filosófica. Tudo neste livro funciona. E funciona muito bem. Agrada a todos mesmo aquele que não tem noção ou entenda sobre filosofia. Aliás para se amar o conteúdo deste livro não é preciso ser sábio, torna-se depois se deixar levar pelos inúmeros questionamentos que ele nos traz.
comentários(0)comente



mila antares 24/05/2014

O mundo de Sofia é um mergulho na história da filosofia, para quem curte o assunto e deseja bastante referências para leitura. Recomendo.
comentários(0)comente



Taisson 20/05/2014

O Mundo de Sofia
comentários(0)comente



Júnior 16/05/2014

Uma nova maneira de olhar o mundo
Um livro incrível, que realmente aguça o interesse do leitor e que a cada pagina faz com que você se sinta realmente dentro do "mundo de sofia", o livro induz o leitor a refletir por questões que normalmente passam despercebidas no nosso cotidiano e consegue desenvolver um pensamento crítico no leitor. o autor (Jostein Gaarders) consegue resumir em um único volume toda a historia da filosofia e ainda desenvolver em paralelo um grande romance. Sem duvida um dos melhores se não o melhor livro que já tive o prazer de ler, recomendo a pessoas que se interessem por filosofia ou que sejam curiosas o bastante para começarem a ler tenho certeza que após virar a primeira pagina não vão parar até o fim.
comentários(0)comente



Eliane 14/05/2014

Minha impressão sobre esse livro.
É um livro que estava trazendo à tona filósofos e ideias que para mim, já estavam esquecidas.
A abordagem principal é feita através de um diálogo entre Sofia e um Sr. Onde o mesmo vai lhe explicando o universo filosófico.
Para quem gosta do tema, faz a pessoa ficar pensando por exemplo:
Sobre como tudo começou no universo ?
O que é realidade absoluta e relativa ?
Mas confesso que até os 50% do livro que eu li , teve passagens que foram maçantes.
Mas não foi por isso que eu abandonei a leitura apesar de não ser um tema preferido meu.
O que aconteceu foi que uma abençoada colega, falou sem querer o desfecho do livro.
Então para mim perdeu a graça, já que eu não me interesso por filosofia, mas estava gostando do mistério... Se não tem mais mistério, não tem sentido eu continuar lendo.
Eu recomendo o livro para quem se interessado tema Filosofia ou então gosta de um mistério.
Mas por se tratar de um livro enorme , acho que é necessário lê-lo devagar, para que todo o conteúdo seja assimilado de forma satisfatória.
comentários(0)comente



Emi Pacheco 14/05/2014

Sofia e a Matrix
O Mundo de Sofia é um livro diferente; sua proposta é oferecer um “curso de filosofia” ou uma breve introdução à história da filosofia para o leitor que junto com Sofia Amundsen, uma jovem norueguesa de 14 anos de idade, irá refletir sobre as ideias de alguns dos mais influentes pensadores da humanidade.

Por conta desse diferencial não sei se uma resenha seria a melhor forma de abordar essa obra. Talvez seja melhor falar apenas sobre as minhas primeiras impressões ao longo da leitura.

Bem, no início o livro me pareceu chato e longo porque, afinal, é realmente uma espécie de curso de filosofia, ainda que disfarçado pela narrativa que tem como foco central na pacata vida de Sofia Amundsen.

Tudo muda quando Sofia começa a receber umas cartas misteriosas, com pergundas muito estranhas (do tipo “Quem é você?”, “Da onde viemos?” e “Foi Deus quem nos criou?”).
Logo Sofia descobre que estas perguntas estão ligadas a um curso de filosofia por correio, que seu correspondente vem preparando especialmente para ela.

Mas porque ele estaria fazendo isso? Há! Esse é o grande mistério que só vamos descobrir na parte final do livro!

Porque antes o leitor vai filosofar junto com Sofia, querendo responder as perguntas fundamentais formuladas por seu “professor” para entender como a humanidade vem percebendo o mundo ao longo da história.

Quer dizer, vamos viajar no tempo para entender o que o homem inventava para explicar o mundo (ex.: Por que chove?). Desde as explicações ligadas aos deuses e sua ira até as descobertas científicas.
É realmente muito estranho se dar conta de que antes de Darwin a possibilidade de evolução e adaptação dos seres vivos era absolutamente inconcebível (e duramente combatida, já que colocaria em cheque toda uma estrutura de pensamento).

Nós, seres pensantes do mundo contemporâneo, em regra, já crescemos “sabendo” que a evolução das espécies é uma coisa “óbvia” e natural e por isso não damos a ela o devido valor.

Além disso, dá para aprender sobre Marx de forma imparcial, ou seja, você consegue entender mais ou menos onde ele queria chegar com a luta do proletariado – e até mesmo concordar com ele – sem aderir ao comunismo.

Outro ponto interessante é notar que existiram filosofas mulheres embora poucos tenham reconhecido suas contribuições.

Aliás, o valor dado à mulher como um ser pensante variou bastante de pensador para pensador (embora no final tenha prevalecido a “ideia” de inferioridade em relação aos homens).
Então, como é inerente a quase tudo que envolve filosofia, a história do livro se transforma numa viagem muito louca que é simultaneamente possível e impossível de se conceber. Algo do tipo Matrix, hehe.
No final, se você tiver alguma paciência e perseverança vai descobrir que ler O Mundo de Sofia vale muito a pena.

Gostei especialmente do final da história na qual os personagens centrais refletem sobre o universo, o tempo e as estrelas. É muito bonito e filosófico, haha.
Recomendo a leitura, com a ressalva de que este livro é bem mais profundo do que aparenta ser o que acaba por exigir um pouco de boa vontade do leitor.

site: http://sentapraler.wordpress.com
comentários(0)comente



Lucas 08/05/2014

poderia ser melhor!
Quando estava na escola tentei ler esse livro e acabei empacando no meio. Não curti e achei ele bem tedioso. Hoje, mais velho e com uma bagagem literária um pouco maior resolvi dar uma segunda chance ao livro e, para minha surpresa, quase empaquei novamente pelos mesmos motivos!

Sofia Amudsen é uma garota que começa a receber misteriosas cartas de um professor de filosofia do nada. Então a trama se divide em duas, a história no dia-a-dia da Sofia e os ensinamentos contidos na cartas, que é a história da filosofia desde a Grécia antiga até o meio do século XX. No começo tudo são flores e o Jostein Gaarder explica muito bem a filosofia grega, de forma clara e com exemplos práticos. Mas é no meio que o negócio fica sem pé-nem-cabeça. Na vida (ou no mundo) da Sofia começam a acontecer coisas nonsense: encontros mágicos, acontecimentos surreais e o professor de filosofia começa a soar como um taradão controlador. Nas cartas a explicação da história da filosofia se perde ainda mais. Capítulos inteiros sobre um tema, falando demais sobre filósofos teóricos, bons apenas para quem já tem uma certa bagagem no assunto. Acaba afastando em vez de atrair o interesse do leitor para a filosofia. Daí para a frente o texto fica tedioso e a história perde todo o tchã. Acabei lendo até o final para saber se haveria explicação para tanta loucura e me arrependi: o final é uma loucura ainda maior, feita parece às pressas de fechar logo a história.

Deu a impressão que o Jostein Gaarder se perdeu muito durante a escrita do livro. Parecem até dois autores diferentes, um para o começo, com uma história atraente e outro para o meio-fim, com uma história arrastada e sem atratividade.
comentários(0)comente



612 encontrados | exibindo 31 a 46
3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 |



logo skoob
"Skoob faz sucesso e dobra em número de usuários e obras cadastradas todos os dias"

IG Tecnologia