Faça seu login para ter acesso a todo conteúdo, participe também do sorteio de cortesias diárias. É rápido e gratuito! :) Entrar
Login
Livros | Autores | Editoras | Grupos | Trocas | Cortesias

O Gênio do Crime

Uma História em São Paulo

João Carlos Marinho Silva
Resenhas
Recentes
46 encontrados | exibindo 1 a 5
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10


Gabrielle 28/07/2014

ABCD dos Livros
Aaaaah, como é bom ser criança.
Época de escola, os três amigos Edmundo, Pituca e o Gordo, se encontravam todos os dias no recreio para conversarem e trocarem figurinhas. Menos o Gordo, já que estava sempre comendo e não dava a mínima para futebol.
Isso estava virando uma febre, pois tinham lançado álbuns de figurinhas com os atletas do futebol brasileiro. E os meninos, Edmundo e Pituca, também já estavam envolvidos nessa diversão, pois, afinal, quem completasse o álbum todo ganharia um prêmio.
Mas apesar de quase cheio, os meninos nunca achavam as figurinhas mais difíceis, e já estavam começando a ficarem bravos. Menos o Gordo, sua única preocupação era comer.
Desistindo de continuar a procurar as benditas figurinhas, decidiram que era melhor comprá-las através de cambistas no centro de São Paulo. Fácil assim! Com as figurinhas coladas nos álbuns, foram para a fábrica pegar o prêmio. Porém chegando lá, viram a maior confusão. Muitas pessoas envolta da fábrica, exigindo seu prêmio, como prometido pelo regulamento. Com muita raiva, as pessoas estavam prestes a incendiá-la. Que horror!
Edmundo, assustado com o que via, subiu em algo bastante alto para que pudesse ser visto e ouvido. Disse que era errado queimar a fábrica, contudo, deveriam chamar a polícia para exigirem seus direitos.
Não muito satisfeito, o pessoal começou a deixar o local, e a fábrica foi poupada do incêndio.
Alguns dias se passaram, eles já tinham entrado em contato com a polícia, um senhor de idade apareceu na casa de Edmundo. Seu Tomé, era seu nome, dono da fábrica de figurinhas.
Seu Tomé foi até a residência de Edmundo, para lhe agradecer, pois tinha salvado sua fábrica. E explicou para ele e seus pais que, depois que uma fábrica clandestina fora aberta, isso o estava levando a falência. Pois a fábrica clandestina produzia as figurinhas mais difíceis e os cambistas vendiam para a criançada e elas iam todos os dias a fábrica exigirem seus prêmios. E já não tinham mais nada.
Conversa vai, conversa vem, Seu Tomé pediu a Edmundo uma missão. Que seria encontrar a fábrica clandestina, já que ninguém até então sabia onde ficava.
Mas falar de aventuras e de coisas perigosas para uma criança, é quase um suicídio. Pois quando bota uma coisa naquelas cabecinhas, difícil é tirar, não é mesmo? E óbvio que os pais de Edmundo não deixaram.
Depois de ter falado tudo o que Seu Tomé dissera, Pituca se empolgou todo, o Gordo não. Disse que isso ia dar errado e que não era da conta deles, pois estava mais preocupado em comer.
Mas, como eu falei ali em cima, quando se coloca uma ideia na cabeça de uma criança, difícil é de tirar.
Pois é aí que a aventura da criançada começa! Fingindo ser o diretor da escola para os pais, e fingir que é os pais para o diretor, Seu Tomé anunciou uma viagem.
Da escola para os pais: os alunos ficariam em uma fazenda, como programa de educação, durante uma semana.
Dos pais para a escola: Levariam as crianças para visitar a família no interior e ficariam fora durante uma semana.
Mas que esperteza, não é mesmo? E isso funcionou.
E lá se foram eles. E fizeram de tudo para seguir o cambista até a fábrica, mas estava ficando cada vez mais difícil. Isso era impossível.
Até que o Gordo, que já não estava muito contente, começou a pensar. E o novo jeito de seguir o cambista começou a dar certo.
Empolgados com a nova conquista, foram contar para o Seu Tomé. Porém um grande aborrecimento aconteceu. Seu Tomé chamara um detetive profissional internacional. O Sr. Mister John Smith Peter Tony - O Detetive Invicto.
Com toda a confiança do mundo, o Mister conheceu as crianças, mas ao invés de dispensá-las, como era de se esperar, ele propôs mais um desafio para eles. Nunca havia perdido nenhum caso, mas, se as crianças conseguissem resolver o caso primeiro, ele perderia para sempre seu título de Detetive Invicto.
Desafio lançado, quem seria o primeiro a descobrir a fábrica clandestina?

Eu quis colocar esse livro no desafio, só para poder relê-lo. É um dos meu preferidos.
É uma leitura gostosa e fácil de se ler. É um livro muito recomendado para quem está de ressaca literária.
Essa foi a primeira aventura que deu origem a turma do gordo, que afinal é um gênio. Apesar de comer muito, tem uma mente incrível.
Foi uma resenha super fácil de se fazer, diferente de algumas que eu me mato de tentar HAHA.
No final, sempre costumo deixar uma música para ouvir enquanto se lê o livro, e quem me conhece sabe que sou uma amante da música, não vivo sem. Porém, não achei nenhuma que conseguisse acompanhar o ritmo do livro, então vou deixar sem nenhuma indicação, mas se vocês tiverem alguma, compartilha comigo ;)
E eu sei que vocês perceberam, mas eu sumi um pouquinho. E eu detesto isso, mas enquanto muitas pessoas estão de férias, eu já estou de volta com a escola, e isso vai pesar um pouquinho, mas prometo sempre que tiver um tempinho estarei postando!

site: http://abcddolivro.blogspot.com.br/2014/07/resenha-o-genio-do-crime-nacional_21.html
comentários(0)comente



Hellen 26/05/2014

o gênio do crime
existe um concurso de figurinhas em que quem conseguir completar um álbum de figurinhas de futebol conseguirá todas as camisetas dos jogadores de um time de futebol qualquer.Porém, após um tempo destribuido os prêmios a fábrica que anúncio o concurso parou de dar as camisetas.Isso infureceu os meninos e as meninas que encheram os seus álbuns, o que levou as crianças a usarem a lei para forçar a fábrica a destribuir os prêmios mas como havia mais crianças do que prêmios o dono da companhia perdeu muito dinheiro.Isso não deveria ter acontecido, pois só tinham figurinhas para encher um certo número de álbuns.
Tinha apenas um certo número de prêmios, percebendo que o único jeito de ter figurinhas extras era uma fábrica clandestinas, o dono da fábrica ( seu Tomé ) pediu que o menino Edmundo o ajuda-se.E apesar dos pais não terem dado permissão, Edmundo embarcou com seus amigos Bolachão e Pituca para descobrir quem era o gênio do crime por trás de tudo isso.
comentários(0)comente



car 25/04/2014

- Uma aventura inesquecível
Era um mês de outubro em SP, E nesse tempo a criançada só falavam no concurso de figurinhas de futebol.
Deu mania, mania forte que ficam comichando o dia inteiro na cabeça da gente e não deixava pensa em mais nada.
Quem enchia o álbum ganhava um prêmios bons e jogava-se abafa pela cidade: São Paulo estava de cócoras batendo e virando.
Batia-se de concha de mão mole, de mão mole, de quina, com efeito, de mão dura, conforme o tamanho do bolo, o jeito do chão e o personalíssimo estilo de cada um.

- Não vou contar mais kkkkk ‘ Quem tiver curiosidade só pegar para ler, Livro super legal e divertido :]] ! É tipo uma aventura de gordo.
car 24/08/2014minha estante
da hora né gente




Niasi 06/03/2014

O Gênio do Crime
Li muitos livros quando criança, mas engraçado não lembrar bem de vários, ao contrario do "O Gênio do Crime" que ainda está fresco na minha memória.
Um livro divertidíssimo, que conta a história de um grupo de amigos que tenta solucionar um caso de falsificação de figurinhas.
Como pai, não vejo a hora de reler esse livro com meus filhos e ver suas impressões.
Boa leitura,
Niasi
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



46 encontrados | exibindo 1 a 5
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10



Publicidade


logo skoob beta
"o site é uma ótima ferramenta para estimular a leitura nas escolas e universidades."

Conexão Professor