Faça seu login para ter acesso a todo conteúdo, participe também do sorteio de cortesias diárias. É rápido e gratuito! :) Entrar
Login
Livros | Autores | Editoras | Grupos | Trocas | Cortesias

Dom Casmurro

Machado de Assis
Resenhas
Recentes
539 encontrados | exibindo 1 a 5
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 |


Naaty 17/09/2014

Assis: louco ou brilhante?
Machado de Assis nos trás uma interessante história contada e protagonizada por Bentinho ou como ficou conhecido mais tarde, Dom Casmurro. Bentinho nos conta toda sua vida, desde a infância até os dias em que se encontra; ele nos fala de sua doce mãe, do agregado José Dias, seu Tio Cosme, a amargurada prima Justina, de seu melhor amigo e Escobar e claro, do motivo da história, Capitu. Sabemos como foi sua infância, a descoberta do romance, os obstáculos que teve que enfrentar para ficar com Capitu.
No começo achei a história extremamente chata, Dom Casmurro divaga MUITO, cheguei a pensar em não continuar lendo mas alguma coisa me fez continuar e me fez encontrar o brilho da história. Não sei dizer se Machado de Assis era um louco ou uma cara extremamente brilhante em escrever uma história dessas, simples, bem escrita, interessante e que planta a semente da dúvida em nossas cabeças.
Afinal, Capitu traiu Bentinho ou será que Bentinho era um louco? Eu sinceramente voto sim nas duas opções.
Dom Casmurro é um clássico da nossa literatura e agora eu entendo o porquê.
comentários(0)comente



shirler 09/09/2014

Dom Casmurro
O livro conta a história de um menino chamado Bentinho, que ainda na barriga de sua mãe, era devoto de uma promessa. Essa promessa foi feita por sua mãe que pediu para Deus, que se seu filho nascesse saudável, ela colocaria ele em um seminário, e que ele seria padre.
Bentinho cresce conhecendo tudo sobre a igreja, e só depois dos quatorze anos sua mãe conta que ele seria levado, mais na frente, para um seminário e seguir como padre. Ele não gosta muito da ideia, pois iria ficar longe de sua amada, Capitu.
Bentinho é chamado desde pequeno de Dom Casmurro, esse era o seu apelido, todos os conhecia por esse nome. Capitu e José Dias amigo de Bentinho, ficam tristes por essa notícia. Bentinho, pede a seu amigo de José Dias e a seu tio Cosme para pedir a sua mãe que não fizesse isso, pois ele não tinha a menor vontade de ser padre.
Capitu e Bentinho passa a ficar mais próximos um do outro, até que um dia seus lábios se encostam e assim fazendo com que um dia os dois descobrissem um amor.
Sua mãe por ser devota a Deus, não ligo pro que o filho diz. E afirma que ele ir para o seminário São José. Bentinho corre até a casa de Capitu e pedi para ela prometer que nunca irá se casar com outro, e sim irá se casar com ele, pois ele não riria se tornar padre. Capitu promete e Bentinho fica mais feliz.
Depois de uns dias, chega finalmente o dia dele ir para o seminário. Triste por saber que só poderá rever sua família só depois de um ano, ele começa a chorar junto com sua mãe.
Chegando no seminário Bentinho conhece Escobar Ezequiel, e se tornam grandes amigos.
Passam os dias naquele seminário, e certo dia Bentinho recebe uma visita de seu amigo José Dias trazendo com ele a notícia de que sua mãe está doente e precisa vê-lo. E Escobar foi junto com ele.
Chegando em sua casa, sua mãe pede desculpas a Bentinho. José Dias tem uma ideia para que ele não volte pra aquele seminário, assim colocaria um escravo no lugar de Bentinho, e assim aconteceu.
Bentinho apresentou Escobar para Capitu e disse que ele era um grande amigo seu.
Ao passar os tempos, todos já adultos, Bentinho vai para outro lugar e se forma em Direito. Quando volta pra sua cidade, ele sabe que Escobar se casou-se e teve uma filha e põe o nome de Capitu. Bentinho se casa com Capitu, e só depois de muito tempo, Capitu engravida e põe o nome de Ezequiel.
A partir daí começa a desconfiança de Bentinho, pois seu filho é muito parecido com Escobar. E nisso Capitu fica triste pela desconfiança, e se separa de Bentinho, pois ele não gosta de seu próprio filho. E assim Capitu vai embora com seu filho para outro lugar.
Portando deixando assim a desconfiança em Bentinho, e a curiosidade para nós leitores.
comentários(0)comente



Alanna 07/09/2014

O Ciúmes nos faz enxergar coisas que talvez não existam
O livro Dom Casmurro, de Machado de Assis conta a história de Bento Santiago, vulgo Bentinho. Ele começa relatando o dia em que pegou o apelido de “Dom Casmurro”. O apelido veio de um homem que lia versos pra ele no trem, e ele sempre cochilava, o que deixava o homem chateado, assim o homem começou a chamá-lo de “Dom Casmurro”. Depois desse dia o apelido pegou. O Drama do livro começa quando Bentinho escuta uma conversa entre sua mãe, Dona Glória e José Dias. Dona glória conta sobre uma promessa antiga, de que havia perdido um filho e tinha prometido a Deus que se tivesse outro filho varão, quando ele completasse a idade, o mandaria para o seminário para se tornar padre. Nessa conversa, a mãe de Bentinho também descobre que seu filho está com uma “amizade” muito estranha com Capitulina, vulgo Capitu. Bentinho por outro lado não gosta nada da história, pois ele não quer ir embora de sua casa e nem queria deixar Capitu. A partir daí, os dois começam a pensar em alguma forma de Bentinho não ir para o seminário. Mas não conseguiram nada, e o único jeito foi ele ir. E no dia que foram se despedir, fizeram a promessa de que Capitu e ele se casariam, selaram a promessa com um beijo. Bentinho vai para o seminário, e lá conhece Ezequiel, vulgo Escobar. Eles se tornam melhores amigos. E assim Escobar conhece Capitu, no dia em que vai visitar a mãe de Bentinho junto com ele. Depois de um tempo no seminário, Escobar via que Bentinho queria voltar para casa, e foi onde teve a ideia de no lugar de Bentinho, outra pessoa pagar a promessa de Dona Glória, e foi o que aconteceu. Depois de sair do seminário, Ele estuda direito em São Paulo e torna-se Doutor. Logo depois se casa com Capitu, e Escobar com uma amiga de Capitu, Sancha. Ambos vivem felizes, porém depois de Capitu e Bentinho terem um filho que veio se chamar Ezequiel, em homenagem ao amigo, Bentinho começa a desconfiar que houvesse sido traído por Capitu, e ai começa a desconfiança, ele vê uma semelhança muito grande entre seu filho e o amigo. E a partir dai que as vidas de todos ganham um rumo diferente.

comentários(0)comente



Kellbet 30/08/2014

Intenso...
Dom Casmurro é muito exigido nas escolas e subestimado pelos estudantes que têm a obrigação de o ler para uma nota.

Bom pessoal, mesmo que seja uma obrigação por nota, creio que se todos lessem pelo prazer da leitura, seria um acréscimo a cada um.

Dom Casmurro é um romance criativo eu diria, pois ao mesmo tempo que você torce para o casal, você pensa que a Capitu não presta, que o Bento é louco, que o amigo dele é um amigo da onça...

Entre tantos sentimentos que temos ao ler, fica a imaginação fértil de Machado de Assis, pois conseguiu unir de tudo um pouco e sem ficar chato, ou sem ser entendido. A vida como ela é, complexa.

Algumas passagens ficam na escuridão, pois não é revelado se Bento é mesmo traído ou não, se é o pai ou não do filho de Capitu. Mas tudo isso dá para ser imaginado por nós.

Bento e Capitu são duas 'inocentes' crianças que se apaixonam e são separados pelo destino escolhido pela mãe de Bento: o seminário.

Eles se casam, mas o felizes para sempre não acontece.

Recomendo com certeza, pois é uma joia, pode ser mal interpretada por alguns, mas no fim ainda brilha.

;)

site: http://kellbet.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



539 encontrados | exibindo 1 a 5
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 |



Publicidade


logo skoob beta
"É maravilhoso fazer amigos por meio dos livros, sejam eles Harry Potter, Zibia Gasparetto ou Cortázar."

JB Online