Faça seu login para ter acesso a todo conteúdo, participe também do sorteio de cortesias diárias. É rápido e gratuito! :) Entrar
Login
Livros | Autores | Editoras | Grupos | Trocas | Cortesias

A Hora da Estrela

Clarice Lispector
Resenhas
Recentes
283 encontrados | exibindo 1 a 5
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 |


Keylla 23/09/2014

A história da nordestina Macabéa é contada passo a passo por seu autor, o escritor Rodrigo S.M., (alter-ego de Clarice). À medida que mostra esta alagoana, órfã de pai e mãe, criada por uma tia, desprovida de qualquer encanto, incapaz de comunicar-se com os outros, ele conhece um pouco mais sua própria identidade. A descrição do dia-a-dia de Macabéa na cidade do Rio de Janeiro como datilógrafa, o namoro com Olímpico de Jesus, seu relacionamento com o patrão e com a colega Glória e o encontro final com a cartomante estão sempre acompanhados por convites constantes ao leitor para ver com o autor de que matéria é feita a vida de um ser humano.

Macabéa é simplesmente uma personagem conformada com aquilo que a vida lhe tem a oferecer: um emprego simples, um quartinho dividido com mais quatro colegas e o seu café frio. A protagonista é um grande exemplo da miséria humana. Na verdade acho que Clarice criou essa personagem para fazermos um auto questionamento sobre o nosso lugar no mundo.

A mais surpreendente obra de Clarice Lispector nos faz refletir acerca do desamparo ao qual estamos todos suscetíveis. Aqui, o escrever é uma necessidade, onde desenvolvem-se reflexões sobre a vida e sobre a morte, sobre a palavra.

Clarice foi capaz de criar uma história que apesar de sua simplicidade e de seu número de personagens extremamente reduzido, nos cativa desde o início e nos deixa pensando se, no fundo, não passamos de uma caixinha de música meio desafinada como Macabéa.
comentários(0)comente



Moisés 05/09/2014

Clarice Lispector foi no mais remoto lugar e veio trazendo uma mínima/grande luz. O livro é pequeno, mas todo o conto narrado por Rodrigo S.M. é fascinante, sua linguagem e a forma de apresentar cada personagem demonstra uma estrutura muito boa do que a escritora queria trazer a tona.
Sim é um livro metafórico. Não tem como não negar. Porém ela usa de recursos simples para arquiteta uma obra nobre... Não tenho como não dizer que me deu vontade de desistir e pular logo para o meu próximo livro, conquanto alguns me pediram que não e de mim mesmo disse que iria continuar. Foi cansativo porque eu nunca vi tantas metáforas juntas em tantos pequenos parágrafos entretanto foi bom ter chegado ao fim do livro.
Espero que quem leia veja a simplicidade do livro, mas que tente entender todo o enredo, porque seriamente existe pessoas que não compreendem. E que já leu não pode negar que é uma visão para alguém de gosto literário diferente.
Sublime é Macabéa e feliz é o nordestino, pois também sou. (rsrsrs)
Leiam é um bom livro.
comentários(0)comente



Mario 31/08/2014

Comentado no blog Voos de Hipogrifo
Macabéa, protagonista do livro, é uma mulher mísera tanto financeiramente como de alma. Sua existência, palavra constante no livro, é despercebida, visto que vive em um mundo que para ela é ao contrário - o mundo não foi feito para Macabéa, ela não encaixa. Macabéa veio de Alagoas - onde era criada por uma tia carrasca, por ser órfã de pais - para morar no Rio de Janeiro em busca de um emprego. Colega de quarto de quatro Marias, seu único passatempo era ouvir o Rádio Relógio - onde palavras difíceis e conhecimentos gerais a deixavam confusa - e ir ao cinema uma vez por mês para tomar Coca-Cola.

CONTINUE A LER EM:

site: www.voosdehipogrifo.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Wolf Haltz 29/08/2014

A hora da chatice.
Sinceramente, relutei a lê-lo. É de conhecimento geral que temperamento de Clarice não é para todos. Todavia, falaremos do livro. E nele, tem horas que dá vontade de mandar o narrador parar de falar de si próprio e de como é difícil escrever e contar logo a história. Se a intenção era essa, o livro é bom. Mas como não estou aqui julgando a capacidade do autor provocar vontade de fechar o livro e (quase) atingir o objetivo, achei regular e com um final bem previsível.
comentários(0)comente



Erika Lina 17/08/2014

Mais ou menos...
Apesar de muito famoso, achei um pouco chato. Eu tinha a maior curiosidade sobre ele, mas...
Final estranho, personagem demasiadamente ingênua, chegava a irritar...

Mas é um livro de Clarice!!!
É, mas não gostei.

site: http://umavidaliteraria2014.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



283 encontrados | exibindo 1 a 5
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 |



Publicidade


logo skoob beta
"Skoob faz sucesso e dobra em número de usuários e obras cadastradas todos os dias"

IG Tecnologia