Tudo aquilo que nunca foi dito

Marc Levy



Resenhas - Tudo aquilo que nunca foi dito


70 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Ellie 04/07/2014

E se você tivesse mais uma chance?
Imagine se você pudesse voltar ao passado de seu pai, e tivesse a chance de compreender todos os seus erros e compreender a sua ausência.
Julia era uma mulher que se casaria daqui a alguns dias, sua vida era boa, com seu melhor amigo gay Stanley e seu noivo Adam. Mas a vida decide por ela que ela não se casaria em dias, seu pai Anthony Walsh morreu e o enterro será exatamente no dia de seu casamento. Anthony nunca foi um pai presente, afinal seu trabalho fazia com que ele não tivesse tempo para nada, nem mesmo para ver sua própria filha crescer, ou para comparecer em seus aniversários.

Levada pelos acontecimentos, Julia se vê obrigada a cancelar o casamento para comparecer ao enterro do pai. Dias se passam e Julia recebe uma caixa endereçada a ela, o que ela jamais esperava é que fosse de seu pai, uma oportunidade única de ouvir e presenciar Tudo Aquilo Que Nunca Foi Dito.
Julia reluta bastante ao pensar em voltar ao passado e compreender o que realmente aconteceu. Mas ela só tem 6 dias para mudar sua vida, tirar ‘’férias’’ do seu trabalho e viajar para conhecer as raízes de seu pai, e pela primeira vez participar da vida dele.

‘’ - Querida até crianças que nunca conheceram os pais de verdade cedo ou tarde sentem necessidade de buscar suas raízes... Então, se for preciso não sei qual périplo que te leve a descobrir, enfim, quem era o seu pai e reconcilie o seu passado e o dele, não deixe de fazer isso’’

O que você faria se a vida te desse a oportunidade de passar mais seis dias com um ente querido? Mas e se ele fosse o seu pai que não estava presente? Deixar de lado o passado foi o que Julia fez, participar da vida de seu pai e ver que nem sempre as coisas são realmente o que pensamos.

Me apaixonei pelo livro, acho que foi o melhor livro de relação pai e filha que eu já li. Recomendo, se apaixone você também. Quem sabe esse livro não faz você pensar diferente? Ele me fez pensar diferente.

site: http://fazendominhaestante.blogspot.com.br/2012/10/resenha-de-tudo-aquilo-que-nunca-foi.html
comentários(0)comente



Magaly 16/06/2014

Apaixonante
acredito eu que toda e qualquer mulher se balance com uma história de amor, não digo romances melosos e sem fundamento não, digo aquelas historias corriqueiras que estão ali do lado da gente e acontecem todos os dias sem que agente encontre na lista dos mais vendidos ou na tv. essas historias tem um poder infinito de encantamento, pois se tratam de pessoas reais com seus erros e acertos...
Marc Levy com uma leveza infinita resolveu problemas de famílias proveu reencontros, confrontou dilemas que são debatidos desde sempre. me encantou!
sabe aquele livro que quando vai chegando as ultimas páginas você com uma curiosidade imensa mas, vai reduzindo o rítimo da leitura pra que aquela historia dure mais um tempinho, esse é assim. você fecha a ultima pagina e da vontade de correr pro inicio e começar tudo de novo.
Julia, Anthony, Stanley, e Thomas protagonizaram na minha opinião um dos mais belos livros de romance da atualidade, não faltou suspense, drama e uma pitada de aventura e comédia!!
comentários(0)comente



Andressa 09/05/2014

Tudo aquilo que nunca foi dito - Marc Levy
Julia Walsh nunca teve um bom relacionamento com o pai. Sempre muito ausente e autoritário, Anthony Walsh conseguiu afastar sua filha, de forma que na primeira oportunidade ela saiu de casa e foi viver a sua vida. Depois de tantos anos de afastamento, Julia manda um convite de seu casamento ao pai, mas já esperando que ele vá arrumar uma desculpa para não estar presente – como sempre faz. Mas ao receber um telefonema do secretário de seu pai, ela não espera que a sua justificativa para se ausentar seja tão plausível: ele morreu! Para piorar as coisas, o corpo estará chegando ao país no mesmo dia de seu casamento. Julia não vê outra alternativa a não ser adiar seu casamento e cuidar do enterro, já que além de ser a única parente próxima, ele –apesar de tudo – é o seu pai. Mas seu pai não poderia partir sem lhe preparar uma última surpresa, no dia seguinte ao enterro, uma enorme caixa é deixada em seu apartamento, e junto dela a promessa de que ela e seu pai pudessem dizer um ao outro tudo aquilo que nunca foi dito.

Não se engane pela sinopse, o livro fala sobre muito mais do que uma relação entre pai e filha. Ele trata de resolver o seu passado para ter um bom futuro! Fala de relacionamentos de forma geral, de família sim, mas principalmente de amor! Eu fiquei realmente encantada a cada pagina virada e muito, muito surpresa com as coisas que iam surgindo! Quem leu minha resenha de E se fosse verdade... sabe que eu não me encantei muito com a escrita do Marc, mas minha concepção mudou totalmente nessa nova experiência. Ainda não foi aquele livro que eu não consegui parar até chegar ao final, mas a leitura foi muito mais fluida e interessante. Uma coisa fica inegável, Marc Levy sabe contar uma boa história!

A diagramação é bem simples, e as letras ligeiramente menores que o normal. A capa é super fofa, e combina totalmente com a sinopse. Mas ambos te levam a crer em uma trama que não corresponde a totalidade do livro, mas assim é bom, porque você tem algumas boas surpresas durante a leitura! Eu recomendo muito o livro! E só não dou 5 estrelas porque em alguns momentos ele me deu um soooono! rsrs E também por algumas linhas do final, que apesar de surpreendente, me deixaram com a sensação de que tudo que foi desenvolvido durante a trama foi falso. Mas para quem curte um bom drama, e uma boa história de amor, esse livro não pode ser ignorado!

site: http://www.maisquelivros.com/2013/10/resenha-tudo-aquilo-que-nunca-foi-dito.html
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Japa 06/02/2014

Estou revoltada, a história inteira foi intensa, por causa da morte do pai de Júlia no dia do seu casamento, depois o robô que aparece dizendo que é uma experiencia nova e tal, eles viajam e em busca de Tomas, meu deus o final poderia ser melhor '-'
comentários(0)comente



Jhu 31/01/2014

Emocionante do começo ao fim.
foi o livro mais bem escrito que já li pois prende você do começo ao final e ainda faz com que você se emocione junto!
comentários(0)comente



cheledrum 15/12/2013

Comentário
Nao é uma resenha... apenas um comentário.
Quando comecei a ler este livro pensei "Este Marc Levy perdeu alguem na vida, pq só sabe falar de morte" mas no decorrer achei um pouco mais fofo do que pensei rs... apesar de que eu tinha imaginado o final desde o meio do livro.
Mas vale a leitura... faz pensar um pouco e cumpre a missão de divertir
comentários(0)comente



Michele 28/11/2013

Julia e Anthony (filha e pai) tem uma relação difícil que já se arrasta por anos. Poucos dias antes de seu casamento Julia descobre que - como esperava - o pai não vira a cerimonia, mas a surpresa: ele morreu!
Assim começa a pequena aventura de Julia com seu pai, que lhe deixou um robô de si mesmo para que finalmente tenham a oportunidade de dizer aquilo que nunca foi dito!
Eu simplesmente amei o livro, se tornou um dos meus preferidos, além de também no meio de tudo isso reunir um humor muito bem equilibrado. Muito bem escrito,faz com que a leitura se torne um vicio que não deixa você parar de ler até o FIM!!
comentários(0)comente



Naná 06/11/2013

Romance fofo, até criativo na abordagem, mas rola uma viagem no meio. Não sei, achei meio sem noção. Entretanto como uma romântica inveterada que sou, torci pela mocinha e fiquei feliz com o final.
comentários(0)comente



ThaisMiassu 20/10/2013

Surpreendente e encantador!!
Tenho este livro desde o ano passado, quando eu comecei a ler e acabei parando... e não é que agora ele está na minha lista de favoritos??
Dei uma segunda chance e fiquei encantada, em pouco tempo eu terminei.

A história é construída a partir de uma narrativa muito bem escrita e recheada de diálogos sarcásticos. Foi ficando melhor a cada página que eu virava...

O livro não trata apenas dos desentendimentos e do amor fraternal entre o pai e a filha, ele alcança o amor romântico e os dois mesclados conseguiram me tocar e emocionar de uma forma nova. A partir de situações já conhecidas em romances, como uma carta extraviada que mudaria tudo, o autor surpreende com uma sensibilidade que conseguiu singularizar a história.

Posso dizer que pra mim essa leitura valeu muito a pena, eu gosto quando um livro me toca e me acrescenta reflexões. Adorei o modo como foi escrito e os diálogos inteligentes porque isso me divertiu muito.

Cinco estrelinhas, super recomendo!
comentários(0)comente



Micha 12/10/2013

Marc Levy conseguiu me surpreender várias vezes durante a leitura. Antes de começar, achei que fosse algo do tipo "PS eu te amo", mas confesso que fiquei um pouco receosa com o rumo que a história foi tomando, não curti alguns clichês e situações, mas aos poucos descobri uma bela história de amor e auto-conhecimento, de como não adianta lamentar pelo que não fizemos depois que perdemos as pessoas que amamos. Julia reencontrou um pouco de seu pai, mas também de si mesma, do passado e do presente, tudo ao mesmo tempo. Vale a pena!
comentários(0)comente



Albertini 16/09/2013

Julia e Tomas
Em Tudo Aquilo Que Nunca Foi Dito, Marc Levy aborda a relação conflituosa entre um pai e uma filha. Poucos dias antes do seu casamento, Julia recebe um telefonema do secretário de seu pai. Como ela já tinha previsto, Anthony Walsh - empresário brilhante, mas pai distante - não poderá comparecer à cerimônia. A ausência de seu pai em momentos importantes de sua vida da filha não é novidade para Julia. Mas pela primeira vez, a personagem tem que reconhecer que ele tem uma boa desculpa: Anthony Walsh morreu. A ironia amarga da situação, com Julia forçada a adiar o casamento para enterrar o pai, faz aquela parecer mais uma das peças pregadas pelo destino na difícil relação entre os dois. Mas, no dia seguinte ao funeral, ela descobre, na forma de um enorme pacote deixado na porta de sua casa, que aquela não tinha sido a última surpresa de seu pai - e parte na viagem mais extraordinária de sua vida, uma oportunidade para que os dois digam um ao outro, enfim, tudo aquilo que nunca foi dito.
comentários(0)comente



Patricia 10/09/2013

Longe de ser Auto-ajuda, mas faz pensar na vida!!!
Adquiri esse livro em uma troca pelo Skoob. No começo fiquei meio arrependida e até pensei: "Poxa, tinha mil outros livros disponíveis, porque eu tinha solicitado logo esse?". Nunca havia lido nada do Marc Levy, por isso fiquei com receio. Mas enfim, já tinha solicitado. Não iniciei a leitura com muita expectativa, já que nunca havia lido nada do autor e nunca me interessei em ver/ler resenhas de livros dele. Essa capa me chamou a atenção na livraria o que me fez ler a sinopse, e o que consequentemente me fez marcar como "Vou Ler" no Skoob. Eu "meio que bolei" uma história por causa da capa. Imaginei que rolaria umas cartas e "tals" mas que pararia por aí. No fim das contas achei a capa meio vaga pra história, faltou alguma coisa aí. Mas talvez a ideia seja exatamente não dar na cara e surpreender, porque vamos combinar neh? Atire a primeira pedra quem nunca julgou o livro pela capa, rs. Agora vamos falar da história? Genteeee!!! O que foi essa leitura?
Dificilmente me emociono lendo um livro, mas nesse, meus olhos encheram de lágrimas em várias partes. Consegui sentir as mais diversas sensações e emoções. Fiquei alegre, preocupada, pensativa, com raiva, com medo, confusa, triste, emocionada, gargalhei, uau!!! (respira). Aquele livro que você vira a última página e já gostaria de iniciar a leitura novamente pra sentir aquele gostinho de novo. Só não fiz isso porque tenho uma fila enorme de livros me esperando, e com toda a certeza, ele entrou pra minha lista de favoritos. A leitura é muito gostosa e apesar de dar a impressão que é meio triste, meio dramático eu também dei muitas, muitas risadas. Tem umas tiradas hilárias. Diferente do que pensei, não é um livro triste, é um livro de reflexão, sabe? Aquele livro que está muito longe de ser um auto-ajuda, mas faz você pensar na sua vida e nas suas atitudes.
Bom, não sei se vou conseguir falar da história sem dar muito spoiler. Mas vamos lá, vou tentar... Minha vontade é falar tudo o que li para demonstrar porque amei o livro, mas vou com calma, odeio dar Spolier's, rs.
O livro conta a história da Julia, que tem um relacionamento complicado com o pai, pois ele foi super ausente na sua infância, devido ser um empresário de grande sucesso com muitos compromissos, viagens e reuniões. Julia acha o pai completamente manipulador, um dos motivos que a faz distanciar cada vez mais dele. Eu acredito que ela tenha motivos para tal, antes de algumas verdades reveladoras você pensa exatamente como Julia, e quando um outro mundo se abre pra ela, você também consegue ver de forma diferente. A mãe dela faleceu quando ainda era criança. Ficou muito doente e chegou até a perder a memória a ponto de nem reconhecer a filha, o que acredito que tenha sido muito traumático pra ela.
Julia está com seu casamento marcado. Já tem algum tempo que ela não tem notícias do pai, e manda um convite, como se ele fosse um convidado qualquer. Ela tem dúvidas que ele apareça, e fica esperando um telefonema com alguma desculpa, mas isso não irá fazer diferença, pois ela vai entrar na igreja com Stanley, seu melhor amigo, ou amiga, rs, pode ser os dois. Três dias antes da cerimônia, mais precisamente no dia que está experimentando o vestido, ela recebe uma ligação do escritório de seu pai, informando que ele não poderá ir ao casamento dela. Mas ele tem um ótimo motivo para isso. Ele morreu! Pois é, mais uma vez o pai está manipulando sua vida. O funeral acontecerá na mesma data do casamento o que faz com que precise ser adiado.
Um dia depois do enterro ela resolve ir trabalhar para não ficar em casa pensando na morte do pai, no casamento que deveria ter acontecido ou na viagem que fariam no dia seguinte. Chegando ao escritório ela recebe um telefonema do seu vizinho (dono de uma loja no prédio em que moram), informando que tem uma encomenda para ela. Julia não está esperando nenhuma encomenda, e não faz ideia do que possa ser. Como você deve desconfiar, é um presentinho do pai. Algo que vai mudar a sua vida para sempre. Não falo mais nada, se eu falar vou estragar a resenha dando um mega spoiler. Só posso dizer que o presente tem a intenção de "mudar" a má impressão que Julia tem do pai, e a ideia é ambos dizerem "Tudo aquilo que nunca foi dito", fazer com que ela sinta pelo menos um pouquinho de falta do pai após a morte, porque como ele nunca estava presente mesmo, a probabilidade dela nem se lembrar dele no dia seguinte era muito grande e ele não queria que isso acontecesse. E sim que a filha lembrasse das coisas boas que eles viveram enquanto ela ainda era criança, e na cabeça de Julia, só passavam os momentos em que o pai a fez sofrer, em que o pai a afastou das coisas que queria. E no fundo, as coisas não eram bem assim como ela pensava. Às vezes os momentos ruins que atravessamos nos fazem esquecer tudo de bom e de maravilhoso que já vivemos. Desperdiçamos tanto tempo remoendo os momentos ruins que esquecemos completamente os bons, parecendo até que nunca os tivemos.
Esse presente chega com a intenção de reatar e intensificar o relacionamento entre pai e filha. E nessa jornada Julia vive muitas coisas. Na verdade o pai aprontou muitas coisas pra ela (e não vou falar mais que isso), que fazem com que Julia mude sua vida de direção.
A premissa básica do livro é: E se depois que perdêssemos alguém querido, tivéssemos a oportunidade de falar tudo o que nunca foi dito? Como seria? Aquela hora que bate um arrependimento de nunca ter falado que o ama, ou do quanto foi importante pra você... Agora pense numa coisa. Precisamos mesmo esperar esse arrependimento chegar para sentirmos vontade de demonstrar nossos afetos e prestar homenagens? É viável deixar as mágoas tomarem conta de momentos que podem ser preenchidos por coisas tão boas? É claro que não!!! Podemos sim, dizer tudo o sentimos. Podemos sim aproveitar cada minuto com as pessoas que amamos. Está esperando o que? Hein?
E para fechar essa resenha com chave de ouro, finalizo com nosso queridíssimo Charles Chaplin, acredito que se encaixa perfeitamente aqui.

“A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos".

5 estrelas + lugar na lista de favoritos.


site: http://canetasdeouro.blogspot.com.br/2013/09/resenha-tudo-aquilo-que-nunca-foi-dito.html
comentários(0)comente



Mayara Martinss 03/09/2013

O livro passa a Ideia de uma segunda chance que muitos gostariam de ter, de voltar atrás e concertar erros do passado. Mas confesso que achei a história muito viagem do autor. :3
comentários(0)comente



DRIKA ROCHA 08/07/2013

Lembranças... se são doces ou não, depende do ângulo em que se vê...
"...a gente pode culpar a nossa infância, acusar interminavelmente nossos pais por todos os males que nos infligem, incriminar a eles pelas provações da vida, por nossas fraquezas, nossas covardias, mas, no fim, nós somos responsáveis pela nossa própria existência, nós nos tornamos o que decidimos nos tornar."
É uma história que, apesar de contemporânea, mistura fantasia e bom humor, nos fazendo tb repensar ações, reações e a olhar as coisas por outros ângulos que não só o nosso. Tudo escrito de uma forma leve e gostosa, fluindo de tal maneira, que quando vc vê, já tá quase no final rs. Eu recomendo ;-p.
comentários(0)comente



70 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5



logo skoob
"Entro para pesquisar o livro que vai ocupar o lugar na minha mesinha de cabeceira"

Rede Bom Dia