Faça seu login para ter acesso a todo conteúdo, participe também do sorteio de cortesias diárias. É rápido e gratuito! :) Entrar
Login
Livros | Autores | Editoras | Grupos | Trocas | Cortesias

Carolina Se Apaixona

Federico Moccia
Resenhas
Mais Gostaram
18 encontrados | exibindo 1 a 5
1 | 2 | 3 | 4


naniedias 18/03/2012

Carolina se Apaixona, de Federico Moccia
Carolina tem treze anos e como qualquer adolescente de sua idade gosta de muitas coisas.
Nesse livro ela conta sua relação com o primeiro beijo, os primeiros amores, os amigos, a escola e a família.

O que eu achei do livro:
Essa é uma das resenhas mais difíceis de escrever e não porque eu tenha gostado demais do livro, mas justamente pelo motivo contrário. Carolina se Apaixona não conseguiu me conquistar, nem um pouco.
Eu nunca havia lido nada do Federico Moccia e tinha muita curiosidade para conhecer o autor. Infelizmente, tenho que dizer que não gostei do que encontrei nesse livro e não tenho vontade de ler outros. A escrita de Moccia é estranha. O livro é contato em primeira pessoa pela protagonista de treze anos, mas confesso que na maior parte do tempo parecia que minha sobrinha estava me contando uma de suas histórias - uma narrativa confusa e embolada, misturando as coisas o tempo todo. Já não é legal na vida real, ficou ainda pior em um livro. Talvez uma menina de treze anos se identificasse mais com esse tipo de narrativa, mas eu não deixaria minha filha ler esse livro (a Carolina é realmente uma personagem bem saidinha para a idade dela).
Eu não posso dizer muito da tradução, porque não entendo nada de italiano e não teria como comparar com o original, mas posso falar da revisão, que ficou bem ruim. Tem muita coisa escrita errado e até mesmo uma letra de música (em inglês) saiu errada (será que o autor escreveu errado? Será que a tradutora acabou mudando alguma coisa? Não sei) - é uma música do James Blunt e eu só percebi porque decidi ouvir a música que não conhecia. Outros erros, entretanto, são notáveis e atrapalham bastante a leitura.
O livro tem quase quatrocentas páginas. Tamanho não é algo que costuma ser um problema para mim, pelo contrário, gosto de livros grandes que me deixam por mais tempo na companhia dos personagens que tanto me divertem. No caso de Carolina se Apaixona, porém, não foi muito agradável. Além de achar a narrativa confusa, deixando a leitura arrastada, fiquei com a impressão de estar sendo enrolanda - o livro poderia ser facilmente cortado pela metade e nós não daríamos falta.
Deu para perceber o quanto eu não gostei? Pois é. Isso é raro, normalmente os livros conseguem me atingir de alguma forma, mesmo que não se tornem favoritos. Esse, todavia, foi um que tive que fazer muito esforço para não abandonar.
Deixo claro, por fim, que essa é apenas a minha opinião. A revisão precisa mesmo ser refeita, porque está ruim, mas quanto à história, é apenas um (des)gosto pessoal e você talvez goste do livro - que trata sobre a adolescência e as dúvidas e certezas que permeiam essa fase tão conturbada da vida.
Não recomendo a leitura de Carolina se Apaixona e dificilmente lerei outro livro do Moccia.

PS: A música a qual me refiro na resenha é "Shine On", de James Blunt. A letra original é "Same old moves for a new romance", mas no livro está escrito "some old moves for a new romance".

PS2: As músicas em italiano não estão traduzidas no livro. Eu senti falta disso - porque as citações tinham a ver com o momento que estava sendo narrado. O Google Tradutor é muito útil nessas horas, mas não é muito legal ficar abrindo-o toda hora para consultar (além de que nem sempre é possível).

PS3: O que você acha de adolescentes de quatorze anos dirigindo? Eu já acho um tanto quanto cedo deixaram adolescentes de dezesseis anos dirigirem (em alguns casos, acho que dezoito também é cedo), mas quatorze? Assustei quando vi menções de jovens dessa idade dirigindo. Não conheço a lei italiana e não consegui descobrir os detalhes, mas parece que os jovens de quatorze anos podem dirigir minicarros (tais como esse - http://www.autoeminiauto.it/nuovo/imgd/_CHATENET%20CH%2026%20ROSSA%20allestimento%20SPARCO.jpg- e esse - http://www.greenskid.com/wp-content/uploads/2010/04/aixam-mega.gif).

PS4: Uma coisa que gostei no livro foi que a narradora sempre responde algumas questões no início de cada mês. Achei tão divertido que copiei as perguntas e fiz um post sobre isso aqui no blog: o meme de Carolina - http://naniedias.blogspot.com.br/2012/03/meme-da-carolina.html.

PS5: Achei muito engraçado os apelidos que Carolina coloca em todo mundo: Giovanni vira Rusty James (muitas vezes chamado só de R.J. - que eu sempre lia em inglês), Alice vira Alis, Claudia vira Clod, Gustavo vira Gibbo, Matteo vira Matt, Lucilla vira Luci e Tommaso vira Tom. Mas ao mesmo tempo que achei legal, também me pareceu uma tentativa (um tanto forçada) de "americanização" da história (notou como quase todos os apelidos parecem nomes americanos?).

Nota: 2
Dificuldade de Leitura: 6

Leia mais resenhas em http://naniedias.blogspot.com
Mônica 04/10/2013minha estante
Engraçado...li e amei três metros acima do céu,do Moccia,porém não consigo ler outros dele...tenho dois e toda vez que pego para ler abandono! Amore 14 nem tentei...concordo com vcs sobre alguns aspectos da escrita dele!


Taynná 22/08/2013minha estante
No impulso comprei no início do ano Sou Louco por Você e Desculpe se te Chamo de Amor, do mesmo autor. Dizem que italianos são prolixos de natureza e sinceramente, o Federico é um excelente exemplo disso, os dois livros enrolam tanto e são tão confusos com as histórias, os vários personagens que a gente só não abandona por amor à causa mesmo. O típico livro que tem a capa linda e a história chata. Resolvi pegar Carolina se Apaixona emprestado porque vai ver algo muda nesse e o título me chamou, tomara que goste.


naniedias 12/09/2012minha estante
Carol, eu também achei a protagonista muito saidinha para a idade dela, né?! Embora ela seja bastante imatura...
Eu também queria ter gostado mais do livro... :(


Carol 12/09/2012minha estante
Quando li o livro não imaginei que ela tivesse treze anos nãoo, tá mais pra 17! Queria ter gostado mais do livro, mas essa resenha resume o que achei dele.


naniedias 27/08/2012minha estante
Nath, pois é... também não me ganhou.


Nath 27/08/2012minha estante
comecei a ler esse livro esses dias, sinceramente, também não me conquistou nem um pouco! Achei meio bobinho e nada viciante.. por isso parei de ler e começarei a ler outro livro rs


naniedias 01/05/2012minha estante
Carla, eu acho que você deveria procurar outras resenhas, para ver a opinião de outras pessoas sobre o livro - nem todos o acharam ruim como eu achei.

Thai, não desisti do autor não, mas tão cedo não vou ler outro livro dele >


Thai 10/04/2012minha estante
Federico Moccia é meu autor preferido, apesar de você não ter gostado de Amore 14 tente ler os outros livros! eu pelo menos acho que vale muito apena!


Carla 19/03/2012minha estante
Ótima resenha, deu para ter noção do livro! Já tirei dos meus desejados! rs!




Evellyn 23/04/2012

Carolina tem quase 14 e está naquela fase de descobertas. Ela tem duas melhores amigas que sempre estão por perto, Clod e Alis e sua vida basicamente se resume a ir a escola e sair com seus amigos. Carol tem um irmão mais velho que é fantástico e que ela chama de Rusty James, apesar de esse não ser o nome dele. Ela também tem uma irmã mais velha com quem não se dá bem, Alê. Com o pai ela também não tem um bom relacionamento, já que ele não a entende e não a deixa 'livre' e com a mãe ela tem um relacionamento muito bonito.

O livro tem uma narrativa um pouco diferente. Ele é quase como um diário de Carolina, onde ela nos conta sobre o ano que passou até chegar ao momento em que ela está para que saibamos o que a levou a tomar tal decisão. Eu gostei especialmente dos inícios dos meses (o livro não é dividido por capítulos, só por meses) onde Carol faz vários tipos de listas (tão adolescente e eu amo!) e ela sempre tinha respostas bacanas.

A Carol reclama que o pai não a deixa sair, no entanto o que ela mais faz durante o livro é ir a festas, dar umas fugidinhas, ter encontros secretos... Ela tem uma vida social super agitada e não sabe! O grande foco do livro é Carol e suas descobertas sobre o amor. Ela conhece um carinha e as circunstâncias fazem com que ela perca o único contato dele e enquanto tenta encontrá-lo, outros pseudo-romances vão movimentando a vida dela. Isso gera alguns momentos divertidos, outros de indagação sobre amor, vida... O tipo de reflexão que Federico adora abordar. Eu gostei que apesar de ela querer encontrá-lo, não se torna uma coisa chata, como uma garota que só pensa naquilo e fica se queixando da situação o tempo todo.

Gostei do desenvolvimento da historia, mas alguns pontos não ficaram muito claros para mim. Por exemplo, não consegui entender bem porque a irmã ou o pai de Carol são como são. Quero dizer, como a Carol narra, talvez ela mesma não saiba explicar o que acontece, então nós ficamos sem saber... Eu acredito que Alê seja uma pessoa bem mais legal do que a visão que Carol tem dela. Já o irmão de Carol é um dos personagens mais queridos do livro. Ele é escritor e está em busca de seu lugar, é independente, extrovertido e eles tem uma relação bem fofa. Gostei muito dele.

Este livro do Federico é diferente, talvez pela protagonista mais jovem, mas acredito que ele mantém os elementos que já conhecemos de outros historias. Gosto de como ele consegue criar encontros inusitados, situações diferentes e tudo num contexto muito real. Além disso este livro em especial tem um toque de realidade (até um pouco duro), que me fez admirá-lo. Acho que não deveria me surpreender considerando que já li outras obras dele, e se por um lado fiquei triste com o final, também achei que foi bom por fugir do esperado pelo andamento do enredo. E gostei especialmente porque o livro tem muitas citações interessantes e adoro conhecer pensamentos!

Quanto a parte gráfica do livro, mantém o padrão dos anteriores lançados pela Planeta. O problema é que o livro tem bastantes problemas de revisão. Muitas vezes os diálogos e narração não estão separados corretamente, o que pode causar uma pequena confusão. Estou comentando porque não aconteceu poucas vezes, então, acho que numa nova edição revisada, isso poderá ser corrigido. Não fica incompreensível, mas causa um incomodo quando você está no pique na leitura e percebe que opa! isso não deveria estar separado?! rs
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Ale 14/10/2012

Um livro infantil? Não, explora muito a sensualidade de uma garota de 14 anos.

Quando vi que era Federico Moccia o autor não pensei duas vezes antes de lê-lo, porém esse livro não é nada do que eu esperava.

Talvez por sair de um livro MUITO bom e pegar um livro MUITO fraco? Talvez, mas não acredito. Não consegui me prender a história e aos personagens, parece que tudo que Carolina conta é mentira. Não consigo acreditar na personagem, haha. Sei que é loucura, porém é como me sinto lendo a história.
comentários(0)comente



Rossana 07/01/2013

Ainda não me decidi sobre esse livro... li várias resenhas e não sei se vale a pena.
comentários(0)comente



18 encontrados | exibindo 1 a 5
1 | 2 | 3 | 4



Publicidade


logo skoob beta
"o Skoob oferece um espaço com comentários e críticas que lhe servirá de amparo antes de qualquer leitura."

Outro Lado