Toda Sua

Sylvia Day



Resenhas - Toda Sua


269 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


C. Aguiar 19/10/2012

LIVRO NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS.
CONTÉM CENAS DE SEXO E LINGUAGEM IMPRÓPRIA.


Obs: Eu vou logo avisando aos fãs de Cinquenta tons de cinza, eu não estou nem ai para a opinião de vocês se eu gostei ou não do livro isso só interessa a mim, estou resenhando e quero respeito :) Antes que aconteça o caso lamentável do ask novamente, porque depois que eu "reclamei" ninguém falou nada...só me leva a crer que é alguém do blog. Triste isso.

Resenha:

Eu não costumo dizer aqui quando um livro vira o meu favorito, acho que fica bem na cara pela minha resenha, mas tenho que dizer, esse acabou de virar um dos meus livros favoritos.
Eu tenho que dizer que o livro é inspirado em cinquenta tons de cinza sim, eu pensava que não era, mas depois de ler as notas do final que a autora fez eu descobri isso, sem contar que eu "fiquei feliz" com o agradecimento da escritora de Toda Sua fez a escritora de Cinquenta tons de cinza. Ele está na página 273 e diz o seguinte: A E.L. James, que escreveu uma história que cativou leitores e criou um desejo por mais obras como a sua. Você é demais!
Em meio a tantos agradecimentos nessa página eu nunca imaginaria ler isso, então isso só aumentou mais meu respeito pela autora de Toda Sua. Porque essa é a primeira vez que vejo um autor agradecendo outro pelo tipo de livro que escreveu e o "mercado" de leitores que o mesmo criou.
Bom, vamos ao livro.
O que eu mais achei clichê foi aquela atração súbita do Gideon pela Eva. Do nada no primeiro dia de trabalho ele vê ela pela primeira vez e já ("PÁ" de cara) fica afim dela. Mas eu posso superar isso.
Antes de mergulhar de cabeça nos personagens eu aviso logo (como está ali em cima) esse livro contém muitas cenas de sexo, muitas mesmo. E sinceramente? Não me chocou em nada, já li coisa muito mais pesada e acho que as pessoas que se chocaram com a escrita não estão acostumadas, não desmerecendo as resenhas que eu li, porque eu li muitas resenhas boas que falaram muito mal do livro. Sem contar os palavrões. Então eu recomendo que senão gosta desse tipo de livro, não leia!
Eva é uma moça com problemas, e eu não vi nenhum problema nisso, as pessoas tendem a julgar os personagens por suas atitudes achando que eles não deveriam ter feito tal coisa porque outra tal coisa aconteceu (mais na frente vocês entenderão o que eu quero dizer).
Ela (Eva) mora com Cary, um rapaz bissexual que segundo o livro é "lindo de morrer" e melhor amigo dela. Ele é modelo, legal e por onde passa leva olhares consigo. Se contar que em uma parte do livro eu descobri como eles viraram amigos e eu fiquei com pena dele. Cary nem sempre foi assim, ele e Eva costumavam frequentar o mesmo grupo de terapia e como ele não estava costumado a receber atenção sem dar nada em troca ele sugeriu a Eva que eles fossem fazer sexo e ela recusou, depois disso eles se tornaram grandes amigos. Fiquei pensando com que tipo de pessoas ele se relacionava antes de conhecer a Eva, quantas pessoas queriam abusar do corpo dele, como ele deve ter sofrido e ter se entregado as drogas, ele realmente merece coisas boas na vida, mas foi um babaca do meio do livro para o final estragando um bom relacionamento...., bom essa é a parte em que eu paro de contar e deixo vocês sem spoiler para poderem ler o livro. Só para constar, o Cary foi morar com a Eva porque ela precisa, ela e ele se completam e necessitam da amizade um do outro para manter o equilíbrio deles, afinal pessoas com problemas precisam de outra pessoa para se apoiar nos momentos de crise.
Ela se mudou e conseguiu o emprego dos sonhos, conheceu o belo Gideon Cross e a atração deles é imediata, tanto que ela apelidou ele de Deus do Sexo (não eles não tinham feito nada).
Depois me deparo com uma coisa interessante, Gideon propondo a nossa pequena Eva sexo. Mas ele trata sexo como se fossem negócios, como se isso fosse a coisa mais natural do mundo. Ela fica chocada e com raiva dele, mas ainda se sente atraída e pelo visto isso vai dar maior rolo.
Me deparo com a mãe de Eva, uma mulher transtornada, linda e que faz terapia porque depois do que aconteceu com sua filha (quando era mais nova) a mulher acabou ficando com problemas em relação a controle e obsessão.
Achei completamente normal o fato da mãe da Eva se preocupar com ela, afinal quem tem filhos que já sofreram abusos sabem do que eu estou falando (conheço pessoas que já sofreram abusos e minha mãe sabe muito bem esse sentimento) e gente eu já fui quase abusada, então eu entendo todos os sentimentos da Eva, todos mesmo.
Mas isso não quer dizer que só porque ela se preocupa demais com a filha que ela tem que rastrear ela e saber a cada minuto onde ela está. Engraçado que o padrasto da Eva apoia o comportamento da esposa e como ele é muito rico (e empresário) faz de tudo para que a Eva se sinta segura, tanto que ele abafou o caso dos abusos dela. Essa é outra parte que eu paro de contar antes de soltar spoiler.
Algumas pessoas devem ter se chocado com o fato que eu contei ali em cima sobre mim. Sim meu tio me beijou a força quando eu tinha 15 anos e um ex namorado fez coisas terríveis comigo. Só tenho a agradecer ao meu marido por ter sido um homem maravilhoso a cada dia da minha vida e entende (na medida do possível) todos os meus acessos de possessividade e momentos que eu não consigo controlar. Todas as vezes que eu preciso estar no controle e necessito afirmar que ele é meu, sou dona dele e que minha insegurança é horrível, mas necessito disso para a minha saúde mental, já fiquei em depressão por causa dos fatos que citei, mas chega de falar de mim. Todas as pessoas que acharam que as atitudes da Eva foram ruins, eu entendi todas, porque algumas mesmo eu já tomei (não no mesmo contexto). Mas também, não quer dizer que eu não senti raiva da Eva, uma hora eu coloquei o marcador na página e gritei com ela.
HAHA Sim eu gritei com a personagem, porque ela tem uma mania que é muito feia : Fugir sempre que se sente coagida ou que o Gideon faz algo que ela não gosta. Ele tem tantos problemas quanto ela e necessita dela, mas ela sempre foge e deixa ele sem reação. Para um cara que tem muitos problemas ele até que tenta reagir bem na medida do possível.
Então vamos ao Gideon, ele ao que parece gosta da Eva de imediato, eu não entendi porque, mas talvez seja só aquela atração física que as pessoas sentem quando veem alguém bonito, porém isso tende a aumentar e acrescentar mais coisas quando convivemos com a pessoa.
Eva não é o tipo dele e todos questionam isso no livro, ela não tem cabelos pretos (marca registrada de todas as mulheres que ficaram com ele).
Sem contar que ele é um rapaz com muitos problemas, o pai dele se matou quando ele tinha cinco anos, ao que parece ele esconde um trauma muito grande (que ainda não foi revelado) e tem a necessidade do controle (por isso que eu digo que eu sou o Gideon de saia), ele precisa saber de tudo, pesquisa tudo, descobre tudo, sabe de todas as pessoas que estão ao redor da Eva e calcula tudo que vai fazer.
Me deparei várias vezes com um Gideon que não sabia como agir ou pensar, que estava amando (do jeito dele) e ficava em alerta com algumas coisas. Um cara normal com todos os seus medos e traumas.
Para finalizar, eu gostaria de ressaltar a parte em que a Eva conta a ele que foi abusada. Algumas pessoas acham que a atitude que ela tomou foi ruim. Gente, vocês já se sentiram humilhados? Querendo desesperadamente serem amados? Querendo desesperadamente saber de todas as maneiras possíveis que a pessoa que está agora escutando a coisa mais obscura que te faz ter pesadelos..te ama e não está com pena de você e ainda te deseja!!?? Pois é, sinto isso todos os dias. Nunca vou achar que o que a Eva faz foi errado(porque todo mundo é diferente e reage diferente as situações), porque todas as coisas que eles fazem (falando de sexo) eu tive plena consciência que era para firmar o relacionamento, a necessidade urgente de se sentirem amados um pelo outro e acima de tudo para suprir essa relação de dominação/dominar que só quem sentiu na pele sabe como é.
Não "desmerecendo" (não achei palavra melhor que desmerecendo) as pessoas que não sofreram nenhum tipo de abuso, mas julgar um personagem por atos que você mesmo não sabe como reagiria se fosse você, eu acho ... pois é.
Mas todas as resenhas negativas que eu li eu gostei, aprendi muito acerca dos gostos pessoais das pessoas, e algumas eu vi que saíram da sua "zona de conforto" e ao lerem um livro como esse desmereceram o mesmo, seus personagens e até a escrita do livro (que realmente é muito boa, além da falta dos erros eu vi personagens bem construídos e pude realmente pensar que eles eram reais).

Eu só tenho a agradecer ao meu marido por ter me dado um livro que eu pude me identificar muito, aprendi muita coisa sobre meu comportamento e o modo como eu vejo as coisas, e estou ansiosa para o segundo volume da trilogia. Espero continuar gostando e acima de tudo espero que tenham gostado da resenha.

:) Por favor, peço a todos que não fiquem chocados ou preocupados com o fato que contei em negrito (para quem está lendo no blog vai ver em negrito). Sei que tenho muitos amigos aqui e que a grande maioria nem sabia disso (sobre o "abuso") então, é algo que eu nunca superei, mas isso não quer dizer que eu não leve a minha vida tranquila com todos os meus transtornos e personalidade controladora. Sério eu sou assim, mesmo com tudo isso, meu marido me ama e fico feliz por ter compartilhado isso com vocês.


essa resenha pertence ao blog: www.seguindoocoelhobrancoo.com.br
Maria Carolina 21/10/2012minha estante
Amei sua resenha! E to com você sobre os fãs do 50 tons de cinza!


Renata 21/11/2012minha estante
adorei sua resenha!.Eu devorei esse livro... e ademas me deixou louca, de verdade!amei a história!


Érika 25/11/2012minha estante
Achei sua resenha bem interessante, se antes já queria ler "Toda Sua", agora quero ainda mais. E não se preocupe com o que os outros acham, absorva somente o que te engrandeça.


Renata 29/11/2012minha estante
Você me deixou super curios para ler este livro, menina!!!!!! Preciso desesperadamente dele!!!!!
......
Não fiquei chocada, fique tranquila e pode ter certeza que muito vagarozamente você vai se desfazendo das lembranças doloridas que estão enfunadas no seu quartinho de coisas abandonadas (minha psicóloga é que fala nesse tal quartinho). P.S.: e ela ta fazendo eu abrir ele e escarafunchar tudo. Tá dando um trabalho menina..... beijos


Bárbara N.C. 02/12/2012minha estante
Gostei de você ter falado sobre o agradecimento que a Sylvia dedicou no final do livro dela. O que você falou foi a mesma coisa que senti quando vi a humildade com que a Sylvia agradece a E. L. Janes. Achei lindo da parte dela e só fez aumentar o meu respeito por tal autora. Gosto muito da E. L. James e amei o livros dela, mas devo dizer que o livro da Sylvia é tão bom quanto e bem melhor escrito do que a série 50 Tons, mas isso não compromete a beleza, ousadia e por que não dizer perfeição da obra, não é mesmo?


RaissaNantes 11/12/2012minha estante
Gostei da sua resenha acabei de comprá-lo exatamente pelo fato de que estão falando muito mal e superestimando 50 tons, que não achei la essas coisas. O mais engraçado é q pessoas se chocam com coisa tão bestas, mas acham normal o fato do Grey fazer um acordo com uma garota virgem e ser sadico com ela... cada um com sua loucura não?ou com sua hipocrisia... fica ao gosto de cada um. rsrs....


Nanda 04/01/2013minha estante
Nossa adorei sua resenha.
Vou comprar esse livro, pq gostei muito do que vc falou.


Danielle 26/03/2013minha estante
Gostei muito da sua resenha! Aprecio opiniões bem construídas, mesmo que estas não sejam iguais às minhas, como é o caso. Digo isso porque, infelizmente, eu não gostei do livro. Ou melhor, não estou gostando e ainda estou decidindo se abandono ou não a leitura. Até onde eu li, me parece que a autora só pensou em sexo, sexo, sexo! Acho que as coisas entre Eva e Gideon foram muito rápidas e sem nenhum encanto... Não vi sensualidade e romantismo em nenhum dos dois. E isso custou o meu interesse pelo livro. Minha admiração toda hoje é por você, pela coragem em falar sobre seu passado aqui conosco. Um beijo grande!


C. Aguiar 27/03/2013minha estante
Obrigada pelo comentário Danielle. É uma pena que não esteja gostando, mas acredite mesmo que o primeiro livro não seja muito do seu agrado o segundo vai te prender rs, pelo menos prendeu boa parte das pessoas que não gostaram do primeiro. Vai que é o seu caso né.
Quando terminar e quiser me mandar a resenha vou ficar na espera para ler, qualquer coisa procuro no seu perfil se :)

ps: demorei muito para falar as coisas que aconteciam comigo para alguém...foi muito difícil, mas estou tentando viver sabe.


Edna 06/05/2013minha estante
ONTEM NA LIVRARIA VI AMBOS E NÃO COMPREI PORQUÊ JÁ HAVIA GASTO A GRANA, MAS ESSA SEMANA COMPRO LOGO OS DOIS E VOU PASSA-LOS NA FRENTE DA PILHA DE OUTROS TANTOS QUE TENHO QUE LER, A RESENHA DELE ME IMPRESSIONOU, MAIS DO QUE CINQUENTA TONS DE CINZA.


Jeanne 06/07/2013minha estante
adorei sua resenha, partilho do mesmo sentimento por essa história.


Tatiane 09/08/2013minha estante
Eu tinha comprado os livros com a cara e a coragem, porque não sabia nada a respeito, ai vi essa resenha aqui, agora estou aguardando asiosamente que os livros cheguem para poder ler...gostei da resenha!


Mayane 03/09/2013minha estante
Muito melhor que Cinquenta Tons de Cinza!


Marina 15/12/2013minha estante
Não gostei de 50 tons... achei quase ridiculo.
Mas essa série é muito mais emocionante, muito melhor escrita, tem a estória muito mais envolvente... viciei na série.


Simone Resende 01/02/2014minha estante
Acabei de ler o livro e simplesmente fiquei apaixonada por esta estória linda de amor e superação. Cenas fortes? Sim, com certeza. Mais depois de tudo o que ela e ele passaram no passado não fico espantada. Eu também fiquei com raiva da Eva e alguns momentos. E apaixonada pelo Gideon. Achei muito boa a maneira como foi escrito, no início estava lendo com um sorriso no rosto, porque adoro um homem com este humor sarcástico. E que venha o segundo. Tenho certeza que não vou me decepcionar. C.Alice Aguiar, a sua resenha está maravilhosa e parabéns!!!


LÉO 19/03/2014minha estante
Nossa esse é um livro magnifico. acabei de ler estou apaixonaderrima por ele.é um dos meus favoritos .


Jaque 20/08/2014minha estante
Ótima resenha .Parabéns




Maree 16/08/2012

50 tons de ..... opa, livro errado....
Os livros que estão pegando carona na fama da série 50 tons estão chegando no mercado.... ao contrário de belo desastre (que é excelente!) a série crossfire dificilmente vai sair da sombra de ser "uma cópia" de 50 tons.

Não sei se a escritora realmente usou a história de Christian & Cia para fazer esse livro mas as semelhanças são grandes, não pode ser coisa só da minha imaginação. Elevador, Bilionário, Preferência por determinada cor de cabelo, D/S, Traumas do passado, SEXO!!!!!, "vc-é-a-primeira-que-dorme-na-minha-cama", ex's, psiquiatra... está tudo ali. E isso me incomodou bastante. Eu quero ler uma história PARECIDA com 50 tons, mas não algo TÃO igual poxa. Até a capa se vc prestar atenção....

Mas a história tem coisas diferentes? Ela se distancia em algum momento?

Bom, a Sylvia Day não é uma novata. Ela já tem um monte de livro publicado, e vc percebe pela escrita que ela sabe o que está fazendo. A escrita é bem superior ao primo famoso 50 tons. Outra coisa diferente é que os problemas do passado do casal são REALMENTE um PROBLEMÃO. Ambos. E de bônus ainda tem o melhor amigo da protagonista, que é outra bomba relógio a parte. E a mocinha não é nada inocente não. Ela é bem crescidinha e sabe muito bem onde está pisando, em nenhum momento vc pode falar que ela é levada a fazer coisas.

Outro ponto que me incomodou bastante: como o romance começa... achei muito sem emoção nossa, tão rápido, tão "sem empatia", sem sal mesmo.


De resto, mais pro fim do livro a relação começa a se desenvolver de forma bem legal, pode não parecer pela resenha mas é um bom livro. O começo é morno, não tem clima, mas quando a história engata a leitura flui muito bem.


É um livro que eu recomendo, mas é bom deixar claro que se vc já leu 50 tons vai ser impossível não comparar.... vamos ver o que acontece no segundo volume "reflected on you". Espero que a história tome um rumo "próprio".





Lilly 19/08/2012minha estante
Nossa!!!! Tive as mesmas impressoes que vc!!!! Concordo em tudo!!!


Dada 20/08/2012minha estante
Eu acho que que até "50 tons sei lá de que" é uma cópia e não é de Crepúsculo. Sabe aqueles livros de banca da Harlequim, é igualzinho. É sempre um homem lindo de morrer, pauzudo e RICO. Aí vem uma menina inocente, geralmente virgem, e eles se apaixonam, tem uns desentendimentos, aparece uma criança na parada, aí eles se casam e vivem felizes para sempre.


Dana Silva 20/08/2012minha estante
haahahhaha eu ri do pauzudo... mas é vdd gente... é romance de banca purinho kkkkkkkk


Maree 20/08/2012minha estante
Sim, eu concordo.... se você ver bem a E.L. james juntou TODOS os clichês dos "Sabrina" da vida e fez um livro.... fez sucesso, e eu não me envergonho de ter gostado (muito)... Mas querendo ou não 50 tons acabou ficando com cara de "original" pra quem não tá acostumado a ler...

E agora provavelmente os romances de banca vão voltar á moda....O lado bom é que romances de banca pelo menos são BARATOS.


Jessica 25/08/2012minha estante
Eu ainda nem li o livro, mas só de ler a sinopse já vi a semelhança entre os dois. Amei 50 tons de cinza, vou ler esse pra ver se também é bom!


Car0li 25/08/2012minha estante
Eu não li "50 Tons de Cinza", mas me contaram que é um 'crepúsculo adulto'. E como estão comparando "Toda Sua" com "50 Tons de Cinza", não achei NADA que lembre "Crepúsculo".
E, particularmente, não gostei muito de "Toda Sua"... Quer dizer, esperava mais! Pra o tanto de elogios que li. Não tem história! Parecia que eu estava lendo um livro pornô! Acho que a autora colocou todas as suas fantasias sexuais num livro... e sem nexo nenhum! E quando tinha, depois fugia! Muito, muito estranho. Do nada aparecia um personagem... explicava só um pouco sobre ele, depois desaparecia e não aparecia mais! O livro se passou em quanto tempo? 3, 4 semanas? E parece que foi 1 ano! Chegou um ponto que ficou chato. A cena, e única, que gostei, foi ela mandando flores pra ele, mas depois estragou ela comprando um anel. Ela deu um anel pra ele? Nada a ver! Depois a autora se justificou de um modo ridículo. E o padrasto dela literalmente comprou aquela academia. Ridículo ao cubo. Pra que isso? E ela só foi uma vez! E não sei porquê o pai dela existe. E a mãe dele!? Pra aparecer e não ter nenhum significado!!? ¬¬


Tatiana 16/09/2012minha estante
Perfeitas suas palavras. Impossível não comparar com Cinquenta tons, pois existem muuitas semelhanças mesmo e isso tbém me decepcionou um pouco, pois estava esperando algo mais original, mas como vc disse, é um livro que vale a pena ler.


Loi 18/09/2012minha estante
Realmente não foi o que eu esperava.O livro é chato, os dialógos são monótonos, a paixão entre Cross e Eva não me convenceu,e chega a ser irritante ver a autora tentando fazer de Gideon um sósia de Christian Grey


Iolanda 02/10/2012minha estante
Concordo plenamente, exatamente tudo igual. Até a forma de eles se conhecerem. Eu gostei do livro, valeu pela leitura, mas fala sério...em todas as páginas a semelhança está lá.


Rosane Fantin 22/10/2012minha estante
Fiquei chocada com o "plágio" que é Toda Sua, principalmente vindo de uma escritora já conhecida. Ela inclusive agradece(!!)a E.L.James no final do livro. Achei a heroína muito chata e o Gideon não chega nem aos pés do Christian. Apesar disso, como disseste, da metade em diante o livro flui um pouco melhor. Ainda estou na dúvida se valerá a pena ler a continuação.


Bih 24/10/2012minha estante
Nossa, ainda bem ki li o seu comentario, estava quase comprando esse livro pensando que seria quase o mesmo estilo do 50 tons, mais igual ia ficar muita irada com a ideia de alguem distorcer o livro maravilhoso q é o 50 tons... obg


Camila Carolina 29/10/2012minha estante
Eu ainda fiquei na duvida entre Toda sua e Belo Desastre na livraria decidi pegar Belo Desastre por causa da capa viciei, ainda bem escolhi certo rs o que mais estou vendo por ai comentários de que Toda Sua é o mesmo contesto que 50 tons de cinza


Ligia 08/11/2012minha estante
Tanto Toda Sua quanto Cinquenta Tons De Cinza, têm descrições muito parecidas com as Fanfics de Twilight... Procurem alguma dessas traduzidas e vão descobrir o que estou dizendo.


Aline 14/11/2012minha estante
Nunca li 50 tons, mais estou mto curiosa!
Li Belo desastre e me apaixonei pelo livro!
E acho o Travis Madox o máximo!
Adorei sua resenha.


Si 18/11/2012minha estante
Li o Toda Sua e agora estou lendo 50 tons... É realmente muita coisa parecida, atos, ações, pensamentos, mas, a escrita de Toda sua muito superior. 50 tons confunde pensamento com fala, ora ela pensa, ora ela fala e vc não sabe ao certo se ela só está pensando ou falando realmente, precisando reler pra entender. A história é muito boa mas a escrita tem muitas falhas.


Si 18/11/2012minha estante
Li o Toda Sua e agora estou lendo 50 tons... É realmente muita coisa parecida, atos, ações, pensamentos, mas, a escrita de Toda sua muito superior. 50 tons confunde pensamento com fala, ora ela pensa, ora ela fala e vc não sabe ao certo se ela só está pensando ou falando realmente, precisando reler pra entender. A história é muito boa mas a escrita tem muitas falhas.


Lary Carvalho 19/11/2012minha estante
Não gostei de "toda sua" e apesar de ter sido mal escrito,ainda prefiro 50 tons...espero que o segundo livro da trilogia crossfire me cative mais! No ponto em que a história começa muito rápido eu concordo plenamente com vc! É INIVITÁVEL não comparar toda sua com 50 já,que tem até falas iguais entre cross e grey...boa resenha!


Silvana 16/12/2012minha estante
eu achei a linguagem muito vulgar e tbm os temas abordados sao muito pesados verdadeiros logico isso infelizmente acontece com quem a gente nem imagina por medo muitos se calam mas a abordagem serve de alerta vamos ver no proximo se melhora e realmente foi rapido d+


Paty 02/01/2013minha estante
ola Maree,
li cinquenta tons...gostei demais. Tinha ouvido falar muito mal de Toda Sua....que na verdade me surpreendeu!!!!
De inicio a comparação com 50 tons é inevitável,mas acho que sim, a história tomou seu proprio rumo, não achei identico ao 50 tons....na MINHA opnião o livro é bom demais...costumo ler os livros que gosto duas a tres vezes, estava prestes a repetir cinquenta tons quando comecei toda sua, que realmente me fez esquecer....ACABEI DE LER O SEGUNDO, E ESTOU ANSIOSA PELO TERCEIRO...


Mity 06/01/2013minha estante
Muito chato. A técnica de escrita é até melhor, mas a história é bem sem graça.


Rosivania 10/01/2013minha estante
Eu já li a trilogia 50 tons que é minha preferida! E ja li os dois livros da Silvia Day e acho uma copia mal feita de 50 tons! Sinto muito é minha opinião!


Fernanda 12/01/2013minha estante
Pode superar o 50 tons na técnica, mas a história e os personagens são bem inferiores na minha opinião...


Janny Freire 13/01/2014minha estante
Foi exatamente o que pensei... Marido n 3,palavra secreta etc... Prefiro 50 tons de longe! Achei q a autora exageirou na semelhança. Mas valeu apena mesmo assim. Pretendo ler o segundo.




Flavia Souza 13/09/2012

Toda Sua - Sylvia Day - Trilogia Crossfire (Livro 1)
Notas para a leitura:
1 - Eu confesso que me interessei por esse livro por causa do seu primo famoso 50 tons e é impossível não comparar os dois;
2 - Toda opinião é subjetiva e a minha não é diferente.

Toda Sua conta a estória de Gideon e Eva, os dois são ricos e lindos por fora, mas são machucados e perturbados na mesma proporção em virtude de um passado nada bonito.
A estória é interessante e se desenvolve mesmo no meio de tanto sexo, isso é um ponto para autora. Os personagens secundários são importantes desde o melhor amigo da Srta. Tramell (que eu não lembro o nome) até a Corine, passando pela família do casal e os possíveis pretendentes de ambos (enquanto pouca coisa acontece no primeiro livro de 50 tons, e os personagens secundários são tão uteis quanto qualquer móvel do apartamento do Sr. Grey).
Outra comparação que também me veio à mente assim que comecei a ler é à força de Eva em comparação a Ana, isso porque a primeira faz o que vem na cabeça, se arrisca e nas cenas mais picantes sua participação é ativa, como deve ser, visto que ela é a narradora. Em contra partida, não consigo ver o Gideon com a mesma ‘autoridade’ (por assim dizer) que a Srta. Tramell vê, ou mesmo que o Christian tem em Fifty Shades.
O livro da Day é mais bem escrito que o da James e as cenas de sexo são bem mais intensas e eróticas, eu sei disso, eu percebi isso e seria tolo da minha parte negar. Tal fato se dá até porque titia Sylvia tem mais experiência além de outros livros do gênero.
Dito isso, cabe citar que o desenvolvimento da historia e a escrita são as únicas coisas que o livro tem melhor que a trilogia de James. Digo isso porque, a estória toda acontece muito rápido, você piscou o olho e pronto eles já estão se amando e se entregando um ao outro e isso é muito irritante. A autora não te dá um tempo pra curtir os personagens, você simplesmente não se apaixona por eles enquanto eles se apaixonam.
Pra mim é muito importante entender os personagens e tentar me sentir como eles, aqui isso foi acontecer somente no final e estragou minha experiência. Acredito que se o livro fosse um pouco maior talvez tivéssemos tido mais tempo para entender os personagens.

Contudo, eu vou ler o restante da trilogia Crossfire, e digo que é por que:

a) É uma trilogia, e eu não suporto estórias ‘sem fim’;
b) Acredito que a seqüência tem potencial para ser bem melhor que este primeiro;
c) Quero saber mais de Gideon e o melhor amigo de Eva (não vou negar);
d) Quero que o Nathan volte, adoro um drama.

Mas mesmo querendo ler os outros dois, nem de longe tenho a mesma vontade/ansiedade/curiosidade por Reflected in You que eu tinha por Fifty Shades Darker.

Em resumo, o livro é bom, mas você não se apaixona pelos personagens e tão pouco se importa com eles. Por este motivo NÃO O CONSIDERO MELHOR QUE A TRILOGIA DE JAMES, EMBORA O RECOMENDE.
Maree 09/09/2012minha estante
"A autora não te dá um tempo pra curtir os personagens, você simplesmente não se apaixona por eles enquanto eles se apaixonam."

Exatamente o que eu pensei!


Val 18/09/2012minha estante
Cara, você falou tudo aquilo que ficou entalado na minha garganta rs...

"Em resumo, o livro é bom, mas você não se apaixona pelos personagens e tão pouco se importa com eles. Por este motivo NÃO O CONSIDERO MELHOR QUE A TRILOGIA DE JAMES, EMBORA O RECOMENDE."

COM CERTEZA!


Juuh 18/09/2012minha estante
"A autora não te dá um tempo pra curtir os personagens, você simplesmente não se apaixona por eles enquanto eles se apaixonam."

Concordo em absoluto! A história não é ruim, estou curiosa para saber o passado de Gideon e a história de Cary, mas os personagens principais simplesmente não me prenderam.


Flavia Souza 19/09/2012minha estante
Juuh / Val e Maree,

Que bom que vocês gostaram!
Realmente gostei da historia mais sei lá, quando terminei fiquei com a maior sensação de que faltava alguma coisa.
Não é que nem no Fifty Shades que você fica em cólicas até ler o próximo livro.

Acho que é porque é muito rápido em Toda Sua!


Lisse 30/09/2012minha estante
Flavinha, acabei de ler hoje.
E vc quer ver o circo pegar fogo né, com a volta do Nathan, e de quebra ver o Gideon cair no braço com ele... Confessa!!

Bjs


Flavia Souza 01/10/2012minha estante
Ok, ok eu confesso eu quero ver o circo pegar fogo! hahaha

Mas diz se nao seria sensacional conhecer mais do Nathan e ver o Gideon acabando com ele?
E também poderia ajudar a propria Eva a superar o passado dela!

Alias o que achou do livro Lisse?


Lary Carvalho 19/11/2012minha estante
"você simplesmente não se apaixona por eles enquanto eles se apaixonam" disse tudo.


Célia 06/01/2013minha estante
Vc descreveu muito bem o que eu penso desse livro. Na verdade achei muito difícil de terminar (em comparação com 50 tons que tinha mais pags e eu li em três dias, esse eu demorei 3 SEMANAS!).
Acho que ela não soube aproveitar as semanas de briga, romance, tipo, em um capitulo tava tudo bem e no outro já tinha acontecido uma coisa gravíssima, assim do nada, putf!
A escrita pode até ser superior, mas as semelhanças com 50 tons eram tão evidentes que me dava raiva. Foi como se ela pegasse o livro, colocasse exatamente os mesmos personagens e acrescentasse um pouco de drama (que ela achou q. deveria ter no livro que ela plagiou).
Qdo começou com aquilo "Um homem lindo de morrer q. todas as mulheres se jogam a seus pés, rico, com um olhar de matar..." afve! Depois aquilo " Me apaixonei por vc no primeiro momento que a vi..." até a cena que ela cai na frente dele lá no prédio onde eles trabalham (fala sério! A única diferença era de que a Anastásia quase caiu de cara e não de bunda). Será que esses autores não tem imaginação pra coisa melhor??
Leio a trilogia só porque sou sócia de uma biblioteca particular onde compram de tudo e com certeza comprarão todos os três volumes, caso contrário não compraria nunca os dois outros volumes. Chego a pensar que seria melhor ler Sabrina, sério, talvez seja melhor mesmo.


Nay 11/04/2013minha estante
Concordo com vc e discordo apenas numa parte.EU NÃO RECOMENDO ESSES LIVROS .

Os personagens são um tédio e a autora esqueceu de dar vida a história, não tem enredo e a unica coisa que acontece na trama é SEXO(não entrei nesse inocente, sabia do conteúdo para adultos)Porem, esperava mais emoção, profundidade ........NO ENTANTO O TEXTO É PREVISÍVEL ,Eva é fraca e nunca consegue dizer NÃO , simplesmente fica abobalhada pela aparência física e a atração sexual por Cross.(SEM LÓGICA,uma garota que foi violentada varias vezes, aturar as merdas do Gideon e abordagens tão chulas).
E Gideon ............bem, impossível não compara-lo ao mocinho de 50 Tons, Grey pode ser mandão, possessivo mas em momento algum duvidei do seu amor por Ana.Tanto é que ele deixou nós leitoras (boa parte) apaixonadas por ele. JÁ O GIDEON, QUASE ME CAUSOU UMA ULCERA de tanta raivaaaaaa, a unica emoção que ele me transmitiu foi sua tara insaciável por sexo , eu sinceramente detestei e nem consegui ler o segundo livro.................... felizmente CONSEGUI PASSA-LOS PRA FRENTE E OS VENDI.
*minha opinião)




Fulana Leitora 25/02/2013

http://fulanaleitora.blogspot.com.br/2012/09/resenha-toda-sua-sylvia-day.html
Depois de "Cinquenta Tons de Cinza" o mercado literário erótico ganhou grande destaque. E, como eu adoro esse tipo de leitura, hoje trago a resenha desse livro para vocês, mas com algumas recomendações. Antes de ler, tenha em mente que esse é um livro erótico, com linguagem pesada e de baixo calão. Não é uma leitura para menores. Por isso não irei colocar quotes do livro nessa resenha, como eu tenho o costume de fazer. Mas, o livro não trata só de erotismo, fala de dor, perda, traumas e de como o amor pode ser a força necessária para supera-los, ou a perdição total.

Eva é uma bela jovem de 24 anos, rica, bonita, mora em um apartamento de luxo em Manhattan com seu melhor amigo, Cary. Mas, apesar da vida aparentemente perfeita, ela carrega as marcas de um passado tenebroso. Apesar de ser rica e ter contatos influentes, como o seu padrasto Stanton, Eva quer ser bem sucedida profissionalmente por seu próprio mérito. Eva acaba de conseguir o emprego perfeito. A Waters Fiels & Leman, é uma das maiores agências de publicidade dos Estados Unidos, seu chefe, Mark, é um doce e super compreensivo. Esse tinha tudo para ser o emprego do século. Em sua primeira ida ao trabalho, no edifício Crossfire, Eva esbarra com o homem mais sexy do mundo. Lindo, imponente, com uma musculatura de dar inveja em qualquer atleta, e seus perfeitos e intensos olhos azuis, Gideon Cross chega para abalar as estruturas de Eva. O magnetismo e atração é instantâneo, isso nenhum dos dois consegue negar. A atmosfera ao redor aquece quando ambos estão no mesmo espaço. Só de pensar que Gideon respira o mesmo ar, já é motivo para fazer o coração de Eva acelerar. Mas, ela está decidida a resistir a tentação. Gideon é um homem poderoso, controlador e confiante que sempre consegue o que quer. E no momento, o que ele queria, era a Eva. Eva tenta resistir, mas; o poder de persuasão de Gideon, junto ao seu desejo; tornam-se irresistíveis, e ela acaba cedendo. No começo tudo era perfeito. Sem compromisso, apenas prazer e diversão. O que era apenas tesão, se torna algo mais intenso, profundo. O desejo incontrolável vira uma paixão avassaladora. Agora, cada um tenta lidar com suas cicatrizes, sem terem que sacrificar seu relacionamento. Juntos, eles tentam exorcizar os traumas do passado para que possam sonhar em ter um futuro.

Toda Sua é um livro excitante e divertido. Apesar de o foco ser o romance de Eva e Gideon, os personagens secundários dão um toque de humor e graça ao livro. Temos toda a beleza e entusiasmo de Cary, o melhor amigo de Eva. A simpatia e sensibilidade de Mark, seu chefe. O carisma e humor de Steven, namorado de Mark. Cada um agrega a história de maneira perfeita. Sylvia Day escreve cenas quentes e excitantes, com um texto fluido e sensual. Como o enfoque é o erotismo, a trama em si não é muito rica. Mas, isso não desfavorece em nada o livro, para quem gosta do gênero, eu super recomendo :)

Eu sei que tinha dito que não colocaria nenhum quote. Mas, esse é lindo e completamente inofensivo. Quero terminar com essa citação para que você entenda o que eu senti ao terminar de ler esse livro.

"Quero finais felizes pra todo mundo que já sofreu o diabo na vida. Mostre que é possível, Eva, querida. Me faça acreditar."
comentários(0)comente



Mariliz 21/11/2012

meia boca
Sim, vc vai comparar com 50 tons.
Não, ele não é melhor nem mais bem escrito que 50 tons.
Os personagens são superficiais, a história é sonsa, e as cenas hot não são mais picantes. E termina sem deixar nenhuma vontade de ler a continuação.
Nay 11/04/2013minha estante
Concordo com vc e discordo apenas numa parte.EU NÃO RECOMENDO ESSES LIVROS .

Os personagens são um tédio e a autora esqueceu de dar vida a história, não tem enredo e a unica coisa que acontece na trama é SEXO muito vulgar na minha opinião(não entrei nesse inocente, sabia do conteúdo para adultos)Porem, esperava mais emoção, profundidade ........NO ENTANTO O TEXTO É PREVISÍVEL ,Eva é fraca e nunca consegue dizer NÃO , simplesmente fica abobalhada pela aparência física e a atração sexual por Cross.(SEM LÓGICA,uma garota que foi violentada varias vezes, aturar as merdas do Gideon e abordagens tão chulas).
E Gideon ............bem, impossível não compara-lo ao mocinho de 50 Tons, Grey pode ser mandão, possessivo mas em momento algum duvidei do seu amor por Ana.Tanto é que ele deixou nós leitoras (boa parte) apaixonadas por ele. JÁ O GIDEON, QUASE ME CAUSOU UMA ULCERA de tanta raivaaaaaa, a unica emoção que ele me transmitiu foi sua tara insaciável por sexo , eu sinceramente detestei e nem consegui ler o segundo livro.................... felizmente CONSEGUI PASSA-LOS PRA FRENTE E OS VENDI.




Ana 23/08/2012

Toda Sua - Pontos Fortes e Os Não Tão Fortes Assim...
Ok, todos os que se interessam minimamente pelas novidades literárias sabem que 50 Tons de Cinza é o "Best Seller" do momento; discussões quanto ao conceito de "Best Seller" Literário à parte, é impossível falar de Toda Sua sem ao menos mencionar 50 Tons de Cinza.

Não, 50 Tons não foi o primeiro romance erótico escrito e publicado - na dúvida se digo a verdade, visite o site da Harlequim. Lá, você se deliciará com romances muito mais quentes e bem escritos do que o citado livro - assim como Toda Sua não está vinculado de forma alguma a ele. Aqueles que afirmam que Sylvia se aproveitou do sucesso de 50 Tons pra alavancar a própria carreira... sinto muito, pessoas, mas vocês não sabem o que dizem.

50 Tons fez sucesso por puro jogo de marketing, já que qualidade não é um de seus fortes. Quem leu, não tem como negar; o livro em si é um relato morno de uma personagem sem graça que não traz nada de original em si, parecendo-se - e muito - com certo sucesso da literatura (?) jovem. Assim sendo, ele fez sucesso por diversas razões, mas nenhuma delas é a qualidade. Se Toda Sua aproveitou-se do sucesso de 50 Tons, é também correto afirmar que 50 Tons se aproveitou do sucesso de Crepúsculo, já que a autora não se preocupou nem mesmo em mascarar as semelhanças.

No final, todos perceberemos que um lançamento acaba se aproveitando do sucesso de algum outro, dando assim espaço pra que o "povo do marketing" possa trabalhar. Em alguns casos, as semelhanças são assombrosas e a ligação entre autores e lançamentos não é mero jogo de marketing - isso nós vemos em 50 Tons - mas em outros as semelhanças param no assunto e gênero do livro, sendo que a publicidade se aproveita do sucesso de outrem pra vender mais exemplares de tal lançamento - e esse caso é justamente o de Toda Sua.

Tirando a limpo essa coisa de ficar estigmatizando o livro como um aproveitador do sucesso alheio, falemos sobre a qualidade do mesmo. Por que, sim, Toda Sua é um livro de qualidade. Não é alta literatura, entende? Nem "média" literatura é, na verdade... mas querer que um romance erótico chegue tão longe é o mesmo que querer que Jesus nasça novamente, morrendo de novo pelos pecados do mundo.

Por que, né, isso nunca vai acontecer.

Temos sim livros clássicos que lidam com esse assuntos proibidos, mas eles são clássicos dentro de seu gênero literário. Comparando-os com os demais gêneros, tais livros perdem ponto. Uma por que o assunto foi, é e ainda será Tabu por um longo tempo... por que o dia no qual sexo deixar de ser Tabu ele perderá boa parte da graça, por assim dizer. E outra que... bem, gente, sexo não é um assunto muito profundo. Por mais que você saiba explorar tal assunto, nunca atingirá o nível de obras mais complexas.

Mas acredito que entrei em um ponto extremamente delicado e que assim não sairei dessa resenha nunca mais...

Voltando ao que interessa, Toda Sua. O livro começa interessante e já entra em ponto de fervura nas primeiras páginas, com o primeiro encontro entre os protagonistas. Um ponto forte da obra é que Sylvia sabe como nos excitar. Não se altere com minha forma direta de falar, pois essa é a verdade e eu não costumo usar de meias palavras. Então a autora sabe o que escrever e quando escrever pra te transportar, fazendo-te sentir toda a luxúria que percorre o corpo da protagonista, a qual se sente excitada apenas com um olhar do mocinho da trama.

E você, é claro, se excita também. É impossível ler a forma como a escritora descreve os sentimentos e paixões da mocinha sem deixar que nossa carne sucumba a tais coisas.

As cenas de sexo são fortes, os diálogos quentes não são moderados e o clima está constantemente em ponto de ebulição durante a narrativa. Tendo construído um enredo complexo ao escolher por explorar os passados sombrios dos protagonistas, Sylvia acabou por perder pontos ao colocar cenas tão quentes já no início do livro. Assim, quando o casal começa a tornar-se dependente da presença um do outro, a coisa toda passa a parecer muito forçada. Gideon, aquele Sr. Sedução que dá vontade de comer logo de cara, começa a perder seus encantos enquanto Eva, que é nossa mocinha perturbada, vai aos poucos se embrenhando em sua vida.

Não que a impessoalidade deva reinar em uma narrativa regada a sexo deliciosamente selvagem. Mas, dentro desse contexto, no livro em questão... deveria ser assim. Pelo menos, por um bocado de páginas.

Então o romance carrega em si aquela marca da literatura erótica: a paixão carnal que se transforma numa intensa e inexplicável ligação sentimental. Você nem mesmo conhece a pessoa e já se torna dependente dela, dizendo amá-la loucamente. E por aí vai...

Então prepare-se pra muitas lágrimas e conflitos sem sentido, fugas inexplicáveis por motivos que ninguém entende e diálogos que não cabem de forma alguma na história. E - a pior parte do todo - prepare-se pra sentir na pele quando boa parte daquela delícia de pessoa que é o Gideon - a frase "eu nem mesmo te conheço, mas quero comer você e sei que você quer ser comida por mim" não é exatamente o que ele diz a Eva, mas define muito bem o que ele é - ser gradualmente destruído durante a trama que vai se desenrolando...

Doeu em mim. Depois de tantas cenas de sexo que, uau!, dão inveja - e algo além disso - só de pensar, quando o Gideon caladão começa a falar, se relacionando com Eva... quanto mais ele fala, menos parecido consigo mesmo ele se torna.

Não quero falar mais nada sobre isso, por que senão estaria dando muito mais do que altos spoilers e desestimulando muita gente a ler o livro. O que importa é que Toda Sua é sim um livro pra se ler com gosto. Por mais que possua muitos pontos que acabam por fugir do estilo merecido à trama, ainda assim merece e muito fazer mais sucesso do que 50 Tons, que é a coisa mais insossa que já li na vida.

Assim, eu espero que você tenha boas experiências com tal leitura. E que, quando possível, possa usar as várias e várias cenas de sexo pra dar aquela aquecida em sua vida sexual...

Toda Sua; bem que eu queria, Gideon... (suspira)

Jacqueline 25/08/2012minha estante
OMG, preciso desse livro


Car0li 25/08/2012minha estante
Acho que se eu tivesse lido sua resenha antes, teria gostado mais do livro, porque não gostei muito!! Quer dizer, esperava mais! Pra o tanto de elogios que li. Não tem história! Parecia que eu estava lendo um livro pornô! Acho que a autora colocou todas as suas fantasias sexuais num livro... e sem nexo nenhum! E quando tinha nexo, depois fugia! Muito, muito estranho. Do nada aparecia um personagem... explicava só um pouco sobre ele, depois desaparecia e não aparecia mais!
O livro se passou em quanto tempo? 3, 4 semanas? E parece que foi 1 ano! Chegou um ponto que ficou chato. A cena, e única, que gostei, foi Eva mandando flores pra Gideon, mas depois estragou ela comprando um anel. Ela deu um anel pra ele? Nada a ver! Depois a autora se justificou de um modo ridículo. E o padrasto dela literalmente comprou aquela academia. Ridículo ao cubo. Pra que isso? E ela só foi uma vez! E não sei porquê o pai dela existe. E a mãe dele!? Pra aparecer e não ter nenhum significado!!? ¬¬


Car0li 25/08/2012minha estante
Eu não li "50 Tons de Cinza", mas me contaram que é um 'crepúsculo adulto'. E como estão comparando "Toda Sua" com "50 Tons de Cinza", não achei NADA que lembre "Crepúsculo".
Enfim, se eu soubesse que o livro era assim como você disse, acho que não iria me decepcionar tanto.


Ana 27/08/2012minha estante
Verdade, Caroli. A autora pecou muito pelo excesso; de início, as cenas quentes nos deixavam quentes. Mas depois... elas apareciam com tanta frequencia que não fazia nem cócegas. :/
E um conselho é sempre válido: nunca se deve esperar demais de um livro erótico. Eles sempre apelam muito em certas partes, portanto acabam por não deixar espaço pra outras coisas mais importantes. Aí a decepção é quase certa.
Sylvia Day construiu um cenário e personagens mais fortes e estruturados do que 50 Tons numa escrita mais rica e atraente, só que ela acabou por estragar a própria história em algum momento. Tentar fazer de Gideon Cross um homem apaixonado foi seu maior erro, com certeza... por que como um homem de 30 anos que nunca se apaixonou por ninguém pode se apaixonar por uma mulher que mal conhece? Qual motivo?
Existem sim muitos pontos mal trabalhados. Sinceramente, Toda Sua não anima ninguém a ler o segundo volume da série.


Tempestade 29/08/2012minha estante
Concordo plenamente com o que vc disse sobre o livro 50 tons de cinza. Essa foi a mesma impressão que tive. Excelente resenha!


Lany 31/08/2012minha estante
O livro começa bom, instigante e excitante mesmo com todo clichê da mocinha "sem dinheiro" e o cara "dono do mundo". Gostei das cenas eróticas, da forma como Eva não se deixava intimidar, dando respostas inteligentes e bem dadas, do sarcasmo. Parecia que, estava diante de um personagem com vontade própria, que não se deixava dominar. Apesar do apelo sexual que surgiu de cara ela meio que fez ele correr atrás, mas pelo amorrrrrr o que foi aquilo no meio do livro? Ana vc tem razão, a medida que Eva entrava na vida de Gideon vice e versa, a coisa desregulou. Não consegui ter mais empatia pela estoria, achei que ficou meio sem sentido, principalmente as fugas desnecessárias, os pesadelos, sei la. Fiquei tão desestimulada que nem a continuação to com vontade de ler.


Ana 31/08/2012minha estante
E eu concordo com você, Lany: a coisa desregulou totalmente.
Sério, quando comecei a ler esse livro, eu imediatamente pensei: Uau! Esse é o melhor livro de romance erótico que já li na vida! - por que, acredite, eu já li uma boa quantidade deles. u.u
Mas, depois da primeira transa, a coisa toda começou a caminhar para o buraco - e não de uma forma agradável tanto quanto o contexto pede u.u
A autora se perdeu ao tentar explorar os traumas dos personagens justamente por que o comportamento dos mesmos não condizia com suas escolhas e ações. Por que, né, venhamos e convenhamos: apesar de Gideon não dizer que ama Eva, isso é explícito! E alguém como Gideon Cross jamais se apaixonaria dessa forma avassaladora, tornando-se dependente de quem ele nem mesmo conhece.
Por que o que Eva tem de diferente das demais mulheres conquistadas por Cross? Ok, ela demorou um pouco mais pra abrir as pernas, mas isso não contaria pontos a seu favor, já que ela acabou por ceder e muito. E muitas vezes, ainda por cima.
No máximo, isso o deixaria com tesão, e não apaixonado.
Bem, deixa eu parar, senão vou longe. ¬¬
Mas isso foi apenas pra constatar o quão perdida Sylvia Day se mostrou nessa sua história que tinha de tudo pra ser excepcional.


SheilaRosencler 03/09/2012minha estante
Eu discordo totalmente de quem compara 50 tons com Crepúsculo. A Ana é toda atrapalhada e sem graça como a Bella. Mas é só. Eu acho que até a Bella é um pouquinho mais esperta que a Ana, a burrice dela é de dar raiva. Eu vi em algum comentário que as histórias se parecem com os livros de banca, eu li muitos e concordo totalmente com essa colocação. Surge um romance entre um solteiro convicto e com fobia a relacionamentos com uma menininha inocente, as vezes virgem e quase sempre burra. Não li toda sua ainda, mas fiquei bastante curiosa para ler com a sua resenha.


Ana 03/09/2012minha estante
Oi, Sheila! ^.^ Bem, eu sou uma das que encontram semelhanças entre Twilight e 50Tons. Sei lá, pode ser por que lemos o trabalho quando ainda era fanfic e não vimos muitas alterações quando o lemos depois de lançado... ah, mas é aquela coisa: opinião não se discute. Se tem e ponto.
Apesar dos pesares, recomendo sim Toda Sua. Se vc não se importar com os inúmeros vacilos da autora, algumas partes fazem o livro valer a pena.


Mônica 30/12/2012minha estante
nossa,resenha muito bem escrita e,a maior qualidade : por alguém que tenha entendido que 50 tons é "a coisa mais insossa já escrita"...Pq ,sinceramente? Quando fãs de 50 tons começaram a incensar o livro e a comparar os dois, perdi,automaticamente,o tesão.
se é que vc me entende.


Ana 30/12/2012minha estante
Oh, eu te entendo. Muito. :| Até hoje ainda não descobri pq alguém gosta de livros como esses. Sério.


Heloisa Xavier 07/06/2013minha estante
Nossa mto legal sua resenha, agora sim me animei para ler o livro!




Denis Job 17/08/2012

Excelente
Muito bem escrito! A trama romântica prende o leitor desde a primeira página. O erotismo não é gratuito e agrada quem gosta do estilo. Quando termina você corre para comprar a continuação da trilogia... recomendo.
Jana 30/08/2012minha estante
Nossa, também amei e estou louca para ler o próximo




Analu 20/11/2012

Muita ação, pouco conteúdo.
A visão que tive foi a seguinte:
De 100% do livro, 80% é só pegação tórrida e 20% de trama em si. Sinto que perdi meu tempo. Tem um povo compararando com 50 tons, mas ainda acho 50 com uma trama menos pior... se é q posso empregar esse termo.
Essa foi a minha opinião.
comentários(0)comente



Nay 10/04/2013

1 ESTRELA
Não gostaria de fazer dessa resenha uma comparação a trilogia 50 Tons De Cinza, no entanto a mídia e a própria autora Sylvia Day o fez.(Diga-se de passagem uma CÓPIA barata,deslavada e chula)


Encontrei na SERIE CROSSFIRE uma versão resumida e PARALELA a construção do universo a 50 CTD..
.


Toda Sua conta a estória de Eva Tramell, recém chegada em Norva York com seu melhor amigo, Cary Taylor,(uma das características que mais gostei no livro, Cary é Gay, tem seus vícios,alguns problemas e o melhor,aquele tipico e leal amigo para todas as horas,sempre com a palavra certa e no momento certo).
.


Eva numa tentativa de como administrar seu prazo e suas atividades corriqueiras , ela sai de encontro a empresa onde vai trabalhar para ter uma noção do período que ocuparia nesta rotina e seguir para a academia após expediente , e é claro , que com o real propósito de romance nesta vistoria de “tempo “ Eva conhece Gideon Cross no hall de entrada da companhia , o dono das empresas Cross, onde ela irá labutar.
.

A reação de Eva á Giedon é ridícula e totalmente humilhante,ela fica tão embasbacada que chega a ser irritante.Outra coisa que achei muito resumida e crua foi a maneira que LOGO DE CARA ,Gideon ficou deslumbrado por Tramell em trajes de ginastica.Não discordo que exista amor a primeira vista,sei que isso acontece com muita frequência, mas a forma como foi abordada deixou a desejar.MUITO PREVISÍVEL .
.



O texto aliás, é muito previsível e de POUCO SUSPENSE.
A maneira como a AUTORA trata e desenvolve o tema sexual é vulgar e muito baixo.Eva desde o principio mostra sinais evidentes de ter um trauma cuja ferida ainda se encontra aberta.No entanto, a maneira como se comporta e a forma como enfrenta as investidas chulas de Cross entram em contradição com o trauma vivido.
.


“Você esta dormindo com alguem?” __ perguntou Cross.


Ainda abobalhada, Eva processou a pergunta requerida.


“Por que esta me perguntando isso?”__ revidou.


Grosseiramente, ele responde.


“Por que eu quero comer você,Eva.Então preciso saber se existe alguém atrapalhando meus planos.”
.



Uma pessoa que sofreu o trauma que Eva passou, reagiria ao menos de forma chocada a ouvir ESSE DIÁLOGO acima, pra não dizer outras emoções.MUITO SEM LÓGICA.
.


Porém, não conseguindo resistir á persistência de Gideon, Eva aceita ter um caso com ele,o que me deixou POSSESSA DE RAIVA . Ela facilitou todo o jogo do empresário, este que desde o princípio faz uso de um vocabulário de baixo calão, sem mencionar que sempre dá a entender que seu único interesse é o sexo.
.

Na capa do livro esta escrito claramente TEMA ADULTO, ou seja não entrei nesta obra esperando coisinhas imaculadas……….. Esperava mais ENREDO ,mais TRAMA e mais acontecimentos.Na sinopse , é anunciado um resumo com sexo casual e nada mais.Nada de envolvimento ou romance.
.


De uma hora pra outra me deparei com Gideon proclamando seu namoro com Eva. (nada do que foi oferecido na sinopse).
.


Muitas vezes enquanto lia o livro, tive a sensação de ter pulado pagina e estar perdendo algo.Voltei atrás na leitura foleando as páginas e conclui que era aquilo mesmo, muitas coisas acontecendo rápido demais e sem EXPLICAÇÃO,tudo que estava acontecendo era sexo,com a diferença que adotaram a fachada de namoro. Com a presença de Eva, Gideon se torna outra pessoa “a autora tenta mostrar isso”. Ele está disposto a aceitar o que ela tem a oferecer, mas relutante em dividir seu passado e traumas(EGOÍSTA) quando Eva já partilhou os seus temores.
.


Os personagens são UM TÉDIO ,e pouco explorados fora das cenas de seo.No meio de tudo isso vem a ideia de Eva ser a submissa de Gideon.Ela faz cena e diz que NÃO.............mAS ISSO NÃO DURA MUITO, COMO UMA MULHER FRACA E SEM opinião, ELA ACEITA.
.


NA MINHA OPINIÃO, 50 Tons De Cinza esta num nível muito mais elevado.Grey tem seus traumas mas apesar disso, ele se mostra IRREVOGAVELMENTE APAIXONADO.Ana se comparada a Eva é de uma personalidade forte e TEM VONTADE PRÓPRIA .Não entendo as resenhas que apontam CROSSFIRE como MELHOR.A única coisa QUE Sylvia DAY pode ter feito melhor, é a escrita aprimorada e SÓ.
.
ESTOU ATRIBUINDO 1 estrela, pela escrita ........... A unica parte razoável do livo.
.
NÃO RECOMENDO A LEITURA.

Marcia 14/11/2014minha estante
Concordo com tudo o que vc disse. Até tentei ler o segundo livro, mas conseguiu ser pior que o primeiro. Acho que só insisti nessa obra pq me foi muito bem recomendada.




May 05/07/2013

Não gostei
Para ser sincera não gostei, não é o tipo de leitura que me agrada, tem um palavreado muito forte e um tanto desagradável... Meio que me obriguei a ler até o final só para ter certeza de que não estava julgando o livro sem conhecer a história, entendi que existe toda uma história por trás, uma história triste e comovente. Mas o fato de os personagens principais estarem a TODO momento como coelhos no cio, não ajudou em nada para minha satisfação pela leitura deste livro.
Rodrigo Soares 15/08/2013minha estante
Um dia pretendo ler, para ter uma opinião a respeito!


May 17/08/2013minha estante
Talvez, você goste já que dizem que esse é como se fosse primo do Cinquenta Tons, não é um livro que eu recomendaria... Mas não é porque eu não gosto, que outras pessoas não vão gostar, concorda? Isso é bem relativo c:


Rodrigo Soares 17/08/2013minha estante
kkk Primo do 50 Tons foi ótimo!! kk


May 24/08/2013minha estante
Mas é tipo isso kk


Nay 20/12/2013minha estante
Concordo.
Livro vazio,enredo pobre e sem conteúdo
Copia chula e barata de 50 tons
Tudo bem que o livro é erótico,mas convenhamos...ele é muito vulgar e chega a ser nojento com tantas palavras de baixo calão DETESTEI .
Não entendo o por que de comprara-lo a 50 tons, esse sim é um livro hot escrito com muito bom gosto , e enredo inteligente,romance viciante e personagens interessantes.As cenas intimas descritas com muita sensibilidade e não causam embaraço ao leitor.
Com certeza toda sua,foi o pior livro que li nos "últimos anos"




IzabelleS 25/09/2012

Toda Sua VS 50 tons
Digamos que este é um livro bem complicado de se falar, então vamos por topicos!

*Copia*
Se você estiver dividido entre ler toda sua e 50 tons de cinza, escolha o 50 tons! Este livro foi uma das maiores decepções de minha vida.
Caso você já tenha lido os dois, saberá perfeitamente do que eu estou falando. Fico abismada quando vejo copias mal feitas de Crepúsculo, mas esse consegui me deixar 200 vezes mais.
Uma copia mal feita, eu o definiria.

* A Historia*

Ana... ops! Eva é uma personagem sem graça que não passa nenhuma emoção assim como Gideon (onde tiraram esse nome broxante). O livro não possui conteúdo, posso dizer basicamente que ele e um livro erótico que relata SOMENTE o sexo entre Eva e Gideon. Assim como 50 tons, Eva o conhece Gideon que também e um magnata, e ele simplesmente quer transar com ela. E quando ambos que não queriam se envolver começam a "namorar", o que o livro não deixa claro quando isso realmente acontece, Eva começa a "conhecer" Gideon (isso nas ultimas 100 págs do livro, pura enrolação pra você ler o próximo que também deve ser decepcionante) e começa a se abrir e contar que já foi abusada pelo filho de seu ex-padrasto. Eva também possui um relacionamento complicado com sua mãe e seu colega de apartamento, que por sinal e um personagem quase desnecessário no livro. Em certas partes Gideon fala que a "ama" porque ela foi a unica que o conheceu de verdade, mas ela não sabe NADA sobre ele, e foi descobrir que o "garanhão" já foi noivo também no final do livro, onde possui uma cena patetica de Eva sentada em uma mesa com as "ex" de gideon o olhando apaixonadas e alfinetando umas as outras e envenenando Eva.
Outra coisa que me irritou muito é que Cross em momento algum diz que a ama, mas possui necessidade de exibir Eva como um brinquedo, e quando ficaram longe por um tempo, o homem que tanto a queria, 4 dias depois apenas devolveu a chave de seu apartamento. Romântico? Reforçando como Eva e tratada como um brinquedo, todas as brigas do casal onde Gideon sempre está errado e Eva sempre se culpa, acaba em um sexo tosco assim como o final do livro onde ai ele fala que é dominador e acaba sem pé nem cabeça.

O livro ainda merece 3 estrelas pelo esforço de tentar modificar o 50 tons, e pela cara de pau da autora que não tentou nem ao menos fazer um final interessante para talvez eu ler o segundo e quem sabe vir falar algo bom sobre ele.


Mas como gosto e gosto...
Resenha de http://livrointerminavel.blogspot.com.br/
Val 18/09/2012minha estante
"...assim como Gideon (onde tiraram esse nome broxante)"

asuhsauhushuhsauhsa, realmente!


Renata 25/09/2012minha estante
Você foi guerreira, pois ainda conseguiu terminar de ler.Concordo com tudo o que vc falou!


IzabelleS 26/09/2012minha estante
A minha sorte, foi que li em pdf ou estaria morrendo de odio por ter comprado, ou venderia por 2 reais no sinal o livro


Carol 30/09/2012minha estante
ler ou não ler? kkkkkk eis a questão


Carol 30/09/2012minha estante
eu fico curiosa vcs consideram bella do crepusculo uma personagem interessante?


Danielle 26/03/2013minha estante
Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!
Realmente! O nome Gideon faz vc perder qualquer vontade e querer virar para o outro lado e dormir! rsrsrsrs




Erika Oliveira 05/10/2013

Eu gostei da história e também achei bem escrito.O livro é viciante, devido o mistério dos atores principais.
comentários(0)comente



Blog MVL - Nina 06/10/2012

“Toda Sua” é o primeiro volume de uma trilogia erótica “Crossfire”, publicada em 2011 e alguns meses após o lançamento independente de “Cinquenta Tons de Cinza”. Não é a toa que alguns aspectos centrais do enredo são similares à narrativa de E.L.James. Os protagonistas da obra são Eva, uma jovem publicitária e Gideon, um magnata sexy e poderoso. O universo dos dois colide quando o casal tem um encontro casual na entrada do prédio que pertence à mega empresa de Gideon. A princípio eles concordam em um relacionamento puramente sexual, mas a possessividade e o ciúme mudam o rumo do que inicialmente haviam planejado. Há tantos pontos problemáticos em “Toda Sua” que eu poderia me estender infinitamente em cada um. Resumindo, selecionei os mais graves e que, fatalmente, arruinaram a leitura para mim.

As cenas de sexo são, obviamente, descritivas e os diálogos explícitos. Posso afirmar que a minha libido não foi ativada com as cenas eróticas de “Toda Sua”. O que muitos leitores identificaram como um ponto positivo (o fato de o casal do livro ir direto para “os finalmente”) é justamente o que eu detestei profundamente. Lembrem-se da minha crítica de “Cinquenta Tons de Cinza”. Eu gosto do romance, da tensão sexual por meio de palavras, toques e olhares entre os personagens. Não sou avessa a cenas e conversas explícitas, mas senti que “Toda Sua” cruza a linha entre erótico e vulgar frequentemente. O sexo entre Eva e Gideon é repetitivo, sempre as mesmas posições, mesmo modus operandi. Parece que eles estão sempre saindo de uma discussão e caindo na cama. No entanto, não existe o aspecto fascinante da sedução. Eu certamente não fui seduzida.

Apesar de a autora tentar introduzir um enredo mais complexo utilizando o passado sexual conturbado e traumático dos protagonistas, falta essência suficiente em ambos para que o leitor “compre” esses conflitos. Acho que é nesse aspecto que “Cinquenta Tons de Cinza” supera completamente “Toda Sua”. A autora E.L. James alcança um nível tridimensional de caracterização para suas personagens. Christian Grey e suas perversões originadas de uma infância de violência consegue transmitir uma intensidade que os protagonistas de Sylvia Day não alcançam. Primeiramente, é evidente que o livro é uma obra mais focada no erótico, com pouco desenvolvimento psicológico. Os cenários são pobremente descritos, Day se preocupa em comunicar mais os atos e os diálogos do que as emoções e os ambientes onde a trama se desenrola. E outro aspecto que me incomodou profundamente foram as similaridades dos plots, é impossível não notar que a autora aperfeiçoou sua história ao molde de “Cinquenta Tons”. Se seu intuito era ganhar dinheiro aproveitando a marola de E.L.James, ela obteve sucesso, mas se o objetivo de Day era superar o romance problemático de Christian Grey e Anastasia Steele, ela fracassou catastroficamente. Minha opinião sobre o trabalho da autora é sólida e irredutível, Sylvia Day não sabe criar personagens cativantes. Honestamente, quando leio apenas por entretenimento não busco uma grafia perfeita, ou um ritmo narrativo primoroso, eu busco os personagens. O que torna a caracterização algo tão intenso que desperta emoções nos leitores? Algumas séries famosas como Harry Potter e Crepúsculo são bons exemplos dessa caracterização quase hipnotizadora. O leitor é transportado para outro lugar, ele se preocupa com o rumo de cada uma das personagens da trama. É justamente isso que define “Cinquenta Tons de Cinza” como uma obra literária de sucesso. Os protagonistas de “Toda Sua”, Gideon e Eva são duas pessoas problemáticas e reconheço que haveria muito conteúdo a ser abordado durante a trilogia, entretanto, a autora lida de forma desastrosa com o relacionamento efêmero e desajeitado de ambos. Li outras obras de Sylvia Day e conclui que é uma falha recorrente.

“Toda Sua” poderia entrar, tranquilamente, para a lista de livros com a indicação “Como não fazer” na capa.
Carol 08/10/2012minha estante
EU TB NÃO ESTOU ME CATIVANDO MTO COM OS PERSONAGENS.




laura 11/11/2012

Melhor escrito que Cinquenta Tons- o que não é grande feitio
Impossível falar de Toda Sua sem falar de Cinquenta Tons de Cinza. Li o livro de L.J James, e odiei. Christian Grey era horripilante, o jeito que Anastasia era tratada... além do mais, em diversas passagens, ele se comportava como pai dela, um pai tarado e nojento. Toda sua tem diversas semelhanças com Cinquenta Tons. Porém, consegue ser um pouco mais do que um livro pornô. Toda Sua é mais um livro romântico com conteúdo sexual. Não me envolvi pelos personagens, não senti conexão com o livro. Mas prefiro a obra de Silvia Day. Em momentos, se torna extremamente romântico, como quando Gideon Cross, o correspondente a Christian Grey, fala "se amor é isso, não tenho nomes para o que sinto por você". Dou duas estrelas ao livro, não gostei dele, mas, como dei uma a Cinquenta Tons de Cinza, tenho que dar uma nota maior a Toda Sua, pois a escrita é infinitamente superior, elogio que, como é em relação a 50 Tons, não é grande coisa.
Aerton 11/11/2012minha estante
Puxa vida! Melhor que 50 tons?! Então já sei que não devo passar nem perto dele.




Rebeca 03/09/2012

Esperava bem mais!
Pela propaganda estava esperando um livro melhor do que os "50 tons de cinza".
Mas achei a história menos cativante, muito forçada, com protagonistas problemáticos ao extremo.
Se vale a leitura? Sim, mas não é essencial.
comentários(0)comente



269 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |



logo skoob
"Quem dedica boa parte de seu tempo livre às ferramentas de rede social, como Orkut e MySpace, tem agora um novo passatempo."

A Notícia