Traição em Família

David Baldacci



Resenhas - Traição em Família


7 encontrados | exibindo 1 a 7


Sarah 05/05/2014

Resenha no blog Sincerando.com, escrita por Sarah Sindorf
"Era do tipo que sempre se dava o tempo necessário para pensar bem nas coisas. Hoje em dia quase mais ninguém fazia isso (...). Todo mundo queria tudo para ontem. E por causa dessa impaciência, as respostas a que chegavam geralmente estavam erradas."

Sean King e Michelle Maxwell são investigadores particulares. Contatados por Pam Dutton, vão à sua casa à noite para saber por que ela queria contratá-los. Entretanto, tudo o que encontram é uma grande tragédia: Pam está morta, seu marido e dois filhos desacordados, e sua filha mais velha, Willa, desapareceu.

Willa, que acabara de completar 12 anos nesse mesmo dia, é também sobrinha da primeira-dama dos EUA, Jane Cox. Com isso, o FBI e o Serviço Secreto se envolvem no caso, mas a pedido da Sra. Cox, Sean e Michelle também investigam o que houve. Entretanto, o motivo do sequestro não é claro, e conforme vão investigando, vários segredos e tramas perigosas aparecem, e eles tem de fazer de tudo para achar a menina, até mesmo contrariar a esposa do Presidente.

Encontrei esse livro em promoção no Submarino e fiquei muito interessada pela sinopse. Não costumo ler muitos suspenses, mas gosto de uma trama surpreendente e intrigante. Alguns segredos e movimentos da história são revelados logo no início, e algumas coisas eu consegui descobrir no começo também, mas o conflito final se fechou de uma maneira que eu com certeza não esperava.

Infelizmente, esse é o quarto livro dos investigadores e eu queria ler os anteriores antes deste volume, mas acabei escolhendo-o para o Desafio Literário Skoob 2014, e estava tão curiosa que não consegui esperar. Perdi alguma história passada dos dois, mas algumas coisas foram contadas durante o livro e não me senti muito perdida. Notamos uma forte ligação e parceria entre os dois, o que me faz pensar se no primeiro livro isso já começou assim ou se desenvolveu nos anteriores.

Sean e Michelle são personagens inteligentes e que se complementam, mas que tem habilidades muito parecidas. Nesse livro vemos o passado dela, e nenhum dele. Isso porque (não é spoiler, está na orelha) a mãe de Michelle é assassinada nesse volume, e isso se torna uma pequena investigação dentro do tema principal. Com isso temos acesso à família dela e algumas coisas anteriores na sua vida.

Gostei muito da escrita do autor, e fiquei realmente surpresa com várias coisas que aconteceram. A revelação de algumas coisas importantes no começo geralmente me incomodam um pouco, mas nesse livro conseguiu se encaixar muito bem e se tornou agradável. Além da investigação temos vislumbres também sobre como funciona o Serviço Secreto e a Casa Branca, mas não sei se correspondem à realidade.

Não posso falar muito sem soltar spoiler mas o final fecha bem a história e é coerente com os personagens. O livro toca muito no tema vida pessoal / vida política, ética e lealdade, e explora esses temas muito bem. Recomendo àqueles que gostam de um bom suspense e um bom desfecho.

site: http://www.sincerando.com/2014/03/traicao-em-familia.html
comentários(0)comente



Eric 17/11/2013

Traição em Familia
Bom este livro foi muito bom .
Mesmo lendo as resenhas que as pessoas coloca acabei lendo prá chega uma conclusão e bom ou não.
Neste livro você vai conhecer diversas familia.
Historias surpreendente são duas historia que gostei muito do começo ao fim bom.
Conseguiu me deixa de boca aberta .
Coisas que nem imaginei aconteceu ,UMA TRAIÇÃO DESSA DE FORMA E DE PARA E PENSA . MINHA RESENHA NÃO E BOA MAIS NÃO PERCA OPORTUNIDADE DE LER.
comentários(0)comente



CGarrido 03/06/2013

A leitura flui muito bem do início ao fim do livro e em momento algum a leitura se torna monótona. O autor conseguiu fazer o meu sentimento por alguns personagens mudar por completo ao final do livro. Uma boa trama. Recomendo a leitura.
comentários(0)comente



Ana 20/11/2012

Muito bom
Gosto muito dos livros de David Baldacci. É um excelente livro, emocionante em diversos momentos, mas um pouco previsível.
comentários(0)comente



mirna 14/11/2012

Achei muito interessante e ao mesmo tempo fico me perguntando até onde o ser humano vai em nome do "amor".Porque o que a primeira-dama do EUA fez para encobrir as loucuras do marido não tem perdão.
comentários(0)comente



Adri 03/10/2012

Traição em Família (Sean King & Michelle Maxwell #4)
Esse livro foi disponibilizado para resenha pela Editora Arqueiro, parceira aqui do blog. Nunca tinha ouvido falar dele antes de ver nos lançamentos da editora, mas gostei bastante da sinopse e resolvi ler. Só descobri depois que faz parte de uma série dos personagens, e que esse é o quarto livro, mas li do mesmo jeito.

Livros assim são com histórias independentes, então dá pra entender as coisas normalmente sem ter lido os outros, mas eu prefiro ler sempre na ordem porque assim você conhece mais a história dos personagens e tal, mas enfim.

Sean King e Michelle Maxwell são ex-agentes expulsos do Serviço Secreto, e agora são investigadores particulares. Eles são contratados pela Primeira Dama para achar sua sobrinha, Willa, que foi sequestrada no dia de seu aniversário de 12 anos.

Eles não têm muitas pistas. Não encontram um motivo lógico para Willa ter sido levada e a mãe assassinada, se as outras crianças foram somente dopadas e o pai levou uma pancada na cabeça. Eles pretendem investigar tudo, mesmo que acabe trazendo a tona histórias que certas pessoas preferiam deixar enterradas no passado.

A investigação não é fácil, pois aparentemente tem gente ocultando histórias que seriam muito importantes para desvendar o caso. E, enquanto isso, Willa está nas mãos do sequestrador. Além de tudo isso, a mãe de Michelle é assassinada, e o maior suspeito é o pai dela. E ela precisa desvendar esse crime também.

O livro é surpreendente, cheio de reviravoltas, você sabe quem é o sequestrador praticamente desde o início, mas isso não estraga a história, porque você não sabe o motivo disso, e vai cada vez ficando mais interessante. Eu precisei me segurar para não ir olhar o final do livro de tão curiosa que eu estava, e olha que eu NUNCA faço isso, porque eu odeio estragar a história.

Sobre os personagens, o Sean me lembra MUITO o Booth de Bones, então eu me apaixonei por ele na hora *--*. E a Michelle é uma ótima personagem, ela me lembra algum outro personagem, mas eu mão consigo lembrar quem, só sei que eu adorei ela. Os outros personagens são todos muito bem construídos, e eu não vou falar de cada um senão eu não paro nunca.

Só tenho mais uma coisa a dizer para vocês: leiam o livro, recomendo demais. Estou correndo atrás dos outros em inglês para ler logo, porque os em português, por terem sido lançados pela Rocco, são super caros.

Resenha publicada no blog Stolen Nights, passe lá para conferir mais resenhas:
http://stolenights.blogspot.com
comentários(0)comente



Tami 25/09/2012

Ótimo livro de investigação
Uma trama que envolve FBI, Serviço Secreto, investigadores particulares, CIA e até o presidente dos Estados Unidos desvendando um mistério de assassinato e sequestro só poderia ser de tirar o fôlego, certo? David Baldacci novamente nos presenteia com uma trama cheia de reviravoltas e segredos surpreendentes.

Sean King e Michelle Maxwell são uma dupla de investigadores particulares que já trabalham juntos há algum tempo. Dessa vez eles são convocados por Pam, cunhada da primeira-dama dos Estados Unidos, para uma investigação. Porém, ao chegarem na casa, acabam encontrando o marido e dois filhos de Pam desacordados, a mulher morta e descobrem que a filha mais velha, Willa, desapareceu. Já de início temos algumas questões: porque apenas Willa foi levada? Por que sua mãe foi morta e seu pai não?

O livro trata ainda de uma subtrama, também com investigação, envolvendo a família de Michelle. Eles passam por um grande abalo que leva Michelle a relembrar seu passado e tentar se reconectar com o pai e os irmãos. É uma investigação igualmente boa de se acompanhar.

"Ela caminhava sem pressa. Desceu a rua, dobrou à esquerda, seguiu em linha reta por dois quarteirões, então fez uma curva leve à direita. Parou por um instante em um cruzamento, depois um pouco mais em outro. Só por hábito, na verdade. O radar em sua cabeça não detectara nenhum perigo. Ela seguiu adiante. Apesar de ser tarde, havia gente na rua, mas ninguém a notava. Ela parecia passar feito a brisa: as pessoas a sentiam, porém nunca a viam." (primeiro parágrafo, pág. 7)

Baldacci não poupa na ação. Já nos primeiros capítulos toda essa trama do sequestro/assassinato acontece e até o final ficamos entrando e saindo de reviravoltas. E isso não se torna cansativo. A cada capítulo descobrimos algo novo (sobre uma investigação ou outra) e, por mais que algumas coisas possam ser adivinhadas com certa antecedência, o autor sempre nos deixa com pelo menos uma dúvida até o final. O fato de os capítulos serem curtos dá uma dinâmica e um fôlego excelentes para um livro desse estilo.

A narração é feita em terceira pessoa, o que nos permite acompanhar o ponto de vista de vários personagens. Para uma trama desse estilo essa é uma ótima forma para compreendermos as motivações de cada um nessa investigação. Quem fez o que e, principalmente, porquê. Como conhecemos o sequestrador bem no início do livro, aos poucos vamos entrando em sua cabeça e entendendo os fatos que o levaram a pegar a menina.

O livro é o quarto da série "Sean King e Michelle Maxwell", que teve seus três primeiros publicados no Brasil pela editora Rocco. A história tem uma pequena ligação com algum dos livros anteriores (não consegui identificar qual) visto que Sean King menciona que já conhece a primeira-dama e cita o caso no qual a ajudou. Nada que prejudique o livro pois as informações necessárias são bem explicadas.

Esse foi o segundo livro do David Baldacci publicado pela Arqueiro (o primeiro, "Toda a verdade", já foi resenhado no blog também) e é o segundo que leio e adoro. Talvez seja cedo para falar, mas creio que o autor esteja entrando no meu hall de favoritos. Ele sabe balancear uma boa investigação com muitas reviravoltas e motivos bem plausíveis para tudo o que aconteceu. Assim como em "Toda a verdade", acabamos por pensar em algumas atitudes dos personagens e nos perguntamos o que faríamos em seu lugar. No fim, talvez não sejamos tão diferentes do sequestrador quanto pensamos.

"Quando você ama alguém, tem que estar preparada para odiar também. E às vezes o ódio vence. Mas me escute, Willa: mesmo que você tenha um motivo muito forte para odiar alguém, precisa se livrar do ódio. Porque, se não fizer isso, ele vai destruir a sua vida. E, ainda pior, não vai deixar nenhum espaço para que o amor entre." (pág. 347)
Rodrigo 25/10/2013minha estante
Tami, a ligação deste livro com livros anteriores se dá através da parte relacionada ao passado da Michelle Maxwell. Com relação ao Sean King já conhecer a primeira dama, este acontecimento ocorreu antes mesmo do primeiro livro da série, que começa com o Sean já fora do Serviço Secreto. Todos os livros desta série são animais.




7 encontrados | exibindo 1 a 7



logo skoob
"O sucesso do Skoob tem explicação. Além de ser uma ferramenta inédita em português, chamativa para leitores inveterados, o funcionamento do sistema é fácil."

A Notícia