Faça seu login para ter acesso a todo conteúdo, participe também do sorteio de cortesias diárias. É rápido e gratuito! :) Entrar
Login
Livros | Autores | Editoras | Grupos | Trocas | Cortesias

A escrava Isaura

Bernardo Guimarães
Resenhas
Recentes
60 encontrados | exibindo 1 a 5
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12


duda 25/09/2014

Isaura
Fala de uma escrava que mora com seus senhores o seu pai mora na Europa e sua mãe faleceu quando ela tinha 12 anos,ai ela passou a ser acendiada pelo seu patrão e seu cunhado, quando a senhora descobriu ficou muito magoada e disse para lhe dar a liberdade, o senhor então falou que iria pensar e disse que não podia fazer isso porque era seu pai que comandava e fazenda e os criados neste exato momento chegou uma carta dizendo que seu pai tinha falecido. Chegou o pai de Isaura dizendo que tinha conseguido o dinheiro da liberdade.
comentários(0)comente



Thamiris 20/09/2014

Em tempos tão complexos, a escrava Isaura, uma moça alegre, muito bonita e bondosa foi criada e amada por uma senhora tão cândida quanto ela, que jurou protegê-la e fazer dela sua companhia durante toda a sua vida. Essa senhora é sogra de Malvina e mãe de Leôncio, o seu único filho ainda vivo. Ela cumpriu a promessa até que o destino decidiu que a hora de partir dessa amável senhora havia chegado. Malvina, sua nora, que conhecia o apreço que a sogra tinha para com Isaura, declarou que passaria a cuidar da pobre escrava desamparada, mas o rumo das coisas mudou completamente.

Isaura passou muito tempo sendo pelo seu senhor, Leôncio, que mantinha uma paixão secreta e alienada por ela. Alguns acontecimentos levaram Isaura a tomar uma difícil atitude entre os escravos: Fugir. Seu pai, Miguel, tomou as providências e eles foram parar em um lugar onde viveram poucos meses em paz.
Durante esse tempo em que esteve afastada de seu senhor, Isaura conheceu Álvaro, um homem gentil e abolicionista, por quem se apaixonou perdidamente. Sendo correspondida por seus sentimentos, Álvaro faz de tudo para conseguir a liberdade de Isaura e poder ser feliz com ela.

Isaura é uma moça doce, educada e repleta de dons. Frequentemente é incomodada pelos homens pela sua beleza fora do comum. Ela é classificada como uma fada, e basta olhar para ela, que muitos se apaixonam sem mesmo conhecê-la de fato. Achei a descrição a respeito de Isaura muito exagerada. Ela é admirada por tudo e por todos a todo o momento. É de fato, a exposição da mulher perfeita.

O livro nos faz, muitas vezes, perguntar: Por que é que as melhores pessoas passam por situações tão injustas? Quando eu não achava Isaura cínica, com suas palavras exageradamente humildes, tinha dó dela, por todo o infortúnio que tinha de passar. Para concluir a minha opinião a respeito dela: Apesar de todos os elogios, passou longe aos meus olhos, de ser a mocinha amada e adorada pelo público.

A história acontece durante os primeiros anos do reinado de D. Pedro II, entre os anos 1840 e 1889. A linguagem é simples, mas muito cansativa. Contém detalhes demais... Algumas partes eu tinha que reler, pois me distraia muito.

O autor demonstrou a realidade injusta de muitos escravos, ele quis dar ênfase à escravidão e as suas características. Tem o patrão malvado, a patroa boazinha, o jovem branco apaixonado, os escravos conformados e os escravos revoltosos e também aqueles que pouco se importam com tudo. A obra possui uma descrição bastante explorável com relação à escravidão.

Para concluir, preciso dizer que, não concordo com aqueles muitos que fizeram resenhas e comentários intitulando esse livro como Decepcionante ou Odiável. De fato não é um dos meus preferidos, passou muito longe mesmo, mas também não é tão detestável assim. O final foi ótimo, do jeito que tem de ser e eu gostei bastante de como os fatos formaram a conclusão.

site: http://thamirisdondossola.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Ana Ira! 12/08/2014

Conta a história da escrava branca (mestiça) Isaura, uma moça lindíssima que conquista a todos com sua inteligência, doçura e beleza. Isaura é filha da escrava negra Juliana e do feitor bondoso, o português Miguel - branco, por isso ela nasce branca. Como sua mãe morre no parto, Isaura, não obtém a alforria, porém, sua sinhá, a ama e cuida dela como se fosse sua mãe, e por medo de perdê-la, não a liberta, mas deixa seu desejo à mercê de seu filho Leôncio e de seu marido, que morre logo no início do livro.

Leôncio é o vilão, um vagabundo, do livro! Ele é casado - recentemente - com Malvina, uma boa moça, rica (esse é o motivo pelo qual ele se casou com ela), que gosta muito de Isaura, no entanto, Malvina não tem ideia que seu marido, não a ama, pois é loucamente (literalmente) apaixonado por Isaura!

Quando Henrique, o irmão de Malvina, conhece Isaura, também se apaixona por ela, só que o bocó do Leôncio conta à ele que quer 'dar uns pegas' em Isaura, então, Henrique bota a boca no trombone, e assim, começa a perseguição contra Isaura.

Malvina querendo expulsá-la de casa, uma outra escrava invejosa tentando acabar com ela, seu dono, Leôncio querendo ter um caso a força... Enfim, Isaura fica em um beco sem saída!

Mas seu pai, Miguel consegue fugir com ela, e vivem poucos meses longe, muito longe em meio a alta sociedade. Que de alta (chick, inteligente, etc.), só tem no nome!

Lá, em Fortaleza, Isaura conhece Álvaro, que vem a se tornar seu grande amor! Os dois logo que se vêem, se apaixonam, de um jeito tímido, apenas através de olhares e palavras, entretanto, em pouco tempo Isaura é descoberta e de uma maneira surpreendente volta às mãos de seu antigo, porém, verdadeiro dono! Leôncio que promete acabar com ela e suas esperanças de amor verdadeiro.
"-Levanta-te, mulher generosa e sublime! - disse Álvaro, estendendo-lhe as mãos para levantar-se. -Levanta-te, Isaura; não é a meus pés, mas sim em meus braços, aqui bem perto do coração, que te deves lançar, pois a despeito de todos os preconceitos do mundo, eu me julgo o mais feliz dos mortais em poder oferecer-te a mão de esposo!..." - P. 96
O final é lindíssimo, bem real e justo! Amooooo esse livro! É de tirar o fôlego!!!! Eu li em dois dias, porque precisei dormir, mas a leitura flui que nem chocolate na páscoa, se não vigiar comemos tudo de uma bocada só!!!!
"-Escrava! - exclamou Álvaro, cada vez mais exaltado. - Isso não passa de um nome em vão, que nada exprime, ou exprime uma mentira. Pureza de anjo, formosura de fada, eia a realidade! Pode um homem ou a sociedade inteira contrariar as vistas do Criador e transformar em uma vil escrava o anjo que sobre a Terra caiu das mãos de Deus?..." - P. 68
Mal consegui dormir pensando no final, e quando concluí, ele tornou-se um de meus livros favoritos, e com razão!

Quem ainda não leu, está PER-DEN-DO!!! Corre lá e vai ler! Tem ele para baixar em diversos sites autorizados e é quase impossível não haver pelo menos um exemplar deste nas bibliotecas! E é bem barato, pagay R$3,50 no meu exemplar. Só não lê, quem não quer!!!! AAAh, ele foi escrito lá em 1800 e pouco, era no começo do reinado de Dom Pedro II.
"-A escravidão em si mesma já é uma indignidade, uma úlcera hedionda na face da nação, que a tolera e protege. Por minha parte, nenhum motivo enxergo para levar a esse ponto o respeito por um preconceito absurdo, resultante de um abuso, que nos desonra aos olhos do mundo civilizado. Sirva ele ao menos de um protesto enérgico e solene contra uma bárbara e vergonhosa instituição." - P. 68

site: http://anairados.blogspot.com.br/2014/08/dica-de-livro-resenha-escrava-isaura.html
comentários(0)comente



Matheus Valei 30/06/2014

Pobre escrava!
Tenho o livro,mas ainda não li! A Globo e a Record já fizeram uma novela baseada na obra! Emocionante e densa essa história,Isaura passa por poucas e boas nas mãos desse vilão horroroso chamado Leôncio,quem não leu vale a pena!
comentários(0)comente



Carlinhos 16/06/2014

Mais um clássico que odiei...
A escrita do autor pode ser, em muitas das vezes, poética, mas pra mim não deu não.
Me ARRASTEI pra lê-lo até o fim. QUASE desisti.
Sinceramente, odiei o livro. Mas consegui ir até o final.
comentários(0)comente



60 encontrados | exibindo 1 a 5
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12



Publicidade


logo skoob beta
"Rede Social Brasileira conquista os internautas"

30 Giga