Faça seu login para ter acesso a todo conteúdo, participe também do sorteio de cortesias diárias. É rápido e gratuito! :) Entrar
Login
Livros | Autores | Editoras | Grupos | Trocas | Cortesias

A Christmas Carol

Charles Dickens
Resenhas
Recentes
4 encontrados | exibindo 1 a 4


Henrique 08/05/2014

hey, Scrooge.
finalmente li um Dickens! escolhi começar pelo A christmas carol(1843) já que é o menorzinho, e não me arrependi.

Esse livro é uma -triste- história de natal, porém, muito linda. Charles Dickens escreve extremamente bem, há muita descrição (num inglês badass arcaico), e sabe como envolver o leitor na história. emocionante.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



JuliaBrasileiro 15/02/2011

É bem mais detalhado que o filme - do Jim Carey -, porém o filme e o livro são muito parecidos. As únicas partes que se diferenciam mais são o fato de no livro não existir o par romântico do Scrooge, e no livro ele não corre da morte (o ultimo fantasma), pelo contrario, conversa com ele como conversou com os outros fantasmas - só que ele não responde - deixando claro, porém, que é do ultimo fantasma que ele mais teme.
comentários(0)comente



Miin 09/02/2010

Um Conto de Natal

Esse livro é um clássico da literatura mundial. Escrito pelo inglês Charles Dickens para pagar suas dívidas. Existem muitas traduções desse livro no Brasil, sendo a mais correta "Um Cântico de Natal"[/Mas eu resolvi usar a do meu exemplar, que é 'Um Conto de Natal'].
A história é sobre Ebenezer Scrooge, um senhor que não gosta do Natal. Ele trabalha em um escritório em Londres, com seu empregado Bob Cratchit, um homem pobre, mas feliz, que tem grande afeição por Tim, um menininho que tem problemas nas pernas.
Na véspera do Natal, Scrooge recebe a visita de seu ex-sócio Jacob Marley, que havia morrido sete anos atrás. Jacob diz que seu espírito não pode ter paz, por ter sido avarento durante a vida, mas também diz que Scrooge ainda tem uma chance, e que por isso três espíritos o visitariam.
O primeiro espírito chega, um ser com uma luz que emanava de sua cabeça e um apagador de velas embaixo do braço. Ele se apresenta como o Espírito dos Natais Passados, que leva Scrooge de volta no tempo e mostra sua adolescência e o início da sua vida adulta, quando Scrooge ainda amava o Natal.
Scrooge se entristece com com as lembranças, colocando o chapéu na cabeça do espírito, para ocultar a luz que emanava de sua cabeça, fazendo com que o espírto desapareça.
Scrooge se vê de volta à seu quarto. É quando o Espírito do Natal Presente aparece, na forma de um gigante risonho com uma coroa de azevinho e uma tocha na mão. Ele mostra para Scrooge as celebrações do Natal presente, inclusive a celebração de seu humilde empregado, Cratchit, aonde Scrooge vê que, apesar de pobre, a família Cratchit é feliz e unida.
No final da 'viagem', o Espírito revela sob seu manto a figura de duas crianças com rostos terríveis, a Miséria e a Ignorância, e diz à Scrooge que os homens devem ter cuidado com elas, então parte.
O Espírito dos Natais Futuros é uma figura alta, envolta em um manto escuro, que esconde seu rosto, deixando à mostra somente uma de suas mãos.
O Espírito não diz nada, mas aponta, mostrando á Scrooge uma morte solitária e sem amigos.

Na manhã seguinte, Scrooge acorda como um novo homem, tornando-se amável e generoso, celebrando o Natal com mais entusiasmo que qualquer um.

--

A leitura desse livro é leve e gostosa, te dando a impressão de um conto infantil, o que não deixa de ser. Porém, em qualquer idade esse livro apresenta a mesma mensagem bonita. É um livro bonito e que aconselho a todos.
scicilla 12/03/2012minha estante
tem um pouquinho de spoiler nessa sua resenha, mas parabéns, foi bem sucinta!

Realmente esta obra é a mais conhecida de Dickens e a mais leve de todas.




4 encontrados | exibindo 1 a 4



Publicidade


logo skoob beta
"Quem dedica boa parte de seu tempo livre às ferramentas de rede social, como Orkut e MySpace, tem agora um novo passatempo."

A Notícia