Faça seu login para ter acesso a todo conteúdo, participe também do sorteio de cortesias diárias. É rápido e gratuito! :) Entrar
Login
Livros | Autores | Editoras | Grupos | Trocas | Cortesias

Claro que Te Amo!

A felicidade pode chegar quando mais esperamos

Tammy Luciano
Resenhas
Recentes
74 encontrados | exibindo 1 a 5
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15


Fabi Brandes 16/07/2014

Claro que te amo!

Quando recebi o livro " É claro que te amo!", fiquei com o pé atrás pela autora ser brasileira e pela capa parecer um pouco piegas, ou no mínimo, muito parecida com outras tantas que estão chegando no mercado dia após dia.

Mas logo de cara, me identifiquei com a Pierra. A personagem principal é uma garota que sofreu horrores, apesar de ser muito novinha. Mas a vida dá uma nova chance pra ela, claro, se ela souber aprender com seus erros e seguir adiante.

O que mais me encantou no livro, foi que não se trata apenas de desilusão amorosa, e sim, a autora conduziu com lindas palavras o problema que Pierra tem com sua mãe, a qual abandonou-a quando ela ainda era um bebê.

Nesse cenário dramático, Pierra conhece Marcelo, um aspirante a psiquiatra que cuida da sua mãe. A partir daí, ela irá descobrir não somente coisas sobre sua mãe e além disso, coisas sobre si mesma, reflexos de anos e anos de um sentimento de abandono.

O que mais me chamou a atenção, foi a maneira como a autora conseguiu conduzir a trama de modo que ela se tornasse linear: você vê claramente as linhas nem tão doces da transição de uma adolescência para uma vida adulta.

Você irá se identificar com essa personagem e encantar-se com a maneira que a autora descreve cada momento.

site: www.amoreselivros.blogspot.com
comentários(0)comente



Dressa Oficial 10/06/2014

Resenha Claro que te Amo
Resenha no link abaixo!

site: http://www.estantedossonhos.com.br/resenha-claro-que-te-amo-tammy-luciano/
comentários(0)comente



Flavio Galindo 28/05/2014

Claro que te amo Literatura Nacional
Comecei a me especializar em algo bem bacana: leituras nacionais. Isso não é de hoje, mas é de tempos para cá que venho com resenhas de livros nacionais, que são tão belas que você não quer parar de conhecer novas e novas obras.
A maravilha da vez é “Claro que te amo”, da autora Tammy Luciano. Infelizmente ainda não tive o privilégio de trocar ideias nerds com ela e abordar sobre questões fascinantes de sua escrita.
E assim, iniciamos a estória conhecendo Piera, uma garota de 19 anos, carioca, estudante de arquitetura (um orgulho para o pai, ambos trabalhando no mesmo escritório), ausente de mãe e que acaba de presenciar o casamento de seu ex-noivo. Tenso. A realidade é que ele já a vinha traindo no progresso de seus 4 anos de namoro, com a família do cara acobertando. Mesmo está lá a guerreira garota observando o casamento, à espreita.
Nesse momento de angústia, de libertação, ou qualquer que seja a palavra associada com seu sentimento, ela partiu para outra. Assim ela pensava. Piera recebe a notícia que sua mãe está de volta e internada em uma clínica de repouso querendo vê-la.
Mesmo sofrendo as dores do passado, por sua tê-la deixado ainda uma bebê, ela mostrando toda sua força, vai até lá e descobre que pode haver um recomeço em meio aos erros. Dr. Marcelo é um estudante de medicina que administra a clínica do pai. Ela se encanta pelo homem do sonhos de todas as mulheres.
Tudo está perfeito. Sua mãe vem evoluindo em seu processo de recuperação e o namoro com o Marcelo vem em mil maravilhas. Mas ela vive com a pulga atrás da orelha de alguma forma. Reviravoltas acontecem e ela se coloca no muro para diversas situações, principalmente e exclusivamente, a família e a amorosa.
A narrativa do livro é incrível e as tendências atuais que a autora impõe deixam a leitura bem mais agradável.
Me deixo levar por estórias assim tão suaves e que ao mesmo tempo nos passam várias lições.
“Algumas pessoas marcam nossa vida e definem acontecimentos em nossos dias. Aquele futuro médico retirara um pouco do peso da minha ida à Clínica.”
Página 77.
É o primeiro título que leio da Tammy e, com certeza é a brecha para ler outros e a aplaudi-la em palestras.
O livro é publicado pela Novo Conceito, com o selo de Novas Páginas.
A capa é típica daquelas cinematográficas que dá um ar mais lindo e chamativo a estória.
Vocês não podem perder!
comentários(0)comente



Descontrolados 19/05/2014

O dramático caminho para a felicidade
“Como a vida pode ser injusta quando a gente menos espera? Minha falta de sorte provocou um susto em minhas expectativas. Sem maiores explicações, tudo dera muito errado. Depois de anos como titular, agora me sentia a reserva. E me cabia fazer o papel da garota triste, escondida atrás de um muro da igreja, vendo o André de longe, enquanto não tinha perspectiva para o futuro.”

Deixada há um ano, sem mais explicações, apenas com a simples frase “Eu descobri que não amo mais você. De tarde volto aqui.” Piera, uma jovem de 19 anos, se viu arruinada. Seu relacionamento com André durou seis anos e após o término ela descobriu que o garoto a estava traindo e sendo acobertado pela família. Mesmo depois de um ano, Piera ainda não conseguia se livrar das memórias de André e vai assistir seu casamento com o objetivo de se libertar do passado.

Apesar do apoio e amor incondicional do pai e das suas três melhores amigas, ela ainda se sente arruinada com os abandonos que já sofreu. Primeiro, o abandono de sua mãe quando ainda era pequena e depois o abandono do seu ex-noivo.

“Tinha sido uma menina sem mãe, criada por um pai perfeito, um homem digno, coerente, humano e determinado, que foi capaz de aprender do que as meninas gostam para me ensinar em primeira mão, foi capaz de dizer que a Magali costumava ser mais legal que o Cebolinha, só pra eu ficar feliz. O zelo e a doação dele me ajudaram a não odiar minha mãe.”

Cursando faculdade de Arquitetura na PUC e trabalhando com o pai, Piera começa a tentar dar a volta por cima após todos os trágicos acontecimentos de sua vida. Porém, recebe a notícia que tanto esperou ao longo de seus dezenove anos: sua mãe voltou, mas está em uma clínica de repouso.

O retorno de sua mãe deixa Piera fora dos eixos, pois descobre que sua mãe não é aquilo que idealizava e é vitima de uma doença. Na ida ao hospital ela conhece Marcelo, um jovem médico bonito, atencioso, bem humorado e gentil. A partir desse momento, junto com todos os dramas enfrentados pela garota, se desenvolve um romance entre os dois.

O livro é narrado em primeira pessoa pela personagem principal. Porém Piera é confusa e um pouco dramática, tornando algumas vezes a leitura monótona. Frequentemente ela se afastava de pessoas importantes por motivos bobos e se privou de sensações e coisas que a faziam bem devido aos traumas do passado. A idade da personagem deixou em aberto uma importante questão, como uma garota de apenas treze anos começou a namorar com o total apoio de um pai, descrito como super protetor?

O modo como Piera e Marcelo passaram a gostar um do outro pareceu forçado, um relacionamento que se desenvolveu de forma superficial. Entretanto, o conflito com sua mãe foi muito bem estruturado, assim como a amizade com seu pai, apresentada de forma natural e sincera, pontos que valem realmente este livro valer a pena.

Apesar de alguns personagens se mostrarem muito artificiais, como Marcelo, outros foram marcantes e verdadeiros. É difícil ler e não se identificar com algumas situações vividas pela personagem.

O livro é sobre como é possível se manter de pé depois de tantos acontecimentos ruins e obstáculos. Admito que no início do livro achei a leitura cansativa, mas com o desenrolar da história e o final bem escrito, desenvolvido por Tammy Luciano, me fez sentir satisfeita com esta leitura.

Por Joyce Nascimento


site: http://programadescontrolados.com/resenha-claro-que-te-amo/
comentários(0)comente



Jess 29/04/2014

Decepcionante!
Eu já deveria ter feito esta resenha antes, mas a decepção com a leitura deste livro foi tão grande que não encontrei qualquer inspiração ou vontade de escrever sobre ele. Sinceramente, não sei como tantas pessoas gostaram de “Claro que te amo!” a leitura é cansativa e lenta, sem contar que a personagem principal – Piera – me deu nos nervosos com seu sofrimento exagerado, sem falar que ela fica afastando quem realmente a ama por um motivo bobo. Eu já passei por muitos abandonos, piores do que o dela, e nem por isto saio afastando todos que me amam, ao contrario eu as trago para junto, afinal de contas, se elas realmente tem todo esse carinho por mim, porque vou sentir medo de que elas me deixem? Realmente não vi lógica no que a Tammy fez.

Também há outro fato que me deixou com um tremendo “WTF?” na testa; Marcelo, o par romântico de Piera, se apaixonou muito rápido, tão rápido que chegou a ser artificial. Se você acha que estou exagerando então vou lhes explicar como foi: Em um dia ele conheceu a Piera no outro ele estava se dizendo apaixonado. Então, o que pensam sobre algo assim? Sinceramente se um cara que me conhece em um dia e no outro chegasse para se declarar para mim eu ficaria com medo. Isso não é humanamente normal!

Outro ponto que me deixou bem incomodada foi que Marcelo era perfeito de mais e foi notório que chegou um ponto em que todo aquele ar de bom moço, certinho, atrapalhou a história, pois não tinha como a autora dar uma balançada no relacionamento deles, fazendo-a recorrer a algo nada haver como a Piera o afastar por um motivo sem noção, tão sem noção que me deixou pensando: “Essa menina tem problemas mentais!”. Se vocês lerem vão entender perfeitamente o que estou dizendo, se não entenderem, bem, nós temos uma visão diferente assim como gostoso.

- # -

Depois de seis anos de relacionamento Piera, com seus 19 anos, ver seu mundo virar de cabeça para baixo quando seu namorado repentinamente põe um fim em seu namoro para ficar com outra pessoa, e o pior é descobrir que ele a traiu por muito tempo com esta mesma pessoa.

Depois de um ano Piera, ainda abalada com aquele fim, descobre que Andre está para se casar e no dia desta união acaba indo a igreja, para alguns, isto parece ser uma tortura, uma to de sadomasoquismo, mas para Piera isto foi o ponto final que precisava para se libertar daquele passado ao qual estava presa. A garota precisava que aquele fim de relacionamento se tornasse mais realmente para que finalmente seguisse com sua vida para isto foi preciso ir até a porta da igreja ver Andre vestido lindamente recebendo a mão de uma outra mulher para que fosse sua esposa durante o resto de sua vida.

Se não bastasse tal acontecimento... A mãe que lhe abandonou quando ainda era um bebê resolve voltar, porém ela está doente, precisando de ajuda e desejando ver desesperadamente a filha, porém quando Piera chega a clinica acaba descobrindo uma mulher totalmente diferente do que tinha em mente, mesmo que toda sua frieza seja explicada pela doença que ela tem, ainda sim as coisas que a mulher lhe diz a machuca.

Mas nem tudo é tão terrível assim, em meio ao nervosismo de encontrar a sua mãe, ela acaba conhecendo Marcelo, um estudante de medicina que está administrando a clinica de seu pai e tomando conta pessoalmente do caso da mãe da garota. Ele apóia Piera e lhe dá todo suporte que precisa fazendo com que uma amizade cresça, assim como um carinho especial que aos poucos vai se transformando em algo, porém ser abandonada por sua mãe e seu ex-namorado trás seqüelas, acaba fazendo-a tomar algumas decisões que afastam Marcelo e um possível futuro feliz dela.

- # -

A ideia do livro é interessante, mas há certas coisas em que a autora exagerou bastante e me incomodou, eu as citei logo no começo dessa resenha, porém ouve um ponto em que me deixou bem chateada, que foi o fato da autora praticamente incentivar uma garota de 11 anos de idade a namorar.

Gente, com essa idade eu ainda brincava de Barbie, com essa idade a garota ainda é uma criança, não tem nada que incentivar a namorar, o mundo está da forma que está justamente porque a mídia, assim como alguns livros, mostram que não há problema em crianças namorarem. Te garanto que há problema sim! Porque no momento em que uma menina e um menino começam a se relacionar é inevitável não pensarem em sexo, principalmente por verem isso em filmes, e por ter medo de pedir informação aos pais, por está cometendo algo errado, a garota acaba engravidando, fazendo-a perder completamente seu futuro.

Serio, pessoal, fiquei revoltada com isto!

site: http://worldbehindmywall.fanzoom.net/?p=7313
Tammy Luciano 26/06/2014minha estante
Não sou de me meter nas avaliações dos leitores, mas queria só explicar que não incentivo ninguém a namorar tão cedo no livro. Eu tenho um trabalho social de anos com adolescentes da Cidade de Deus no Retiro dos Artistas e sei como a gravidez precoce atrapalha a vida dos jovens. A Piera, nas suas reflexões, deixa bem claro que não foi bom seu namoro tão nova. Eu queria trazer o assunto, assim como as questões de esquizofrenia, da falta de estrutura familiar nos dias de hoje... Desculpa se o livro não agradou e sinto muito que algumas das minhas ideias não tenham tocado positivamente você. De verdade, deixo aqui minhas sinceras desculpas pelo livro ter sido ruim para você e ter causado um efeito contrário do que desejo para cada leitor do meu livro. Vale dizer também que o livro trata de assuntos mais densos e não tenho leitoras de 10 anos lendo, então não tem esse incentivo. Abraço. Tammy


Jess 02/05/2014minha estante
Pois é Tha, achei o maior absurdo!
Só isso já me fez ter vontade de largar o livro, além de que também o livro tem muito parágrafos longos e tornou a leitura super cansativa. Já pensou em ler parágrafos gigantes de lamentação e chororô?


Tha 01/05/2014minha estante
AUTORA INCENTIVAR UMA GAROTA DE 11 ANOS A NAMORAR? Na minha escola tem gente que diz que tá apaixonado, mas eu mando eles irem se catar pois 11 anos nem doze (minha idade \O/) nem treze é época de namorar! Cara eu não brinco mais com a Barbie, mas o Ken é tão bonitinho...
Com certeza não vou ler esse livro ;-;




74 encontrados | exibindo 1 a 5
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15



Publicidade


logo skoob beta
"o site é uma ótima ferramenta para estimular a leitura nas escolas e universidades."

Conexão Professor