Faça seu login para ter acesso a todo conteúdo, participe também do sorteio de cortesias diárias. É rápido e gratuito! :) Entrar
Login
Livros | Autores | Editoras | Grupos | Trocas | Cortesias

Golfinhos e Tubarões - O Outro Mundo

Tais Cortez
Resenhas
Recentes
56 encontrados | exibindo 1 a 5
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12


Jessica 15/08/2014

Surpreendente.
"Nós não sabemos por que existem tubarões e golfinhos se já existem peixes. Não é uma questão de entender por que existimos, mas de saber existir sendo o que somos."

Em Golfinhos e Tubarões conhecemos Victória, uma garota que aos 5 anos foi adotada por Ana e Greg, pessoas bem sucedidas em suas carreiras e que viviam de aparências. Tudo o que ela sabia sobre seus pais biológicos era que eles haviam morrido de uma doença grave, e, apesar de ter 5 anos quando foi adotada, ela não se lembra de mais nada dos verdadeiros pais.

Aos 15 anos, Vic começa a mudar fisicamente. Mas não são mudanças "normais", da adolescência; e, além disso, ela descobre que tem poderes. Até que certo dia, ela perde o controle deles e quase mata seus pais.
Uns dias após o ocorrido, um casal chega até a sua casa, e seus pais, acreditando que aquele casal trabalhe no sanatório, permitem leva-la.

E é ai que ela descobre um novo mundo, do qual nunca deveria ter saído. Somos apresentados a Zápia, um universo de utopia. Ou pelo menos, era isso que eu imaginei à primeira vista.

No seu primeiro dia em Aprendum (o que eu considerei como uma escola para pessoas superdotadas) ela já faz novos amigos, que aos poucos vão se tornando como irmãos. Sente-se atraída por um garoto de rosto pálido e angelical, que mais à frente descobrimos ser um mestiço.

Golfinhos e Tubarões nos trás personagens de personalidades fortes e bem estruturados, que, na maior parte das vezes, nos conquistam por inteiro.
Confesso que a protagonista não é a minha preferida, mesmo se tornando cada vez mais legal e corajosa ao longo da história, ainda assim, ela era meio impulsiva, o que não me agradou.

Não podia deixar de falar da metáfora usada pela Tais para com o título. A primeira vez que ouvi falar do livro, achei que a história falasse sobre um mundo submerso ou algo assim, mas ao ler a sinopse já vi que estava bem enganada.

A narrativa da Tais é super leve e gostosa, o que não te deixa largar o livro tão facilmente.
Não gostei tanto assim da capa, ela poderia ter um pouco mais da essência da história. A divisão dos capítulos foi em um tamanho bom, que deixa a leitura fluir rapidamente. O espaçamento e a fonte são em tamanhos ideais. Minha primeira experiência com a autora e com a editora não podiam ter sido melhores.

Ao terminar de ler levantei algumas questões não respondidas, mas já conversei com a autora e ela confirmou que sim, terá uma continuação o/

site: entreeleitores.blogspot.com
Tais Cortez 16/08/2014minha estante
Oi, Jéssica!
Obrigada pela resenha, gostei! :)
E admito q fiquei intrigada em saber qual o seu personagem preferido, se n eh a Vic rss...
Fico feliz q a história a tenha agradado!
Bjsss
e sucesso a blog!




Gabrielle 02/08/2014

ABCD dos Livros
Victória, ou simplesmente Vick, é uma garota órfã desde os seus 5 anos de idade.
Foi adotada por um casal chamado Ana e Greg. Apesar de não terem problemas para ter filhos, decidiram adotar, pois Ana era dona de uma empresa de Cosméticos e Greg era um advogado muito bem sucedido. Com cargos muito grandes, nunca tinham tempo para nada, somente focar no trabalho, e com uma criança recém nascida atrapalharia todos os seus planos de carreira.
Se interessaram por Vick assim que a viram no orfanato. Uma garotinha de 5 anos, ruiva de olhos castanhos, linda. Porém sem pais, cujo morreram de uma doença rara.

Com o tempo passando, Vick percebeu que seus pais adotivos não eram tão amorosos assim. Sempre trabalhando e nunca dando atenção a nova filha, por isso contratavam empregados para cuidar dela. Mas sempre que Vick se apegava à eles, os pais trocavam de seus empregados. Não gostavam muito da ideia de Vick preferir os empregados. (?)
Mas claro que ela não era uma criança isolada, tinha seus amigos na escola e participava de muitas festas luxuosas, que era obrigada a ir.
Porém tudo começou a mudar quando completou 15 anos. Começou a se sentir estranha, seu CABELOcomeçara a mudar de cor *para preto* e uma vez prensou seus pais contra a parede no ar, além de ser muito forte e de uma rapidez inumana.
Com tudo isso acontecendo, Vick notou que seus amigos se afastaram totalmente e seus pais começaram a brigar todos os dias por sua causa, claro que não brigavam na sua frente, mas por ter a audição aguçada, ouvia tudo.
E foi assim até seus 18 anos.
Um certo dia, Vick ouviu barulho de carro no quintal de sua casa, e percebeu que duas pessoas estavam ali. Quem eram eles?
Ouvindo toda a conversa que seus pais estavam tendo, concluiu que ela seria levada a uma clínica. Estaria ela louca? Seus pais mais preocupados que tudo. O que achavam que ela poderia fazer? Matá-los?

Foi chamada para conversar a sós com eles. E assim que entrou na cozinha, pode conhecer quem eram. Lógico que ela não os reconhecia, mas eles a reconhecia.
Em meio a conversa, Lisa e Vitor *as duas pessoas que visitaram a casa de Victória*, soltavam coisas como: você se parece tanto com sua mãe, seus cabelos mudaram, etc.
Quer dizer que a conheciam. E pior, conheciam seus pais. Mas como assim?
Lisa apressou em se explicar, e por que do motivo de virem a seu encontro.
Vick era uma garota diferente, não era uma humana. Disseram que queriam levá-la a Zápia, onde era seu lugar. Onde tinha milhares de pessoas iguais a ela. Ela tinha poderes extraordinários, porém tinha muito o que fazer para poder dominá-los por completo. Sem contar que seus pais eram muito conhecidos por lá.

Ela iria para a "escola", lugar chamado Aprendum, onde iria morar e ter aulas para controlar seus dons. Para provar o que eles disseram não era loucura, Lisa colocou Vick em uma visão de seu verdadeiro mundo. Lá ela viu cerca de 40 pessoas, treinando seus poderes. Passeou pelo castelo e viu algo que realmente a impressionou.
Sentado em uma janela, um rapaz extremamente branco, de um olho azul profundo e de cabelos negros, mais negros que a noite. Tinha um rosto angelical. Era perfeito demais para ser verdade.
Decidida, partiu com os dois. Claro que seus pais acharam que ela estaria indo para uma clínica.
Se despediram de uma forma fria, sem direito a abraço nem beijos. E partiram.
Uma nova vida estava começando para ela. Mas não ficaria por muito tempo, seu desejo era saber aprender como dominar seus poderes.

No começo foi bastante estranho, ela iria demorar para se acostumar. Porém logo no primeiro dia fez amizade com Penélope, uma garota com cabelos ruivos rebeldes e de olhos laranjas. Se tornaram amigas pois Penny foi sua guia durante o dia.
O garoto angelical que viu durante a visão, não demorou muito a aparecer. Ele era lindo, um colírio local. Mas Vick sentiu que ele não era como os outros. E queria saber o por quê.
Hipnotizada por sua beleza, Vick tentava a todo instante falar com ele. Mas ele se recusava. Agora, além de sua beleza, ela queria saber o que tinha de tão diferente nele. Por que se recusava ser seu amigo? Por quê era ignorante com ela? E por quê seus benditos olhos azuis se transformavam pretos imediatamente assim que a tocava?
Fora o garoto de rosto angelical, ela estava muito intrigada sobre seus pais. Como poderiam serem tão famosos em seu mundo? O que havia acontecido? E por que não se lembra de nada a partir de seus 5 anos de idade? Alguma coisa havia apagado sua memória?
Eram tantas perguntas e ninguém lhe contava a verdade.
Como ela lidará com tais problemas? Será que conseguirá enfrentar tudo sozinha?


Confesso que fazer essa resenha foi muito fácil, mas eu queria contar mais. Porém ia soltar bastante spoiler. HAHA, poupei vocês.
O livro é magnífico, li em 5 dias. Demorou mas valeu a pena esperar esse Book Tour.
A Tais inventou um mundo realmente fantasioso. Um mundo onde se podia encontrar de tudo. Desde unicórnios até vampiros. Mas um mundo que eu daria de tudo para poder pertencer.
Entendi o significado de Golfinhos e Tubarões. Significa entre o bem o mal, e qual deles devemos escolher somente nós temos a resposta.
Além de muita ação e aventura, a Tais jogou um romance quase impossível. E isso dá mais vontade de ler o livro. (Eu ia falar o nome do garoto angelical, mas melhor não, quero deixar vocês curiosos mesmo!)Confesso que gostaria muito de ter algum dom e ainda fico esperando esse dia chegar HAHA.
A capa do livro é perfeita, e tem tudo a ver com a história do livro. Mas eu só fui descobrir o que realmente a capa significada quando terminei o livro todo *eu sou bem lesada mesmo*.
As páginas são amareladas e eu encontrei um erro só. Acho que a palavra seria faca, mas ficou fraca. Mas foi o único erro. E não me incomodou.
Queria dizer que a autora está de parabéns pelo mundo que criou, os personagens que nos fazem ter um carinho especial. Cada capítulo muito bem elaborado, com muita ação e um pouco de quero mais. Foi por isso que terminei tão rápido. É uma leitura gostosa e inesquecível. Para quem está procurando livro de aventura e ficção, fica aí a minha dica.

site: http://abcddolivro.blogspot.com.br/2014/08/resenha-golfinhos-e-tubaroes-o-outro.html
Tais Cortez 04/08/2014minha estante
Obrigada pela resenha, Gabiiii!
Adoreiiiiii
Vc conseguiu abordar os principais aspectos, sem dar spoiler e provocando mta curiosidade! rs
Fico muitooo feliz por ter gostado e concordo com vc: gostaria de fazer parte de um mundo assim e de ter algum dom! rsss
Bjsss
e sucesso ao blog! :)




Raísa 29/07/2014

Golfinhos e Tubarões é o primeiro Book Tour que o Traduzindo Sonhos participa! A Taís é uma fofa e após minha leitura de O Último homem do mundo ( você pode conferir a resenha aqui ♥♥) corri para falar com ela e ter a oportunidade de conhecer sua mágica história. Recebi o livro na quarta feira, dia 23! Foi meu aniversário (22 aninhos!) e Golfinhos e Tubarões chegou como um presente, mais do que especial!
Victoria viveu grande parte de sua vida com empregados e em festas sociais, mas, após completar 15 anos, ela tem a certeza que é diferente da maioria das pessoas, sua força, sua velocidade, suas premonições. Após um incidente em casa envolvendo seus pais adotivos, Victoria recebe a visita de um casal diferente de tudo que já viu, ela é levada a um novo mundo, Zápia é lá que ela frequenta uma nova escola, tem novos amigos e conhece Alex, o aluno que a deixa inquieta e totalmente "tonta".
O livro tem algumas semelhanças com crepúsculo e até mesmo Harry Potter, mas depois que eu captei a essência de Golfinhos e Tubarões, as semelhanças caíram por terra. A obra é narrada em primeira pessoa, pela visão de Victoria, uma protagonista apaixonante, forte, corajosa e destemida( só por esse fato eu já a amei! Chega de protagonistas ingênuas e fraquinhas). Victoria luta pelo que quer e eu me vi em poucas páginas, correndo com ela a fim de descobrir sobre seu passado, desvendando todos os segredos que a cercam.
Alex é um príncipe, eu o amei Seus olhares furtivos, os encontros na escola, seu protecionismo em relação a Vicky! ( Ahh juro que quando ele a chamou assim quase morri! haha) a relação dos dois é apaixonante do início ao fim. Os momentos fofos e românticos são de suspirar e o clima de tensão me fez devorar o livro! A cada personagem que a Tais introduzia a história, ficava mais curiosa para saber o que cada um podia fazer, como a comida surgia ou até mesmo quem lavava a louça. Alguns detalhes especiais fizeram toda a diferença! Os personagens ( não só os protagonistas) tiveram cada um seu momento para que pudéssemos conhecê-los, eu adorei! Consegui me sintonizar um pouquinho com cada um e perceber a história por vários ângulos. O livro tem romance, mistério, magia, sedução, fantasia, uma junção de tudo que eu gosto para compor uma bela história!

site: http://traduzindo-sonhos.blogspot.com.br/2014/07/golfinhos-e-tubaroes-o-outro-mundo-tais.html
comentários(0)comente



Arca Literária 08/07/2014

Apaixonante
Por: Caroline Teixeira

Boa noite!

Hoje trago a resenha de mais um livro da Tais Cortez, que me deixou encantada com Golfinhos e Tubarões.

Na vida sabemos que podemos ser ou Golfinhos ou Tubarões; mas de fato, será que isso é inerente a nossa própria natureza ou algo que podemos controlar?

Neste livro conhecemos Victoria, uma jovem que fora adotada aos 5 anos de idade. Ela não sabe muito sobre o seu passado, apenas que seus pais morreram e ela foi colocada para adoção. A partir do seu 15° aniversário, ela começa a sofrer mudanças drásticas como na cor dos seus cabelos que mudara de avermelhado para escuro com mechas roxas, a cor da sua pele muda para uma palidez estranha. A verdade é que ela não entende o que ocorre com ela, seus pais adotivos começam a ficar preocupados e seus poucos colegas se afastam dela gradativamente.

As coisas se agravam quando a Vic praticamente destroi a casa em que morava e quase machuca seus pais por conta do poder que ela tem. Logo depois desse trágico incidente, duas pessoas aparecem dizendo que vão cuidar dela para seus pais, pois até então eles achavam que se tratava de uma espécie distúrbio. Para convencê-la a ir, uma delas oferece uma espécie de visão a Vic e nessa visão ela se depara com uma garoto mais lindo que ela poderia conhecer, e isso a deixa intrigada. Sem opções, ela vai com eles.

" Contra a minha vontade, minha vida tinha mudado. E eu estava convicta de que nunca mais seria a mesma ".

Vic então é levada para uma cidade em que conhece outras pessoas com poderes como ela. Ela consegue se socializar, começa entender o que é capaz de fazer e encontra o garoto da visão, o que a deixa perturbada. Ela então adentra numa busca desenfreada para saber mais sobre o seu passado, se auto conhecer e desvendar o enigmático Alex, um meio vampiro, que a fascina a cada instante. E vampiros são tidos como criaturas perigosas.

Minhas impressões:

Assim como iniciei a resenha, reafirmo o que disse é um livro fantástico! É um misto de magia com romance. Eu gostei bastante porque foge um pouco do que estou acostumada a ler, mais aventura sem perder a atmosfera do romance. A Tais trabalhou tudo na medida certa, a leitura flui rapidamente.

Somos apresentados a uma realidade mágica. Pessoas com poderes fantásticos. Descobrimos uma Vic diferente e ela, que Alex representa para ela muito mais do que imagina. Alex é um jovem misterioso, enigmático e nada sociável, mas a destemida Vic não vai deixar de lado o seu desejo de desvendá-lo. Algo lhe diz que ele tem muito a revelar.

Uma humana com poderes e um meio vampiro, isso me lembrou um leve toque de Crepúsculo, um amor impossível e improvável.

" A solidão tinha sido minha grande companheira na maior parte da minha vida, porém eu nunca tinha estado tão consciente disso naquele momento. Talvez fosse porque, diferente de antes, eu sabia que não queria mais ficar sozinha. E eu sabia quem eu queria ao meu lado ".

Golfinhos e Tubarões nos mostra que aquilo que se vê não é necessariamente a realidade dos fatos. Sempre temos dois caminhos a trilhar e podemos escolher qual deles trilhar, não podemos nos deixar levar por conceitos pré-definidos. Temos que lutar pelas coisas que consideramos importante. Porém, estar cientes que as vezes sacrifícios são necessários. A Vic então terá que amadurecer mais em poucos meses do que nos últimos quinze anos de sua existência, pois desafios virão.

" Em um banho quente, derramei o restante da minha tristeza, transformei meu coração em pedra e minha tristeza em indiferença. Eu teria que ser forte para o que me esperava daqui a algumas horas e tinha certeza de que seria pior do que previa.

Desvende Golfinhos e Tubarões e mergulhe nesta intensa, instigante e apaixonante história que te prenderá do início ao fim.

site: blogandolinhas.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Roberta Ferreir 02/07/2014

Golfinhos e Tubarões: O Outro Mundo (Estante da Rob)
Quando lemos a sinopse do livro já sabemos que Victória foi adotada aos cinco anos, mas logo nas primeiras páginas passamos a conhecê-la em uma fase complicada. Apesar de ser criada como uma adolescente normal, Vic sente que há algo diferente com ela. Afinal não se lembrar de sua infância com os pais verdadeiros e o fato de não aceitar a causa da morte deles já nos mostra um traço de sua forte personalidade. Aos quinze anos começam algumas transformações que fazem com que ela tenha certeza de que ela pode ser qualquer coisa, menos normal. Mas continua frequentando as festas e eventos com seus pais adotivos que acreditam que ela está passando por uma fase – pintar os cabelos que antes eram vermelhos de pretos parece ser típico da idade – mas o que eles não sabem é que ela não controla essas mudanças que vem acontecendo. Vic percebe também que é mais forte e mais rápida que qualquer pessoa e que alguns de seus sonhos passam a ser premonições. E então depois de um acontecimento inesperado ela recebe a visita de um casal peculiar e seus pais acreditam que ela estará indo para um colégio interno para descobrir seja lá qual for o problema comportamental que ela tenha. E então conhecemos Aprendum, um colégio para pessoas especiais com dons especiais. E em uma das conversas que antecedem a chegada dela lá explica o título do livro.

“Nós não sabemos por que existem tubarões e golfinhos, se já existem peixes. Não é uma questão de entender por que existimos, mas de saber existir sendo o que somos – Eu esperava que o discurso de introdução a ‘como ser um mutante’ fosse ser mais demorado, mas Lisa parou de falar e esperou, sorrindo. Eu gostava do sorriso dela”. (Página 31)

Lisa explica o dia-a-dia da escola e diz que há algumas aulas que ela precisa frequentar para poder controlar seus poderes. São aulas bem diferentes do que ela está acostumada, mas se sente acolhida pelos outros alunos. É assim que nos aproximamos da doce e meiga Penny, da popular Alice, do galanteador Thiago, do simpático Ben e dos inquietos gêmeos. Mas quem mais nos chama atenção é o misterioso Alex. Há uma reação química muito poderosa entre eles logo no primeiro contato e Vic tem a estranha sensação de conhecê-lo de algum lugar. Ela tenta se aproximar, mas ele a afasta rudemente. Ele deixa claro que não está interessado em fazer amizade. Mas não consegue ficar longe. Alex tem o dom de deixar Vic confusa. Sabemos que existe Zápia uma cidade onde os alunos visitam uma vez na semana para rever seus familiares e há um baile que os alunos adoram. De todas as regras a mais importante é nunca ultrapassar a zona Quisley. É uma cidade totalmente nova para Vic e ela fica fascinada em poder conhecê-la sozinha. Esse evento marcará a vida de Vic para sempre e selará seu destino com Alex. Depois dessa viagem eles ficam mais próximos e a conexão entre eles se torna ainda mais forte.

O livro é uma mistura perfeita de fantasia, poderes sobrenaturais, com muita amizade e o romance na medida certa. Vic não é uma protagonista dramática, ela tem uma personalidade forte e marcante. Há confrontos e batalhas internas que são travadas ao longo de toda a história que faz com que nos sentimos íntimas da personagem. Praticamente nos tornamos Victoria, Vic e Vicky enquanto estamos lendo. Sem dúvida é um dos melhores livros de fantasia que eu já li. Senti-me conectada a história como há muito tempo não acontecia. E por isso que a resenha demorou tanto a ser escrita. Foi um dos melhores livros que li esse ano. E tentei ser o mais fiel possível na hora de resenha-lo, sem contar detalhes essenciais. Esses detalhes revelam toda a magia que a Tais conseguiu criar. Apesar do livro ter muitas páginas a leitura não foi arrastada, pelo contrário... Eu não conseguia larga-lo. Demorei três dias para concluir a leitura, porque eu queria prolongar e não sair de Aprendum... Aprendum consegue sobreviver sem você, mas será que você é capaz de deixa-la?!


site: http://estantedarob.blogspot.com.br/2014/07/resenha-golfinhos-e-tubaroes-o-outro.html
Tais Cortez 02/07/2014minha estante
Agora quem ficou sem saber como comentar fui eu rs....
Ameiiii a sua resenha, Ro! Fica tranquila que vc não soltou nenhum spoiler, pelo contrário, conseguiu capturar os principais elementos do livro de forma muito assertiva!
Ultimamente tenho pensado muito sobre a relatividade do termo sucesso. O que é um autor de sucesso? Aquele cujo livro se torna um bestseller? Ou que é aclamado mundialmente? É claro que eu não tenho nada disso, mas isso não me impede de considerar Golfinhos e Tubarões um sucesso simplesmente por ter conquistado de maneira tão poderosa o coração de alguns leitores...como vc!
Feedbacks como o seu me dão a certeza de dever cumprido e me sinto honrada por ter sua admiração!
Esse comentário acabou saindo mais reflexivo e comprido do q o normal rsss
Obrigada mais uma vez pelo carinho q tem por mim e meu livro!
Bjsss
e sucesso ao blog!




56 encontrados | exibindo 1 a 5
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12



Publicidade


logo skoob beta
"Diferentemente das redes de relacionamento pessoal, o que importa no site não são as fotos dos usuários ou para que time eles torcem, e sim o que merece ou não ser lido."

Estadão