Golfinhos e Tubarões

Golfinhos e Tubarões
4.83333 168



Resenhas - Golfinhos e Tubarões - O Outro Mundo


113 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


natalia 03/07/2015

Uma agradável surpresa
O livro Golfinhos e Tubarões (que não, não é uma história que acontece no fundo do mar, antes que pensem isso, e só lendo o livro você pode entender), escrito pela Tais Cortez, conta a história da protagonista Victoria, uma jovem que tem sua vida mudada ao descobrir que possui superpoderes. Com essa descoberta, também vem novas revelações em sua vida sobre seus verdadeiros pais, e sua mudança para um "outro mundo", intitulado Zápia, onde fica uma escola de magia para jovens dotados de poderes sobrenaturais. E é aí que a vida de Vic muda, ao conhecer Victor e Lisa, e principalmente, Alex, um meio vampiro que vai trazer a tona sentimentos que ela é incapaz de controlar.


Imagem: via

Primeiramente venho repetir, como o faço em várias resenhas, que romances excessivamente melosos, e principalmente se envolverem seres sobrenaturais, me cansam, e para mim, dificilmente conseguem ser convincentes (oi Bella, oi Edward). Confesso que quando peguei o livro para ler, o comecei sem grandes expectativas, não sabia muito do que se tratava a história, e posso dizer: que surpresa eu tive!

O livro é todo narrado em primeira pessoa pelo ponto de vista de Victoria, o que torna a leitura fácil e leve, além daquela sensação boa de saber com absoluta certeza tudo o que a personagem sente. A história flui com uma rapidez e leveza ótima, Tais sabe colocar os acontecimento harmoniosamente, fazendo com que nada fique forçado ou rápido demais, tão pouco lento, tudo flui na velocidade certa. O livro já começa com o leitor conhecendo um pouquinho do que é a vida de Vic, o fato de ela ser adotada, e a quase trágica descoberta de seus poderes, que pôs em risco a vida de seus pais adotivos. Também no início, que somos apresentados à Victor e Lisa, dois estranhos até então, que vão tirar algumas dúvidas da jovem, e lava-la para o lugar ao qual pertence, com pessoas como ela. E então, temos uma breve introdução à Alex, o garoto estranho que Vic vê muito por acaso através de Lisa, mas que de alguma forma, mexe com algo dentro dela.

Essa breve introdução ao que poderia levar a um romance me deixou muito receosa, já que eu estava devorando as páginas e não queria nada água com açúcar na história, eu estava realmente interessada na história de Victoria, e aliás, esse é mais um ponto positivo do livro - o leitor não descobre de cara quais são os poderes de Vic, ao passo que nos deixa eufóricos para descobrir do que ela é capaz.

Fazendo uma comparação bem nonsense agora (que você pode discordar comigo, caso já tenha lido), mas o universo criado por Tais me lembrou e muito Harry Potter. Eu li algumas resenhas, e muitas pessoas compararam a leitura com algo como X-men, e embora faça sentido, eu notei muitas semelhanças com a minha saga favorita, e eu juro, tem até um certo sentido. Vou logo dizendo que histórias que envolvem poderes, e principalmente, escolas de poderes, nunca me cansaram até hoje, e Aprendum me lembrou bastante Hogwarts, tanta na descrição física, como nos professores, ou a sala das refeições, que eu sempre tinha o grande Salão Comunal em mente, ou até mesmo a cidade que os alunos visitavam aos domingos, que me lembrava as visitas a Hogsmade que eventualmente os alunos faziam, sem falar no fato de Vic ser famosa pela morte dos pais, da mesma forma que Harry também era.

Mas, coincidências a parte, eu adorei cada instante que "estive" em Zápia e no castelo. Todo o universo é bem construído, e a história de Victoria é formulada de um modo que realmente nos prende, e nos faz querer conhecer o paradeiro de sua família, e o futuro da personagem, que diga-se de passagem, cresce a cada página, tanto mentalmente quanto poderosamente. Victoria passa longe daquelas meninas indefesas, é bastante corajosa, e seus poderes não surgem do nada, podemos acompanhar toda a evolução destes. Contudo, o pensamento exagerado em Alex, o colocando quase que no centro de sua vida, me irritou bastante. Mas, mesmo não sendo muito fã de romances água com açúcar, eu realmente apreciei os dois, principalmente quando você entende de onde tudo surgiu. Alex não se apaixonou do nada por Victoria, ou por seus cabelos arroxeados, tudo tem um começo, tudo tem uma explicação, e isso eu devo elogiar na autora, afinal, a história dos dois é linda e realista, nada foge do surreal (dentro do possível no gênero de fantasia), e embora os diálogos em minha opinião pudessem ser um pouco menos "forçadamente melados", eu quase quis um Alex na minha vida. Aliás, obrigada Tais, por trazer de volta os antigos vampiros que tem problemas com prata, eu realmente gosto disso é muito adulto.


Imagem: via

Creio que tais tenha construído um mundo onde gostaria de viver, e onde eu mesma, gostaria de descobrir superpoderes, e fez isso de forma maravilhosa. As personagens secundárias são muito bem exploradas (aqui vai meu amor por Victor), cada descrição de Zápia é bem feita, e é impressionante como ela conduz a leitura de forma fácil e leve, sem perder a curiosidade do leitor mesmos nos momentos mais parados do livro. Num mundo literário onde estamos quase saturados de livros de magia e escolas/acampamentos de magia, Tais criou coragem e conseguiu fazer uma história ótima, mesmo se perdendo as vezes em alguns clichês, que convenhamos, fazem parte. Recomendo essa leitura nacional, principalmente à você que assim como eu, está sempre aberta a mais uma escola de magia, a mais superpoderes, e até aquela pitada de romance.


site: Originalmente publicada em: http://desfocandoideias.blogspot.com
Tais Cortez 03/07/2015minha estante
Oiii, Natalia
Que resenha mais linda e carinhosaaaa...AMEI!
Gostei principalmente de ver suas percepções a respeito da história, o q sentiu, etc.
Para mim é honra ter qualquer comparação com Harry Potter. Quem não ama HP? rsss
Fico feliz tb q, embora não seja fã de romances melosos, vc tenha apreciado o romance quando o motivo de tudo foi revelado :)
Seria realmente maravilhoso viver em um mundo desses, não é?
Obrigada pela maravilhosa resenha!
Q bom q foi uma primeira experiência com Book Tour bem satisfatória!
Bjsss e sucesso ao blog!




Isabella 30/06/2015

Golfinhos e Tubarões-Resenha/Book Tour
Bom, o livro vai contar a história de Vic, uma garota órfã que foi adotada por uma família da elite que não tem interesse pela vida da filha. Ao completar os seus 15 anos, Vic sofre diversas transformações físicas, até que, certo dia o seu corpo é tomado por uma força inexplicável, e então, após quase matar os seus pais adotivos, Vic é levada para um outro mundo, (literalmente) por um casal que ela nem sequer conhece.
Antes mesmo de chegar a esse lugar, Vic já começa a perceber coisas sobrenaturais ao seu redor, como os poderes de quem está responsável pela direção do veículo em que ela está sendo levada. A rapidez a impressiona, mas mal sabe o que ainda a espera.
Ao chegar ao lugar, titulado Zápia, Vic já se encontra exausta, mas ainda atenta aos poucos detalhes. O lugar em que ela foi colocada era o antigo quarto de seus pais, que faleceram quando ela tinha apenas cinco anos. A partir daí surgem alguns mistérios na história. Além dos pais de Vic, temos outro ponto a se ressaltar: no livro, a personagem se apaixona por um meio vampiro, chamado Alex. O início do romance é bem tedioso, mas no decorrer da história vai melhorando.
Golfinhos e Tubarões é uma mistura de X-men com Crepúsculo. Eu sempre procurei um livro que estivesse próximo dos episódios de X-men (isso é muito sério HAHAHAH). E, finalmente, encontrei! A forma como a Tais descreve os acontecimentos e como os personagens se sentem quanto aos seus poderes é muito gostosa e faz você querer saber mais de cada um....
continuação aqui: http://www.livrologias.com/2015/06/resenhabooktour-golfinhos-e-tubaroes-o.html



site: http://www.livrologias.com/
Tais Cortez 30/06/2015minha estante
Oii, Isabella
Obrigada pela resenha!
Fico feliz q tenha gostado :)
Bjsss
e sucesso ao blog!




Gabs 28/06/2015

Golfinhos e Tubarões foi uma surpresa mais que agradável. Já imaginava que ia gostar, mas eu simplesmente amei!

"Nós não sabemos por que existem tubarões e golfinhos, se já existem peixes. Não é uma questão de entender por que existimos, mas de saber existir sendo oque somos."

Nele, conhecemos Victoria, que foi adotada por Ana e Greg aos cinco anos, e não se lembra de nada antes disso, nem de seus pais biológicos e nem sobre sua cidade natal.
Ela nunca se sentiu muito bem no mundo deles, já que eram ricos e estavam sempre a arrastando para festas glamourosas em que era obrigada a se vestir elegantemente, usar salto alto e dançar com garotos que não queria, apenas para agradar os pais e fazer cena para a sociedade e os poderosos. Mas apesar disso era grata a eles, pois sabia que podia contar com eles para ter um futuro estável, algo que dificilmente aconteceria se permanecesse no orfanato.
Porém, quando completa quinze anos, algumas coisas mudam. Seus cabelos, antes ruivos, escurecem. Ela se torna mais forte, mais rápida e com os sentidos mais aguçados, e alguns de seus sonhos se mostram premonições, se realizando no dia seguinte ou alguns dias depois.
Todos percebem essa mudança, inclusive, os poucos amigos que tinham se afastam dela, a deixando mais solitária ainda, e depois de um acidente com seus pais, tudo vira de cabeça pra abaixo.
Alguns dias depois desse acidente, um casal um tanto peculiar a visita e a leva para um lugar tão peculiar quanto eles. E é aí que tudo acontece....
Aprendum é um tipo de escola, bem do tipo X-Men mesmo (não resisti a comparação hahahahaha), aonde ela, junto com jovens dotados de diversos tipos de poderes, vai aprender a controlar todas as suas habilidades, frequentando aulas bem diferentes do normal.
A escola fica em Zápia, uma cidade bem, bem diferente. Só pra exemplificar, eles não usam dinheiro, oque para nós, no mundo capitalista, é bem estranho. Eu achei interessante a cidade, mas quase não foi explicado como funcionava e foi pouco detalhado como ela é. Mesmo o fato de não ter dinheiro e tudo mais, não foi muito bem explicado, e acho que a Tais podia ter explorado um pouco melhor isso.
Voltando pra história. Lá, ela conhece Alex, e assim que se encontram, a atração é imediata. Porém, ele se recusa a se aproximar tanto dela quanto de qualquer outro aluno, sempre se mantendo afastado, mas ele tem suas razões.
Alex é um meio-vampiro: ele tem todos os poderes de um vampiro, mas oque afeta os vampiros normalmente não o afeta, e ele se considera um perigo, porque, afinal, ele é, por isso se afasta de todos.
Mas Victoria é insistente e não vai se deixar abalar tão fácil. Em meio a tudo isso, a garota também busca saber a verdade sobre seus verdadeiros pais, e todos parecem omitir isso dela.
Mal sabe ela que o passado pode estar mais próximo do que imagina e que esse passado vai ter um enorme impacto em sua vida.

"Havia muita dor, muita raiva e muito medo. E havia meu amor por Alex que, embora não tivesse mudado, era, naquele momento, sufocado pelos outros três. Ele era como uma flor em solo pedregoso, cercado por ervas daninhas e ameaçado por insetos. Resistia a tudo, mas estava muito fraco para fazer algo além de sobreviver."

Com uma escrita magnífica, Tais nos envolve em uma história cheia de mistério e fantasia. O livro foi muito bem desenvolvido, sempre com parênteses sendo abertos, mas todos foram devidamente fechados. E claro, com bastante aventura e um romance lindo de morrer!
Todos os personagens tem sua devida importância e foram bem construídos. Eu me apeguei muito a todos, mas principalmente a Alex. Não tem como não se apaixonar por esse meio-vampiro, ele é irresistivelmente misterioso, perigoso e gato!
Golfinhos e Tubarões é o típico livro que você quer saber oque acontece no final, mas ao mesmo tempo não quer terminar... Mas não teve como: eu devorei o livro!
O livro não possui muitas páginas, mas como ele é de um tamanho menor que o normal, temos a impressão de que tem mais páginas. A capa é linda, a diagramação está perfeita, não achei nenhum erro ortográfico e o tamanho da fonte é ótimo. As folhas são amareladas e a divisão de capítulos ficou muito bem feita.
Ah! E a narração é em primeira pessoa, do ponto de vista da Vicky.
Apesar do romance não ter sido forçado ao meu ver, achei que em algumas partes a Vic deu preferência ao romance, quando na verdade deveria priorizar saber sobre seu passado, oque até me irritou bem de leve, mas não chegou a realmente atrapalhar a leitura.
Todas as partes de ação foram bem feitas e equilibradas com momentos mais tranquilos, e como disse, nada ficou pendente, só no final algumas questões, mas a Tais já falou que serão esclarecidas no próximo livro (SIM, VAI TER CONTINUAÇÃO, VOCÊS NÃO IMAGINAM A MINHA FELICIDADE!).
É uma leitura mais que recomendada para os amantes de fantasia, principalmente por se tratar de obra nacional, e sempre devemos dar uma atenção especial. E claro, para quem curte um bom romance, também recomendo, já que foi muito bem construído.
Obrigada Tais, pela oportunidade de ler seu livro, e como já disse: sou uma das primeiras da fila para ler a continuação!

site: http://www.thousandlivestolive.com/2015/06/resenha-golfinhos-e-tubaroes-o-outro.html
Tais Cortez 29/06/2015minha estante
Oiii, Gabiii
Muitooo obrigada por essa resenha incrível!
Eu ameiii!
Fico mtooo feliz q tenha gostado tanto e adorei todos seus comentários (sobre personagens, enredo, o q gostaria de ter visto mais, minha escrita, etc...)
Pode deixar q vou caprichar na continuação!!! hehe
Bjssss
e sucesso ao blog!




Naaty 28/06/2015

Resenha do blog Pobre Leitora
O bom desse livro é você ir descobrindo as coisas junto com a Victória e o fato de ser escrito em 1° pessoa ajuda muito nisso, pois conhecemos a Vic afundo, entendendo tudo que se passa na cabeça dela.
Esse é meu segundo livro da Tais e posso afirmar que continuo fã da autora, sua escrita é maravilhosa! Mesmo o livro sendo consideravelmente grosso, a leitura é muito gostosa e flui de uma maneira muito boa.

Vi várias pessoas falando que esse livro é uma mistura de Harry Potter + X-Men + Crepúsculo e eu concordo mas não pense que isso é ruim, muito pelo contrário! A gente encontra sim elementos já conhecidos, mas me digam que história hoje em dia que não nos faz lembrar de outra?
Todos os personagens do livro são muito legais, fiquei encantada com todos os amigos (destaco aqui Penny, Ben, Verônica e Ana) que Vic conheceu na escola. Os professores também são muito bacanas, principalmente a Lisa que é um amor de pessoa.
Infelizmente eu só fui simpatizar com a Victória no finalzinho do livro e o motivo disso foi em suma, a sua paixão (vulgo obsessão) pelo Alex. O romance dos dois foi uma coisa que demorou muito pra me convencer pois era extremamente meloso e aconteceu muito, muito rápido. Da parte do Alex foi muito fácil compreender seus medos e a origem do amor que ele sente pela Victória. O Alex aliás foi um dos meus personagens preferidos, gostei muito dos conflitos internos que ele tem por ser um meio vampiro. Mas a Victoria, bem, na maior parte do livro ela não conseguiu me fazer acreditar nos seus sentimentos e tudo não passava de uma obsessão bem chata pra mim. Maaaaaas, lá pro final do livro quando ela conseguiu ganhar minha simpatia automaticamente me fez acreditar no seu amor ;)
Outra coisa que eu desgostei na personagem e na narração foi a repetição de cenas. A todo momento ela relembrava uma cena que já tinha acontecido no livro e que estava extremamente fresca na minha mente, fazendo com que a leitura se tornasse um pouquinho chata pra mim mas lá pro meio do livro isso diminui e eu prossegui bem.
Eu gostaria que o vilão e as cenas de luta tivessem sido um pouquinho mais trabalhadas também, acho que ele não ganhou tanto destaque assim :( mas foi um bom vilão.
Gostaria de dizer que depois de passado tudo isso, o romance entre a Vic e o Alex é lindo e eu gosto da personagem rs.
Zápia é um novo mundo belíssimo que eu adorei conhecer e fiquei morrendo de vontade de visitar e ter poderes. Aprendum que me aguarde.
Ah, não posso deixar de mencionar que a Tais conseguiu me emocionar mais uma vez. Mesmo eu tendo teorizado qual era o grande segredo do Alex, no momento da revelação foi impossível não me sensibilizar por ambas as partes.
Golfinhos e Tubarões - O Outro Mundo em suma é um ótimo livro e eu não vejo a hora de ter o próximo volume em mãos.

site: http://pobreleitora.blogspot.com.br/2015/06/resenha-golfinhos-e-tubaroes-o-outro.html
Tais Cortez 28/06/2015minha estante
Oiii, Nathalia
Obrigada pela resenha!
Fico feliz q tenha gostado e q, no fim, a Vic a tenha conquistado!
Tb gostei de saber q ficou emocionada com o segredo do Alex e adorei seu comentário sobre minha escrita! rss
Bjsss
e sucesso ao blog!




Miih 22/06/2015

Meu passaporte para Zápia *-*
GOLFINHOS E TUBARÕES - O OUTRO MUNDO, conta a história de Victoria, que aos 5 anos foi adotada por Ana e Greg, e não se lembra da sua vida antes disso, a não ser que seus pais de verdade morreram de uma doença muito grave. Ela nunca se encaixou no mundo dos seus pais ricos adotivos, que a faziam ir a festas super chatas e dançar com meninos que não queria. Eles achavam que comprando ela com roupas e festas chiques, ela iria ser feliz, mas cada ano que passava ela conseguia nitidamente perceber que não era desse mundo. Aos 15 anos, algumas coisas começam a mudar, seu cabelo escurece, ela fica extremamente forte e rápida, seus sonhos começam a ser premonições e seus sentidos ficam cada vez mais aguçados, fazendo com que seus amigos se afastem dela. Após um acidente que ela provocou com Ana e Greg e seus poderes, eles decidem que não querem mais ficar com ela, pois ela poderia ser uma ameaça. Um dia depois ela foi surpreendida com a visita de Victor e Lisa que após uma visão, onde ela ve o Principe Alex que não é um cara normal, convencem ela a ir para uma "escola/internato", que fica em Zápia, onde teriam mais pessoas com dons como os dela e também para descobrir mais sobreseus pais biológicos.

Chegando em Aprendum. ela conhece Penny e seus novos amigos, cada um com seus super poderes, (um mais legal que o outro rs), e finalmente consegue ver cara a cara aquele garoto misterioso da visão de Lisa. Depois de um tempo de sua chegada aquele castelo, Vic descobre que Alex é o nome dele, e a cada dia se encanta mais, mesmo ele a ignorando e tentando se manter afastado, por um simples fator, de ele ser um meio-vampiro e ter medo de não conseguir se controlar perto dela. Muitos problemas, segredos, aventuras e fatos engraçados cercam esses dois e os amigos de Vic. Infelizmente pra ela (e felizmente pra mim) descobrir seu passado e ficar com quem ama, não vai ser tão fácil quanto parece.

A Tais escreve de uma maneira simples e fácil de ser entendida. Quando seu livro chegou eu surtei, porque ? Geeeeeeente olha o tamanho dele rs, eu achei que iria ficar diiiiiiiias lendo e não iria conseguir terminar pra mandar para a próxima blogueira. Mas ao começar a ler, (letras grandes, páginas amarelas *-*) eu fui me apaixonando pela história de tal forma que eu não conseguia desgrudar, eu ia para a faculdade, andava na rua, no metrô, no trabalho, quando chegava em casa, eu não comia, não dormia sem ao menos terminar um capítulo, depois outro, depois outro rs. E quando ele acabou então, eu fiquei com uma ressaca literaria de uma semana, vivendo ainda aquela história toda rs (Meu namorado mesmo não aguentava mais eu contando cada parte da história, mesmo ele não entendendo nada, eu tiiiinha que contar pra alguém rs).

Sério a história mistura um pouco de sobrenatural, romance, fantasia e aventura e é muito gostosa de ser lida. Ela tem intertexto com Harry Potter, Crepusculo, Narnia e X-men, pelo menos na minha opinião. Eu adorei demais o livro, e estou ansiosa para ler o O Último Homem do Mundo, que vai chegar essa semana. eu acho, Além de tudo a Tais é uma fofa, super simpática e muito linda né? rs

"– Nós não sabemos por que existem tubarões e golfinhos, se já existem peixes. Não é uma questão de entender por que existimos, mas de saber existir sendo o que somos. – Eu esperava que o discurso de introdução a “como ser um mutante” fosse ser mais demorado, mas Lisa parou de falar e esperou sorrindo. Eu gostava do sorriso dela."

Tenho certeza que assim como eu, você também vai se encantar com o mundo da Vic, conhecendo seus pensamentos, desejos e descobrindo junto com ela seu passado e sua ligação tão forte com o Principe Alex! Eeeeeee adivinheeeem, vai ter continuação, aiii meu Deus, eu vou surtar rs

Beijinhos
Miih 22/06/2015minha estante
http://devorando-books.blogspot.com.br/2015/06/resenha-golfinhos-e-tubaroes-o-outro.html#comment-form


Tais Cortez 22/06/2015minha estante
Milenaaaaaaaa
Que resenha mais maravilhosaaaa!
Obrigadaaa..eu ameiiii!
Foi tãooooooo perceptível o quanto vc ficou empolgada pela leitura q eu me senti honrada por ter criado algo que conseguiu encantá-la dessa maneira!
GET é o meu livro perfeito, o livro q escrevi com a intenção de criar algo com todos os elementos q eu amo desde criança (poderes sobrenaturais, romance, mistério e ação), e é tãoooo bommm quando outros leitores se apaixonam por ele!
Agradeço pelo carinho e pelo interesse em conhecer meus dois bbs.
Q venha agora O último homem do mundo! hehe
É uma proposta bem diferente de GET, pois é uma comédia romântica juvenil bem leve e divertida. Escrevi com a intenção de relaxar e relembrar aqueles filmes americanos adolescentes q eu sempre adorei!
Bjssss
e sucesso ao blog :)




Vi 17/06/2015

Quero mais Vic e Alex...
Sabe quando você termina um livro e não consegue resenhá-lo? Que nada que eu escreva vai superar, ou pelo dizer a metade do que eu senti lendo Golfinho e Tubarões.

Thais, eu sofri, gritei, chorei e pedi mais... rs Vamos lá, galera, e venham entender essa leitora surtada.

Victoria foi adotada aos cinco anos e carrega a história de que seus pais biológicos morreram de uma doença rara. A sua relação com seus pais adotivos é algo muito estranho. Ocupados demais com o trabalho e com a vida de festas e jantares que leva, tudo isso faz com que Vic se desloque desse ambiente e, a cada dia que passa, ela percebe que não pertence a esse mundo – literalmente falando.

Com a chegada da adolescência, o corpo de Victoria sofre transformações. Sua força não é humana, sua rapidez e, muito menos, sua agilidade. Seu cabelo muda frequentemente de cor dando sinais que , até então, ela não sabe o significado. Tudo muda quando em uma certa noite, um dos seus poderes se manifesta, colocando Ana e Greg (seus pais adotivos) em perigo.


Depois desse dia, Vic é levada para o lugar onde outras pessoas como ela vivem. Uma escola onde ela vai aprender a controlar seu dom, testar suas habilidades e conhecer as suas raízes. Cada um tem um poder. E ela fica maravilhada como tudo aquilo pode ser real! Vic tem uma certa resistência para aceitar o que ela é e onde ela estar. Os novos amigos desse mundo são bem legais, e logo ela se identifica com alguns.

Como sempre tem que ter um mocinho maravilhoso, dessa vez, temos o Alex. Um rapaz que mexe com os seus sentidos, suas habilidades e seu coração. Alex não é nada demais, só um meio vampiro que luta diariamente para não atacá-la. Nada demais!!! Rs Quanto mais Alex tenta se afastar de Vic, mais o destino conspira a favor deles, querendo que eles fiquem juntos.

A paixão que um sente pelo outro, não só está ameaçada pelo fato de Alex ser um meio vampiro e futuramente um ‘’Tubarão’’, como também existe um segredo sobre a morte dos pais de Vic que envolve a família de Alex. Esse segredo, da mesma forma que os une, os deixa cada vez mais vulneráveis e mais perto da morte.

Vic é guerreira, forte, inteligente! Uma mulher maravilha para ser mais exata. Alex é o seu Super Man. Ao mesmo tempo tão cuidadoso e tão preocupado... e tão enigmático e ameaçador.

Thais escreveu um livro com todos os elementos que prende um leitor: romance, ação, mistério, fantasia... junte tudo isso ao fato que a sua escrita é extremamente acolhedora e de fácil compreensão. Quatrocentos e dezenove páginas voaram em questão de horas, e terminei com a sensação de quero mais!!

A editora fez um belíssimo trabalho desde a capa à revisão. Antes de iniciar a leitura, fiquei um bom tempo pensando o porquê de "Golfinhos e Tubarões". É claro que eu não irei contar para vocês, mas já adianto que tem tudo a ver.

Soube que terá um livro dois, então deixo aqui um recado para a autora: "Não demore!!! Minhas unhas e meu plano de saúde agradecem."



site: http://minhavelhaestante1.blogspot.com.br/2015/06/resenha-da-vic-golfinhos-e-tubaroes.html
Tais Cortez 17/06/2015minha estante
Oiiii, Vitória
Que resenha mais linda! Adoreiiiii :)
Obrigada!
Vc soube descrever os principais aspectos sem dar nenhum spoiler e ainda deixando alguns mistérios no ar! hehe
Foi bem perceptível o quanto vc se envolveu pela história e fico mto feliz em ver o quanto gostou!
Haverá sim uma continuação e me esforçarei para que fique tão boa ou melhor! rss
Bjsss e sucesso ao blog!




Kovas 14/06/2015

Book Tour - Livroterapias
A leitura de Golfinhos e Tubarões deu graças ao Book Tour que a autora organizou com os blog's literários. Foi meu primeiro contato com a escrita da autora Tais Cortez, que por sinal é bem simples e organizada, com um enredo de fantasia e romance.


Em Golfinhos e Tubarões conhecemos Victoria, uma jovem de 18 anos que desde os seus 15 anos se sente diferente, ou melhor, faz coisas que meros mortais não fazem, como mover objetos. Seus pais biológicos morreram e ela vive com os pais adotivos (meio ausentes) Ana e Greg. Com a ascensão de seus poderes, eles devolvem a Vic para as mesmas pessoas que tinham feito a adoção dela: Lisa e Vitor, que na verdade são professores de Aprendum, uma escola para pessoas iguais a Vic, onde os alunos vão aprender a controlar e conhecer seus poderes.

Em Aprendum, Vic faz novas amizades, Penny, Ben, entre outros alunos que vão sendo apresentados durante a narrativa. No começo do livro conhecemos um pouco a rotina da escola, sobre as matérias que se tem em Aprendum, os professores e um pouco da características desses novos amigos de Vic. Eu fiquei apaixonada pela escola e me vi querendo estar nessa escola, desde as matérias que eles precisam estudar até os poderes que eu poderia ter (se fosse desse mundo). Conhecemos também Alex, que é o personagem que se excluí de todos e é excluído, isso porque ele é um mestiço (metade vampiro e metade humano), então grande maioria tem medo/receio de ficar perto dele porque ele é vampiro (dã), menos Vic que acaba se apaixonando avassaladoramente por Alex, mas esperem um Alex que ficará ignorando a garota, mas não é por mal.

Nesse novo mundo Vic desde o começo quer saber a verdade sobre a morte dos seus pais, mas Lisa e Vitor não querem colaborar de jeito nenhum e os alunos também não sabem realmente como os pais de Vic morreram, só sabem que morreram lutando na última guerra com os vampiros. E Alex também tem seu segredo (que por sinal, foi muito fácil de teorizar) e ele não se aproxima de Vic e também não permite que ela se aproxime porque o desejo dele de matar fala mais alto.

Tenho que dizer que em G&T vi muita semelhança de Harry Potter e Crepúsculo. Harry Potter por motivos de: colégio, em um mundo desconhecido, onde todos tem poderes e treinam para dominá-los corretamente. Além disso há vampiros no meio dessa história, então aqui eu relaciono com Crepúsculo, com toda aquela mitologia dos vampiros e uma paixão arrebatadora de "OH, não vivo sem você!". Felizmente, Vic ganha vários pontos comigo porque ela não é uma personagem molenga, quando ela precisa estourar ela estoura.

Golfinhos e Tubarões tem um enredo super leve e sem grandes reviravoltas, pensei que a leitura iria engatar com a aparição do vilão, mas já estava no final do livro, então nem deu tempo de eu roer as unhas porque logo foi resolvido. Por mais que que não houve tanta descrição da luta contra o vilão do livro, temos muita ação nas aulas dos alunos e foram ótimas, por causa dessas cenas de ação conheci a fundo os poderes dos outros alunos inclusive os de Vic.

Falando na Vic, ela é a narradora do livro e como comentei, ela soube ganhar uns pontos comigo mas as vezes perdia pelo romance que a autora colocou no livro que não me agradou tanto assim, porque eles foram um casal fofo mas muito meloso. Gostei da relação Vic e Lisa, porque Lisa é uma personagem super agradável e carinhosa, então Vic se sentia a vontade com ela, como se fosse uma mãe adotiva, Lisa não pensa duas vezes em proteger a Vic. Penny e Vic também tiveram aquela química legal de amigas, Penny é uma fofura!

A finalização de Golfinhos e Tubarões deixou aquele gostinho de "onde.está.a.continuação.?" porque a autora deixou algumas pontas soltas e espero que realmente tenha o segundo volume. E adorei a criatividade do título do livro, que já é contada no começo da história, mas tem tudo a ver com questões internas que a Vic levanta durante a narrativa.

G&T foi o primeiro livro que li da Editora Chiado e fiquei muito contente com a edição do livro, ele é pequeno mas seu tamanho não é o padrão que estou acostumada a ler, ele é mais estreito, mas é super confortável de ler. Só que tive problema com a capa, achei ela bem molinha e fiquei morrendo de medo de levar o livro para o estágio com medo de amassar dentro da mochila

site: http://www.livroterapias.com/2015/06/resenha-golfinhos-e-tubaroes.html
Tais Cortez 14/06/2015minha estante
Oiii, Nathália
Obrigada pela ótima resenha. Gostei bastante!
Achei q vc abordou os principais pontos da resenha sem dar nenhum spoiler e tb curti entender sua visão sobre o enredo, personagens, o q gostou mais e menos, etc.
Pode ficar tranquila q estou trabalhando na continuação e me esforçando para q fique tão boa ou melhor q o primeiro! rs
Bjsss
e sucesso ao blog!




Fernanda 08/06/2015

Golfinhos e Tubarões - O outro mundo
Nesta história iremos conhecer Victoria, uma garota de 18 anos que foi adotada com seus cinco anos de idade. Segundo seus pais adotivos Ana e Greg o orfanato os informou que seus pais biológicos haviam morrido de uma doença misteriosa.
Ana era presidente de uma grande indústria de cosméticos e Greg era um advogado muito bem-sucedido.
Victoria frequentava escolas de alto nível, frequentadas pelos filhos das famílias mais ricas do país. No seu décimo quinto aniversário que as coisas começaram a mudar. Ela foi se tornando cada vez mais forte e rápida, a pele se tornou mais pálida do que já era, os cabelos ruivos escureceram tornando-se completamente negros, seus sentidos se aguçaram e passou a ouvir sons a uma distância que pessoas normais não conseguiriam. Também passou a detectar odores que nunca havia sentido antes e enxergar assustadoramente bem.
Todos ao seu redor percebiam as transformações, seus colegas da escola e seu pais também a observavam, mas ignoravam. Até que uma noite sem lua que tudo mudou. Em uma discussão de Ana e Greg com Victoria a garota caiu no chão gemendo de dor e se contorcendo, foi quando aconteceu tudo muito rapidamente, sons de vidros quebrando, da eletricidade indo e voltando, espelhos lustre... A casa inteira destruída e seus pais suspensos como duas marionetes desacordados.
Depois do ocorrido seus pais não queriam mais Victoria com eles, foi quando surgiram Vitor e Lisa para levar a garota e para ajudá-la a entender o que estava acontecendo. Eles a levaram para o castelo chamado Aprendum, onde ela iria estudar e aprenderia tudo que precisava.
Na escola Victoria tinha sede de aprender a controlar seus poderes e voltar para seu mundo.

"Olhar para ele me encantava e concluí que, se eu pudesse escolher meus sonhos, seria aquele rosto que veria todas as noites da minha vida."

Porém no decorrer dos dias ela acabou se aproximando de Penny, Ana e Verônica tornando-se suas melhores amigas e se apaixonando por Alex, um garoto lindo, porém muito misterioso.
Victória terá de desvendar todos os mistérios que guarda o castelo sobre a morte de seus pais e de Alex, já que ele é todo fechado.
Será que ela irá conseguir .....
Ou será que irá fugir?

Capa, Diagramação e Escrita: A capa é perfeita desde a primeira vez que bati o olho fiquei apaixonada, a Diagramação é impecável com cores amarelas e letras em um tamanho agradável para leitura.
A escrita impecável sem nenhum erro e virei fã da autora já que nunca havia lido nada da Tais, o típico de leitura que você não tem vontade de para de ler.

Minhas Impressões sobre o Livro: Solicitei o livro com a editora pela capa porque honestamente se eu parasse para ler a sinopse jamais iria querer ler esse livro. Uma coisa que achei que a autora pecou foi no título, sei lá não achei muito haver com a história, em compensação eu não imaginava o quanto iria me apaixonar pela história!
Comecei a ler e não quis largar o livro porque a autora consegue nos prender dentro de um mundo surreal e super fantástico. Viajei em outras dimensões e por lá gostaria de ter ficado.
Essa história é digna de filme e eu super recomendo a leitura.



site: http://www.palavrasencantadas.com.br/2015/05/resenha-golfinhos-e-tubaroes-por-tais_19.html
Tais Cortez 08/06/2015minha estante
Olá, Fer!
Fico feliz em saber que se interessou pelo livro e o pediu a minha editora, e mais ainda por ver o quanto gostou!
Obrigada pela linda resenha!
Adorei!!!
Obrigada! Bjsss




Tifany 04/06/2015

Leitura fascinante do início ao fim!
O livro conta a história de Victoria, uma garota que aos 5 anos de idade foi adotada por Ana e Greg e tudo o que sabe sobre seus pais biológicos é que morreram de alguma doença grave.
Os pais adotivos não ligam muito para ela, mas conseguem lhe dar uma vida confortável. Victoria é sempre obrigada a comparecer a reuniões da alta sociedade, coisa que ela não gosta.
Aos 15 anos, Vic e seus pais adotivos começam a perceber mudanças (diga-se de passagem gritantes) acontecendo com ela. Seus cabelos, antes ruivos passam a ser pretos sem nenhuma explicação. Vic também passa a ter seus sentidos mais aguçados e sonhos que ,na verdade, são premonições. Isso tudo, além da descoberta de sua força inumana.
Com isso, o comportamento de Ana e Greg fica um pouco mais estranho e Vic perde seus amigos da escola, que a acham estranha.
A gota d'água surge em uma noite fatídica, quando Vic perde o controle e é obrigada a lidar com a descoberta de que possui dons da mente e machuca seus pais adotivos, assustando-os mais ainda.
Ana e Greg decidem mandá-la embora e é aí que aparecem Lisa e Victor.
Eles dizem a Vic que tem uma escola para pessoas como ela. Lisa mostra a Vic, através de seus poderes, como é essa escola. Ela tem uma visão de várias pessoas com poderes diferentes e se sente atraída logo de cara por um garoto misterioso. Com medo de machucar mais pessoas ela aceita ir.
Vic se vê em um mundo que não sabia existir, o mundo ao qual seus pais pertenceram. Ela começa sua jornada para saber mais sobre sua história, seus poderes e sobre si mesma.
Ao chegar em Aprendum, Vic se depara inúmeros poderes diferentes. Penny controla o fogo, Alice pode mover objetos, Thiago voa, alguns controlam as flores... Mas quem a atrai mesmo é Alex, o meio vampiro.
Alex não tem amigos, se mantém longe de todos, é misterioso. Acham que, por ser meio vampiro, Alex escolherá o lado mal, mesmo não sendo um vampiro completo. As pessoas tem medo que Alex as ataquem.
Vic não o considera um perigo, pelo contrário, é tão fascinada por ele que tentará se aproximar de qualquer maneira.
Ela faz ótimos amigos e aos poucos vai desenvolvendo seus poderes nas aulas. Em meio a tudo isso, Vic tem de lidar com Alex sempre evitando-a, não querendo ser seu amigo.
Ela não entende o porque de Alex se esquivar tanto e, mesmo sabendo que ele pode machucá-la, ela quer se aproximar. Ele tem muitos motivos para se manter longe e acredita que seja melhor que ela não conheça esses motivos.
Victoria terá muitos mistérios a descobrir, muitas revelações, segredos que podem colocar em risco não só sua vida, mas a de seus amigos e de Alex.

O livro mistura o universo dos X-Men, com uma pitada de Harry Potter (me lembrei de Hogwarts e a professora de premonição me lembrou um pouco da Sibila) e sem contar um pouco de Crepúsculo (pelo romance entre seres diferentes)... Ao ler a sinopse e ver o título, achei que a Vic teria poderes que tivessem a ver com água e me enganei completamente. kkk
Esse livro é maravilhoso! Apesar de ter mais de 400 páginas, a leitura é extremamente rápida.
Me encantei tanto pela história de li 329 páginas em um dia... Acho que, se não tivesse várias coisas da faculdade para fazer, teria lido o livro todo em um dia. Demorei para conseguir terminar por causa dessas atividades e, nesse meio tempo, só conseguia pensar no que poderia acontecer no final desse livro.
Os personagens são bem construídos. Victoria é uma personagem forte, determinada e vai aprendendo a controlar seus poderes aos poucos, é muito bom ver seu crescimento ao longo da história.
Alex... O que falar dele? Desde o início foi um personagem que me encantou. Até quando ele ficava em seu canto, eu tinha certeza que ele era super fofo. Foi impossível não sorrir e suspirar com ele e a Vic.
Além dos dois, o livro tem outros personagens incríveis; como Penelope (Penny), que controla o fogo e é amiga para todas as horas; Ben, que é um fofo e se mostra muito companheiro; Alice, que de início senti certa antipatia, mas aos poucos passei a gostar dela; Tiago, que é o Voador e também me conquistou, entre outros... Isso sem falar dos professores... A que mais gostei foi a Lisa.
A narrativa da autora é maravilhosa, extremamente fluida e a história te envolve até o final. Eu me envolvi tanto com esse livro que quase esqueci de comer nesse dia. kkk
Assim que cheguei ao final não pude deixar de ficar com aquele gostinho de quero mais.
Gostei muito do trabalho da Chiado Editora. As páginas são amareladas, as fontes são de bom tamanho e percebi poucos erros ortográficos durante a revisão. A capa tem tudo a ver com a história e me chamou a atenção desde o início.
Com certeza entrará no Top 10 de melhores livros desse ano e é um favorito.
É um livro com lutas, fantasia, romance, inúmeros segredos sendo revelados a todo momento...
Não sei se consegui mostrar o quanto gostei desse livro, mas espero que sim. Leiam! Com certeza vale muito a pena!!!

site: http://osamantesdaleitura.blogspot.com.br/2015/06/golfinhos-e-tubaroes-o-outro-mundo-tais.html
Tais Cortez 05/06/2015minha estante
Oiii, Tifany
Nossa, q resenha mais maravilhosaaaa! AMEI!
Obrigadaaa :)
Fico mto feliz em ver o quanto gostou e adorei ler suas impressões a respeito do enredo, personagens, minha escrita, capa, etc!
Bjsss
e sucesso ao blog!




Karol 31/05/2015

Resenha do blog Hey Karol
Victoria morou com seus pais adotivos, Ana e Greg, desde os cinco anos de idade, quando, segundo o orfanato, seus pais biológicos morreram por causa de uma doença misteriosa; ela não se lembra de sua vida antes disso. Sua família sempre viveu de aparências, e Ana a adotou por não ter tempo o suficiente para cuidar de um bebê, então uma criança pareceu bem conveniente até para ser apresentada em seus diversos eventos e festas sociais. Presidente de uma indústria de cosméticos, vivia fora, sempre trabalhando - e quando estava em casa, continuava a trabalhar. Greg também trabalhava bastante, contudo sua relação com Victoria era mais real. Sendo assim, a garota foi criada por empregados e mordomos que sempre eram demitidos e substituídos, para que ela não se apegasse a eles tanto quanto aos seus pais.

Aos quinze anos, Vic começou a sofrer várias mudanças. Seus cabelos ruivos escureceram, ela se tornou mais rápida e forte, alguns de seus sonhos eram premonições e seus sentidos ficaram cada vez mais aguçados, possibilitando-a a ouvir e enxergar melhor, por exemplo. Isso fez com que seus amigos de escola se afastassem dela e que ela se tornasse uma pessoa reclusa; apesar disso, seus pais fingiram não notar, como se não houvesse nada de errado. Isso até a tragédia acontecer, poucos anos depois. Após uma terrível dor de cabeça, sem saber como aconteceu, Vic destruiu a casa. Ao abrir os olhos, todos os vidros estavam quebrados, havia uma rachadura imensa do chão ao teto e Ana e Greg estavam suspensos na parede. Não dava mais para ignorar. Ana a queria fora de casa.

Sendo assim, certo dia, um casal foi até a casa deles para conversar com Victoria. Vítor, um homem mais alto do que o comum, dono de uma voz grossa e tranquilizante, e Lisa, uma mulher de cabelos vermelhos repicados acima do ombro e olhos verdes, eram diferentes assim como ela. Mutantes. Eles queriam levá-la a Aprendum, um castelo no mundo deles onde ela teria aulas para aprender a controlar suas habilidades. Lisa a mostrou, através de uma visão, o lugar onde ela viveria; as pessoas treinando, o campo, tudo, e ao fim dessa visão ela viu um menino de cabelos negros e olhos terrivelmente azuis. Vic precisava saber quem ele era. Movida pela necessidade de encontrar o garoto e controlar seus poderes, aceita ir com o casal, mas seus planos, voltaria para casa em breve.

Em Aprendum, todos conheciam Vic devido aos seus pais biológicos, famosos por serem os líderes da Grande Guerra, e esperavam muito dela em relação aos seus poderes. Suas aulas eram bastante diferentes das que tinha no mundo humano: mente, força, premonições e sentidos, isso de segunda a quinta-feira. Sexta-feira a rotina era quebrada pela aula de combate. Já em seu primeiro dia na nova vida, a menina faz amigos, como Penny, Ben, Thiago, Jasper, Alice e os gêmeos, e conhece o misterioso garoto de cabelos escuros e olhos azuis, Alex, que a salvou na aula de força, quando ela quase foi atingida; todos se surpreenderam, uma vez que ele nunca tinha movido um dedo por ninguém ali.

Alex é um mestiço, filho de uma humana com um vampiro, e nunca ficava próximo às pessoas. Não tinha amigos e nem nada do tipo, então ficava isolado dia após dia, noite após noite. Atraída por aquele ser de beleza extraordinária, Victoria tentou se aproximar incontáveis vezes, enquanto ele e todos alegavam que ele era uma ameaça e que ela não deveria. As coisas não eram fáceis por ele estar sempre tão perto e ao mesmo tempo tão longe... Algo a chamava para ele. Algo simplesmente incontrolável. E, assim, Vic vai descobrindo cada vez mais sobre o meio vampiro e o sentimento de um pelo outro, seu passado, seus pais, seus poderes e o mundo ao qual pertence. Conhece novas pessoas, novos lugares como Zápia, a cidade na qual as pessoas como ela e alguns humanos vivem, Mórmon, o castelo de Zápia, e a linha Quisley, que não pode ser ultrapassada. Uma história intrigante sobre auto-conhecimento, novas descobertas e, claro, amor.

Admito que não sei até onde é spoiler, então vou contar só até aqui. Apesar de pouco, quase nada, creio que seja o suficiente. Recebi o livro em um momento meio conturbado e não estava muito com cabeça para esse tipo de leitura, com fantasia e romance, e talvez isso tenha dificultado no começo, mas quando você entra no clima - se você, como eu, não estiver no clima -, você não para. Só parei porque descobri que durante a semana eu tenho que fazer uma coisa que se chama viver, mas não é tão emocionante quanto a ficção... A história é bastante envolvente e curiosa, um misto de Harry Potter, X-Men e Crepúsculo e, ao mesmo tempo, totalmente diferente. Tais, mulher, como você faz isso? Golfinhos e Tubarões - O Outro Mundo aquele tipo de livro que tem um ponto, que, desde o começo, você sabe o que a história busca, todavia tudo pode acontecer no desenvolvimento, e essa é a coisa.

Como a maioria dos livros, algumas coisas me irritaram. Primeiro, a Victoria é insuportável até pouco mais da metade do livro. Sua obsessão por Alex me tirava do sério, ela não tinha controle! O menino dizia não e ela insistia, insistia e insistia. Fiquei muito irritada por isso. E o Alex também me irritou um pouco, porque falava "não" e no segundo seguinte estava seguindo a Vic. Poxa, gente, parem de lutar contra esses sentimentos, por favor. E depois ele cedeu rápido demais. Tipo, muito. Em questão de segundos, após tanta enrolação, ele estava "tudo bem, vamos ser amigos". Poderia não ter enrolado tanto. Outra coisa que me irritou foi o fato de haver muitos pensamentos repetidos, e creio que o livro poderia ser bem mais sucinto sem tudo aquilo; o uso de algumas expressões repetidas vezes também me deixou nervosa, como "minha rapidez inumana" e "minha/meu *insira o nome de um sentido aqui* aguçada/o", porque eu sei que ela não é humana e eu sei que ela tem os sentidos mais apurados, então não era necessário repetir isso a cada, sei lá, cinco páginas. Alguns outros aspectos desse tipo me irritaram, mas nada tão importante. E outra, com o passar do tempo a frequência foi diminuindo e eu fui me acostumando, portanto não interferiu tanto quanto a obsessão da protagonista. Sobre a escrita, encontrei alguns errinhos de pontuação e, como já disse na resenha do outro livro da autora, O Último Homem do Mundo, não gosto daquela coisa "Oi - disse, animada." "Oi - ele respondeu com um sorriso no rosto.". Fora isso, nada. Eu gosto bastante da escrita da Tais, flui muito bem.

Saindo um pouco da história e tudo o mais, achei que a Chiado fez um ótimo trabalho com a capa, principalmente, já que a imagem é linda e tem um grande significado, a posição das palavras está ótima e a fonte escolhida ficou muito boa. A diagramação e o espaçamento são bons, a letra está num tamanho excelente, as páginas são amareladas e ásperas e o cheiro é agradável. De negativo, só achei as orelhas um pouco curtas para as 419 páginas do livro e não gosto muito quando aquela película brilhante que envolve a capa sai com facilidade - o que acontece até pelo fato de várias pessoas terem lido o livro antes de mim, então isso meio que não conta. Acho que nunca tinha lido um livro dessa editora, apesar de conhecer alguns, e achei muito bom o trabalho deles.

Por fim, só tenho que dizer que, sim, eu gostei do livro! Por um momento eu pensei que não fosse gostar, admito, e apesar de ter sido até bem previsível, é uma ótima leitura que eu não pensaria duas vezes se pudesse ler novamente em um outro momento. Personagens com características fortes e muito bem construídos; os secundários, também, não deixaram a desejar! Eu não gosto de vampiros, não sei o porquê, e até ontem eu dizia que Híbrida era o único livro do gênero que eu gosto. Hoje, adicionei mais um à lista. Então, se você gosta de Harry Potter, leia! Se você gosta de Crepúsculo, leia! Se você gosta de X-Men, leia! Se você gosta de romance, leia! Se você gosta de tudo isso, leia! Se não gosta, também leia! Você não vai se arrepender.

site: http://www.heykarol.com/2015/05/livro-golfinhos-e-tubaroes-o-outro-mundo.html
Tais Cortez 31/05/2015minha estante
Oiii, Karol!
Obrigada pela resenha :)
Fico feliz q tenha se interessado em conhecer não apenas um, mas meus dois bbs, e q ambos a tenham agradado, embora sejam bem diferentes rsss
Gostei bastante de ver tudo o q gostou e o q a desagradou tb.
Q venha agora o terceiro! hehe
Bjsss e sucesso ao blog!




Maria 30/05/2015

Uma mistura de Harry Potter, X-Men e Crepúsculo, e que deu certo!
O livro é narrado em primeira pessoa por Victoria. Ela era órfã e foi adotada por Ana e Greg quando tinha cinco anos, não se lembrava de nada de sua vida antes da adoção. Ana e Greg eram um casal rico, mas trabalhavam muito e davam pouca atenção e carinho para a garota. Quando ela fez quinze anos, mudanças estranhas começaram a acontecer: seus cabelos ruivos tornaram-se pretos, seus sentidos ficaram mais aguçados, ela ficou mais forte e alguns de seus sonhos eram premonições.

Até que Victoria perdeu o controle sobre si mesma, um dia ela ficou nervosa e quase machucou gravemente seus pais adotivos. Foi então que Lisa e Vitor apareceram em sua casa e a levaram para um colégio interno. Mas não era um colégio comum, e sim um colégio para pessoas como ela: mutantes. Num primeiro momento, Victoria não gostou muito da ideia de ir para esse colégio, mas como precisava aprender a se controlar, aceitou ir. Quando aprendesse o suficiente, estava determinada a partir para algum outro lugar.

"Não é uma questão de entender por que existimos, mas de saber existir sendo o que somos."

"Acordaria no mesmo lugar no dia seguinte. E no outro. E no outro. Contra a minha vontade, minha vida tinha mudado. E eu estava convicta de que nunca mais seria a mesma." (página 37)

Outro motivo também fez com que ela fosse para Aprendum (esse era o nome da escola): quando Lisa lhe mostrou Aprendum em uma visão, Victoria pode observar alguns alunos, mas um lhe chamou a atenção, isolado e misterioso. Ela sentiu uma necessidade de vê-lo de perto.

Victoria foi para Aprendum, onde passou a ter aulas bem diferentes, para desenvolver suas habilidades. Ela descobriu que seus pais biológicos também eram como ela e haviam estudado naquele colégio, Victoria ficou sabendo que eles morreram pouco após uma guerra entre mutantes do bem (que seriam os golfinhos) e mutantes do mal (os tubarões). Ela queria saber mais sobre eles, entender porque não se lembrava de seus primeiros anos de vida, mas parecia que as pessoas que teriam as respostas para suas perguntas não estavam dispostas a lhe contar.

Em Aprendum, Victoria foi se sentindo acolhida e fazendo novas amizades. Mas a pessoa de quem mais queria se aproximar, Alex (o garoto misterioso que a encantou na visão de Lisa), parecia querer evitá-la a todo custo. Alex não evitava apenas Victoria, mas todos os outros colegas da escola. Ele era metade humano, metade vampiro, e seu lado vampiro poderia ser uma ameaça para os demais alunos, de forma que Alex sempre se isolava.

"Tudo relacionado a ele exercia efeito hipnotizador em mim. E eu o seguiria por todo o mundo, naquele mesmo instante, se ele me pedisse." (página 93)

Mas Victoria desenvolveu uma verdadeira obsessão por Alex, e faria de tudo para se aproximar dele, conhecê-lo melhor e ser, pelo menos, sua amiga. Essa aproximação dos dois foi bem difícil, e trouxe graves consequências para todos. A autora criou um meio-vampiro que não tinha medo da luz solar, mas que precisava aprender a controlar sua sede de sangue e decidir para qual lado seguiria (e eu torci muito para que ele seguisse para o lado do bem). Victoria teve que ser muito persistente e corajosa para mostrar a Alex que era forte o bastante para conseguir se defender dele.

Golfinhos e Tubarões - O outro mundo tem um toque de Harry Potter (escola para jovens com poderes especiais [já vi os dois primeiros filmes e li os dois primeiros livros]), X-Men (mutantes [vi alguns dos filmes]) e Crepúsculo (amor entre vampiro e ser de outra espécie [vi alguns dos filmes]), e o resultado dessa mistura ficou muito bom! Gostei muito do livro, que foi ficando melhor a cada página e eu fui me conectando aos personagens cada vez mais.

Na história tem aquelas divergências básicas entre adolescentes, um querendo se mostrar melhor que o outro; tem as amizades que foram sendo construídas de maneira bem convincente; tem um vilão muito malvado e detestável e, claro, tem romance. Ah... o romance! A Victoria é aquele tipo de personagem capaz de fazer tudo por quem ama. E eu torci tanto, mas tanto para que ela e o Alex tivessem um final feliz! Pela natureza dele, os dois não podiam ter muito contato físico ou ele sentiria dor ao tentar controlar seus instintos vampirescos. Imaginem que triste não poder abraçar uma pessoa que você gosta.

"Contive o impulso de acariciar seu belo rosto. Eu já lhe causava dor quando o tocava acordado e não queria perturbá-lo em seu tranquilo sono. Talvez esse fosse o preço de sua inumana beleza: eu não podia tocá-lo, limitando-me somente a contemplá-lo à distância." (página 365)

"Eu sabia que novos obstáculos viriam. A ninguém era permitido ser tão feliz sem que fosse cobrado um preço por essa felicidade. Não importava, eu pagaria o que fosse para estar com Alex. As coisas são simples quando se define aquilo que se quer. E eu o queria. Com todo o meu ser, eu o queria." (página 243)

Victoria e Alex são personagens que garantiram um lugar no meu coração. Falando no Alex, depois da Victoria, ele foi o personagem que mais gostei. Fiquei tentando adivinhar quais segredos ele escondia em seu passado.

Creio que a autora poderia ter descrito as características físicas de alguns personagens de forma mais sutil e menos repetitiva, principalmente no início do livro. A rotina de estudos no Aprendum também poderia ter sido melhor explorada, achei um absurdo a Victoria ter que ir para uma aula no dia seguinte em que chegou no colégio e não ter recebido a mínima orientação sobre como essas aulas funcionariam. E achei que ela demorou bastante para mergulhar na busca por suas origens.

Depois da leitura, entendi o que a capa significa e ela tem tudo a ver com a história. A diagramação está muito boa, com margens, espaçamento e letras de tamanho bom. As páginas são amareladas e tem uma textura porosa.

Enfim, Golfinhos e Tubarões foi um livro que gostei e que recomendo, principalmente para quem gosta de boas histórias, que misturem fantasia e romance, daquele tipo que a gente quer saber como termina mas não quer que acabe. A trama tem potencial para um continuação, e eu adoraria que a Tais lançasse mais livros sobre o mundo que ela criou.

site: http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/2015/05/resenha-livro-golfinhos-e-tubaroes-tais.html
Tais Cortez 30/05/2015minha estante
Oii, Maria
Obrigada pela resenha!
Ela realmente está ótima. Vc abordou os principais pontos e fez algo que eu raramente vejo: explicou o título rss
Que bom q achou que a capa tem a ver com a história. Eu tb acho! hehe
Fico mto feliz q tenha se interessado por meu bb, e mais ainda por ter gostado e pelos protagonistas terem conquistado seu coração!
Bjsss
e sucesso ao blog!




Naty 27/05/2015

Uma história mágica e inesquecível
[Resenha postada originalmente no blog Naty in Wonderland]

Qualquer semelhança com X-Men ou até mesmo com Harry Potter, é mera coincidência.

Primeiro, temos a garota que descobre que tem habilidades especiais e que vai para um lugar que a ajudará a aprender a controlá-los. Lá ela descobre ser famosa (por algo que seus pais fizeram no passado do qual infelizmente ela não consegue se lembrar e que ninguém parece querer contar a verdade a ele). Victoria se apaixona a primeira vista por aquele gato (Alex, um meio vampiro). Notou alguma semelhança com as duas obras citadas acima? Pois bem, foi difícil não me lembrar de Harry Potter quando comecei a ler, e as referências são várias. Victoria vai para um castelo onde suas aulas consistem em ensinar o controle sobre suas habilidades, que foram herdadas de sua mãe e seu pai, dos quais ela sequer se lembra. Temos outros estudantes que estão no castelo pelo mesmo motivos, e que possuem cada qual uma habilidade diferente. Lembrou X-Men? Uma mistura dos dois então!

Além disso, temos o romance, pois Vic se apaixona a primeira vista por Alex, o garoto meio vampiro que não fala com ninguém e que para espanto de todos a salva em seu primeiro dia de aula. Um típico amor impossível, pois logo descobrimos que sua condição de meio vampiro o torna extremamente perigoso, principalmente para Vic, que não quer nem saber disso.

O curioso é que a história não se resume somente a isso (como aconteceu em Crepúsculo). A autora, Tais soube exatamente como introduzir um clima que foi se desenvolvendo aos poucos durante a trama, enquanto nos proporciona uma agradável narrativa, sem atropelos e com diversos acontecimentos, ligando os fatos da história. Temos o autoconhecimento, temos o romance, temos o clímax da obra, temos um vilão (que se apresenta quase no final), temos as descobertas, temos aceitação, temos ação, logo temos uma boa história.

Nós não sabemos por que existem tubarões e golfinhos, se já existem peixes. Não é uma questão de entender por que existimos, mas de saber é uma questão de entender por que existimos, mas de saber existir sendo o que somos - [...]" p.31

Para os leitores que não curtem um romance, fica um aviso. Você pode acabar achando o relacionamento de ambos um pouco chato e até lento demais, mas que possui uma certa química, e que funciona de acordo com o autoconhecimento da protagonista (seja com o aprimoramento de suas habilidades ou com a relação interpessoal de Vic com seus amigos e Alex), criando uma atmosfera que funciona direitinho para a narrativa em si, uma vez que não possui triângulo amoroso.

Por mais que tenha várias referências a outras histórias e universos já criados, Tais dá um toque extremamente pessoal e transforma Golfinhos e Tubarões numa história única, cheia de seres fantásticos como Unicórnios, vampiros, com ação na medida certa, romance, unido o útil ao agradável, sem cair na mesmice do clichê que tantas outras obras abordam por aí. Sabe aquele negócio de ir ao infinito e além? Pois bem, Tais faz isso.

Até o momento que recebi o convite para participar do 15º Book Tour, eu sequer imaginava que poderia existir uma história tão boa como essa. E é realmente uma pena que o título seja um tanto desconhecido pelo público em geral. Espero que essa iniciativa ajude a autora a divulgar ainda mais o seu trabalho, pois o que é bom merece ser lido, e por ser brasileiro merece ser lido duas vezes.

site: http://naty-land.blogspot.com/2015/05/golfinhos-e-tubaroes-o-outro-mundo.html
Tais Cortez 28/05/2015minha estante
Oiii, Naty
Muito obrigada pela resenha!
Gostei muito!
Fico feliz q, apesar de remeter a outras obras, vc conseguiu ver o livro como uma história única ;)
Adorei ter "ao infinito e além" rsss
Bjsss
e sucesso ao blog!




Monika 25/05/2015

Golfinhos e Tubarões
Não me lembro como conheci a autora Tais Cortez , só sei que quando me dei conta, já estava participando do Booktour O Último Homem do Mundo e logo em seguida do Booktour Golfinhos e Tubarões e a partir daí virei sua fã número um.

Tais tem uma criatividade sem igual e uma forma toda especial de escrever seus livros, suas histórias nos prendem do início ao fim, sem ao menos nos dar chances de respirar. Quando você inicia a leitura, não quer mais parar até chegar ao fim.

Quando topei participar do Booktour Golfinhos e Tubarões, confesso que o fiz às cegas, não li a sinopse e nem procurei saber de que se tratava o livro, apenas me guiei pelo efeito mais que benéfico que seu primeiro livro teve em mim.

Ele chegou em casa e minha primeira reação foi de susto, afinal, são 419 páginas. Após ler a sinopse descobri que se tratava de um livro do gênero fantasia. Iniciei a leitura no mesmo dia, achando que a história teria algo a ver com o universo marítimo por causa do título e para minha surpresa me enganei redondamente. Aliás, esse título é perfeito!

A maior parte da história se passa em uma espécie de universo paralelo, em uma cidade chamada Zápia, mais precisamente numa escola para alunos (mutantes) como Victória: Apendrum. Victória já havia sido apresentada a Zápia e Apendrum, através de uma visão provocada por Lisa, isso no dia em que Lisa e Vitor foram buscar Victória após ela quase matar seus pais adotivos Ana e Greg, por não saber controlar seus poderes recém adquiridos. Foi nessa visão que ela se apaixonou por Alex, o meio vampiro que todos adoram odiar.

Que loucura, não? Pois é, Lisa e Vitor são professores e meio tutores de Victória. Eles a levaram para Apendrum para ela aprimorar seus poderes. É lá que Vic conhece Penny e Ana, suas amigas (adoráveis por sinal), Thiago e Ben (mais amigos adoráveis), Alice (nem tão legal assim) e vários outros alunos igualmente mutantes como ela. Ah, claro! O menino mais lindo do mundo Alex.

Alex é o menino meio humano, meio vampiro, que todos temem. Ele é marrento e não fala e nem se aproxima de ninguém. Mas com a chegada de Victória, as coisas começam a mudar.

Entre treinamento para aperfeiçoar técnicas sobre-humanas, os avanços entre todos os mistérios sobre a morte de seus pais, as provocações de Alice, as aventuras com as amigas e amigos, Victória conhece o amor. E ela é capaz de qualquer coisa para ficar com Alex, até mesmo enfrentar o rei dos vampiros.

O livro em certos momentos nos lembra alguns trechos de X-Man, Crepúsculo e Harry Potter, inclusive alguns nomes, mas em nada atrapalha o andamento da história. E convenhamos que uma mistura dessas só poderia resultar em um livro pra lá de maravilhoso.

Gostei demais da leitura, as 419 páginas fluíram como se fossem apenas 50 e deixaram um gostinho de quero mais. Já estou sentindo falta de todos os personagens e imaginando que poderia fazer parte desse mundo sem pestanejar. Golfinhos e Tubarões tem tudo na dose certa, tudo o que esperamos de um livro. Leitura mais que recomendada.


site: www.monykisses.com.br/ www.osliteratos.com.br/
Tais Cortez 26/05/2015minha estante
Monikaaaa...obrigada pela maravilhosa resenha!
Ameeii :)
Foi um prazer ter conhecido vc e me sinto honrada por ter uma fã tão incrível e carinhosa!
Fico feliz q tenha gostado de mais um bb e adorei perceber o quanto minha escrita e o enredo a mantiveram presa à leitura do começo ao fim!
Q venha agora o terceiro! rss
Bjsss
e sucesso ao blog!




Tatah 24/05/2015

Victoria se surpreende quando aos 15 anos descobre que tem poderes sobrenaturais. Como em um passe de mágica ela de repente descobre que tem uma força e velocidade fora do comum, além de ter premonições. Ana e Greg, seus pais adotivos, passam a ter medo dela quando ocorre um incidente envolvendo eles. Sem saber controlar seus poderes e com medo de machucar gravemente alguém, Victoria não hesita quando dois estranhos vão até a casa dela e a convida para ir com eles para um lugar em que ela encontraria pessoas como ela, e onde poderia aprender a controlar seus dons.
Apesar de entusiasmada com a idéia de conhecer pessoas como ela, seu intuito era ficar lá temporariamente. Apenas pretendia aprender a controlar seus poderes e voltaria para casa, para que não se tornasse uma ameaça para seus pais. Porém quando chegou lá conheceu pessoas realmente muito especiais. Conheceu o poder da amizade verdadeira, e também do amor verdadeiro. Alex chamou sua atenção desde o primeiro instante em que o viu. Ele era um rapaz solitário, não aceitava que ninguém se aproximasse e não tinha amigos. Porém, sem que Victoria entendesse o porque, apesar de se manter distante ele tinha algumas atitudes que demonstravam que ele se preocupava com ela. Isso apenas a instigava mais a se aproximar dele, apesar das inúmeras vezes que ele o repeliu.
Além de todas essas mudanças e confusões que o amor causa na vida dela, ela sente que lhe escondem um grande segredo, pois todos se recusam a falar da morte dos seus verdadeiros pais, que supostamente tinham morrido de uma doença misteriosa quando ela tinha cinco anos. Quando menos espera, sua vida é colocada em risco e da pior forma possível descobe toda a verdade sobre o seu passado.
Golfinhos e Tubarões é um livro que nos prende a atenção do inicío ao fim, tem uma escrita fácil e um enredo muito bem estruturado. É um livro leve e cativante. O universo criado pela autora é muito rico em detalhes, a rotina dos alunos de Aprendum é muito interessante. A cidade de Zápia e Zauron, tão ricas em detalhes que você sente como se conhecesse de verdade o lugar. Tudo contribui para uma boa leitura. Eu me encantei pelo livro e indico para todos os que gostam de literatura fantástica.
E não poderia deixar de dizer, a literatura brasileira cada vez mais me surpreende e ganha por completo meu coração! Dá um baita orgulho de ver a qualidade do livro e o talento da autora, e tenho certeza que nomes como o dela ainda serão muito falados por aí.

site: http://fotografiaeleitura.blogspot.com.br/
Tais Cortez 25/05/2015minha estante
Oiii, Tha!
Obrigada pela linda resenha!
Vc soube abordar os principais aspectos sem dar nenhum spoiler e deixou um certo mistério no ar rss..
Adorei qnd disse q sentiu como se conhecesse o lugar de vdd, pois eu gosto mto dessa sensação qnd leio um livro!
Bjsss
e sucesso ao blog e à carreira de escritora ;)




Patrini 19/05/2015

Um outro mundo imprevisível e encantador!
Victoria foi adotada aos cincos anos, e vive com Ana e Greg desde então, sabendo apenas que seus pais morreram devido à uma terrível doença. Tudo ia bem na vida da garota, mas ao completar quinze anos as coisas mudaram: ela descobriu habilidades assustadoras e muito poderosas. Como se a situação não estivesse estranha demais, ainda por cima surgem duas pessoas querendo levar Victoria de sua casa, com a promessa de que ela finalmente teria as respostas que sempre quis. Sem escolha, ela decide ir com o casal esquisito e saber o que eles poderiam lhe contar. O que ela não imaginava era que nesse novo mundo ela descobriria amizades verdadeiras e um sentimento muito forte, que nem ela mesma era capaz de controlar, e que a colocaria frente a frente com os maiores perigos que ela já havia encontrado. Estaria Victoria pronta para saber toda a verdade há muito tempo oculta?

Comecei a ler Golfinhos e Tubarões sem muitas expectativas, confesso, pois não queria jogar tanta pressão em cima da autora. Mas conforme as páginas passaram, ficou impossível me conter! A escrita da Tais é fluida e evolui de forma maravilhosa no decorrer da trama. Você se vê envolvido naquela história, e literalmente sente-se parte daquele enredo. As palavras saltam das páginas e voam diretamente pra nossa imaginação. E lá elas se alojam, e permanecem, até depois de fecharmos o livro!

O universo criado pela autora é impecável! Lá dentro não existem pontas soltas, tudo faz sentido. Os objetos, as criaturas, as habilidades de cada um, o modo como tudo se desenvolve, nada é esquecido pela Tais, tudo é descrito nos mínimos detalhes e tu passa a compreender e se afeiçoar a este mundo tão distinto e novo pra nós.

Os personagens são incríveis, cada um deles é completamente diferente do outro, e ao mesmo tempo eles se completam e determinam juntos o rumo que a história tomará. Victoria é uma garota assustada, que descobre do dia para a noite que toda a sua vida era uma mentira. É muito interessante ver o modo como ela consegue se adaptar a todas as coisas novas que surgem em seus dias, e como ela aprende e cresce com todas as adversidades pelas quais precisa passar. Persistente, ela sabe o que quer, e não tem medo de correr riscos por isso. Alex, por outro lado, talvez por sua raça ou talvez por receio, é muito controlado, e teimoso ao extremo. O garoto insiste em manter seu maior amor longe, mas ao longo da história descobrimos o motivo para isso, e entendemos completamente o lado dele. Eu fiquei encantada pelo garoto misterioso desde o início, a forma carinhosa e protetora com que ele trata a nossa protagonista é admirável e muito bonita. O relacionamento dos dois é intenso, forte e puro, e acompanhar o desenvolvimento dele me deixou suspirando feito uma boba.

Os demais personagens também são indispensáveis ao enredo. Todos eles acabam, em algum momento, determinando o desenrolar da trama. Os amigos de Victoria são fieis e muito companheiros. Sempre procuram colaborar com o que podem para a adaptação da menina ao lugar, e são os únicos com quem ela sabe que pode contar. Os professores são inteligentes, perspicazes e muito astutos, é difícil esconder qualquer coisa deles. Eles também estão sempre por perto para quando os alunos precisam, e eu achei a amizade deles com seus aprendizes muito bonita. Todos são tratados como iguais, não há nenhum tipo de prioridade sobre nenhum dos estudantes.

Para mim, o mais interessante no livro é o universo que a autora construiu: cheio de elementos diferentes, com detalhes interessantes e novidades instigantes que eu nunca havia lido antes. As criaturas sobrenaturais utilizadas no enredo são sim repetidas, mas a forma como a Tais as introduziu na sua história foi inédita e é impossível não se apaixonar mais uma vez por eles.

A diagramação da editora está linda. Admito que não tinha entendido a capa quando a vi pela primeira vez, mas depois de ler o livro não poderia imaginar nada diferente dela. As letras são medianas e colaboram para uma leitura prazerosa. As páginas amareladas não cansam os olhos e são muito bonitas, na minha opinião, deixam o livro mais charmoso.

Ao final da leitura, pude perceber o quanto a Tais é talentosa! O livro é escrito primorosamente, a história é interessante e muito envolvente, o enredo é cheio de detalhes que realmente prendem e instigam o leitor. A única coisa que me conforta com o término da leitura é que o livro terá uma continuação, e eu espero e torço para que ela saia em breve, porque quero logo voltar para esse universo misterioso e encantador!

site: http://livroosviajantes.blogspot.com.br/2015/05/resenha-book-tour-golfinhos-e-tubaroes.html
Tais Cortez 19/05/2015minha estante
N-O-S-S-A....
Q resenha mais perfeita!!!!
AMEI TUDO...fica até difícil escolher um trecho preferido para postar no face rss
Vc não imagina como é maravilhoso ler um feedback tão detalhado e apaixonado quanto o seu!
Adorei o carinho e tempo q vc dedicou para falar do enredo, dos personagens, da minha escrita, dos elementos, e tudo mais!
É uma delicia ver o livro através dos olhos dos leitores, e vc me possibilitou isso de maneira primorosa!
Obrigada pelo carinho por mim e meu bb!
E pode deixar q vou caprichar na continuação :)
Bjsss
e sucesso ao blog!




113 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |



logo skoob
"É sem dúvida um sinal de liberdade, uma mostra de que é a própria leitura que está pedindo seu espaço, independentemente de campanhas de incentivo."

JB Online