Faça seu login para ter acesso a todo conteúdo, participe também do sorteio de cortesias diárias. É rápido e gratuito! :) Entrar
Login
Livros | Autores | Editoras | Grupos | Trocas | Cortesias

A Garota Que Você Deixou Para Trás

Jojo Moyes
Resenhas
Recentes
42 encontrados | exibindo 1 a 5
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9


Ednan 01/08/2014

A garota que você deixou para trás – Jojo Moyes
O que me fez ler esse livro? De início foi o título. Quando eu li o nome do livro, eu me perguntei: “Por que ela ficou para trás?”. E a conclusão que eu cheguei foi: “Eu PRECISO ler esse livro”.

Outro fator que me chamou atenção para ler esse livro foi o fundo histórico, já que a primeira parte da história se passa na Primeira Guerra Mundial. Nela conhecemos Sophie Lefévre, esposa do pintor – que no livro foi recrutado como soldado- Édouard Lefévre. Enquanto ele luta contra os alemães, Sophie vai viver no interior da França, para manter a família em segurança.

Depois de ser obrigada a cozinhar para os alemães, Sophie percebe um interesse do comandante alemão em um quadro pintado por seu marido, essa obra é um retrato dela.

A segunda parte se passa em 2006 e conhecemos Liv Halson: a viúva de um arquiteto que ganhou de presente de casamento do marido o quadro que acabei de citar. É nesse momento em que as duas histórias se cruzam, levando ao um processo judicial e muitas revelações inesperadas acontecem.

Continua em:

site: http://blog.carolinabachiega.com/resenhas-literatura-historia/a-garota-que-voce-deixou-pra-tras-jojo-moyes/
comentários(0)comente



babisenberg 28/07/2014

Quando comecou a segunda parte fiquei meio perdida. Foi meio que um baque a primeira parte "acabar" do jeito que acabou, parecia que eu nao tinha terminado de ler, queria saber o resto. Claro que aos poucos, no meio da segunda parte da estória fui descobrindo o que aconteceu.
Gostei mais dos personagens da primeira parte, a moca da segunda me pareceu meio chatona. Mas no geral gostei da estória e realmente nao imaginava esse final.
comentários(0)comente



Fabi Brandes 28/07/2014

A garota que você deixou pra trás
Há algum tempo uma amiga muito próxima a mim disse que eu deveria ler Jojo Moyes. Foi quando ela apareceu com esse título, a Garota que você deixou pra trás. Ela comentou que o o livro era maravilhoso e que eu deveria ler, sem dúvidas. Claro que, depois de uma indicação desas, comecei a ler quase que imediatamente.

Mas, em um primeiro momento, minha intenção foi de abandoná-lo logo nas primeiras páginas. O livro começa contando a história de uma família assolada pela Primeira Guera Mundial, a qual estava nas mãos dos alemãs e deveria fazer tudo como eles queriam. Para Sophie, sua missão era manter a família em segurança e garantir que tudo ficasse perfeito até que seu amado marido Édouard voltasse da batalha.

Acho que foi aí que eu empaquei. Não estava na época de ler esse tipo de romance histórico. Porém, quando disse que abandonei a leitura, minha amiga insistiu para que eu continuasse, pois ela me garantiu que o livro era muito bom.

Persistente, comecei do zero, novamente. E foi então que comecei e me apaixonar pelo livro. Creio que comecei com um novo olhar, e aos poucos, as páginas foram se tornando cada vez mais leves e a trama foi ficando realmente interessante. Principalmente quando você entende que " A garota que você deixou pra trás" é, na realidade, um quandro o qual Édouard pintou para Sophie, um retrato de sua amada esposa.

E tudo gira em torno do quadro, desde à guerra até os tempos atuais. Uma obra de arte, como todos sabemos, pode atravessar gerações, e agora, em plenos anos 2000, ele está com Liv, uma viúva que luta para pagar as contas e tentar manter o estilo de vida que levava enquanto seu amado ainda era vivo.

Acontece que agora, o quado vale muito dinheiro, e os antepassados de Sophie, claro, querem reavê-lo com urgência. É aí que você fica dividido, pela família de Sophie, que teria direito ao quadro, e por Liv, já que essa é a lembrança mais linda que ela tem de seu falecido marido David. Há aí uma luta interna do leitor para decidir com quem deveria ficar o quadro.

Romance, aventura e histórias misturados em um só livro. É isso que você irá encontrar nessa obra de Jojo Moyes. À mim, basta recomendar essa leitura e agradecer à minha amiga Carol por não ter me deixado desistir desta excelente narrativa.

Até mais papa-livros!

site: www.amoreselivros.blogspot.com
comentários(0)comente



Keylla 27/07/2014

Quem fica com a Garota?
Essa é a minha primeira resenha e o segundo livro que leio da escritora Jojo Moyes. Após o “ Como eu era antes de você” prometi para mim que leria tudo dessa autora. Quando soube do lançamento do “ A garota que você deixou para trás” corri para comprar meu exemplar e fiquei eufórica quando soube que o pano de fundo seria a Primeira Guerra Mundial. Adoro tudo que envolve o tema.

O livro é divido em duas partes. Na primeira parte a narrativa é em primeira pessoa e narra à história de Sophie Lefrévre em meio à invasão das tropas alemães no vilarejo francês de St Perróne. Frio, guerra, fome, medo, mortes... Faziam parte do cotidiano de Sophie e todos os franceses. Somado a saudade de seu amado Édouard que foi levado pelos alemães para o campo de trabalho, Sophie não via a hora de voltar aos braços de seu amado e que tudo voltasse como era antigamente. O que deixava viva essa esperança de encontrá-lo é o quadro que Édouard autorretrou Sophie e que denominou “ A garota que deixou para trás”. Quadro este que é objeto de cobiça pelo Herr Kommandant alemão.

Cem anos depois temos o início da segunda narrativa. Esta parte é em terceira pessoa. A protagonista é Liv Halston, viúva de David Halston, que vive sozinha na casa onde morava com David. Sua companhia é o quadro “ A garota que deixou pra trás” que ganhou de David em lua-de-mel.

O outro protagonista é Paul McCafferty, investigador da TARP, uma empresa responsável por restituir obras de artes roubadas ou perdidas.

Ironicamente o destino os une, e os dois começam a se envolver amorosamente até que a família Lefrévre contrata a TARP, pois requerem os direitos do quadro. Agora, Paul e Liv estão em lados opostos no Tribunal.

Liv quer honrar a história de Sophie e não está disposta a abrir mão do quadro facilmente. Liv luta sua própria batalha. “ Depois de feito, não tem como ser desfeito”.
Afinal, quem fica com a Garota?

Considerações:
- A segunda parte narrada em terceira me deixou confusa e “empaquei” até conseguir engrenar e entender o elo entre as duas partes. É a maior parte do livro, mas não chega a ter todo o charme e prender tanta a atenção quanto a primeira parte. Quando há a ligação entre o passado e o presente é que ficou interessante.
- Também alguns erros de português me incomodaram.
- Achei a história bacana, mas nada fantástica e arrebatadora. O “ Como era antes de você” , para mim, foi muito mais tocante.
- Faltou originalidade na capa.
comentários(0)comente



Jêe 23/07/2014

A garota que eu era antes de ler esse livro
Um dos livros mais surpreendentes que já li. Sabe aquele que você não dá nada e de repente fica tão viciada que procura o PDF na internet para poder ler no trabalho? Então, ele é assim.

A história se passa na vida de duas mulheres. Uma vivendo na França ocupada pela Alemanha durante a primeira guerra mundial e a outra em Londres nos dias atuais. As duas vidas são conectadas através de um quadro, chamado "a garota que você deixou pra trás".

Enquanto Sophie luta por sua sobrevivência em tempos difíceis e é colocada à prova no limite do ser humano, Liz luta por uma sobrevivência interna, destruída por um forte acontecimento.

Daí em diante é tudo surpresa, não dá para imaginar o que pode acontecer. Você fica só na espera do fecho de tudo isso (e que acabe tudo bem, mesmo parecendo impossível), da frase que poderá consertar ou piorar a vida das duas.
comentários(0)comente



42 encontrados | exibindo 1 a 5
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9



Publicidade


logo skoob beta
"Quem dedica boa parte de seu tempo livre às ferramentas de rede social, como Orkut e MySpace, tem agora um novo passatempo."

A Notícia