A Garota Que Você Deixou Para Trás

A Garota Que Você Deixou Para Trás
4.4016 3506



Resenhas - A Garota Que Você Deixou Para Trás


100 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7


PS Amo Leitura 08/02/2016

Ótimo
Este livro mostra como Sophie e Liv são mulheres guerreiras, que lutam pelos seus ideais, sem se preocupar com a opinião alheia. O ponto de vista de Sophie narra os momentos trágicos da Guerra Mundial em primeira pessoa. Já no "presente" é narrado em terceira pessoa no ponto de vista de Liv e Paul.

Leia a resenha completa no blog.

site: http://psamoleitura.blogspot.com.br/2016/02/resenha-garota-que-voce-deixou-para-tras.html
comentários(0)comente



Lala09 02/02/2016

Maravilhoso
História mega emocionante! Entrou para lista dos favoritos
comentários(0)comente



Jessica.Mariana 31/01/2016

A garota que você deixou para trás é o segundo livro que leio da autora Jojo Moyes, neste livro a autora conseguiu construir personagens marcantes e elaborar um enredo interessante. Mas o leitor não deve esperar que a estória seja tão emocionante quanto Como eu era antes de você.
No começo, o texto pode não prender muito quem está o lendo, pois a narração é iniciada em primeira pessoa e logo altera para terceira pessoa, o leitor pode ter dificuldades de identificar o tempo que os acontecimentos ocorreram. Mas em compensação, Jojo Moyes criou um romance numa época bastante importante para momento histórico e também transmitiu o valor das artes.
O livro foi dividido em duas partes, sendo a primeira parte ocorre na Primeira Guerra na cidade St Peronne , que fica localizado na França e a outra parte em 2006 na cidade de Londres. As ambas partes têm uma ligação com o quadro de Sophie, uma das principais protogonistas deste romance.
Na primeira Guerra Mundial, Sophie Lefèvre precisa manter a sua família em segurança, enquanto seu marido Édoaurd luta no front na guerra. Mas logo, ela é obrigada a servir os alemães com a preparação de refeição. Através desta relação, o comandante da ocupação descobre o retrato de Sophie pintado por Édouard, mais conhecido como A garota que você deixou para trás.
Sophie entra desespero quando descobri que seu marido pode não voltar para casa e toma uma decisão arriscada.
Em 2006, Liv Halston é uma viúva que vive numa casa de vidro localizado em Londres e possui o quadro com retrato de Sophie, um presente dado pelo seu marido antes de morrer. Sem perspectiva diferente de vida, ela volta pensar em relação amorosa quando conhece Paul por caso num bar gay. Quando o relacionamento entre Liv e Paul começa evoluir, o destino traz momentos de muitos tumultos quando Paul pedi à Liv para entregar o retrato para o verdadeiro dono.
Sem muitas escolhas, Paul vê que é necessário escolher entre o novo relacionamento e a sua carreira de advogado numa empresa que recuperar os quadros roubados nas guerras mundiais. Apesar da decisão difícil, Liv resolveu arriscar tudo o que tem para lutar pelo seu quadro no tribunal.
Entre idas e vindas nos tribunais, a verdadeira história de Sophie se revela através de documentos, cartas e testemunhas.
Será que Liv irá encontrar todas as provas para aprovar que o quadro nunca foi roubado? Paul será capaz de abrir a mão de sua carreira para não até o fim do julgamento?

Apesar a estória de Sophie ser confusa no início, aos poucos o desfecho vai desenrolando e os mistérios se revelando, este clima de suspense cativa os leitores e faz levá-los até ao fim das páginas.

site: http://desencaixados.blogspot.com.br/2016/01/resenha-garota-que-voce-deixou-para-tras.html
comentários(0)comente



Raquel Uliana 28/01/2016

Neste livro testemunhamos até aonde uma pessoa é capaz de chegar por amor, um livro com uma história tocante e emocionante.
Na França, 1916 Sophie vive em St Péronne, com sua irmã e seus sobrinhos, enquanto seu marido luta na Primeira Guerra. Só que ela é obrigada a colaborar com os seus inimigos,os alemães, e sua casa acaba virando alvo dos cidadãos, da cidade que um dia já foi familiar e unida. O comandante se encanta pela pintura de Sophie e o grande interesse pelo quadro vai revirar a vida de Sophie. Ela arrisca tudo, a família, a reputação e a vida na esperança de rever Édouard, agora prisioneiro de guerra.

Para saber mais entre no meu blog:

site: http://booksandrachel.blogspot.com.br/2016/01/a-garota-que-voce-deixou-para-tras-jojo.html
comentários(0)comente



Rosilaine 28/01/2016

Simplesmente maravilhoso.
Jojo mais uma vez surpreendendo positivamente. Comecei a ler "A garota que você deixou para trás" sem nenhuma expectativa, para evitar decepções. Mas eu poderia ter todas as expectativas do mundo que não me decepcionaria. Acabei de terminar a leitura e ainda me sinto muito envolvida com a história.
Esse livro incrível me trouxe todos os tipos de emoções. Eu ri, chorei, fiquei aflita, comemorei. Quem não leu até o fim perdeu a chance de desfrutar de um desfecho maravilhoso. Recomendo muito esse lindo livro, que certamente vai para a lista de favoritos.
comentários(0)comente



Débora 27/01/2016

Esse foi o segundo livro da autora Jojo Moyes que eu li, e depois de sobreviver à "Como eu era antes de você" e "A garota que você deixou para trás" tenho plena certeza de que não tenho problemas cardiácos.
Histórias dramáticas que se passam durante guerras me cativam muito e me envolvi facilmente com a história de Sophie. Sofri com ela, fiquei extremamente angustiada na maior parte do tempo e quando estava devorando o livro, querendo saber o que aconteceria com o jovem pintor Édouard que foi obrigado a lutar pela frente de batalha aberta pela França, se ele voltaria ou não para os braços de sua amada Sophie, de repente a história é interrompida e começa-se uma nova , agora no ano de 2006 e protagonizada por Liv.
Confesso que abandonei o livro por algumas semanas , mas depois resolvi retomar a leitura ainda um pouco decepcionada. Fui conhecendo melhor a historia de Liv e as coisas tornaram-se interessantes novamente quando as duas histórias se cruzaram. Depois o livro foi alternando entre as duas histórias e fiquei duplamente angustiada.
O final do livro deixou um "gosto de quero mais" e ainda não estou completamente recuperada, mas em suma o livro é bom.

site: http://blogromanceliterario.blogspot.com.br/2015/12/a-garota-que-voce-deixou-para-tras.html
comentários(0)comente



Patricia 22/01/2016

Um quadro. Uma história de amor. Uma guerra.
Na primeira parte do livro, A garota que você deixou para trás é ambientado durante a primeira guerra mundial na visão de Sophie. Confesso que desanimei bastante quando cheguei à segunda parte onde a história é ambientada em 2006. Mas tudo bem. Em quase um século de história, a parte do presente gira em torno de um quadro supostamente intitulado A Garota Que Você Deixou Para Trás. Esse quadro estaria em posse de Olivia (Liv), mas é solicitado por parentes do autor da obra, afirmando ter sido saqueado durante a guerra.

A partir desse fato, Liv entra em uma busca pela história da garota do quadro, tentando preencher as lacunas do tempo e provar que o quadro é seu por direito. O livro mostra o quanto as pessoas, em uma busca insana pela justiça, podem ser (ironicamente) totalmente injustas. Fala sobre apegos materiais, apego ao passado, e, finalmente, o ato de seguir em frente.

"— É por isso que não gosto de ter muita coisa. Quando eu estava no abrigo, as pessoas viviam afanando o que a gente tinha. Não importava onde a gente deixasse. Embaixo da cama, no armário, elas esperavam a gente sair, e aí vinham e pegavam. A tal ponto que a gente não queria sair, de medo de perder as coisas. Imagine só.
— Imaginar o quê?
— O que a gente perde. Só tentando se agarrar a umas poucas coisas."

Não é um livro excepcional, nem tão arrebatador quanto Como eu era antes de você. Mas vale a pena ler. É uma grande história de amor que conseguiu, apesar de tudo, sobreviver ao tempo, contemplada por quem não sabia o que estava além de um quadro de cores extravagantes.
comentários(0)comente



Helen Dutra 22/01/2016

História que intercala presente e passado
(...) As duas protagonistas são encantadoras! Sophie nos chama mais atenção logo de início, por sua força e principalmente pela esperança em reencontrar o marido, mesmo quando tudo parece perdido. Os relatos sobre o horror da guerra também dão o tom emocionante a essa primeira parte. Demorei mais a me simpatizar com Liv, mas com o desenrolar da trama, descobri o quão forte ela era. Lutar contra tudo e contra todos para defender a imagem que ela tinha daquele quadro realmente a fez uma personagem muito forte. É admirável como ela tenta preservar a reputação de Sophie, mesmo sabendo tão pouco sobre ela. O livro apresenta outros personagens, todos eles muito importantes na trama. Gostei em especial da Mo, que é super divertida e do Paul, que mesmo depois de colocar Liv numa situação complicada, é impossível não torcer para que eles se acertem.

Concluindo, o livro é mesmo muito bom e merece entrar na sua lista de leitura! Indico a todos, principalmente a quem gosta da temática de guerra e de histórias que intercalam presente e passado.

Resenha completa em: http://helendutra.com/resenha-a-garota-que-voce-deixou-para-tras-jojo-moyes-2/

site: http://helendutra.com/resenha-a-garota-que-voce-deixou-para-tras-jojo-moyes-2/
comentários(0)comente



Aryane 20/01/2016

Denso, intenso e maravilhoso!
Eu não sei bem como começar essa resenha, mas posso afirmar, com todas as letras, palavras e pontuações, que o livro é simplesmente bárbaro! Aliás, tudo que essa autora escreve beira à perfeição. Suas obras não são repetidas ou reeditadas. Cada livro tem uma essência. Cada história, nos toca de uma maneira diferente.

Sophie é uma mulher que vive uma série de dramas: está longe do marido, mora em um país ocupado pelas tropas alemães e vive à beira da inanição. Em tempos da Primeira Guerra Mundial, ela é forçada a cozinhar para os soldados. Desta forma, ela conhece o Kommandant, um homem implacável, mas que, de alguma forma, se sensibiliza com a história dela e ajuda à sua família a ter um pouco de comida. Por conta disso, Sophie fica "malvista" pela cidade. Mas a sua sorte muda quando o oficial alemão vê um quadro no Le Coq Rouge e se apaixona pela mulher retratada pelo artista, na pintura. Agora, se a sorte dela muda para pior ou melhor, só você lendo. rs

Confesso que eu adiei esta leitura por quase um ano. Quando eu vi o número de páginas, quase desisti. Mas valeu a pena insistir. E como valeu.

Ao ler o título, a gente logo pensa que é uma historinha boba e adolescente, mas não se trata disso (ou melhor, passa longe), o que me agradou pela surpresa. O vai e vem do tempo, as descobertas feitas pelos personagens ao longo da trama, que passeia de um século para o outro, foram movimentos bem estruturados.

Eu super indico, ainda mais se você é amante de histórias baseadas em guerras.

Cinco estrelas!

site: amoremletras.wordpress.com
comentários(0)comente



bruuh 20/01/2016

lindo
Uma linda história de um amor que superou os nãos que a vida deu a Sophie, e a luta de uma outra que não abriu mão da maior lembrança de seu amado.
comentários(0)comente



Patty Miquelim 03/01/2016

tenho apenas em pdf
tenho apenas em pdf
comentários(0)comente



Marta 02/01/2016

Quando uma história de amor deixa rastros pelo caminho
Sophie.

Liv.

Duas mulheres, de épocas distintas, cujas vidas se unem por um quadro. Mas não é apenas um quadro; é, sim, um símbolo muito particular para cada uma delas, evocador de profundos sentimentos, e que será peça fundamental para a decisão de seus destinos.

Sophie é esperançosa em reencontrar seu amado marido, o pintor Édouard, que fora lutar no front, em nome da França, contra os alemães da Primeira Guerra Mundial. Forte, se agarra às lembranças e à família, enquanto passa por dificuldades na pequena cidade dominada por alemães.

Liv, nos anos 2000, é uma jovem viúva, desesperançosa, presa às lembranças de seu falecido marido, David. Ela tem dificuldades de seguir em frente e se apega ao que pode para não deixar David para trás.

Essas duas mulheres, no desdobrar de suas histórias, nos mostram a dimensão de seus sentimentos, a força de suas lembranças e o que um belo quadro pôde fazer com suas vidas.

Passado. Presente. Futuro. Amores perdidos, ganhos, lembrados, guardados, amores para toda a vida. Histórias perfeitamente entrelaçadas. E um final...

Jojo Moyes usa as palavras certas, nos momentos mais certos ainda, e te enlaça quando você menos espera.
comentários(0)comente



Gi 31/12/2015

A Garota Que Você Deixou Para Trás
A Garota que Você Deixou para Trás mostra o talento incrível e versátil de Jojo Moyes.
Quanto um objeto significa na sua vida? Quanto um presente da pessoa que você ama significaria? Nesse novo romance o retrato de Sophie Lefèvre, intitulado 'A Garota que você deixou para trás' mexe com vidas por 100 anos. Durante a primeira guerra mundial a própria Sophie vê-se encurralada pelo avanço do exército alemão e pela saudade do marido que luta no front. Em 2006, Liv é uma viúva que luta para seguir em frente quando seu bem mais preciso, o quadro de Sophie é alvo de uma disputa oficial da qual ela tem poucas chances de vencer.
O romance é narrado nesses dois núcleos, prendendo nossa atenção a cada segredo descoberto. A Garota que Você Deixou para Trás, foi para mim, o livro mais "maduro" da autora. Fala sobre seguir em frente e a importância dos sonhos. E nos faz pensar sobre o valor dos bens e o significado das pessoas.

site: https://www.instagram.com/p/km441Lyt0p/?taken-by=monlivre
comentários(0)comente



Amigas dos Livros 30/12/2015

Jojo sendo Jojo s2
Não tem como não ficar profundamente tocada com as histórias que essa mulher escreve! Sério, gente!
Ela com certeza está no topo do favoritismo. E duvido muito que um dia caia desse pedestal.
Por que ela é simplesmente a Jojo Moyes. E Jojo é Jojo, entende?
Se não entende, está esperando o que pra ler? As histórias dela merecem seu tempo. E daí então, você passará a entender o pq dessa minha fixação, admiração, veneração e tudo mais rs
Esse livro é um dos favoritos da vida! s2 s2 s2
Além dessa capa (sim, sou dessas apaixonadas por capas), tem uma brilhante história, com enredo simplesmente perfeito, fluído, delicado, emocionante...
O livro é dividido em dois tempos. O primeiro se passa durante a Primeira Guerra Mundial, narrada em primeira pessoa (ganhou dois s2 só por isso... pq sim!), e o cenário nada mais é que a ocupação alemã na França.
Não tem como não se envolver, não tem como não se colocar no lugar daquelas pessoas. E se você for atento, não tem como não aprender um pouco mais.
Nesse primeiro tempo, conhecemos Sophie Lefèvre, que é casada com o pintor Édouard. Homem esse responsável pela obra que ela mantém exposta em sua parede, um belíssimo quadro com a imagem dela.
Eles vivem em Paris, porém com a guerra, Édouard foi servir ao seu país e com a invasão ao vilarejo de St. Perónne, lugar onde sua irmã vive com os filhos pequenos, Sophie foi ajuda-la.
E eis que o quadro vira tudo de pernas pro ar, pois de tão intenso se tornou objeto de cobiça do novo Kommandant do vilarejo.

“Sophie, minha querida, com a sua fé, seu otimismo cego na natureza humana. - Ela meio que sorriu para mim, e foi uma coisa terrível e sinistra. – Você não tem ideia do que eles vão fazer conosco.”

Quase 100 anos se passaram, estamos agora em 2006, essa parte é narrada na terceira pessoa ( e pasmem... conseguiu prender minha atenção como a primeira :O ) e conta a história da Liv, e como plano de fundo temos Londres 
Liv é viúva de um famoso arquiteto, que mesmo após ter passado 4 anos, permanece de luto .
Vive numa casa que fora projetada por ele. Conhecida como “ A casa de vidro”. Quem vê a bela casa, talvez não imagine o coração despedaçado da habitante.
E quando você acha que a história já estava boa, Jojo brilhantemente entrelaça os tempos e a deixa melhor ainda.
Liv um dia conhece Paul, irmão do dono de um bar que ela frequenta. Paul é sócio de uma empresa responsável por recuperar obras de arte roubadas durante a guerra, e em uma visita a casa de Liv, Paul vê “A garota que você deixou para trás”, que por pura ironia do destino, ele havia sido contratado para recuperá-lo.
E é nesse momento que você solta todos os palavrões do mundo! Ruuummmmmmmmm!
Voltandooooo a história....

“Ele tem uma cortesia inata, é o tipo de homem que abre a porta para uma mulher por instinto, não por estar fazendo um gesto cavalheiresco, mas sim porque não lhe ocorreria não abrir a porta se alguém precisasse passar por ela.”

Não! Pera! Preciso pensar mais dois ou dez palavrões pra esse momento......... FUMMM!!!
Já disse que Liv tem uma super ligação com o quadro? Que foi presente do marido? Pois é... tem!
Respiraaaaaa... sem mais xingos...
Ok! Vamos lá...
Liv não aceita o valor oferecido, pois pra ela, mais vale o sentimento.
Entram então em uma batalha judicial, e Liv pra conseguir lutar foi atrás da história daquele quadro, daquela linda mulher de cabelos ruivos...

"- Essa gente não liga para Sophie. Só pensa no dinheiro.
- Caramba, Liv, é um quadro.
- Não é só um quadro! Ela foi traída por todos que a cercavam. Não teve ninguém no fim! E ela... é tudo que me sobrou."

É sim uma história triste, é sim uma sofrência lascada, mas acima de tudo... é sim uma lição! Pq uma vez que nos colocamos no lugar do outro, aprendemos!
Esse livro me deixou extasiada! As primeiras cento e poucas páginas foram devoradas, Sophie ganhou uma fã! E Jojo garantiu mais admiração do que eu já tinha por ela, pela escrita dela e principalmente pelos personagens dela.
São eles que me prendem, que amarram meu coração e me fazem suspirar!
É bem difícil colocar pra fora todos os sentimentos que ela despertou, mas se me pedissem pra definir com uma palavra essa leitura, seria “INTENSA”.
5 estrelas! Super indico!

IG: @amigas.dos.livros
comentários(0)comente



Wendy 28/12/2015

Ahh o Amor pode superar tudo...
Hey pessoal, só pra deixar bem claro, eu tenho enorme dificuldade de fazer resenha de livros que amo muito além do que eu poderia imaginar, e nossa o que foi esse livro? No mínimo estará em meus pensamentos por muito tempo, eu sempre fui resistente a ler qualquer coisa da Jojo. Desde que vi muitas pessoas falarem do quanto Como eu era antes de você foi lindo, porém, destruidor de corações, mas digamos que algumas amigas me pediram pra ler com elas e bem eu tentei ao máximo fugir dele, confesso que sim gostei, gostei muitíssimo, mas A garota que você deixou para trás me ganhou totalmente e sim esse eu amei, e como doeu ler algumas partes dele, mas o final foi incrível, eu simplesmente não posso derramar metade dos sentimentos que tive ao lê-lo. Já pode agradecer a uma amiga linda que insistiu e insistiu para que eu o lesse? Obrigada Quel, assim como ele é para ti Favorito, para mim não foi diferente.

A estória desse livro tem duas partes, a primeira parte é sobre Sophie Lefèvre , reclusa em sua própria casa e sorte, rodeada por um cenário triste, onde retrata o horror da Primeira Guerra Mundial, a fome, doenças, cercada por alemães que fizeram da França sua morada, mandando e desmando, tomando posse de tudo e nesse cenário, conhecemos as dificuldades daquela época, a cidade onde ela vive é chefiada por um Kommandant, que dita às leis por lá.

Já nas primeiras linhas nos deparamos com as dificuldades que Sophie, sua irmã e irmão, juntamente com os sobrinhos passam, longe de seus maridos, pois foram convocados para servirem seu país e deixarem para trás suas vidas.

A elas restou apenas lutar para conseguirem com um mínimo de dignidade seguir em frente e esperar o regresso de seus maridos, porém Hélène já não tinha esperanças de que isso pudesse acontecer, pois já se passaram mais de dois anos desde que elas puseram os olhos em seus amores, já Sophie nunca desistiu de sua fé, nunca deixou de ter esperanças, nunca lhe passou pela cabeça não ver mais seu amado Edouard, e através de suas memórias e um certo quadro que trás seu rosto e pintado por seu marido, é uma lembrança constante dele, uma lembrança de como a garota pintada naquele quadro era linda e amada, lembranças de tempos felizes e é nelas que Sophie se apega e nunca desiste de acreditar, mesmo que tudo grite para ela que talvez já não exista mais esperança.

“Saiba, minha querida, que marco cada dia , não do mesmo modo que meus companheiros, grato por ter sido mais um dia a ter sobrevivido, mas agradecendo a Deus pelo fato de cada um significar que seguramente devo estar vinte e quatro horas mais perto de voltar para você.”

Vivemos o cenário de guerra e a presença desses alemães constantemente no que costumava ser um hotel da família de Sophie, o tão peculiar quadro sempre fora motivo de admiração do Kommandant, que jamais deixou de apreciar aquela obra e assim as irmãs vão vivendo seus dias de luta e escuridão sabendo que estão convivendo com os inimigos e tendo que cozinhar para eles todos os dias, tentando a todo custo seguir em frente, com o passar do tempo a presença deles termina sendo motivo de fofocas maldosas, e em geral relacionadas a Sophie.

E através do desespero de Sophie e atitudes impensadas, ela paga um alto preço. E a pergunta que nos é questionado nesse livro é: A que ponto você estaria disposto a arriscar algo por amor? Quais limites você ultrapassaria para poder rever alguém que lhe foi tirado e era o seu mundo? E se tudo que você tentou fazer não passou de um grande erro? A fé de Sophie foi abalada, mas ela nunca deixou de acreditar, ela lutou até o fim, mas qual terá sido o fim para as atitudes que ela tomou para rever seu grande amor?

“Nunca conheci a verdadeira felicidade até encontrar você”.

Logo depois a estória salta cem anos para a segunda parte e então conhecemos a doce, insegura, porém obstinada Liv Halston, muitos podem não ter se encantado com ela, podem ter colocado ela como a coadjuvante da Sophie, mas para mim, uma foi tão importante quanto a outra, ambos foram o centro da estória e eu amei as duas com a mesma intensidade.

Liv é uma viúva, perdeu seu amado esposo há quatro anos e nunca superou a forma como ele foi arrancado de sua vida, vive numa bela casa construída a partir de um sonho dele, que era um brilhante arquiteto em ascensão, apegada aquela casa e muitas contas a pagar, só restou a ela hipotecá-la. Mas então, Liv não contava que justo num dia sombrio de sua vida ela conheceria Paul McCafferty, e alguns acontecimentos a levassem a dormir na casa dele, que sentimentos adormecidos retornassem a acender dentro dela, mostrando a ela que sim, ela podia sentir e que estava viva, apesar de tudo.

Os dias vão passando, e mesmo que Liv não queira admitir ela sente algo por Paul e terminam se encontrando mais e mais, até que ela o leva para a sua casa e lá, Paul se vê diante da maior ironia da vida, o quadro A garota que você deixou para trás justo na casa de Liv, ele simplesmente fica chocado e atônito com o quão ruim as coisas se tornarão em breve para eles e quão prematuro a história deles terminaria, pois aquele quadro teria que ser tirado dela e retornaria para a família Lefèvre, pois esse era o seu trabalho.

O que posso dizer é que existe um choque para Liv saber que terá que entregar algo de inestimável valor para ela, algo sentimental, ela não abrirá mão fácil do quadro A garota que você deixou para trás, seu presente de lua de mel, ela moverá céus e terra e fará até o impossível para que o quadro fique com ela, e por outro lado, Paul tentará resgatá-lo para a família Lefèvre, mas isso será realmente difícil para ele, pois Liv está sofrendo na pele a rejeição das pessoas influenciadas pela mídia, através de um julgamento para decidir quem ficará com o quadro.

“O que isso ensina à gente, Sr. McCafferty, é que na vida há coisas muito mais importantes do que vencer.”

Vidas interligadas, passado e presente, e mais uma vez aquele quadro entra em cena, e bem eu só posso pedir para vocês lerem e descobrirem como tudo isso se encaixa, como cada parte solta da estória se intercala e tem seu desfecho.

Simplesmente sensacional, um dos livros mais incríveis que li, com personagens tão bem construídos e reais, como a Jojo nos joga num redemoinho louco de sentimentos e emoções, por horas tira nosso ar, horas nos levam as lágrimas, nos faz acreditar que nem sempre o que nos parece ser um fim, talvez ainda exista esperança e o fim seja uma janela aberta pronta para o improvável entrar… Duas histórias de amor comovente, ah como eu amei esse livro, como ele me fez suspirar e como eu jamais poderei esquecê-lo.
Ka 28/12/2015minha estante
Aaaaaah como eu também amei esse livro Wendy s2
Inesquecível!
Um dos favoritos para sempre!!!


Wendy 28/12/2015minha estante
Muito favorito Ka s2


Nati 29/12/2015minha estante
Genteeeee!!! Esse livro é fantástico, e como a Ká disse... um dos favoritos pra sempre!!! s2
Jojo sendo Jojo e arrebentando!!!


Wendy 29/12/2015minha estante
Ainnnn amei demais, Jojo me ganhou eternamente por ele s2


Ka 29/12/2015minha estante
Quero todos dela s2


Nati 29/12/2015minha estante
Eu tenho todos! :P
Metida memuuu! hahaha


Ka 29/12/2015minha estante
ô bicha metida eu quero é todos que estão por vir kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk




100 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7