A Garota Que Você Deixou Para Trás

Jojo Moyes



Resenhas - A Garota Que Você Deixou Para Trás


63 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Vanessa 19/12/2014

Livro comovente
Terminei de ler este livro ontem e posso dizer que foi um dos melhores que li. Já gostava muito da autora e tinha lido Como eu era antes de você e A última carta de amor. A princípio achei que eu não fosse gostar do livro, mas as primeiras páginas me prenderam.
Sempre gostei de ler histórias ambientadas em tempos de guerra e esta simplesmente me cativou: a escassez de recursos, o caos, a necessidade de ajudar os outros e pensar na própria sobrevivência etc.
Mais uma vez percebi o talento da escritora em intercalar passado e futuro com maestria. Como não envolver-se com uma história tão bela que descreve os amores de duas mulheres: ambos distantes de suas musas; ambos artistas, mas cada um com sua especialidade e o que os une, a arte.
Sophie, uma mulher tão forte, tão bela e defensora da família que tanto sofreu por amor! Liv, uma mulher que perdeu a alegria de viver e vive imersa em lembranças de seu falecido marido.
O que mais me fascina nas histórias da Jojo é a escrita leve, mas mesmo assim bastante descritiva; a história tão bem amarrada, com desfechos comoventes! Você chega às últimas dez páginas pensando: - E agora? Como isso vai terminar? E pensa que nessas poucas páginas dificilmente será surpreendido, mas depois percebe que estava errado.
Eu simplesmente amei a história e com certeza indico!
comentários(0)comente



Juuh 17/12/2014

A garota que você reencontrou
Sophie foi forte, determinada para aguentar todo o sofrimento e humilhação em uma época que os seres humanos eram menos que nada para os alemães.
Foi forte por ela, pelos irmãos, pelas crianças, por Lillianne, pela cidade e por Édouard.
Liv foi forte por Sophie.

Um livro surpreendentemente maravilhoso.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Ana Beatriz 06/12/2014

A garota que você deixou para trás
França 1917: Sophie Lèfreve é obrigada a cozinhar para os alemães que invadiram sua cidade durante a priimeira Guerra Mundial.

Para que essa guerra não se torne tão insuportável ela deixa o quadro que seu marido Édouard pintou , dela.

Quando Sophie fica sabendo que o marido foi preso, ela propõe uma troca arriscada para garantir a liberdade de seu marido.

Quase cem anos depois esse mesmo quadro está na parede de Lia Halsto, ela ganhou o quadro como presente de seu falecido marido.

Porém os franceses aparecem reinvidicando o quadro alegando que ele foi roubado pelos alemães.

Jojo Moyes desenvolve um enredo tão emocionante que você não consegue desgrudar do livro e quando nãp está lendo você fica pensando para saber o que aconteceu com Sophie e o que essas duas garotas tem em comum.

site: ultragirlandstuffblr.tumblr.com
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Michelle 20/10/2014

Uma leitura rápida e agradável
Resolvi ler esse livro por já ter lido e gostado de outro título da autora, o "Quem eu era antes de você".

"A garota que você deixou para trás" começa com a história de Sophie na França do início do século XX. Sophie relata como conheceu o seu marido, um artista impressionista, em Paris, e os rumos que suas vidas tomam por conta da Primeira Guerra Mundial e a ocupação de algumas cidades pelos francesas pelos alemães. Sophie, quando seu marido é levado para o front, volta para sua cidade natal e assume o hotel de sua família, que será usado pelos alemães para que façam suas refeições.

Dando um salto no tempo e no espaço, já nos anos 2000, vemos Liv, uma jovem viúva que tenta encontrar um motivo para retomar sua vida e seguir em frente. Liv foi casada com um promissor arquiteto que morre repentinamente em uma viagem. Liv não consegue se livrar das lembranças e nem das coisas que representam David. Até que um dia, por conta do roubo de sua bolsa, Liv conhece Paul. Paul é um americano divorciado que traz para a vida de Liv a alegria que ela achou que nunca mais sentiria.

Mas o que Sophie e Liv têm em comum? Você vai ter que ler para descobrir! Muitas reviravoltas, segredos e surpresas são revelados no decorrer do romance.

O livro mostra como o passado, mesmo que você não tenha conhecimento dele, pode afetar o futuro.

OPINIÃO

Não gostei tanto quanto gostei de "Quem eu era antes de você", mas me agrada a forma como Jojo Moyes escreve. Ela consegue nos passar uma ideia do que acontecia aos prisioneiros durante a Primeira Guerra, e o medo e o terror que aquelas sentiram e passaram. Ela também nos mostra através de Sophie e Liv que as perdas não são sempre algo negativo. Às vezes para ganhar precisamos abrir mão de algo que amamos muito.


site: http://nerdantenada.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Ariana 18/10/2014

Resenha: A garota que você deixou para trás
Quando amamos, independente do tempo que passamos longe, se o sentimento é verdadeiro... Esperamos para que o nosso amado passe a porta e volte para nossos braços... Amar, é envelhecer ao lado da mesma pessoa, respeitando seus vícios e atitudes... Amar... sempre é bom estar amando...

Se você procura um livro onde possa contar uma linda história de amor, cenário de guerra, lutas, perdas, com suspenses, cheio de frio na barriga... Com certeza você vai querer e deve ler A garota que você deixou para trás. Mais uma vez sou surpreendida com Jojo Moyes, me fazendo viajar entre os detalhes de cada época.

Confesso, estou ainda surpreendida com tamanha criatividade da autora a trazer em sua obra flash backs que aumenta, sem dúvida, a curiosidade em saber o que de fato aconteceu e acontece na vida das protagonistas. Antes mesmo de querer esse livro, tinha o visto nas prateleiras em destaque, mas nunca imaginei quanta riqueza em detalhes havia!!! Sem dúvida, entrou na minha estante de livros favoritos!!!

Duas mulheres de épocas totalmente diferentes e cujas características muito fortes... Nos deparamos com uma história que se passa na Primeira Guerra Mundial e ao mesmo tempo, uma história atual. Ao mergulhar nesta história de romance, quando pensa que já está finalizando e de certa maneira, decretando o fim... Jojo Moyes nos mostra que para se ter certeza realmente do que de fato ocorreu, é necessário chegar a última página. Pode te provocar lágrimas, euforias, emoções, ou tudo ao mesmo tempo...

Duas histórias que são unidas por meio de um quadro totalmente cheio de histórias, conquistas, desavenças familiares, circunstâncias a qual todos estão contra a mulher a qual o quadro se refere... A garota que você deixou para trás.

O que me chamou muito atenção é, que o livro conta história de duas mulheres, como disse, em épocas totalmente diferentes, uns 100 anos de diferença para ser mais precisa.

A primeira parte do livro, nos deparamos com a história de Sophie e Édouard. Que se conheceram um pouco antes da Primeira Guerra Mundial. Essa primeira parte é cheia de flash back e requer que o leitor fique atento a cada virada de página (isso me chamou muito a atenção) para que possa entender os detalhes que estão inseridos na história de como eles se conhecerem e momentos que estavam passando mediante a Guerra.

Édouard é um homem apaixonante, e não é a toa que conseguiu conquistar o coração de Sophie, um poeta, pintor, que ao querer homenagear a sua esposa pinta-a em um quadro. Mas infelizmente, devido a guerra, foi convocada a se alistar... Passam-se 4 anos e Sophie nos demonstra ser uma mulher cheia de coragem e fé, a espera de seu marido. Em nenhum momento demonstra que o sentimento pelo seu esposo tenha se enfraquecido, pelo contrário, Sophie nos mostra como é motivada pela sua fé e a certeza de encontrar o seu amado, mesmo que as outras pessoas falem que ele deveria estar morto...

E uma das coisas mais valiosas que Sophie possui é o quadro...

Sophie conhece um general alemão e considera a hipótese de que ele poderá, sutilmente, em ajudá-la... Mesmo que isso vale a sua própria vida. E temos um desenrolar de interesses deste komandante tanto pelo quadro quanto pela própria Sophie.

Ela sem pensar no que poderia lhe ocorrer, mas sempre, com o propósito de rever o seu marido, faz uma proposta ao Komandante . Infelizmente, as pessoas de sua redondeza acreditam que Sophie esteja ajudando seus inimigos e intitula como contribuinte.

"Talvez haja alguma coisa de ordinário na minha aparência que o tenha convencido de que eu não recusaria".

Chega essa parte, e você imagina que não há outra protagonista, você está tão mergulhando, quando vira a página, está escrito. SEGUNDA PARTE. Vamos a ela?

Passaram-se mais de 100 anos e conhecemos a vida de Liv, uma mulher que foi casada por 10 anos com um arquiteto chamado David. Sua casa era totalmente de vidro, enorme, pois foi desenhada e construída pelo seu marido. Porém, David veio a falecer e após 4 anos sem se envolver, Liv, se depara com seus trinta anos, onde percebe que, após a morte de seu esposo muitas coisas mudaram e outras necessitavam que ela lutasse.

Conhece um homem chamado Paul, e descobre que a pintura a qual mais amava e que fizera lembrar de momentos que viveu juntamente com David, é um quadro que possui uma história de lutas e também carregada de interesses.

Liv, agora, quer lutar para ficar com o quadro, mas a cada instante, procura formas para que possa obtê-lo, conhece a fundo a história não só de amor, entre um simples homem para sua esposa, mas de valores históricos, morais e outros interesses.
Liv não sabe o que fazer... E você o que faria?!?

Experiência maravilhosa ao mergulhar nesta leitura, e espero que você tenha despertando o interesse e a curiosidade em conhecer mais a fundo sobre esta linda história de A garota que você deixou para trás.

"O que isso ensina à gente, Sr. McCafferty, é que na vida há coisas muito mais importantes do que vencer.

site: http://ariabooks.blogspot.com.br/2014/05/livros-garota-que-voce-deixou-para-tras.html
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Valentim 22/09/2014

Surpreendente!
O livro é divido em duas partes, a primeira relatando a história de Sophie Lefèvre, esposa de um exímio pintor, Édouard, que se afastou devido a primeira guerra. Sophie é obrigada a colaborar com os soldados alemães, servindo-os em seu restaurante, onde guarda a sua imagem pintada pelo seu marido, um quadro de valor simbólico.

O quadro desperta uma forte atração no oficial comandante, o que leva Sophie propor uma negociação arriscada para rever o seu marido.

A primeira parte termina sem um final definitivo. A segunda parte apresenta a história de Liv Halston que foi presenteada com o quadro por seu marido, antes que ele morresse. Mas logo Liv é notificada que o quadro foi roubado por soldados alemães e os atuais parentes da família Lefèvre o deseja de volta. Liv precisa provar que o quadro foi comprado por seu marido e durante a busca de provas ela vai descobrindo aos poucos o passado de Sophie e percebendo que ambas estão juntas em uma mesma história.

Tenho o hábito de julgar o livro pela capa e pelo título e sempre me surpreendo. Esperava que o livro fosse um romance meloso, com uma história bem clichê... mas não é assim. Achei o começo do livro bem chato, tanto que enrolei muito para ler, foi no finalzinho da primeira parte que comecei a gostar... logo quando da para compreender nitidamente a história. Estava em dúvida em avaliar com 3 ou 4 estrelas, achei que o final muito simples, a autora poderia elaborar mais dava para caprichar. O que me prendeu foi o enredo, que difere dos demais livros de romances. Então deixo minha avaliação em três estrelas e meio (hahaha), vale a pena ler!
comentários(0)comente



Aninha 15/09/2014

Minha resenha ?
Esse livro conta a história de Sophie, Sophie era uma mulher de uma beleza simples e rara, esforçada e de grande atitude.

Que acabou sendo separada do seu marido Édouard, por causa da primeira guerra, mas seus problemas estão apenas começando. De repente Sophie se vê obrigada a colaborar com os oficiais alemães.

Fazendo algumas pessoas desconfiarem de sua honestidade, mas no meio de tudo isso, ela acha uma possível maneira de rever seu amado, e assim quem sabe conseguir salva sua vida.

Então ela acaba entrando em um perigoso jogo, onde o Comandante da ocupação alemã, está envolvido. Será que o comandante é capaz de manter sua palavra? Até onde Sophie, é capaz de ir para rever e salva a vida de seu amado? Será que vale a pena a riscar a sua vida, sua honestidade e o pior de tudo a vida de sua família ?

Até onde o ser humano é capaz de ir? Até onde a fé pode levar uma pessoa? Será que no fundo todos nós temos sentimentos, por mais que algumas pessoas nunca consigam demonstrar isso?

Um livro maravilhoso, que vai ter fazer comer cada página, contado em duas décadas diferentes, que do nada envolve novos personagens, que te fazem conhecer mais sobre Sophie, uma mulher tão forte e firme que mesmo depois de anos, consegue revirar a vida de Liv, uma recente viúva que leva uma vida totalmente parada e solitária.

Galera, eu achei esse livro ótimo, ele me surpreendeu muito, ele de alguma forma consegue mostrar até onde o homem é capaz de ir, o que a fé pode fazer, e como muitas vezes podemos ser egoístas, ou seja, eu recomendo esse livro e dou cinco estrelinhas no skoob.

site: http://cantinhodacarolll.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Vane 14/09/2014

Que livro maravilhoso.
Ele é dividido em dois tempos e conta a história de duas mulheres distintas, mas ao mesmo tempo muito parecidas. A primeira parte do livro, acontece durante a Primeira Guerra Mundial, por volta de 1916. A segunda parte se passa no ano de 2000.
Toda a história se passa em volta de um quadro, intitulado como 'A garota que você deixou para trás'.
Na primeira parte do livro, conhecemos a garota do quadro, sua história e todo o seu esforço para manter sua família em segurança e ao mesmo tempo tentar fazer com que seu marido retorne em segurança dos campos.
Na segunda parte, uma viúva ganhou o quadro de presente de seu marido, mas está prestes a perder esse quadro, pois seus legítimos donos o querem de volta, custe o que custar.
Um livro lindo e romântico.
comentários(0)comente



Ida 08/09/2014

A garota que você deixou para trás
Este é o segundo livro da escritora Jojo Moyes que leio e mais uma vez me encanto pela sua narrativa. Sua escrita é envolvente, a história rica em detalhes mas sem ser enfadonha, os personagens cada qual com sua especificidade peculiar que nos cativa desde as primeiras páginas.

De fato uma história que jamais esquecerei, a escritora sabe muito bem criar o enredo de suas histórias, e mesmo sendo o livro dividido em duas partes o leitor não se perde nos acontecimentos que são tão bem construídos pela autora.

A primeira narrativa é em primeira pessoa, Sophie Lefèvre narra sua triste história que acontece na pequena cidade francesa St Péronne, o período é a primeira guerra mundial, esta pacata cidade sofre da ocupação dos alemães fazendo da vida de seus moradores um verdadeiro circo de horrores e crueldade, nossa querida Sophie e sua irmã cuidam do hotel da família, Le coq Rouge, que acabam posteriormente servindo, obrigatoriamente, jantares para alguns oficiais alemães. Dentre eles está o Herr Kommandant que se apaixona pelo quadro de Sophie, onde outrora seu marido, Édouard Lefèvre, um famoso pintor francês, havia pintado num momento de plena felicidade do casal. O quadro intitulado “A garota que você deixou para trás”, chama sua atenção pela vivacidade das cores e pela expressão que a mulher do quadro lança para aqueles que a encaram, representa uma outra Sophie, de uma outra época...

Londres, ano de 2006, aqui a narrativa é em terceira pessoa, encontramos Olivia Halston, uma jovem viúva de um famoso arquiteto, David Halston, que mora sozinha numa casa em que ele construiu para ela e tem como grande lembrança sua, um quadro, que ganhou dele durante uma viagem de lua de mel pela Espanha, o quadro “A garota que você deixou para trás” está pendurado na parede de seu quarto, ela tem por esse quadro uma verdadeira admiração e recordação de seu amado marido.

O quadro vai ser a ligação que unirá a história dessas duas mulheres, Sophie e Liv, o passado e o presente. A autora desenvolve essa transição de tempo muito bem, conforme a história avança mistérios ficam soltos no ar e a gente fica questionando, se perguntando o que aconteceu com Sophie e Édouard Lefèvre? O que aconteceu com o quadro?

Avançando com a história mais um pouco vemos Liv lutar judicialmente para provar que seu marido comprou o quadro e deu a ela como um presente de casamento, pois familiares de Édouard Lefèvre lutam pela posse do quadro alegando que o mesmo foi roubado pelos alemães durante a primeira guerra, algo que era muito comum que ocorria em tempos de guerras, enfim, é uma história interessante, um romance e um drama ao mesmo tempo, sendo bem escrita e que nos trás um final surpreendente, posso dizer com toda certeza que gostei do resultado final desse livro e fiquei com muito mais vontade de ler outros livros da Jojo, sem sombra de dúvida sua escrita me conquistou, quero poder continuar comprovando e me encantando com outras histórias narradas por esta brilhante autora.
comentários(0)comente



Ivi 06/09/2014

A Garota Que Você Deixou Para Trás
A GAROTA QUE VOCÊ DEIXOU PARA TRÁS (Jojo Moyes)




Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 15º livro lido em 2014 e foi A GAROTA QUE VOCÊ DEIXOU PARA TRÁS (Jojo Moyes). Estava curiosa para ler outro livro da Jojo Moyes, mas ao mesmo tempo com medo de que uma outra obra não estivesse no mesmo nível que o maravilhoso COMO EU ERA ANTES DE VOCÊ. Mas deixei os medos para trás e me aventurei nesta história.

O livro nos traz duas protagonistas: Sophie, uma francesa que está sofrendo com a ocupação alemã na aldeia em que mora no interior da França em plena Primeira Guerra Mundial e, a Liv, uma inglesa, que em 2006 tenta seguir com a vida apesar da morte do marido. O que estas duas mulheres têm em comum? Um quadro chamado A GAROTA QUE VOCÊ DEIXOU PARA TRÁS.

Sophie conheceu o marido Édouard em Paris, ele era um homem digno, além de ser um pintor talentoso, e apaixonado por Sophie, fez um retrato dela em um tela pintada à óleo. Eles se casaram e viviam felizes até que Édouard é levado pelos alemães como prisioneiro e Sophie fica morando com sua irmã no hotel da família e é obrigada a servir os soldados alemães e assim ela conhece um comandante, conhecedor de arte e que se apaixona pelo retrato que Édouard fez dela.

Quase 100 anos depois, membros da família de Sophie contratam uma agência especializada em recuperar objetos que eles acreditam ter sido roubados pelos alemães e a busca específica se concentra no quadro de Sophie que agora enfeita a parede da casa de Liv e do qual ela não faz a mínima ideia de seu valor e história. O quadro é para Liv, mais que uma obra de arte, foi um presente do marido em sua lua de mel e ela tem um carinho intenso por ele e se recusa a devolve-lo à família.

O livro é incrível. Os personagens ganham dimensões muito bem delineadas e eu consegui visualizar cada um deles dentro de seus próprios argumentos. Sophie era uma mulher forte, destemida e determinada a reencontrar o seu marido. Seu amor por ele fez com que ela cometesse transgressões contra ela própria, mas de alguma forma, ela acreditava que era o que tinha que ser feito.

Consegui ver o mesmo empenho e paixão em Liv, mesmo que toda a realidade fosse diferente e ainda que todos tentassem mostrar que ela devia abrir mão. Duas mulheres que nunca se conheceram, mas com características muito parecidas.

Além das duas personagens principais, os outros personagens que orbitam a trama são muito bem construídos: Hèléne, a irmã de Sophie, que não a recrimina mesmo não concordando com suas atitudes. O coronel alemão que tinha como função subjugar as duas mulheres francesas e que não deixava de ser humano e uma vítima de todo aquele cenário de tristeza. Temos ainda o Paul, um ex policial americano que tem como objetivo profissional devolver o quadro a família de Sophie, mas está apaixonado por Liv. E ainda uma amiga de Liv, a Mo, que com bom humor consegue dar leveza a determinados pontos da história.

O livro é delicioso de ser lido. Uma escrita bem estruturada, com um enredo original e inesquecível. As cenas descritas possuem muita sensibilidade e bom gosto e a narrativa é quase poética de tão bonita. Fiquei impressionada com a fluidez dos acontecimentos e em como eu não conseguia deixar de ler o livro, amarrada à história e me sentindo íntima dos personagens.

Super recomendo a leitura. Com este livro, a escritora Jojo Moyes ganhou uma fã para a vida inteira e embora o livro tenha outro ritmo que o adorado COMO EU ERA ANTES DE VOCÊ, isso só me mostra o quanto ela é versátil e criativa.

Se você tiver a oportunidade de ler, não pense duas vezes, o livro é bom demais!
"Não quero parecer cínico nem nada, mas não acha que uma das razões dessa perfeição na sua cabeça é o fato de ele ter morrido? Tudo sempre fica perfeito quando é cortado antes do tempo. Há uma indústria de ícones mortos no cinema que provam isso." página 165
comentários(0)comente



Fabíola 27/08/2014

A Garota Que Você Deixou Para Trás
Este livro é emocionante. Na parte um conta sobre St Péronne durante a primeira guerra mundial. Sophie e Hélène são grandes guerreiras, que cuidam das crianças e do bar Le Coq Rouge enquanto seus maridos lutan na guerra. A parte dois, já conta a história de Liv, uma viúva que tem um quadro que era a pintura de Sophie, que Édouard (seu marido) havia pintado e que por causa dele sua vida vira do avesso. Não posso dar spoiler, mas esse livro faz pensar se vale a pena lutar por certas coisas. Recomendo a leitura!

site: perdidaemlivross.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Nathy 24/08/2014

Incrivelmente tocante, delicado e ao mesmo tempo forte. Jojo Moyes possui o dom da escrita, fazendo o leitor entrar na história de tal forma que quando o livro acaba, o que fica no lugar é um vazio e a sensação de conhecer intimamente cada personagem como se fossem melhores amigos de infância.
O livro é brilhante, talvez com a narrativa um pouco confusa em alguns pontos, cansativa logo no começo, mas sem desvalorizar a maravilhosa história contida nessas preciosas páginas.
O desfecho do livro é surpreendente e a mensagem final não poderia ser melhor. Sem dúvidas, um dos meus livros favoritos, de uma autora que sabe como prender um leitor da forma mais gostosa, com romance e mistério na medida certa.
comentários(0)comente



63 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5



logo skoob
"Diferentemente das redes de relacionamento pessoal, o que importa no site não são as fotos dos usuários ou para que time eles torcem, e sim o que merece ou não ser lido."

Estadão