Faça seu login para ter acesso a todo conteúdo, participe também do sorteio de cortesias diárias. É rápido e gratuito! :) Entrar
Login
Livros | Autores | Editoras | Grupos | Trocas | Cortesias

A Maldição do Titanic

Robert J. Serling
Resenhas
Menos Gostaram
4 encontrados | exibindo 1 a 4


Flávio 02/06/2011

O Titanic e sua história sempre fez parte da curiosidade de boa parte da população. Como um navio, dito insubmergível, pode ter naufragado? Por que seu capitão, E. J. Smith, navegava tão rápido em uma região perigosa? Por que os oficiais não usavam binóculos para avistar perigo? Por que apenas poucos botes salva vidas foram postos na embarcação? Que misterioso navio foi aquele que apareceu para os passageiros em desespero e simplesmente apagou suas luzes e deu meia volta, sacramento a vida de muitos? Essas são algumas das perguntas que sempre foram e serão abordadas. Várias teorias foram levantadas, mas é difícil saber ao certo. A questão, é que o Titanic e seus mistérios sempre farão parte da mente humana.

E por isso, os amantes do terror não poderiam deixar de receber uma versão muito interessante sobre o assunto, com "A Maldição do Titanic", que fala sobre um estudioso chamado Derek Montague que descobre que o Titanic naufragou levando dezenas de caixotes contendo ouro. Levando sua teoria para amigos oceanógrafos, logo montam uma expedição para, primeiro encontrar o gigantesco navio, e depois recuperar o ouro. Mas nada é fácil, já que ao chegarem no local coisas estranhas começam a acontecer, dificultando o sucesso da misão.

Aliando ficção com embasamento científico e dados históricos, Robert Serling consegue criar uma trama cativante e deveras instigante, principalmente para aqueles que admiram a história do gigantesco navio. Além da trama de fantasmas muito bem elaborada, o ponto alto do livro é justamente trazer a tona fatos reais.

Um dos momentos mais legais é a citação ao livro real de Morgan Robertson, intitulado "Futilidade", que foi escrito em 1898 (doze anos antes da tragédia do Titanic) e que conta a história de um navio chamado Titan, que colide com um iceberg (assim como o Titanic) em uma noite de abril (o Titanic afundou em abril de 1912) e matou 1500 pessoas porque não havia botes suficientes (assim como gigantesco navio). Saber que a história é verdadeira, me causou enorme arrepio. A citação de personagens centrais do Titanic também é muito bacana. Pessoas que viveram ou morreram, o suposto sentimento de culpa que assolaram pessoas chave do Titanic após o naufrágio e diversas outras questão são levantadas e, acreditem, causam falta de ar.

Não tenho palavras para descrever o quanto me agradou "A Maldição do Titanic". Não tanto pela sua história de terror, que é bem tensa em alguns momentos, mas sim pelos elementos históricos agregados, que me deram sensações boas e ruins. Boas por me fazer compreender um pouco desse enorme mistério. Ruins por saber que muitas vidas se perderam por negligência de terceiros, por erro humano, por puro ego alheio.

Para finalizar, quero alertar para que não leiam a orelha do livro, que conta praticamente toda a trama no quesito ficção. Mas se já leu, não desanime. Leia mesmo assim, pois você terá elementos históricos ricos em detalhes e que vai, sem dúvida, fazer a obra de Robert Serling valer a pena.
comentários(0)comente



mariioliva 04/05/2012

A Maldição do Titanic
Livro: A Maldição do Titanic
Autor: Robert Serling
Editora: Record
Ano: 1994
Número de Páginas: 384

“Sem nenhum aviso prévio, uma parte da antepara violada partiu-se e caiu, com força explosiva, sobre o mergulhador inclinado. (...) Não saiu nenhum grito, apenas a onda de choque da brutal implosão do capacete de Nader, que os outros ouviram dentro de seus capacetes como o barulho de uma garrafa sendo espatifada. (...) A aparição continuava parada onde antes se situava a escotilha, mas já não mais com o rosto aterrorizado. Estava rindo deles. Sem nenhum ruído, mas de maneira inconfundível. (...)_ Nemo, SOS, SOS. Sofremos uma baixa e estamos subindo._ A aparição riu de novo. E desapareceu na escuridão.”

A Maldição do Titanic, obra de Robert Serling, é dividida em duas partes: o ano de 1975 e o ano de 1999. Como todos sabem, o transatlântico R.M.S. Titanic zarpou no dia 10 de abril de 1912, na Inglaterra, rumo à Nova Iorque nos Estados Unidos. Porém no dia 14 de abril de 1912, na quarta noite de sua viagem de estreia, o navio colidiu com um iceberg e afundou duas horas e meia depois. Sua vida foi tragicamente breve; sua morte, eterna.

Na primeira parte do livro, em 1975, fala de um ex-especialista do governo britânico em decodificação, chamado Derek Montague, que descobre que o Titanic transportava 34 caixas de ouro em sua fatídica viagem de estreia. Levando sua teoria para amigos oceanógrafos, e com a ajuda de um empresário multimilionário chamado Martin Lefferts, logo é montada uma expedição no navio Henry Morgan de caça ao tesouro do Titanic, lembrando que até esse momento, ninguém jamais havia encontrado o navio afundado. Mas a expedição de Lefferts encontra um destino fatal: fantasmas, aparições e estranhos fenômenos provocam falhas no equipamento; membros da tripulação dos dois submarinos usados morrem a quatro mil metros de profundidade. E outros sucumbem quando o navio Henry Morgan, enfrentando a mais estranha tormenta, parte-se em dois e afunda. A expedição de busca ao Titanic permanece em segredo até 1999.

O único sobrevivente desse naufrágio é justamente Derek Montague, resgatado do mar por um navio da marinha americana, cujo capitão era Roger Cornell. Alguns anos depois, a expedição do oceanógrafo Robert Ballard descobre os destroços do Titanic, sendo considerado o primeiro a encontrar o Titanic. Porém em 1999 (segunda parte do livro), Roger Cornell descobre que Montague sobreviveu à primeira expedição que encontrou o navio afundado há mais de 80 anos e que tentava resgatar secretamente os caixotes de ouro, sem sucesso.

O comandante Cornell então convida Derek, o oceanógrafo William Gillespie e o parapiscólogo Ben Henning a participarem de outra expedição em busca do ouro do Titanic, com a ajuda da marinha americana. Dessa vez, a expedição é mais bem sucedida; conseguem penetrar no interior do navio e retirar uma das caixas. Contudo, como da outra vez, fantasmas aparecem, mergulhadores se deparam com aparições dos tripulantes mortos do Titanic, um mergulhador morre, outro fica gravemente ferido. O parapsicólogo Henning e o Derek Montague têm ambos sonhos enigmáticos, como se voltassem no tempo, para a noite de 14 de abril de 1912. E quando tudo ainda estava “normal”, arma-se outra tormenta esquisita, e o navio-base é envolvido pela mesma aura esverdeada que atingira o Henry Morgan. Parece que os fantasmas do passado que habitam o Titanic querem preservar seu último bem comum – a sepultura no fundo do oceano.

O romance de Serling é repleto de fatos reais, cheio de suspense e de momentos tensos, que completam a trama fantasmagórica do livro. Adorei, uma leitura maravilhosa, não só pelas histórias de terror, mas pelos elementos históricos agregados sobre o gigantesco navio. As citações de tripulantes que realmente estavam no navio, que morreram ou não, até a citação do livro real Futilidade, do autor Morgan Robertson, que fala de um navio chamado Titan que colide com um iceberg em uma noite de abril, matando 1500 pessoas por não haver botes suficientes, só que escrito em 1898, catorze anos antes da tragédia do Titanic, são de arrepiar. Um verdadeiro tributo ao Titanic! Recomendo! Boa leitura!


Para mais resenhas literárias, acesse: www.amadoslivros.blogspot.com
comentários(0)comente



AmadosLivros 03/01/2014

Resenha do Blog Amados Livros
Não deixe de conferir nossa opinião sobre este livro em nosso blog! Lá também tem muitos outros livros legais!
Dê uma passadinha! Confira no link abaixo!

site: http://amadoslivros.blogspot.com.br/2012/05/maldicao-do-titanic.html
comentários(0)comente



Igor 25/05/2012

Resenha do livro ' ' A maldição do Titanic ' '

A Maldição do Titanic
Livro: A Maldição do Titanic
Autor: Robert Serling
Editora: Record
Ano: 1994
Número de Páginas: 384

“Sem nenhum aviso prévio, uma parte da antepara violada partiu-se e caiu, com força explosiva, sobre o mergulhador inclinado. (...) Não saiu nenhum grito, apenas a onda de choque da brutal implosão do capacete de Nader, que os outros ouviram dentro de seus capacetes como o barulho de uma garrafa sendo espatifada. (...) A aparição continuava parada onde antes se situava a escotilha, mas já não mais com o rosto aterrorizado. Estava rindo deles. Sem nenhum ruído, mas de maneira inconfundível. (...)_ Nemo, SOS, SOS. Sofremos uma baixa e estamos subindo._ A aparição riu de novo. E desapareceu na escuridão.”

A Maldição do Titanic, obra de Robert Serling, é dividida em duas partes: o ano de 1975 e o ano de 1999. Como todos sabem, o transatlântico R.M.S. Titanic zarpou no dia 10 de abril de 1912, na Inglaterra, rumo à Nova Iorque nos Estados Unidos. Porém no dia 14 de abril de 1912, na quarta noite de sua viagem de estreia, o navio colidiu com um iceberg e afundou duas horas e meia depois. Sua vida foi tragicamente breve; sua morte, eterna.

Na primeira parte do livro, em 1975, fala de um ex-especialista do governo britânico em decodificação, chamado Derek Montague, que descobre que o Titanic transportava 34 caixas de ouro em sua fatídica viagem de estreia. Levando sua teoria para amigos oceanógrafos, e com a ajuda de um empresário multimilionário chamado Martin Lefferts, logo é montada uma expedição no navio Henry Morgan de caça ao tesouro do Titanic, lembrando que até esse momento, ninguém jamais havia encontrado o navio afundado. Mas a expedição de Lefferts encontra um destino fatal: fantasmas, aparições e estranhos fenômenos provocam falhas no equipamento; membros da tripulação dos dois submarinos usados morrem a quatro mil metros de profundidade. E outros sucumbem quando o navio Henry Morgan, enfrentando a mais estranha tormenta, parte-se em dois e afunda. A expedição de busca ao Titanic permanece em segredo até 1999.

O único sobrevivente desse naufrágio é justamente Derek Montague, resgatado do mar por um navio da marinha americana, cujo capitão era Roger Cornell. Alguns anos depois, a expedição do oceanógrafo Robert Ballard descobre os destroços do Titanic, sendo considerado o primeiro a encontrar o Titanic. Porém em 1999 (segunda parte do livro), Roger Cornell descobre que Montague sobreviveu à primeira expedição que encontrou o navio afundado há mais de 80 anos e que tentava resgatar secretamente os caixotes de ouro, sem sucesso.

O comandante Cornell então convida Derek, o oceanógrafo William Gillespie e o parapiscólogo Ben Henning a participarem de outra expedição em busca do ouro do Titanic, com a ajuda da marinha americana. Dessa vez, a expedição é mais bem sucedida; conseguem penetrar no interior do navio e retirar uma das caixas. Contudo, como da outra vez, fantasmas aparecem, mergulhadores se deparam com aparições dos tripulantes mortos do Titanic, um mergulhador morre, outro fica gravemente ferido. O parapsicólogo Henning e o Derek Montague têm ambos sonhos enigmáticos, como se voltassem no tempo, para a noite de 14 de abril de 1912. E quando tudo ainda estava “normal”, arma-se outra tormenta esquisita, e o navio-base é envolvido pela mesma aura esverdeada que atingira o Henry Morgan. Parece que os fantasmas do passado que habitam o Titanic querem preservar seu último bem comum – a sepultura no fundo do oceano.

O romance de Serling é repleto de fatos reais, cheio de suspense e de momentos tensos, que completam a trama fantasmagórica do livro. Adorei, uma leitura maravilhosa, não só pelas histórias de terror, mas pelos elementos históricos agregados sobre o gigantesco navio. As citações de tripulantes que realmente estavam no navio, que morreram ou não, até a citação do livro real Futilidade, do autor Morgan Robertson, que fala de um navio chamado Titan que colide com um iceberg em uma noite de abril, matando 1500 pessoas por não haver botes suficientes, só que escrito em 1898, catorze anos antes da tragédia do Titanic, são de arrepiar. Um verdadeiro tributo ao Titanic! Recomendo! Boa leitura!
comentários(0)comente



4 encontrados | exibindo 1 a 4



Publicidade


logo skoob beta
"A rede social é perfeita para amantes da leitura"

Blog do Curioso - IG