Filhos brilhantes, alunos fascinantes

Augusto Cury



Resenhas - Filhos brilhantes Alunos fascinantes


36 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Alesson 08/07/2014

"Filhos brilhantes, alunos fascinantes" (Editora Planeta, 2007, 143 páginas) é um livro de Augusto Cury, que é psiquiatra, psicoterapeuta e escritor. Ele passou 20 anos estudando o processo de construção de pensamentos. Seus livros são sempre assim, querendo incentivar e entender o pensamento humano. Tem como outras obras Treinando e emoção para ser feliz, 12 semanas para mudar uma vida e Superando o cárcere da emoção. Em "Filhos brilhantes, alunos fascinantes", é uma junção de muitas histórias, em que envolvem os filhos, alunos, professores e pais. A história começa com uma escola, titulada como Escola dos Pesadelos. Recebia esse nome, pois lá ocorriam brigas e ameaças. Os alunos eram agitados e não de respeitavam. Os professores estavam com medos e até alguns criaram traumas. Certo dia, um novo professor de física, chamado Romanov, aparece. Tinha como objetivo tranquilizar a escola, na qual era uma missão quase impossível, pelo ponto de vista dos professores. Romanov era calmo e muito sábio. Estava ansioso para o primeiro dia de aula. Um dos alunos, apelidado de Gigante, colocou o lixo para que o professor caísse. O pobre do professor caiu de cara no chão. Porém, algo surpreendeu a todos, pois ao contrário que muitos pensavam, ele ficou no mais puro silêncio. Depois perguntou quem havia feito aquilo e o jovem Gigante, se identificou. Romanov perguntou-lhe:- Filho, quem agride os outros é fraco ou forte? Ninguém soube responder. O professor utilizava o mesmo método de Sócrates, por meio de diálogos e perguntas. Surpreendiam a todos e faziam-lhes pensar. Disse que quem agredia era fraco, mas acreditava no potencial de Gigante. Com o tempo, ele foi conquistando e influenciando seus alunos. Até seus colegas de trabalho, começavam a adotar o mesmo método que ele. Romanov, começava sua aulas normais sobre a Física , mas depois mudava, pois existia uma diferença entre a Física na teoria e a Física de nós. Fazia com que todos fizessem um circulo, colocava música clássica e sempre contava uma história. Um de suas histórias mais emocionantes é a da garota Karen. Era uma garota linda, mas não valorizava seus cabelos, dizia que era feia. Tinha o sonho de ser pediatra, porém não se esforçava, não estudava, não lia. Vivia normalmente, porém um dia, enquanto brincava, teve tonturas. Foi diagnosticada com câncer. Não sabia o que fazer, e ao decorrer do tempo em que chorava, seu cabelo caía. Porém seus pais ajudaram-na a superar essa fase difícil em sua vida. Outra história envolvia a aluna Margareth, no qual a professora Sofia contou-lhe a vida do gênio Beethoven. A aluna, tirou uma nota ruim, e estava desanimada. Sofia, disse-lhe que o músico, adorava compor músicas, mas isso acabou lhe deixando surdo. Desesperado, e sem saber o que fazer, Beethoven aprendeu a ter calma e conseguiu dar a volta por cima e superar tudo. E assim, a cada capítulo, o livro nos trás várias experiências e aprendizados diferentes, que ocorrem em nossa vida. Ele tem uma linguagem fácil e bem estruturada.
comentários(0)comente



Carina 12/05/2014

superação
Todos vivendo suas vidas acreditando que está bom, estão bem.
So que a verdade é que a instituição de ensino está com sérios problemas para exercer o seu papel. Então vem um super professor com um projeto inovador para transformar um conformismo em uma atitude correta de incentivo e respeito deixando a escola exercer o seu papel de ensinar alunos a viver. E plantar coisas boas e necessárias ao sucesso.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Luana Alves 16/02/2014

Histórias para toda uma vida
Para quem gosta de pequenos contos com moral de história reais esse á um dos melhores que já cheguei a ler e viver, diversos exemplos de vida real que jovens devem carregar em si, construir e viver baseados nelas. Das diversas teve um em especial que me marcou e me arrancou lágrimas, sei que irei lembra-lá até o fim da minha vida, uma história digna de se contar, relembrar e passar adiante. Uma leitura fantástica que recomendo a todos que gostam de ler sobre a realidade juvenil.
comentários(0)comente



Klein 12/12/2013

Fascínio
Este livro chegou as minhas mãos através de minha mãe, uma colega de trabalho lhe emprestara dizendo que o livro era fascinante e que valia a pena ler.
Eu, já ouvindo falar do livro, logo o peguei e comecei a aprecia-lo, diferente de um best-seller de ficção, este livro deve ser lido sem muita pressa, pois o ritmo dele é lento, porém envolvente, a descrição do professor é hilariante e o estilo de Augusto Cury se assemelha a uma canção doce.
Augusto Cury sabe muito bem como nos prender sem ser maçante, ou pelo menos foi para mim.
Recomendo muito a professores, pais e alunos, porque Filhos Brilhantes Alunos fascinantes é como um sopro de alegria e tranquilidade numa vida agitada e perdida
comentários(0)comente



Iza cristina 07/11/2013

O que é necessário para ser um filho brilhante e um aluno fascinante? São perguntas como essa que o psiquiatra Augusto Cury irá lhe apresentar, responder e exemplificar em seu livro filhos brilhantes, professores fascinantes.

No decorrer da leitura podemos encontrar assuntos relacionados aos conflitos vivenciados por muitos jovens. Escrito em linguagem simples e em forma de ficção será apresentados historias de diversos jovens que tiveram suas vidas transformadas.

O professor Romanov (personagem central) teve uma grande missão que era ensinar em uma escola considera “a escola dos pesadelos”, por conta dos jovens serem rebeldes e cheios de conflitos. Esse professor teve que enfrentar muitos desafios, porém consegui penetrar na vida dos jovens que tinha inúmeros problemas, através de pequenos gestos, mostrando que pequenas atitudes podem transformar vidas.

No mundo em que vivemos encontrar jovens ansiosos, estressados, que sofrem por antecipação, que tem conflitos familiares, problemas e sintomas psicossomáticos é normal.
Segundo Cury em outros livros e palestras mesmo diz muitos jovens estão com a SPA, (Síndrome do pensamento acelerado), ou melhor dizendo o acesso de informações, trabalho, preocupação tudo isso influencia no nosso pensamento e na nossa maneira de viver.

Sonhos, projetos de vida, por exemplo, não fazem parte da vida de muitos jovens, por causa da alienação que é muito perceptível em muitos. A adolescência é um período complicado, com conflitos e descobertas . O mesmo pode-se dizer da juventude que vem depois da adolescência já que é um período onde nos tornamos adultos e temos que saber e lutar pelo que realmente queremos para a vida, construir nosso futuro e enfrentar os desafios com responsabilidade e coragem.

Porém nem todos conseguem, assim como também não é fácil. Com tudo isso ser um bom filho e um bom aluno também exige muito, mas não quer dizer que para ser respectivamente um bom filho e um bom aluno precisamos ser perfeitos, pelo contrário errar é humano, o importante é aprender com os erros e assim amadurecer para a vida e para o mundo.

Em algumas partes como o autor mesmo diz você irá se emocionar e refletir sobre a vida e o mundo em que vivemos. Não importa a sua idade, o importante é que você aprenderá um pouco sobre o mundo dos jovens e entenderá que para ser um bom filho e um bom aluno, basta ser humano e não deixar se entregar aos problemas, mas sim usa-los para se fortalecer e melhor a cada dia.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Jess Ribeiro 21/10/2013


O livro fala sobre a diferença dos jovens de hoje e daqueles de alguns anos atrás, mostrando como a geração atual esta calada, sem sonhos e se tornando cada vez mais consumista e procurando soluções fáceis, se tornando assim jovens emocionalmente frágeis e sem consciência critica.
Este romance apesar de ser baseado em uma historia real, é escrito como uma ficção, com a intenção de despertar a atenção dos jovens. Aqui conhecemos um professor chamado Romanov, um professor que depois de passar pelo trauma de um ataque terrorista que sofreu na escola de Beslan na Rússia volta a lecionar e é contratado pra dar aula na “escola dos pesadelos”, uma escola onde se trabalhar e estudar era um verdadeiro martírio. Mas Romanov apesar de ser um homem magro franzino e aparentemente tímido era um pensador e tinha grandes ideias, logo que chegou a escola passou por muitos problemas, sofreu ameaças, foi motivo de risos, achavam que ele era maluco e delirante, apesar disso o professor não se intimidou e desafiou seus alunos, os ensinava na pratica, mas também os ensinavam a pensar sobre vários ângulos, estimulava suas ideias.
Romanov ensinava seus alunos através da arte de perguntar assim como muitos pensadores, estimulava o raciocínio e a inteligência através de conversas e historias reais, e muitas vezes de pessoas conhecidas e algumas vezes usando experiências vividas pelos próprios alunos. Assim aos poucos os alunos foram abrindo suas mentes e aprendendo a lidar com seus sucessos e fracassos, a lutar pelos seus direitos e expressar sem medo o que pensam o que sentem. Também influenciou os professores os tornando mais motivados a dar aulas e a ter uma melhor relação com os alunos, causando assim uma grande revolução, devagar mais com mudanças significativas a “escola dos pesadelos” se transformou na escola dos sonhos.
Um livro pequeno e de fácil compreensão, mas que trata de assuntos de muita importância como bullyng, o comportamento atual nas salas de aula, a falta de dialogo com os pais, amor ao próximo, controle das emoções e a importância de ser ter sonhos e lutar para alcançar esse objetivo, são lições que podemos destacar e levar para vida toda.
Cury é um autor conhecido, é psiquiatra e grande pensador e através desse livro deixa mensagens de incentivo e sabe valorizar e reconhecer o trabalho dos professores, que é uma das profissões mais difíceis, mas não tão reconhecida como deveriam. Muitos professores precisam mudar suas atitudes não podem mais simplesmente dar a matéria e só, precisa conversar com os alunos, desafiar suas mentes, motiva-los, claro que não é fácil de se fazer isso quando os alunos tem estado tão desestimulados, mas não se pode deixar o aluno desistir e se tornar mais um adulto frustrado.
comentários(0)comente



Antonio Volnei 02/04/2013

FILHOS BRILHANTES ALUNOS FASCINATES
Nesta obra o autor mostra os conflitos vividos por alguns jovens, tanto dentro do ambiente escolar, como fora dele.
Já no primeiro capitulo vão sendo mostrados os conflitos que acontecem dentro de uma escola que de tantos problemas é conhecida como “ Escola dos Pesadelos”. Os alunos viviam agitados , não respeitando um ao outro ou mesmo os docentes.
Muitos professores se mostram ansiosos, deprimidos, devido ao clima criado na escola com alunos irritados e ansiosos.Os conflitos eram tão graves que muitas vezes a policia era acionada para conter as agressividades
Depois de muitos professores abandonarem a escola, chega até ela um novo professor..Baixa estatura,franzino, magro e aparentemente tímido.Em seu primeiro dia de aula o professor Romanov é derrubado por um dos alunos ao adentrar a sala de aula.
Sua reação, ao ver os alunos caírem na gargalhada, é de estremo silencio, o que acaba causando um certo constrangimento nos alunos que vão aos poucos ficando calados e constrangidos.Finalizada a gargalhada ele mostra aos alunos que é lutador de artes marciais e que não é qualquer um que pode derrubá-lo com atitudes tão pequenas e insignificantes.
A partir daí algumas transformações vão acontecendo na escola e nos alunos até chegar a atingir todos na escola com algumas atitudes que envolvem professores e alunos
A historia deste livro é bem simples e ao mesmo tempo interessante e cheia de ensinamentos que podemos adotar no dia a dia dentro e fora da sala de aula.
Não me compete contar aqui o restante da historia já que o intuito aqui é incentivar a leitura do livro e não fazer uma copia do mesmo. Deixo a você,leitor, a escolha para ler ou não esta obra que do meu ponto de vista vale a pena ser lido.
O livro tem uma linguagem fácil e os capítulos são muito bem distribuídos de forma a facilitar a litura
comentários(0)comente



marcuscarvalho2 22/03/2013

Um livro que enobrece a alma.
comentários(0)comente



Katharine 27/12/2012

Excelente livro, Cury é o mestre da reflexão, as histórias que ele conta te fazem pensar na vida, nas suas atitudes, em seus sentimentos. Suuuper indico para quem precisa "cair a ficha"
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Karol M. 22/11/2012

Filhos brilhantes alunos fascinantes
Filhos brilhantes alunos fascinante de Augusto Cury, foi o primeiro livro que li e pra ser bem sincera, gostei tanto desse livro, que terminei de ler no mesmo dia em que comecei, tem uma linguagem, simples e muito fácil de interpretar, emocionante e reflexivo este livro me deu um novo horizonte sobre o mundo, e me fez enxerga coisas que estavam ocultas.
Este livro é sensível, Há quem diga que foi escrito para crianças, então eu suponho que somente aquelas pessoas que conseguem sentir as emoções com a sensibilidade de uma criança será capaz de compreender, aprender, viver e se emocionar com está belíssima obra.
comentários(0)comente



Adrianny Gomes 21/11/2012

A desejar.
Foi o primeiro livro do autor Augusto Cury que tive a oportunidade de ler, e sinceramente, não achei nada de tão magnífico.
O problema não é a linguagem "básica demais" que muitos criticam, afinal é uma adaptação que deverá atingir primeiramente filhos e alunos. Mas esses exemplos de vida utilizados no correr do livro são bastante comuns para mim, não me acrescentou nada novo.
Não criticando o autor, que apesar da escrita ser simples mesmo, não deve ter escrito todos os seus livros na mesma linhagem. Não posso falar, pois como já disse, foi apenas a primeira obra que li.
Mas enfim, se eu precisasse dessa leitura para surgir dentro de mim um filho brilhante ou aluno fascinante, certamente nada teria mudado.
comentários(0)comente



Clara Mítia 21/11/2012

Filhos brilhantes Alunos fascinantes
Livro do Psiquiatra e Psicoterapeuta Dr. Augusto Cury, escrito com emoção e comprometimento, parece aerar o relacionamento entre filhos e pais, alunos e professores. Já dizia Renato Russo: "você me diz que seus pais não lhe entendem, mas você não entende seus pais"... Chegou a hora de pensar nisso, moçada!

(São Paulo, 08/08/2011)
comentários(0)comente



36 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3



logo skoob
"Uma ferramenta como essa pode certamente ser usada por professores para incentivar a leitura."

Jornal do Brasil