A Megera Domada

William Shakespeare



Resenhas - A Megera Domada


71 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Isa 12/11/2014

Como todo livro "A megera domada" não poderia ser diferente e divide opiniões. Das quais se permitem a franqueza pouco me importa, eu acredito que o leitor é único, não existe leitor igual. Ainda mais se tratando dessa obra de Shakespeare.

Eu a achei divertidíssima um tanto curto demais, poderia ter sido bem mais trabalhado mas nada que me tenha feito desgostar da historia.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Katherine 19/08/2014

Adorável Catarina

"Não me pergunteis jamais qual a roupa desejo vestir,pois não tenho mais gibões do que costas,mais meias do que pernas,mais sapatos do que pés."
-Pg 36

Sinopse:Batista é um homem rico que tem duas filhas. A mais velha, Catarina, é brava e briguenta, sempre espantando seus pretendentes. A mais nova, Bianca, é doce e gentil, atraindo para si muitos homens que desejam sua mão. Porém, para o azar de todos, o pai decide que Bianca só poderá se casar após Catarina ser desposada,costume da época. E todos perguntam: o que fazer para arrumar um marido para a diaba? Eis que chega à cidade Petrúchio, um homem rude e bem doido que aceita se casar com Catarina somente por seu dote. Louco de um modo bem peculiar, ele fará a megera passar por poucas e boas a fim de domá-la e no fim realmente consegue.

Então,esse é apenas o segundo livro de Shakespeare que leio,o outro foi Hamlet (caí de amores),o título A megera domada me interessou pela estória que conheci através da novela O cravo e a Rosa,que assisti na infância.
Há pouco o que se dizer sobre esse livro,bom,obviamente ele é cômico e sem papas na língua,nunca esperava ler três palavrões em uma mesma página de um livro de Shakespeare.Além disso a estória é bem amarrada.

Porém vi alguns pontos negativos,talvez meu jeito não se de bem com livros cômicos,mas o principal é a maneira como é abordada o jeito de ser de Catarina,no final do livro houve um discurso decepcionante de deixar as feministas ou até eu que não sou feminista,revoltadíssima.
Mas,bom,é Shakespeare então deixando de lado certas questões morais esse e todos os seus livros são incrivelmente excelentes.
comentários(0)comente



Eduarda 16/08/2014

A esposa submissa
Essa comédia romantica de William shakespeare, de 135 páginas, lançado em 1596.

Conta a história de uma megera que é vivenciada por Catarina, uma mulher arrogante e sempre de mal humor, filha de Batista e irmã de Bianca que era totalmente diferente dela e que estava passando por um drama. Bianca era cheia de pretendentes e um deles era Lucêncio um homem apaixonado por Bianca, mas Batista só permitia sua filha se casar após a mais velha. Hortêncio, um dos pretendentes de Bianca, muito esperto, encontra um bom partido para Catarina. Petrucchio,o pretendente de Catarina, interessou-se por Catarina pelo seu dote, ela concorda em casar-se com ele por causa da sua irmã. No final, Catarina fora domada pelo seu marido após ele dá lições a ela e essa parte é muito engraçado por que a megera fora domada.

Esse pode ser comparado com a sociedade, que faz uma imagem de que a mulher tem que ser totalmente submissa ao homem.
comentários(0)comente



Nati Coelho 12/08/2014

A Megera de Shakespeare
Catarina tinha a língua afiada e respostas rápidas. Afastando todos os pretendentes com sua brutalidade, ela não poderia abominar mais o casamento. E isso era o problema para sua irmã mais nova, Bianca, que só poderia se casar depois que sua irmã "megera" se casasse, para sua infelicidade, já que ficava então presa com seus professores dentro da casa.
Mas quando Lucêncio, um nobre, resolve fingir ser um simples cidadão para ensinar sua amada Bianca, e um plano para desposar a megera indomável vem à tona, Catarina terá que ser forte para não ser controlada por outro homem, mas sua esperteza poderá, de formas não convencionais, transformar Catarina em uma esposa decentes (pelo menos na época)

Preciso conversar com alguém sobre o livro, já que não consegui perceber se a estória possui algo por trás ou se é simplesmente algo que ofende os ideias feministas.
Mesmo engolindo o orgulho, a estória não tão interessante assim, traz algo não tão fora do cotidiano nem incomum, sendo estranho para Shakespeare, apesar de extremamente original. Concluindo, Shakespeare, vacilou. (pelo menos nessa estória)


site: http://leioreleio.blogspot.com.br/2014/08/a-megera-domada-tio-shakespeare.html
comentários(0)comente



Luciano Luíz 29/07/2014

SHAKESPEARE é genial.
A MEGERA DOMADA é uma peça que faz rir de forma inteligentíssima.

É a história de Petrúquio e Catarina.
Uma moça que tem uma irmã mais nova, e essa só pode casar, caso a mais velha também case.

Dessa forma, pretendentes que querem a todo custo a jovenzinha, Bianca, acabam por convencer Petrúquio a casar com Catarina, a megera.
Uma mulher grosseira que não acata nenhuma conversa de homem algum.
Nem de seu pai.

É um livro pequeno.
Mas cativante.
O melhor do conteúdo são os diálogos do casal.
Palavras estúpidas, ofensivas, engraçadas.
Um clássico que jamais será superado.


site: https://www.facebook.com/pages/L-L-Santos/254579094626804
comentários(0)comente



Shirlei 09/07/2014

A Megera Domada
Conta a história de Catarina, uma mulher que não pretende se submeter aos homens em função do casamento. Com sua língua ferina, afasta todos os pretendentes, deixando desesperada sua irmã Bianca que precisa esperar a irmã se casar para poder também escolher um pretendente. Até que surge Petrucchio, um grosseirão disposto a tudo para conquistar o dote de Catarina. Cheia de reviravoltas, a peça discute amor e casamento, tornando a obra atual até hoje.
comentários(0)comente



Kamy 25/06/2014

Surpresa
Muito escutei falar quando era menor, do grande Shakespeare, e de sua forma estranha porém muito verdadeira de relatar o "amor" este que é muito comum em textos, pinturas e outras muitas formas de expressão do sentimento mais temido e admirado pelo mundo.
A megera domada retrata o sentimento que nasce pela "persistência" sei que parece no minimo estranho, mas é lindo, e vale muito a pena ler.
Não vou me aprofundar no contexto, vou simplesmente me limitar a dizer, que é um livro singular, que acrescenta na vida, e que sem sombra de dúvidas será apreciado por muitas gerações.
comentários(0)comente



Estephanie 23/05/2014

A megera decepcionada.
A megera Domada é uma comédia de Shakespeare, que conta a história da megera Katherina e do debochado Petrucchio.
Não tem muito o que falar, Shakespeare tem uma linguagem cativante. A comédia é muito bem trabalhada, mas não gostei do final, esperei que a "peça" terminasse consolidando o que vi no decorrer da história. Enfim, me decepcionei.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Pollyana 08/03/2014

Um livro que me arrancou boas risadas, os diálogos inicias são bem divertidos e cheios de duplo sentido. Não gostei muito do final, apesar de admitir que foi o que era para ser, considerando-se a intenção da peça (desde o título).
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Bárbara 27/12/2013

A Megera Domada conta a história de Catarina, uma mulher que não pretende se casar achando que perderia sua independência e se tornaria submissa. Assim, ela afasta todos os que desejam se casar com ela de uma forma nada delicada, através de gritos e faltas de educação ela ganha fama de megera. No entanto, Catarina sente que desse jeito atrapalha a vida da irmã mais nova Bianca, que é o oposto da megera, meiga, delicada e gentil, pois seu pai, muito tradicional, só permitirá que a mais nova se case depois da mais velha.

Os pretendentes de Bianca, cientes da decisão do Sr. Batista Minola resolvem arrumar um pretende para Catariana, ai surge Petrucchio amigo de Hortêncio, um dos pretendentes de Bianca, que chega á Pádua a procura de uma noiva com bom dote para aumentar sua fortuna. Petrucchio ao saber da fama de Catarina e querendo ajudar o amigo resolve pedi-la em casamento disposto a domar a fera.

site: http://fontesdeilusoes.blogspot.com.br/2013/08/a-megera-domada.html
comentários(0)comente



Edmara 19/11/2013

A Fera Indomável.
Neste livro, retrata-se da história de Catarina, mais conhecida como fera, por colocar todos os pretedentes que aparecem para correr, mesmo passando da idade não pretende se casar e viver como dona de casa. Sua irmã mais nova, Bianca, romântica e sonhadora, pretende se casar e ter filhos, porém para ela se casar precisa primeiro que sua irmã Catarina se case. Uma história divertida, em enfase, a novela "O Cravo e a Rosa", foi baseada nesta história de Shakespeare.
comentários(0)comente



Michele Vieira 02/11/2013

Uma vez Catarina, outra vez Petrúquio: opostos se atraem?
Há muito tempo tinha o desejo de ler este romance, não por tratar de mais um que tem aqueles "blá-blá-blás" rotineiro e comuns em todos os livros que já lemos ou ouvimos falar por aí.
Não significa, com essa análise, que eu como leitora irei desde já julgar as obras dos autores, é apenas uma visão de alguém que ver a fantasia, mas não se entrega de vez as ilusões que o cinema adapta desses volumes...enfim, voltando a questão.
O livro 'A megera domada' é um dos clássicos mais lidos e procurados em todo o mundo, certamente por ter como escritor William Shakespeare - particularmente, era um excelente roteirista de teatro dramático e sensível romancista no que tange as razões do que é amor, ser amor e viver de sentimentos semelhantes a este, razão pelo qual nenhum ser humano vive sem ter passado por isto - neste conto, Shakespeare busca usar de métodos nada convencionais em atrair dois personagens tipicamente rudes, "indomáveis", intolerantes a palavras incoerentes. Catarina e Petrúquio, sejam assim ditos, são a própria forma do romance, são fogo e gelo, água e vinho, luz e escuridão, entretanto algo em comum atraem-nos: dominar sem ser dominado!
O que quero dizer deste conto é que sempre haverá em um relacionamento uma parte que possa transformar o companheiro(a) em alguém melhor e mais coerente, sem dogmas, nem "cabresto", pra que essa pessoa seja ela mesma, porém natural e sensível as coisas mais comuns e livres da vida.
Para concluir esta resenha deixo como questão um pequeno trecho da fala de Catarina:
"- Vamos, vamos vermes teimosos e impotentes. Também já tive um gênio
tão difícil, um coração pior. E mais razão, talvez, pra revidar palavra por palavra, ofensa por ofensa. Vejo agora, porém que nossas lanças são de palha. Nossa força é fraqueza, nossa fraqueza, sem remédio. E quanto mais queremos ser, menos nós somos. Assim, compreendido o inútil desse orgulho..."
comentários(0)comente



71 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5



logo skoob
"O sucesso do Skoob tem explicação. Além de ser uma ferramenta inédita em português, chamativa para leitores inveterados, o funcionamento do sistema é fácil."

A Notícia