A Arte da Ficção

A Arte da Ficção David Lodge


Compartilhe


A Arte da Ficção





David Lodge, um dos mais renomados romancistas de língua inglesa da atualidade, professor e autor de vários títulos sobre a literatura de ficção, reúne, em cinquenta deliciosos artigos, os principais tópicos relacionados à arte de contar histórias. Originalmente publicados nos jornais Independent on Sunday e Washington Post, estes textos falam com inteligência ao leitor comum, não apenas a especialistas e acadêmicos.

Ironia, divisão em capítulos, narrador não-confiável, epifania, coincidências, apresentação de personagens, romances experimentais – a arte da ficção é analisada sob estes e outros prismas, e cada tópico é ilustrado por passagens retiradas de obras literárias clássicas e modernas. Aliando suas habilidades de leitor e romancista, Lodge visita autores como Henry James, Jane Austen, James Joyce, J. D. Salinger, Virginia Woolf, Laurence Sterne, George Orwell e Edgar Allan Poe para oferecer um novo horizonte de apreciação literária, bem como para tornar acessível a todos a riqueza e a variedade da literatura.

Termos como “monólogo interior”, “metaficção”, “intertextualidade” e “polifonia”, por exemplo, são explicados com uma clareza pouco vista nas obras de crítica literária. Essas características fazem de A arte da ficção uma leitura essencial para estudantes, escritores iniciantes e qualquer pessoa interessada em entender como funciona a literatura. O leitor deste volume sairá melhor preparado para a fruição de livros de ficção e com um renovado amor pela leitura.

Didáticos / Técnico / Literatura Estrangeira

Edições (2)

ver mais
A arte da ficção
A Arte da Ficção

Similares

(10) ver mais
Aspectos do Romance
Aspectos Do Romance
Histórias sobre leituras
Como Ler Livros

Resenhas para A Arte da Ficção (4)

ver mais
Para poucos
on 25/6/09


Altamente didático. Diferente dos outros lançados recentemente que também buscam incentivar jovens escritores, este é bem mais técnico. É interessante saber o nome das técnicas utilizadas por tal e tal escritor. Pena o autor citar só escritores que escreveram em inglês, mas ele dá uma justificativa razoável para isso. Dos latinos, cita somente Gabo. A propagandinha dos livros dele, apesar de se encaixarem nos temas, ficou meio forçada, poderiam ser citados outros escritores mais conhec... leia mais

Estatísticas

Desejam90
Trocam1
Avaliações 4.1 / 133
5
ranking 40
40%
4
ranking 38
38%
3
ranking 20
20%
2
ranking 2
2%
1
ranking 0
0%

53%

47%

Ronnie K.
cadastrou em:
18/04/2009 12:28:56
j
editou em:
12/11/2018 15:15:03