A Bicicleta Que Tinha Bigodes

A Bicicleta Que Tinha Bigodes Ondjaki


Compartilhe


A Bicicleta Que Tinha Bigodes





Certo dia a Rádio Nacional de Angola promove um concurso e oferece como grande prêmio uma bicicleta para a criança que escrever a melhor história. Um menino resolve participar e vai correndo pedir ajuda ao seu tio Rui, que era escritor. O tal tio Rui não escreveu a historia para ele e o menino teve que escrevê-la sozinho. O resultado sai em forma de uma carta para o então presidente de Angola. Nesta corrida em busca de uma bicicleta com as cores da bandeira nacional de Angola, Ondjaki percorre todo o imaginário infantil dos bairros de Luanda da década de 1980 e o reflexo nas crianças de todo o processo político que passava o país naquela época - tem a Avó Dezanove, o Motorista Nove, que passou a Dez, o Camarada Mudo, o general Dorminhoco e a Isaura, uma curiosa menina que dava nomes de presidentes aos seus animais (gafanhoto Samora Machel, os sapos Fidel e Raul, o Gandhi e a 'Tatechér').

Edições (2)

ver mais
A Bicicleta Que Tinha Bigodes
A Bicicleta Que Tinha Bigodes

Similares


Resenhas para A Bicicleta Que Tinha Bigodes (8)

ver mais
Leitura fofucha
on 10/6/21


Comecei a ler esse livro porque minha irma mais nova estava lendo ele pra escola e nunca tinha ouvido falar. Além disso, eu adoro livros infantis e com esse não foi diferente. A história é leve, os personagens são uns amorzinhos e é retratada a realidade em países mais pobres da África, mas de maneira leve e sem imagens fortes, afinal é um livro infantil. O final não foi o que imaginei e no final sinto que valeu a pena? -?Eu pensei que a cor das pessoas estava na pele delas.? -?Não. A... leia mais

Estatísticas

Desejam24
Trocam1
Avaliações 3.8 / 146
5
ranking 25
25%
4
ranking 45
45%
3
ranking 21
21%
2
ranking 6
6%
1
ranking 3
3%

19%

81%

Déa Paulino
cadastrou em:
31/05/2012 00:26:04

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR