A Brincadeira

A Brincadeira Milan Kundera


Compartilhe


A Brincadeira





Milan Kundera ouviu de amigos o caso de uma moça operária que fora presa por roubar flores no cemitério e com elas presentar o amante. Aos olhos dele, surgiu "uma mulher para quem o amor e a carne eram mundos separados". Essa moça -- Lucie, no romance "vivia para suas inquietações pequenas e eternas". Seu caminho cruza-se com o de Ludvik, estudante que escreve um postal ironizando o dogmatismo comunista e é punido com anos de trabalho braçal. Depois ele tentará se vingar, num processo que dissemina perguntas: pode-se praticar a vingança quando a História anda tão rápido que um homem já não é hoje o que era ontem? Por que a revolução julga com tanta severidade as brincadeiras? Qual a relação entre desejo sexual e ódio? Seria a juventude a "estúpida idade lírica"?

Literatura Estrangeira

Edições (6)

ver mais
A Brincadeira
A Brincadeira
A Brincadeira
A Brincadeira

Similares

(16) ver mais
A Imortalidade
A Insustentável Leveza do Ser
Pessoas partidas
A Festa da Insignificância

Resenhas para A Brincadeira (28)

ver mais
on 28/5/10


Quando finalmente decidir ler o primeiro romance de Kundera, tinha certos pré-conceitos. Esperava um bom livro, porém nada que tirasse a respiração. E, vale a pena dizer, adoro quando estou errada sobre literatura. Como todo primeiro livro, não há tentativa de revolucionar os livros. Podem-se encontrar elementos que o autor rejeita em seus livros posteriores. Como as descrições de ambientes como a necessidade de contar a história do personagem para conhecê-lo. Obviamente isso não o f... leia mais

Estatísticas

Desejam146
Trocam11
Avaliações 4.1 / 780
5
ranking 38
38%
4
ranking 38
38%
3
ranking 21
21%
2
ranking 3
3%
1
ranking 1
1%

31%

69%

Mariana - @epifaniasliterarias_
cadastrou em:
03/01/2009 16:01:19
Nicky
editou em:
26/06/2020 15:32:46