A convivência na casa Espírita

A convivência na casa Espírita Jerri Roberto Almeida


Compartilhe


A convivência na casa Espírita


Reflexões e Apontamentos com Base nas Instruções de Allan Kardec




É necessário trazermos o pensamento espírita, em sua base kardequiana, para fortalecermos nossa socialização e união. Diríamos nas palavras de Kardec, no encontro com os espíritas de Lyon, que: "...esse banquete de amigos, meus mui amados confrades, como os ágapes de outrora, seja o penhor da união entre todos os verdadeiros espiritas." (Viagem Espírita de 1862)
Nesse trabalho, portanto, pretendemos estudar os relacionamentos humanos nos grupamentos espíritas, com seu foco sobre a qualidade dessas convivências. Para isso, fomos buscar nas observações do codificador, em seus vários escritos, instruções para nos guiar nessa delicada tarefa.

Edições (1)

ver mais
A convivência na casa Espírita

Similares


Estatísticas

Desejam1
Trocam1
Avaliações 4.8 / 6
5
ranking 83
83%
4
ranking 17
17%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

33%

67%

Valéria
cadastrou em:
09/01/2013 09:05:30