A Corporação

A Corporação Joel Bakan


Compartilhe


A Corporação


A Busca Patológica por Lucro e Poder




Ao longo dos últimos 150 anos, a corporação deixou sua relativa obscuridade e tornou-se a instituição econômica dominante do mundo. Joel Bakan, o eminente professor e estudioso canadense de Direito, defende que a corporação dos dias de hoje é uma instituição patológica, perigosa detentora de grande poder que emana sobre pessoas e sociedades.



Nesta revolucionária avaliação da história, do caráter e da globalização da moderna corporação, Bakan baseia sua premissa nas seguintes observações:



- O objetivo das corporações, definido por lei, é o de defender os próprios interesses econômicos impiedosamente e sem exceções, sem levar em consideração as conseqüências destrutivas que possam causar aos outros.

- A defesa desenfreada dos próprios interesses prejudica as pessoas, a sociedade e, quando se volta contra si mesma, até mesmo os acionistas, e pode levar à autodestruição das corporações, como revelaram os recentes escândalos de Wall Street.

- Os governos liberaram as corporações, apesar de sua personalidade falha, de restrições legais por meio da desregulação e garantiram-lhes ainda mais autoridade sobre a sociedade por meio da privatização.



No entanto, Bakan acredita que uma mudança é possível e propõe um programa a longo prazo de reformas concretas, pragmáticas e realistas por meio da regulação legal e do controle democrático.



Com entrevistas detalhadas com as importantes personalidades, como o ganhador do prêmio Nobel Milton Friedman, o guru do mundo dos negócios Peter Drucker e o crítico cultural Noam Chomsky, A Corporação é uma obra extraordinária de informação educativa e esclarecimento para estudantes, CEOs, ombudsmans, formadores de opinião, funcionários, eruditos, políticos etc.

Edições (1)

ver mais
A Corporação

Similares

(1) ver mais
O Poder

Resenhas para A Corporação (2)

ver mais
Bom!
on 26/8/09


Gostei desse livro, embora eu o tenha achado um tanto repetitivo. A idéia central, absolutamente verdadeira, é que legalmente as grandes corporações (sociedades anônimas) têm apenas um objetivo: o de auferir lucros para seus acionistas. De fato, não há nada além disso, portanto ninguém deve se iludir quando as empresas tentam parecer "boazinhas", jogando aquele velho papo da responsabilidade social e ambiental. Se o fazem, é porque o ganho de visibilidade aumenta os lucros, o que verda... leia mais

Estatísticas

Desejam13
Trocam1
Avaliações 4.2 / 37
5
ranking 51
51%
4
ranking 24
24%
3
ranking 19
19%
2
ranking 3
3%
1
ranking 3
3%

46%

54%

XXX
cadastrou em:
17/02/2009 12:30:04