A Ditadura Derrotada

A Ditadura Derrotada Elio Gaspari


Compartilhe


A Ditadura Derrotada (Coleção Ditadura #3)


O Sacerdote e o Feiticeiro




A ascensão do general Ernesto Geisel à Presidência da República, em 15 de março de 1974, tendo a seu lado o general Golbery do Couto e Silva no cargo de chefe do Gabinete Civil, marcou a volta ao poder dos dois militares que, dez anos antes, ajudaram a pavimentar o caminho que levou à implantação da ditadura no Brasil. Agora, eles voltavam para restabelecer o primado da Presidência da República sobre os militares.

Os dois generais já eram próximos desde antes do governo de Castello Branco (1964-1967), quando Geisel passou a chefiar o Gabinete Militar e Golbery fundou e dirigiu o temido Serviço Nacional de Informações (SNI).

Geisel recebeu a faixa presidencial de Emílio Garrastazu Médici, um general que entregara o poder a três ministros e conduzira-se como um árbitro. Era uma ditadura sem ditador. Geisel, pelo contrário, comandava minuciosamente o governo. Quando revogou o AI-5, em 1978, havia um ditador sem ditadura.

Quase a metade de A ditadura derrotada é dedicada a biografar os dois personagens principais da trama, originários da classe média gaúcha. Geisel era filho de um imigrante alemão pobre, e Golbery, neto de um prateiro de Rio Grande. Nas grandes divisões da primeira metade do século passado, Geisel simpatizava com Mussolini; Golbery, com a Revolução Russa.

A ditadura derrotada é um dos livros mais documentados da série de Elio Gaspari. O período narrado, com base em gravações que permaneceram inéditas por décadas, vai dos meses anteriores à posse de Geisel até o alvorecer de 1975. A documentação reunida pelo autor, graças ao Diário de Heitor Ferreira e à meticulosidade de seu autor, ex-assistente de Golbery e secretário particular de Geisel, guarda preciosidades como sua reação ao ser informado de que seria o próximo presidente: “Como é que se chega ao meu nome? Ora, porque fulano é cretino, sicrano é burro, beltrano é safado! Isso é jeito?”.

A ditadura derrotada compõe com A ditadura encurralada, quarto livro da série, um conjunto denominado O sacerdote e o feiticeiro. Os dois primeiros livros, A ditadura envergonhada e A ditadura escancarada, formam o conjunto As ilusões armadas. A ditadura acabada é o quinto volume, que encerra a coleção.

História / História do Brasil / Literatura Brasileira

Edições (3)

ver mais
A Ditadura Derrotada
A Ditadura Derrotada
A Ditadura Derrotada

Similares

(29) ver mais
Batismo de Sangue
 Infância Roubada
Para que não se Esqueça, para que Nunca Mais Aconteça
NOS PORÕES DA DITADURA

Resenhas para A Ditadura Derrotada (8)

ver mais
A conexão Mussolini
on 25/3/10


Neste terceiro tomo de sua epopéia, Gaspari apresenta as biografias do general Ernesto Geisel e do coronel Golbery do Couto e Silva e retoma a narrativa do regime militar desde a indicação pelo general Emílio Garrastazu Médici de Geisel como seu sucessor (já em janeiro de 1971, a se acreditar no general João Figueiredo) até o fiasco acachapante do partido da ditadura, a Arena (hoje PP) nas eleições de novembro de 1974, que dá o título a este volume, "A Ditadura Derrotada". Continuam a... leia mais

Estatísticas

Desejam192
Trocam2
Avaliações 4.2 / 320
5
ranking 44
44%
4
ranking 37
37%
3
ranking 15
15%
2
ranking 3
3%
1
ranking 1
1%

57%

43%

Paula Fabiana
cadastrou em:
03/09/2017 15:02:25
João Luiz
editou em:
04/05/2018 13:56:30