A Ditadura Encurralada

A Ditadura Encurralada Elio Gaspari


Compartilhe


A Ditadura Encurralada (Coleção Ditadura #4)


O Sacerdote e o Feiticeiro




Gaspari se tornou depositário de cinco mil documentos do Arquivo Golbery e do diário de Heitor Ferreira, secretário particular de Geisel, "o sacerdote", e de Golbery, "o feiticeiro" para escrever ´A ditadura derrotada´ - primeiro volume do tríptico ´O sacerdote e o feiticeiro´ - obra espetacular, já que trata de conversas e de assuntos cujo conteúdo nem mesmo os envolvidos sabiam. Num dos trechos mais importantes de ´A ditadura derrotada´ fica-se sabendo que Geisel, antes de ser empossado em fevereiro de 1974, ouviu do general Dale Coutinho que o "negócio" - a repressão à subversão - "melhorou quando começamos a matar", numa referência ao fim dos "confrontos armados" e dos "suicídios" suspeitos e ao surgimento da figura do "desaparecido". "Ó Coutinho", disse o futuro presidente, "esse troço de matar é uma barbaridade mas eu acho que tem que ser." Disse isso com a mesma simplicidade com que repeliu o golpe dentro do golpe, ao vê-lo se desenhando após a vitória da oposição nas eleições de 1974. "Pois não fizemos uma eleição? É isso e pronto!" O resto das revelações fica para esta grande obra intitulada A ditadura encurralada, novo volume de ´O sacerdote e o feiticeiro´, cobrindo até a demissão do general Sylvio Frota, em 1977, pá de cal no autoritarismo. .

História do Brasil / História / Literatura Brasileira

Edições (5)

ver mais
A Ditadura Encurralada
A Ditadura Encurralada
A Ditadura Encurralada
A Ditadura Encurralada

Similares

(30) ver mais
Batismo de Sangue
 Infância Roubada
Para que não se Esqueça, para que Nunca Mais Aconteça
NOS PORÕES DA DITADURA

Resenhas para A Ditadura Encurralada (7)

ver mais
A história oficial
on 25/3/10


"A Ditadura Encurralada", de Elio Gaspari, explora a contradição entre o suposto desejo do general Geisel de um acordo com a oposição para uma ditadura mais civilizada (em troca de uma reforma partidária e do esquecimento das torturas e assassinatos já cometidos) e sua cooperação continuada com a extrema-direita. Geisel sequer investigou as ameaças feitas a ele próprio e à sua equipe em panfletos anônimos, muito menos o atentado contra o bispo de Nova Iguaçu. Ou mesmo a bomba no qui... leia mais

Estatísticas

Desejam190
Trocam5
Avaliações 4.3 / 261
5
ranking 47
47%
4
ranking 36
36%
3
ranking 15
15%
2
ranking 2
2%
1
ranking 0
0%

57%

43%

Helena
cadastrou em:
06/01/2009 19:40:19
Vivi
editou em:
25/05/2016 17:50:46
Vivi
aprovou em:
25/05/2016 17:47:36