A Educação Sentimental

A Educação Sentimental Gustave Flaubert


Compartilhe


A Educação Sentimental (A Obra-prima de cada autor - Série Ouro #50)





A paixão lendária de Gustave Flaubert pela palavra precisa ofuscou o que ele próprio conseguiu com 'le mot juste'. Insistia que o tema não conta. Dizia que não há "temas bons ou maus..." Com 'A Educação Sentimental' (1870), Flaubert retorna ao realismo. Inicialmente a obra foi recebida com pouco interesse; no entanto, foi tida pelos críticos posteriores como modelo de análise dos costumes sociais, e equiparável à obra 'Madame Bovary'. O romance revela um fundo autobiográfico, no qual Frederico Moreau, personagem central, é uma evocação do próprio Flaubert jovem, com um painel social dos anos agitados da "monarquia de julho" de Luís Filipe que culminaram na revolução de 1848. Mostra o ruir das ilusões românticas, como em 'Madame Bovary', e, por outro ângulo, o panorama convulsionado da época. Ler 'A Educação Sentimental' é uma oportunidade pedagógica rara.

Literatura Estrangeira / Romance

Edições (9)

ver mais
A Educação Sentimental
A Educação Sentimental
A Educação Sentimental
A Educação Sentimental

Similares

(6) ver mais
Niels Lyhne
Ilusões Perdidas - Volume 1
Os Bordéis Franceses
A Confissão de um Filho do Século

Resenhas para A Educação Sentimental (5)

ver mais
on 20/2/20


Esse clássico é maravilhoso. Eu tinha um pé atrás com o Flaubert pois não gostei de Madame Bovary. Mas este romance me conquistou inteiramente.... leia mais

Estatísticas

Desejam174
Trocam9
Avaliações 3.8 / 182
5
ranking 30
30%
4
ranking 36
36%
3
ranking 25
25%
2
ranking 9
9%
1
ranking 1
1%

42%

58%

Fabiano
editou em:
04/09/2017 23:08:24