A Escrita ou a Vida

A Escrita ou a Vida Jorge Semprún


Compartilhe


A Escrita ou a Vida





Lançado em 1994, 'A escrita ou a Vida' são as memórias de um grande intelectual europeu - Jorge Semprún - sobre os anos que passou no campo de concentração de Buchenwald, durante a Segunda Guerra Mundial. Em 1963, vivendo na clandestinidade em Madri como dirigente do Partido Comunista Espanhol, Semprún escreveu o romance A grande viagem, uma primeira tentativa de contar Buchenwald. O segundo livro sobre o mesmo tema foi Que belo Domingo! , publicado em 1980. Mas o caminho da ficção não bastou. Em 1995, quando se comemoraram os cinquenta anos do final da guerra, Semprún retomou sua experiência, agora na forma de memórias-ensaio. A escrita ou a vida não é apenas uma crônica do horror nazista. É a visão de um rapaz, na época com dezenove anos, que já tinha uma bagagem intelectual incomum para a sua idade e que, por falar corretamente o alemão, pôde trabalhar na administração de Buchenwald. Neste livro, portanto, o autor apresenta um outro enfoque do universo dos campos de concentração. A escrita ou a vida é também um livro sobre a memória, cujos mecanismos Semprún percorre em zigue-zague, de 1945 a 1992, quando volta a Buchenwald pela primeira vez, para participar de um programa da TV alemã.

Mas em 1943, o autor era um apenas um jovem espanhol exilado em Paris, estudante de filosofia e militante comunista, quando foi preso pela Gestapo e deportado para o campo de Buchenwald. Durante dois anos sobreviveu como pôde às condições sub-humanas impostas aos prisioneiros do nazismo: a fome permanente, o frio brutal, as humilhações e os espancamentos infligidos pelos guardas SS.

Biografia, Autobiografia, Memórias / Política

Edições (1)

ver mais
A Escrita ou a Vida

Similares


Estatísticas

Desejam7
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.0 / 11
5
ranking 36
36%
4
ranking 36
36%
3
ranking 18
18%
2
ranking 9
9%
1
ranking 0
0%

51%

49%

Cassinha
cadastrou em:
13/07/2009 19:35:46