A galinha degolada e outros contos

A galinha degolada e outros contos Horacio Quiroga


Compartilhe


A galinha degolada e outros contos


Seguido de Heroísmos (Biografias exemplares)




O uruguaio Horacio Quiroga (Salto, 1878 - Buenos Aires, 1937) é um dos grandes autores latino-americanos, ombreando-se com Jorge Luis Borges, Juan José Morosoli, Lugones, Juan Carlos Onetti e Bioy Casares, alguns dos maiores escritores (e especialmente contistas) formados entre Montevidéu e Buenos Aires. Estes e outros grandes autores souberam criar uma literatura muito particular, na qual a temática urbana e o enigma do pampa se fundem, estabelecendo um estilo e uma abordagem peculiares e distintos de uma narrativa latino-americana mais festejada e exótica. Horacio Quiroga foi escritor e diplomata, tendo vivido uma existência dramática marcada pela tragédia, como a morte violenta do pai, o suicídio do padrasto, da primeira esposa, dos três filhos e, posteriormente, dando fim à própria vida.

Os contos selecionados e traduzidos pelo escritor Sergio Faraco refletem este lado sombrio de Quiroga. São contos densos, na linha de Poe e Dostoiévski, que demonstram que a miséria humana pode gerar magnífica literatura. Foi acrescentada à coletânea de contos a série Heroísmos – biografias exemplares, publicada na imprensa portenha e composta de pequenos textos sobre grandes aventureiros, escritores e cientistas, que conta com uma apresentação do escritor uruguaio Pablo Rocca, contextualizando a publicação dos artigos. Ao final deste volume, Sergio Faraco apresenta a vida e a obra de Quiroga.

Contos / Ficção / Literatura Estrangeira

Edições (1)

ver mais
A galinha degolada e outros contos

Similares

(4) ver mais
Contos de assombração
Los Desterrados
Contos Macabros
Histórias Para Não Dormir

Resenhas para A galinha degolada e outros contos (10)

ver mais
Ótimo prato de entrada para Quiroga
on 31/12/09


O escritor uruguaio Horácio Quiroga (1879-1937) teve uma vida marcada por várias tragédias. Quando criança, viu seu pai suicidar-se com um tiro. Alguns anos depois é o padrasto que suicida-se. Na juventude apaixona-se por uma jovem, mas o romance não prospera devido a oposição da família dela. Aos 24 anos, depois que dois de seus irmãos morrem, Quiroga mata acidentalmente um amigo com uma pistola e, desesperado, tenta o suicídio. Aos 29, quando era professor, namora uma aluna de 15 ano... leia mais

Estatísticas

Desejam25
Trocam2
Avaliações 4.1 / 152
5
ranking 37
37%
4
ranking 39
39%
3
ranking 20
20%
2
ranking 4
4%
1
ranking 0
0%

40%

60%

davidxlima
cadastrou em:
03/02/2009 13:00:49
Jenifer
editou em:
09/11/2019 14:53:01

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR