A Menina Morta

A Menina Morta Cornélio Penna


Compartilhe


A Menina Morta





Romance psicológico, introspectivo, intimista e misterioso... vários foram os termos utilizados ao longo do tempo para tentar conceitualizar a obra inclassificável de Cornélio Penna. Todos esses termos que acenam para o privilégio da subjetividade foram forjados, talvez, com o objetivo de contrapor esse escritor à literatura regionalista e social que imperava quando ele estreou. Trata-se, entretanto, justamente, da superação da subjetividade (e, conseqüentemente, da objetividade) em busca de uma sondagem originária do ser, vivida com todos os conflitos da carnalidade e da paixão: a esse caminho, contínua, solitária e verticalmente, o escritor se entrega, no movimento de realização de sua obra, fazendo dela a manifestação de uma luta existencial cujo fim sabe ser inalcançável. Se a angústia é o preço a ser pago por mergulho tão intenso, há que se acatá-la como o destino irrefutável da experiência humana ao se espantar diante dos mistérios da vida. Uma das prosas mais poéticas da tradição brasileira, a ficção de Cornélio Penna se caracteriza por uma construção a um só tempo unitária e mosaical.

Romance

Edições (4)

ver mais
A Menina Morta
A Menina Morta
A menina morta
A Menina Morta

Similares


Resenhas para A Menina Morta (3)

ver mais
Fenomenal
on 27/1/20


Nunca tinha ouvido falar desse livre e nem mesmo do autor, e qual não foi minha surpresa ao saber que ele é meu conterrâneo! Esse livro me foi apresentado com a indicação fortíssima de que o lesse, pois era maravilhoso. Leitura trabalhosa, principalmente por ter que ler no PC (as raras edições disponíveis estão proibitivas), mas MUITO válida! Um romance psicológico intenso, claustrofóbico, misterioso, com uma atmosfera (achei isso genial) totalmente gótica em um ambiente quente e ensol... leia mais

Estatísticas

Desejam54
Trocam1
Avaliações 4.7 / 27
5
ranking 64
64%
4
ranking 25
25%
3
ranking 11
11%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

48%

52%

Déh
editou em:
25/08/2017 09:53:26