A mise en scène no cinema

A mise en scène no cinema Luiz Carlos Oliveira Jr.


Compartilhe


A mise en scène no cinema


Do clássico ao cinema de fluxo




Esse livro oferece uma abordagem histórica, estética e crítica de um dos principais conceitos do vocabulário fílmico - a ideia de mise en scène. O autor investiga as origens teatrais do termo e sua aplicação na teoria cinematográfica, enfatizando o papel central que ela adquiriu nos anos 1950, quando se tornou ferramenta teórica da revista Cahiers du Cinéma. Depois de identificar a definição clássica da mise en scène, a discussão se desloca para as diferentes etapas de evolução e problematização do termo nas últimas décadas, culminando com a aparição das noções de cinema de fluxo e filme-dispositivo a partir do final dos anos 1990. É quando se reacende o debate, iniciado na segunda metade da década de 1960, sobre o possível 'fim da mise en scène' e sua substituição por outras estratégias conceituais. A obra procura articular a abordagem teórica à prática da análise fílmica. Para tanto, além de avaliar a mise en scène tal como aparece nos escritos clássicos (Rivette, Rohmer, Michel Mourlet, Alexandre Astruc) e do mais modernos ao século XXI (Jacques Aumont, David Bordwell, Stéphane Bouquet, Alain Bergala), analisa os estilos de encenação de diretores pertencentes a diferentes épocas e escolas estéticas, como Otto Preminger, Joseph Losey, Claire Denis e Hou Hsiao-hsien.

Edições (1)

ver mais
A mise en scène no cinema

Similares

(11) ver mais
Ensaio sobre a análise fílmica
Lendo as Imagens do Cinema
O documentário
Dicionario Teorico e Critico de Cinema

Estatísticas

Desejam10
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.5 / 12
5
ranking 67
67%
4
ranking 25
25%
3
ranking 8
8%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

69%

31%

Lennon
cadastrou em:
30/09/2014 14:14:57