A Pianista

A Pianista Marcela Costa


Compartilhe


A Pianista





Sorriu. Seu segredo fora descoberto, mas ainda havia muito que ninguém conhecia. O animal mostrando as garras afiadas e imensas como os dedos da pianista vibrava dentro dela, mais vivo do que nunca. Urrando, gritando com violência e com violência rasgando-lhe as entranhas vermelhas. E nesse momento Bárbara sentiu os olhos sendo furados numa cólera de Édipo que nem ela própria podia prever ou conter. As lágrimas começaram a correr incessantes, ela não queria chorar, não queria chorar. Mas era o pranto dos bárbaros, dos fortes, um choro de independência adiada e nunca atingida.

Contos

Edições (1)

ver mais

Similares


Estatísticas

Desejam
Informações não disponíveis
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 0 / 0
5
ranking 0
0%
4
ranking 0
0%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

0%

0%

Vania Rohem
cadastrou em:
19/06/2018 16:21:30