A Rainha dos Funerais

A Rainha dos Funerais Madeleine Wickham


Compartilhe


A Rainha dos Funerais


Um ombro amigo, uma mão na sua carteira...




Fleur Daxeny possui o talento de entrar de penetra em funerais à caça de milionários a quem pode conquistar, limpar a conta bancária e descartar. Mas, dessa vez, as coisas não saem exatamente como o planejado.

“Você provavelmente já ouviu falar de Sophie Kinsella, um dos nomes mais importantes da literatura contemporânea. Mais de 40 milhões de exemplares vendidos em 60 países consagraram Kinsella como a rainha absoluta do gênero em que escreve. O que você talvez não saiba é que essa trajetória brilhante começou um pouco antes de o pseudônimo Sophie Kinsella existir, quando a autora assinava suas obras com seu verdadeiro nome. Como Madeleine Wickham, a inglesa escreveu seis romances, entrando para a lista de mais vendidos logo na estreia, um sucesso imediato tanto de crítica quanto de público. A autora reafirma sua versatilidade e seu brilhantismo com narrativas completamente diferentes das que escreve como Sophie, mais ácidas, irreverentes, porém igualmente apaixonantes.

Em A rainha dos funerais ela explora a vida de Fleur Daxeny, uma mulher viciada em chapéus de grife, cartões de crédito ilimitados e homens ricos. Nem anjo nem demônio, a bela e sedutora heroína se esforça para sustentar seu estilo de vida. Que melhor local para garantir a próxima conquista do que num funeral? Afinal, um recém-viúvo está sempre precisando de um ombro amigo. Parecia o plano perfeito... exceto que seus interesses materiais entram em conflito com os do coração ao conhecer Richard Favour, um homem doce e amoroso, ainda tentando superar a morte da esposa. Fleur se flagra desejando ser mais que uma amiga para ele. O único problema é a conta bancária de Richard...

Em A rainha dos funerais, com um texto envolvente e inebriante tendo como cenário a maluca década de 1990, Madeleine Wickham brinca com as nuances da psique humana de cada personagem e de suas idiossincrasias, e nos faz refletir sobre a maneira como nos relacionamos, o perpétuo idealismo em justaposição com a sólida realidade, sem jamais perder de vista que, por trás da montanha de desespero, a esperança sempre continua a brilhar.” - Carina Rissi

Chick-lit / Ficção / Literatura Estrangeira / Romance

Edições (1)

ver mais
A Rainha dos Funerais

Similares

(1) ver mais
The Gatecrasher

Resenhas para A Rainha dos Funerais (47)

ver mais
Raso!
on 31/1/21


Recebi esse livro do clube de romance da Carina Rissi e me surpreendi por ter vindo na caixa, pois já no início a autora (Sophie Kinsella) avisa que é um livro diferente dos outros livros dela, pois foi escrito há algum tempo... Ou seja, não tem a cara dos romances dela (só aí, já dá para se preocupar). O livro tem um ótimo enredo, mas não soube ser explorado. A história da golpista que no fim de apaixona pela "vítima" tinha tudo para agradar, mas não foi dessa vez! O livro traz alg... leia mais

Estatísticas

Desejam25
Trocam1
Avaliações 3.0 / 117
5
ranking 5
5%
4
ranking 32
32%
3
ranking 45
45%
2
ranking 15
15%
1
ranking 3
3%

1%

99%

Jacqueline
cadastrou em:
23/01/2021 13:04:14
Flávia
editou em:
17/03/2021 17:58:44