A Secretária de Borges

A Secretária de Borges Lúcia Bettencourt


Compartilhe


A Secretária de Borges





Nesta reunião de contos, A secretária de Borges , Lúcia Bettencourt homenageia escritores consagrados, como Jorge Luis Borges e Kafka. São textos que utilizam a própria literatura como matéria. No conto que dá nome ao livro, Borges, já cego, é ajudado por uma secretária que começa a interferir nas histórias. Já em O inseto , a autora inverte a angustiante situação criada por Franz Kafka em uma de suas novelas mais famosas; e, em Os últimos dias de Marcel Proust , narra as vésperas da morte do escritor francês, às voltas com os personagens a que sua memória deu vida. A secretária de Borges tem imaginação, estilo e consistência. Imaginação porque as tramas, quase sempre engenhosas - ainda que em diferentes níveis de complexidade -, se solucionam com desenvoltura. Estilo porque a linguagem, rápida e direta, é bem tecida, sem frouxidões e revela a busca pela palavra exata e pela expressão o mais funcional possível. E consistência porque os personagens (por sinal, quase sempre mulheres) se impõem com diálogos, pensamentos e sensações que se desenvolvem naturalmente. Um livro que encanta tanto pelas histórias atraentes quanto pela escrita apurada de Lúcia.

Opinião do Leitor:



Kátia / Data: 27/10/2007

Conceito do leitor:



Leitura de bom gosto

É um livro que apresenta uma riqueza de palavras. Leitura cativante. Um prato cheio para os apreciadores de contos.

Saiu na Imprensa:



Jornal do Brasil / Data: 4/11/2006

Histórias rondam universo de autores

Homenagem a Jorge Luís Borges em contos premiados pelo Sesc



Dúlio Gomes



A secretária de Borges (Prê­mio Sesc de Literatura 2005) faz desabrochar um desempe­nho criativo apreciável. E um conhecimento do território li­terário pouco comum a estreantes. É claro que o fato de Lúcia ser formada em Literatu­ra pela UFRJ e dar aulas na Fa­culdade Notre-Dame, em Yale, confere a autora mais munição do que uma simples estreante poderia ostentar. De qualquer forma, suas histórias têm mais expressividade lúdica do que propriamente viés professoral.



Num dos contos, o escritor argentino Jorge Luís Borges, já cego, dita seus textos para uma secretária pouco visível na história. Ele não percebe de imediato, mas essa secretária mo­difica, pouco a pouco, os textos ditados. E modifica para me­lhor, a ponto de causar nele, uma incomoda inveja literária. Borges é o narrador: "(...) ela melhorara minha obra, polira uma aresta, aperfeiçoara. Ca­lei-me, e continuei calando nas outras vezes. As correções se multiplicavam. E, a partir de certo momento, já não ocor­riam apenas nos trechos que não me satisfaziam. Eu termi­nava um dia de trabalho, satis­feito com os resultados obtidos e, no dia seguinte, percebia que o que me havia deixado satis­feito já não existia, substituído por um texto invariavelmente melhor que o meu, mais novo, mais resplandecente..."



Também roçando o realis­mo mágico, O inseto mergulha no universo de Kafka. O autor não está presente, mas a bara­ta, sim, e todo um processo de metamorfose. O encontro ini­cial da autora com a barata, no elevador, é seco e remete, também, à A paixão segundo GH , de Clarice Lispector.



Os três últimos dias de Mar­ceI Proust brinca com o seu me­morialismo intrincado do autor francês e descreve sua agonia, cercado pelos personagens de seus livros. Logo no início da história, o famoso bolinho ma­deleine vira um croissant. O cli­ma é sofisticado e convincente­mente proustiano.



A cartomante vira os holofo­tes para o Brasil e homenageia Machado de Assis. Os demais contos se desprendem da inspiração puramente literária e incorporam o dia-a-dia comum. Um dos jurados do Prêmio Sesc de Literatura, Marco Polo Guimarães, justificou o seu vo­to que premiava os originais deste A secretária de Borges com a seguinte frase: "Este é um livro que tem imaginação, estilo e consistência."

Edições (1)

ver mais
A Secretária de Borges

Similares

(1) ver mais
O Regresso

Estatísticas

Desejam3
Trocam1
Avaliações 4.0 / 22
5
ranking 36
36%
4
ranking 36
36%
3
ranking 18
18%
2
ranking 9
9%
1
ranking 0
0%

35%

65%