À Sombra das Torres Ausentes

À Sombra das Torres Ausentes Art Spiegelman


Compartilhe


À Sombra das Torres Ausentes





Único autor de quadrinhos a ganhar o Prêmio Pulitzer, Art Spiegelman, ficou conhecido por sua visão ímpar sobre o Holocausto em "Maus". Depois de um longo período trabalhando com ilustrações para capas de revistas, histórias breves e livros infantis, À Sombra das Torres Ausentes é o primeiro livro de quadrinhos lançado por Art desde "Maus". Indignado pelo Atentado de 11 de Setembro e traumatizado com a política de George W. Bush após a tragédia, o artista volta aos quadrinhos para tentar entender e explicar o que se passava com os americanos. No dia anterior aos ataques, 10/09, Art e sua mulher, Françoise Mouly, editora de artes da revista The New Yorker, matricularam a filha numa escola situada aos pés do World Trade Center. Quando viram na televisão a primeira torre ser atingida pelo avião, foram desesperados ao encontro de Nadja e conseguiram encontrá-la pouco antes que a outra torre desabasse, por detrás deles. Em seguida, correram para pegar o outro filho, Dashiell, na Escola das Nações Unidas. Essa experiência angustiante está retratada em detalhes no livro. Assim como em "Maus", Art, trata magistralmente do impacto de traumas da história contemporânea em sua vida pessoal. Mas vai além de sua experiência pessoal e faz uma reflexão sobre as razões e os desdobramentos dessa tragédia que permitiu ao governo americano justificar uma guerra contra o Iraque e que vitimou quase 3 mil pessoas. O formato escolhido para as pranchas é o mesmo das primeiras histórias em quadrinhos publicadas em jornal no fim do século XIX. Foi nessas despretensiosas e velhas tiras que o artista encontrou alívio depois de 11/09. Por isso na última parte do livro ele incluiu um imperdível "Suplemento de Quadrinhos" com alguns clássicos, como Happy Hooligan, Krazy Kat, Little Nemo...

Literatura Estrangeira

Edições (1)

ver mais
À Sombra das Torres Ausentes

Similares

(2) ver mais
Breakdowns
Bordados

Resenhas para À Sombra das Torres Ausentes (4)

ver mais
Fantástico
on 10/3/09


Quem gostou de Maus vai achar À sombra um pouco diferente, e até confuso as vezes. Acho que Art percebeu o quanto é dificil contar uma história sua através dos quadrinhos. Dificil não imaginar o que o pai dele diria sobre tudo isso. Eu li o livro todo em menos de 30 minutos. É um trabalho gráfico mais moderno e elaborado do que Maus, mas muito mais filosófico e intrigante. ... leia mais

Estatísticas

Desejam86
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.0 / 86
5
ranking 40
40%
4
ranking 35
35%
3
ranking 19
19%
2
ranking 5
5%
1
ranking 2
2%

50%

50%

Helena
cadastrou em:
01/02/2009 02:04:04
Débora
editou em:
04/02/2018 05:30:04