A Vida Como Ela É...Em 100 Inéditos

A Vida Como Ela É...Em 100 Inéditos Nelson Rodrigues


Compartilhe


A Vida Como Ela É...Em 100 Inéditos





A vida como ela é... dispensa maiores apresentações. Já nos anos 1950, quando estrearam, essas histórias de ciúme, obsessão, dilemas morais, inveja, desejos desgovernados, adultério e morte atraíram os leitores, tornando-se um grande sucesso. De lá para cá, a popularidade dos contos de Nelson Rodrigues só fez aumentar com as inúmeras adaptações que sofreram, passando das páginas do jornal a programa de rádio, fotonovela, filme, peça de teatro e até série de televisão. Tamanho era o sucesso da coluna que, em 1961, o próprio autor fez uma seleção de cem contos para publicar em livro, incluindo ali narrativas que ficaram célebres, como A dama do lotação e A coroa de orquídeas, entre outras.

Agora, nesta nova reunião, comemorativa do seu centenário, tentamos escolher textos tão expressivos e representativos de A vida como ela é... quanto os da primeira coletânea. E todos inéditos em livro. Aqui o leitor terá oportunidade de conhecer cem outros contos, que garimpamos nos dez anos de publicação da coluna no periódico Última Hora, inclusive o primeiro da série: O homem do cemitério. A natureza dessas histórias é visceral, elas partem do comezinho, mas se amplificam num humano profundo, oscilando entre o desespero e a graça todas com a sutileza e a inteligência de um grande escritor e, sobretudo, comunicador. Leitura imperdível. Batata!

Contos / Literatura Brasileira

Edições (2)

ver mais
A Vida Como Ela É...Em 100 Inéditos
A Vida Como Ela É... Em 100 Inéditos

Similares

(15) ver mais
A Vida Como Ela É...Em 100 Inéditos
A Vida Como Ela É...
Pasquim - Volume 2
A Vida Como Ela É... Em Série

Resenhas para A Vida Como Ela É...Em 100 Inéditos (8)

ver mais
100 contos e muita canalhice!
on 7/1/14


Nesses 100 contos de Nélson Rodrigues ha muita traição, safadeza e crimes passionais. Alguns contos são trágicos, outros são cômicos, outros são ambos! Da metade para o final o livro tornou-se (para mim) um pouco cansativo pois o autor "bate sempre na mesma tecla". Surpreendi-me pelo fato desses contos terem sido publicados em jornais de 1950 a 1962 aproximadamente! Devo supor que NR retratou a sociedade na qual vivia, mas por outros livros que li dessa época e por relatos de pessoas... leia mais

Estatísticas

Desejam64
Trocam5
Avaliações 4.0 / 164
5
ranking 37
37%
4
ranking 32
32%
3
ranking 25
25%
2
ranking 5
5%
1
ranking 1
1%

37%

63%

Londongui
cadastrou em:
13/09/2012 20:43:58
Guilherme Wagner
editou em:
14/02/2019 03:21:43