A Vida Sexual de Catherine M.

A Vida Sexual de Catherine M. Catherine Millet


Compartilhe


A Vida Sexual de Catherine M.





O que faz com que uma respeitada crítica de arte decida abrir publicamente, com inédita crueza e sem qualquer máscara, os detalhes de sua movimentada vida sexual? Catherine descreve como depois de perder a virgindade aos 18 anos, começou sua carreira de serial lover, transando com vários homens ao mesmo tempo em lugares variados, clubes privados, à beira de estradas, bancos públicos, além de casas particulares , ela viveu fartamente o que se poderia chamar de sexo pelo sexo , ou seja o sexo sem qualquer tipo de vínculo sentimental - o sexo numérico, consecutivo, anônimo, sem preâmbulos, sem romance, puro prazer. Suas descrições de cenas sexuais são precisas, quase distanciadas. Catherine faz amor com a mesma naturalidade com que respira. O livro alinha não só descrições minuciosas de seus muitos e ocasionais amantes com fotos também pouco reservadas.

Erótico

Edições (2)

ver mais
A Vida Sexual de Catherine M.

Similares

(5) ver mais
História de O
História de O
Coma de 4
Sexta Picante

Resenhas para A Vida Sexual de Catherine M. (16)

ver mais
on 31/1/12


De forma nua e crua, a crítica de arte, Catherine Millet, expõe a vida sexual e, em certa extensão, social que a França lhe proporcionou. Para quem está acostumado a ler livros de temática erótica, eles normalmente se dividem em duas categorias, ou o lirismo de Lawrence, ou a exposição perturbadora de Sade. Esse livro não se encaixa em nenhum dos dois. A autora relata em sua biografia todo o desenvolvimento sexual de uma forma que beira o clínico e, ao invés de alguns autores, se... leia mais

Estatísticas

Desejam56
Trocam20
Avaliações 3.1 / 255
5
ranking 15
15%
4
ranking 22
22%
3
ranking 35
35%
2
ranking 21
21%
1
ranking 9
9%

25%

75%

Euflauzino
cadastrou em:
31/01/2009 21:10:33
Wilson Nunes
editou em:
28/03/2016 18:18:13

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR