Ângulo de guinada

Ângulo de guinada Ben Lerner


Compartilhe


Ângulo de guinada





“Ângulo de guinada” é um livro de poesia incomum. Mescla de reflexão filosófica sobre a mercantilização do espaço público, prosa sobre o valor da arte contemporânea, sequências líricas e poesia experimental.

Ben Lerner – um dos mais criativos autores de sua geração – investiga o destino do espaço e do discurso públicos, e como as tecnologias de visualização – fotos aéreas em especial – criam em nossa cultura uma imagem de si própria; uma imagem espetacular.

Lerner faz parte de uma geração assombrada pela ideologia da Guerra ao Terror. Política, tecnologia e a construção de discursos e imagens são temas urgentes que não escapam ao olhar nada previsível deste instigante artista.

“O PRIMEIRO CONSOLE DE JOGOS foi a chama domesticada. Os videogames contemporâneos permitem selecionar o ângulo desde onde se vê a ação, inspirando uma sucessão de massacres escolares. Os novos jogos, que usam pequenas pinceladas para simular o reflexo da luz, resultam quase incompreensíveis para os jogadores mais velhos. Em nossos simuladores, abstraímos os aviões com a esperança de manipular o voo como tal. Os macetes, códigos secretos que transformam o personagem em invisível ou rico, alteram o clima ou permitem pular de fase, são para o videogame o que a prece é para o mundo real. As crianças, chegada a hora, tentarão aplicar os macetes ao mundo fenomênico. Pressione para cima, para baixo, para cima, para baixo, esquerda, direita, esquerda, direita, a, b, a, para que saia o sol. Esquerda, esquerda, b, b, para manter-se aquecido.”

Poemas, poesias

Edições (2)

ver mais
Ângulo de guinada
Angle of Yaw

Similares

(1) ver mais
Meia-noite e vinte

Estatísticas

Desejam1
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 3.7 / 3
5
ranking 0
0%
4
ranking 67
67%
3
ranking 33
33%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

40%

60%

Julyana
cadastrou em:
12/01/2016 20:20:42