Angústia

Angústia Graciliano Ramos


Compartilhe


Angústia





Marco do romance moderno brasileiro, Angústia é a expressão máxima do embate, entre a subjetividade do escritor e a realidade objetiva é sempre opressora, que se revela na figura de um pequeno funcionário e sua consciência de condenado à mediocridade.
Escrito em ambiente de desassossego e intrigas, em plena repressão do governo Getúlio Vargas, Angústia reflete o desconforto do autor com a situação de insegurança em que vivia. "Falta-me tranqulidade, falta-me inocência, estou feito um molambo que a cidade puiu demais e sujou ", pensa o narrador. Graciliano foi levado preso pouco depois de revisar as últimas páginas do livro.

Literatura Brasileira / Romance / Ficção / Literatura Brasileira / Romance

Edições (28)

ver mais
Angústia
Angústia
Angústia
Angústia

Similares

(32) ver mais
São Bernardo
Inércia
Nota de Corte
Delirium

Resenhas para Angústia (215)

ver mais
Corda no bolso, o dedo coça.
on 6/9/20


Precisei(e ainda preciso) pensar bastante sobre Angústia. Uma viagem que não termina ao fim do livro, uma história cíclica. Mais uma vez Graciliano, assim como outros modernistas da segunda fase, usa o regionalismo, o realismo e o cotidiano brasileiro para conversar sobre(e criticar) as realidades socioeconômicas e culturais da época, naquele momento à beira de um golpe de Estado e Ditadura Vargas. Acompanhamos Luís num fluxo de consciência dos mais pesados com os quais já tive contat... leia mais

Estatísticas

Desejam688
Trocam26
Avaliações 4.1 / 3.397
5
ranking 43
43%
4
ranking 34
34%
3
ranking 17
17%
2
ranking 4
4%
1
ranking 2
2%

31%

69%

Helena
cadastrou em:
15/03/2019 09:32:54
Ariela
editou em:
09/02/2020 19:11:44