Aos poucos, o fim

Aos poucos, o fim Tiago Moralles


Compartilhe


Aos poucos, o fim





Este livro fala de fragmentos amargos.
Pequenas histórias de vidas que estão desacontecendo.
A sociedade, as pessoas, as relações, os gestos, os pensamentos. Tudo está em constante amolecimento, escoamento e desaparecimento.
Como diria Saramago "de degrau em degrau, vamos descendo até o grunhido.", até o nada.
O tempo é oxidante.
"O tempo destrói tudo".
O fim é irreversível.

Contos / Literatura Brasileira

Edições (1)

ver mais
Aos poucos, o fim

Similares


Estatísticas

Desejam1
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 3.2 / 5
5
ranking 20
20%
4
ranking 20
20%
3
ranking 40
40%
2
ranking 0
0%
1
ranking 20
20%

57%

43%

Luan Henriques
cadastrou em:
28/12/2016 01:16:55

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR