Apátridas

Apátridas Alejandro Chacoff


Compartilhe


Apátridas





Uma narrativa de personagens sem lugar no mundo, uma reflexão poderosa sobre família, desterro, violência e dinheiro, no coração de um Brasil retratado de forma nova e surpreendente.

Depois de passar a infância na Filadélfia, o narrador de Apátridas retorna com sua mãe e irmã ao Centro-Oeste brasileiro. Numa pequena cidade do Mato Grosso, ele vai travar contato com sua família materna, principalmente seu avô, José, que fez fortuna como dono de cartório. A sombra do pai ausente, um homem de moral duvidosa, parece estar em tudo. À medida que acompanhamos as histórias do clã, somos enredados numa prosa que vai e vem no tempo, sem nunca perder a intensidade.

Nesse primeiro romance, Alejandro Chacoff não idealiza; ao contrário, desdramatiza. Num Brasil violento e indiferente, cujo vazio das planícies é também o vazio histórico e de narrativas, ele busca os matizes da memória e constrói um romance inesquecível.

Este é, sobretudo, um livro sobre um pai e um país. Ambos pouco confiáveis, ambos incapazes de cumprir suas promessas. O primeiro é o pai do narrador; o segundo, o Brasil do fim dos anos 1980 e início dos 90. […] Desse vazio imenso, Alejandro Chacoff extrai o ouro de seu livro de estreia. A condição de quem se vê jogado na periferia do mundo o comove; os sonhos e as frustrações de seus personagens são também os dele, o que é outro modo de dizer que não há uma linha escrita sem empatia. ― João Moreira Salles

A riqueza da imaginação é o solvente que nos permite elevar a memória pessoal a um panorama vívido, e poucos livros recentes demonstram isso como esse romance de estreia de Alejandro Chacoff. Ao mesmo tempo crônica familiar e testemunho das engrenagens profundas de um país colonizado e condenado ao atraso, no qual o dinheiro e a burocracia são a matéria-prima das relações afetivas e sociais, Apátridas nos arrasta em seu encadeamento de detalhes nítidos e sugestivos. ― Daniel Galera

Ficção / Literatura Brasileira / Romance

Edições (1)

ver mais
Apátridas

Similares


Resenhas para Apátridas (1)

ver mais
10 CONSIDERAÇÕES SOBRE APÁTRIDAS, DE ALEJANDRO CHACOFF OU SOBRE DEUS E O DIABO NA TER
on 13/4/20


1 - Há certa esterilidade nas almas e nas paisagens de Apátridas, um vazio que paradoxalmente parece preencher seu narrador-protagonista com angústias e incompreensões de uma alma que parece tentar ler um mundo sem grandes lógicas, um mundo em que o dinheiro o controla de acordo com o recheio dos envelopes de seu avô. É com isso também um romance em busca de identidade, uma busca de alguém que parece não encontrar seu lugar no mundo; 2 - Tal busca, tal tentativa de encontro consigo ... leia mais

Estatísticas

Desejam22
Trocam1
Avaliações 3.8 / 12
5
ranking 15
15%
4
ranking 62
62%
3
ranking 23
23%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

41%

59%

Jenifer
cadastrou em:
11/02/2020 20:14:19