As benevolentes

As benevolentes Jonathan Littell


Compartilhe


As benevolentes





Um ex-oficial nazista se reinventa anos após a guerra. Um intelectual versado em literatura e filosofia esconde um passado sombrio e monstruoso. As benevolentes coloca um espelho frente à humanidade, e o leitor não consegue se desviar de seu reflexo. Neste épico histórico, Eichmann, Himmler, Heydrich — até o próprio Hitler — desempenham papel fundamental.

Considerado pela crítica o "novo Guerra e Paz", As benevolentes tornou-se fenômeno de vendas e já é visto como um clássico da literatura contemporânea. Para se ter ideia da repercussão da obra na França, Jonathan Littell chegou a ser comparado a Tolstói pelo jornal Le Monde.

Profundo e arrebatador, As benevolentes trata dos horrores da Segunda Guerra Mundial sob a ótica do carrasco. São as memórias de Maximilien Aue, jovem alemão de origem francesa que, como oficial nazista, participa de momentos sombrios da recente história mundial: da execução dos judeus, as batalhas no front de Stalingrado, a organização dos campos de concentração, até a derrocada final da Alemanha.

Aue, no entanto, não tem somente lembranças de guerra. Vivendo anonimamente na França, onde administra uma tecelagem, ele se recorda também de sua deturpada relação com a família. Seu relato compõe um livro impressionante, assombrado tanto por sua fria meticulosidade quanto por seu delírio insano. Através dos olhos de Aue, o leitor é levado a vislumbrar o mal de uma forma jamais imaginada.

Prêmio da Academia Francesa 2006

Prêmio Goncourt 2006

Literatura Estrangeira / Romance

Edições (2)

ver mais
The Kindly Ones
As benevolentes

Similares

(33) ver mais
The Diary of a Young Girl: The Definitive Edition
Os Colegas de Anne Frank
Anne Frank, Uma Biografia
Os Sete Últimos Meses de Anne Frank

Resenhas para As benevolentes (88)

ver mais
Lista de Livros: As Benevolentes, de Jonathan Littell
on 23/12/13


“Rastejamos por muito tempo nesta terra como uma lagarta, à espera da borboleta esplêndida e diáfana que carregamos dentro de nós. O tempo passa, a ninfose não chega, permanecemos larva, constatação aflitiva, o que fazer? O suicídio, naturalmente, continua sendo uma opção. Mas, para falar a verdade, o suicídio não me atrai muito. Pensei nisso, claro, durante muito tempo, e se tivesse de recorrer a ele, eis como agiria: apertaria uma granada contra o peito e partiria numa viva explosão ... leia mais

Vídeos As benevolentes (2)

ver mais
[Experiência de Leitura] As Benevolentes de Jonathan Littell | Mari Dal Chico

[Experiência de Leitura] As Benevolentes de J

As Benevolentes, de Jonathan Littell

As Benevolentes, de Jonathan Littell


Estatísticas

Desejam432
Trocam3
Avaliações 4.4 / 397
5
ranking 61
61%
4
ranking 27
27%
3
ranking 8
8%
2
ranking 3
3%
1
ranking 1
1%

41%

59%

Helena
cadastrou em:
18/02/2009 15:01:17
Jenifer
editou em:
11/10/2019 19:08:06

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR